huaweimates

Há algumas semanas, contei-vos que tive a oportunidade de testar uma das últimas novidades da Huawei, o smartphone Mate S, e fiquei apaixonada. O mercado está repleto de opções, e quem procura modelos de topo, deve ter atenção a uma série de detalhes. Neste post, irei partilhar convosco a minha experiência de utilização e as especificações do telemóvel. Quando comparado com modelos concorrentes, creio que se pode dizer que dificilmente há como ultrapassar a relação qualidade/preço do Mate S e que, apesar de ser um modelo algo dispendioso, é muito melhor do que outros na mesma linha de preços e até mais caros. Têm dúvidas? Depois do que vos vou dizer, estejam à vontade para comparar as opções óbvias no Google.

Não irei dedicar muitas palavras a descrever como é bonito, porque já o tinha feito assim que o recebi. Caso queiram rever as minhas primeiras impressões, podem fazê-lo neste post. Apesar de ser maior do que estou habituada, consegui adaptar-me a ele na perfeição. O peso também é bastante aceitável. Para quem habitualmente utilizava um Huawei Ascend G300 e um Y530, posso dizer-vos que a mudança foi drástica. Já eram telemóveis que precisavam de um upgrade, é certo, e tendo em conta que eram de linhas mais acessíveis, imaginem a diferença. É um sonho utilizar um smartphone que não congela nem trava uma única vez e que corre mil e uma aplicações ao mesmo tempo, sem aquecer nem um bocadinho!

Como se não bastasse a rapidez e fluidez, existem vários bónus. Com o telemóvel bloqueado, se desenharmos determinadas letras (M para Music, W para Meteorologia, C para a Câmara, …), iremos abrir directamente as respectivas aplicações. Há, também, a tecnologia Fingerprint 2.0, que serve para tarefas como desbloquear o telemóvel, utilizar determinadas aplicações mais rapidamente ou realizar certos comandos como desligar o alarme despertador. Num registo semelhante, também tem Knuckle Control 2.0, que serve para fazer capturas e outras acções com os nós dos dedos.

2015.11.30_00.22.12
O meu irmão, com cabeça de tigre porque… Porque só vos queria mesmo mostrar que não há ruído!

A câmara deixa mexer manualmente numa série de opções e tem modos e filtros para todos os gostos. Tem um processador de imagem à altura das máquinas fotográficas normais. Gostam de selfies e de todos os filtros especiais que certas aplicações conferem? Aqui, está tudo condensado só na câmara. A lente traseira tem 13MP e flash “normal” e âmbar, para que as fotos nocturnas fiquem com um aspecto menos frio. A câmara frontal também tem flash, e uma lente de 8MP. Ambas permitem captar fotografias panorâmicas. Conseguem tirar fotografias quase em qualquer ambiente sem qualquer tipo de ruído.

O som também é especial, já que este smartphone tem 3 microfones em vez de um. A qualidade de som é óptima, e posso dizer-vos que fiz chamadas com muito ruído à volta (obras e vento) sem qualquer perturbação. A nível das colunas, conseguem ouvir até cerca de 3/4 do volume possível (que já é muuuito alto!) sem qualquer ruído. Não aconselho o volume máximo, essencialmente por questões de saúde e segurança.

Quanto à autonomia, mesmo que tenha sempre os dados móveis ligados e utilize apps de alto consumo energético, dura-me, no mínimo, um dia. De contrário, funciona mais de dois dias sem problema nenhum. É impressionante, tendo em conta que estava habituada a baterias que duram menos que um dia sem recarga.

No que toca às especificações, aqui ficam as “entranhas” do Mate S:

  • Altura – 149.8mm
  • Largura – 75.3mm
  • Peso – Cerca de 156g (já com a bateria incluída, que não é amovível)
  • CPU – Hisilicon Kirin 935, Octa core (4*2.2GHz + 4*1.5GHz), 64-bit
  • SO – Android 5.1 + EMUI 3.1
  • ROM: 32GB/64GB/128GB
  • RAM:3.0GB
  • PVP – 699,90€

Resumindo e concluindo: fiquei apaixonada pelo Mate S e vai ser muito difícil regressar aos antepassados, também da família Huawei. O Natal está aí à porta, e eu gostava muito de ter um menino destes no meu sapatinho. Aposto que vocês também!

Eu vidrada no Mate S, na Benetton on Canvas, no Chiado. Acompanhada da Jael e da Ana.
Eu vidrada no Mate S, na Benetton on Canvas, no Chiado. Na companhia da Jael e da Ana.

14 comments on “Tudo Sobre o Huawei Mate S”

Deixar uma resposta