schwarzkopf professional essensity tinta pintura coloração cabelo capilar sem amoníaco review resenha opinião

Estou a atravessar uma fase em que quero o melhor para o meu cabelo sem comprometer a sua saúde.

Todas vocês sabem das minhas aventuras capilares e do meu pavor a cabeleireiros. Raramente fico satisfeita, e até há pouco tempo pensava que se era para fazer asneira, mais valia fazer tudo sozinha, em casa e sem prejuízo.

Percebi que devia mudar de atitude e optar antes por procurar o melhor.

Gosto de ser independente, mas tenho de reconhecer que cada pessoa tem as suas valências e as minhas não passam por dar tesouradas no cabelo.

Tinha cortado o cabelo pela última vez no final de Julho, antes das férias, e estava contentíssima porque finalmente tinha o cabelo saudável ao fim de tanto tempo a pagar as consequências das atrocidades que fiz há mais de um ano.

Só ultimamente é que comecei a sentir necessidade de voltar ao cabeleireiro para a manutenção do corte.

Não pelas pontas, que apesar de tudo ainda estavam apresentáveis, mas porque o corte a direito já não estava muito certo e com o comprimento actual, ao natural corria o risco de me assemelhar a uma vassoura.

Andava a adiar, e a adiar, e a adiar a minha visita ao cabeleireiro e a tarefa da coloração. Os motivos foram vários: os cabeleireiros da minha confiança não ficam perto de mim, e tenho pavor dos que desconheço.

Marquei e desmarquei a minha vez em três sítios diferentes (nenhum deles propriamente barato) porque as primeiras coisas que ouvia da parte dos profissionais, quando lhes dizia que queria deixar o cabelo crescer ao natural, era algo do género “Já pensou em fazer uma escova progressiva? E fazer um bob bem curto?”.

Escusado será dizer que… Não, não confio o meu cabelo a pessoas assim. Para além disso, a parte da coloração pode ser (é, digo) penosa quando temos o couro cabeludo sensibilizado e na iminência de passar por uma crise da maldita psoríase.

Decidi arriscar tudo quando surgiu um convite da Schwarzkopf Professional para experimentar a coloração Essensity (já conhecia os produtos de manutenção há algum tempo e merecem um post específico por serem fantásticos, especialmente para quem tem cabelo seco/frisado/encaracolado).

A experiência foi realizada com a Liliana, formadora da Schwarzkopf Professional, e pude deixar de parte os meus receios porque conseguimos comunicar lindamente desde o início! Primeiro, foi feita a coloração Essensity.

Por sugestão da Liliana, experimentei o preto 2.2 (costumo utilizar o 1.0), azulado. Aspectos importantes a reter deste passo: a coloração não gerou qualquer desconforto (muitas vezes, costumo sentir algum ardor no couro cabeludo – dependendo das marcas, linhas e tons), e é desprovida de amoníaco e outros agentes agressivos.

O cheiro é bastante agradável e pelo que pude perceber tanto do que vi ao espelho como pelo que senti, a textura assemelha-se à de uma máscara hidratante (na verdade, na sua constituição tem óleo de marula).

Na lavagem, depois do tempo de pose, foram utilizados outros produtos da linha Essensity (dos quais falarei em breve, porque já tinha experiência de utilização anteriormente e merecem um post à parte).

O resultado final da cor foi exactamente o que queria: preto, muito preto, brilhante. O cabelo não ficou ressequido, como acontece com outras colorações. Nem azul!

Era possível efectuar o corte de cabelo, pelo que aproveitei. Tentei explicar o que pretendia (que não sou nada boa nestas coisas), e creio que a Liliana teria percebido mesmo que eu não tivesse dito nada.

No comprimento, cortou o mínimo dos mínimos. Depois, escadeou ligeiramente o cabelo (para ganhar volume de maneira uniforme quando está ao natural) e cortou uma franja lateral muito discreta. Tal e qual o que eu queria!

Fiquei muito satisfeita com a experiência, prometo trazer-vos novidades sobre a coloração assim que existirem (e o tal post da linha Essensity) e só tenho pena que, infelizmente, a Liliana não trabalhe por perto porque assim continuo a ter as minhas idas ao cabeleireiro muito condicionadas. Obrigada, Schwarzkopf!

3 comments on “Mudança Essensity”

    • Hello, I would really like to be able to tell you but unfortunately I do not know where she works anymore 🙁 Back then, I know she worked for Schwarzkopf Professional in Sacavém but she also had her salon in Oporto. I am sure you will find a great hairdresser, though 🙂 Good luck!

Deixar uma resposta