Selecção natural com oxigénio activo

pod challenge comer cápsulas detergente engolir tide youtube

Alerta tendência: as cápsulas de detergente da roupa são o snack do momento.

É o The Pod Challenge e é um atentado à existência da nossa espécie.

Anda aqui uma pessoa a ver se entra na linha com a comida, a sonhar com porcarias como batatas fritas e massas à tonelada. A assumir a cobiça pelas montras das pastelarias e a rogar pragas às pessoas que publicam fotografias de pratos deliciosos diariamente nas redes sociais.

E os miúdos do Youtube pelo mundo fora, fazem o quê? Comem cápsulas de detergente como se de rebuçados se tratassem. Consta que é um dos desafios que andam aí na berra e é tão surreal que custa a acreditar que é verdade.

Se estão a ler este post, fica o aviso: se querem viver, por favor, não façam isto. É dum perigo imenso!

Não consigo compreender muito bem se perverteram o conceito de detox ou se nasceram acéfalos.

A culpa é dos pais, dirão alguns, porque deram liberdade a mais aos petizes. Eu, enquanto pessoa íntegra e enquanto mãe, não digo senão que isto é um disparate. A minha filha tem ano e meio e sabe perfeitamente que não pode mexer nos armários da cozinha. Tem, até certo ponto, noção do risco e do perigo.

Claro que, mesmo assim, tenho de a supervisionar. Mas, estando neste mundo há uns míseros 18 meses, pouco sabe desta vida. Daqui a uns anos (poucos), espero que tenha aprendido tudo aquilo que eu (e qualquer adulto no seu juízo) ensina às crianças sobre segurança e prevenção de acidentes.

Não acredito que, de alguma forma, algum pai pudesse incentivar os filhos a ingerir detergente ou qualquer outro produto tóxico.

O facto é que nos últimos meses, segundo fontes noticiosas um pouco por todo o mundo, aumentou drasticamente o número de “acidentes” relacionados com a ingestão de venenos reportados aos centros anti-venenos.

A parte pior desta má notícia – depende do ponto de vista, vá – é que, pasmem-se, não é na faixa etária abaixo dos 5 anos que tem sido verificado este fenómeno. São os adolescentes quem figura na lista em maior peso.

Não acredito que um adolescente não saiba que um produto de limpeza não é um alimento e não será propriamente inócuo para o organismo. Não acredito que meta um destes produtos à boca involuntariamente.

Quem faz este “challenge” não tem swag, não é fixe. É só estúpido.

E já que há quem faça figuras tristes, não dá para entender por que é que as plataformas onde os vídeos são publicados não os censuram. Será que o lucro que têm justifica tudo? Não estará na altura de se meter a ética ao barulho e alguém tomar a decência de limitar a publicação e difusão destas ideias de jerico?

Eu já achava extremamente parvo que mergulhassem em banheiras cheias de massa chinesa ou fizessem da canela em pó o lanche da tarde. Mas isto é todo um novo nível de idiotice desmedida.

Já que os meninos que são mediáticos não têm a noção de que o que fazem tem consequências (mesmo que eles não as vejam, porque pouco lhes interessa se algum miúdo que os segue imitou o que fizeram e correu mal), não estará na altura de discutirem e legislarem formas de lidar com estes comportamentos e penalizá-los?


Related Posts

Nem tudo o que parece é – A “Marianinha”

Todos sabemos de histórias sobre a miséria alheia. Todos temos um vizinho ou conhecido cuja história é conhecida e infeliz: ou é maltratado, ou esforça-se mas não tem retorno, por vezes é doente, entre outras possibilidades. Não serve de nada termos pena porque não é […]

Blogs Portugueses – é de deixar a vista turva

Agora apeteceu-me cortar na casaca de alguém. Sou mesmo ruim, eu. Como não tenho mais nada que fazer, cá vou eu de ser ‘vejosa (ah, não, queriam!), que já sei o que a casa gasta e que vai aparecer alguém com os cotovelos a jeito. […]



Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.