amos sem sexo perguntas e respostas histórias

A resposta de hoje da TAG das 28 Perguntas e Respostas Sobre Amor é respectiva à pergunta:

Conseguirias estar numa relação sem sexo?

Bem, o sexo é bom, mas não é tudo e, para mim, está longe de ser o mais importante de uma relação. É muito importante, sim. É importante que um casal mantenha intimidade e sexualidade.

A sexualidade não é só o sexo.

É tudo o que há de bom, a troca de mimos, os afectos. Ocorre-me responder a esta questão de várias formas.

Se era capaz de estar num relacionamento onde a minha companhia não quisesse ter relações sexuais por motivos religiosos/culturais? Respeito imenso quem toma essa decisão, mas não é algo que queira para mim.

Se era capaz de iniciar um relacionamento com uma pessoa que, por motivos fisiológicos, não pudesse ter relações sexuais? Quero acreditar que sim.

Partindo do pressuposto que estamos a falar/pensar num relacionamento sério, há que pensar que ao longo da vida muitas coisas podem acontecer.

Espera-se que tudo corra pelo melhor, mas há acidentes, doenças e, por vezes, até o próprio envelhecimento pode ser um entrave ao sexo. Especialmente nestes cenários, há que procurar alternativas.

No que dependesse de mim, sim, seria possível estar num relacionamento sem sexo. Por muito que custasse, penso que há coisas bem piores. Perder a minha companhia seria muito pior.

Na minha opinião, o sucesso de uma relação passa por estarmos disponíveis para o outro seja em que circunstâncias for, desde que o outro pense na mesma medida e haja respeito mútuo.

Quem gosta, cuida em qualquer altura da vida.

6 comments on “Amor sem “amor”?”

    • Ora bem, e ouve-se cada história! Conheço uma situação de um casamento entre pessoas de religiões/culturas diferentes que não funcionou lá muito bem. Ela era católica, casaram-se pela Igreja. Pouco depois, o casamento foi anulado. Não houve núpcias para ninguém e o senhor só queria saber dos pés da esposa.

      Beijinhos

  1. Concordo com tudo o que disseste 🙂

    O sexo é muito importante sim, não só pela parte carnal/satisfação mas porque solidifica a ligação entre duas pessoas. Faz parte de uma relação.
    No entanto, claro que há sempre entraves e situações inesperadas, principalmente em relações a longo prazo… não falo só da impossibilidade física de o fazer, mas é muito difícil manter a chama acesa e há alturas que não “apetece” devido a determinados problemas, sejam físicos ou emocionais. Na minha opinião, quando se consegue ultrapassar isso tudo e fazer com que as coisas resultem, já se passou a fase de “infatuation” para o amor 🙂

    É cheesy eu sei. Mas é fofo ^^

Deixar uma resposta