reversefrench

Após os estágios desde ano, fiquei com vontade de fazer uma série de experiências nas minhas unhas. A de hoje, foi o que podem ver na fotografia: manicure francesa ao contrário. Penso que é este o nome!

Já há algum tempo que queria tentar fazer algo do género, mas faltavam-me os recursos (leia-se umas quantas “bolinhas” autocolantes de remendar folhas de dossier). Ontem, quando fui às compras, lembrei-me de passar pela secção de papelaria e trouxe o que precisava. As tais “bolinhas” permitem-nos deixar as meias-luas das unhas por pintar com muita facilidade.

Como quero que as minhas unhas permaneçam com a pintura intacta por uns dias, utilizei os produtos de qualidade do costume: o primer Primetime, a base Bonder e o topcoat Sec’nDry (ainda não falei dele com detalhe, mas não tardo a publicar a minha opinião!) da Orly. O verniz vermelho é o Colorstay da Revlon na cor Delicious.

As pessoas com quem lido no dia-a-dia têm-me perguntado o que é que fiz às unhas para estarem tão crescidas (costumo tê-las rentes), especialmente depois de ter utilizado verniz gel. É muito simples: em primeiro lugar, não é suposto o verniz gel danificar as unhas. Depois, não fiz nada de especial. Não apliquei nenhum produto (não tive paciência para tal) e só tenho o cuidado de limar as unhas semanalmente e manter as mãos e cutículas hidratadas.

Ainda não sei qual vai ser a próxima fase: se me mantenho com unhas naturais ou se experimento acrílico; que cores/efeitos utilizo.

Aceitam-se sugestões!

1 comment on “”

Deixar uma resposta