chubby stick clinique beauty uk posh pout revlon just bitten review resenha swatch opinião blog beleza beauty maquilhagem makeup

O velhaco do resfriado que passou por mim venceu os bálsamos e manteigas labiais de tal forma que fiquei com a pele muito mal tratada. Até abrir a boca é uma empreitada dolorosa.

Podia usar glosses coloridos, podia, mas tendem a escorrer e a acumular onde não devem e depois é um sarilho de tão feio que fica.

Estes chubby sticks são uma espécie de bálsamos com cor (substancialmente mais hidratantes que os Baby Lips).

São uma espécie de híbrido entre o batom, o gloss e o bálsamo.

chubby stick clinique beauty uk posh pout revlon just bitten review resenha swatch opinião blog beleza beauty maquilhagem makeup

Tenho um de cada “raça”, tenho três, como podem ver na imagem, e só agora, na hora H, é que consegui decidir de qual deles gosto mais.

No domínio das cores, imperaria a lei do mais barato e relativamente funcional, e que se danem as marcas.

O Posh Pout da Beauty UK deixa algo a desejar, porque apesar de ser bem pigmentado a variedade de cores é muito menor que a dos Just Bitten Kissable (que são, realmente, stains e ganham a léguas aos outros dois na duração e intensidade da cor) da Revlon e que a dos Chubby Sticks da Clinique.

Com os lábios em mau estado, consigo concluir que quem ganha a batalha da hidratação são os Chubby Sticks da Clinique. Não é, sequer, comparável o efeito e o conforto a longo prazo, sendo que os outros dois deixam os lábios a repuxar ao fim de algum tempo.

A minha carteira não se sente lá muito ofendida no meio desta história. Quer dizer, não acho que a diferença entre o Posh Pout e os Just Bitten justifique investir nos primeiros, e entre os Just Bitten e os Chubby Sticks vai uma diferença de 10€. É questão de se ponderar o que pretendemos do produto.

Nas condições em que estou, para o que preciso, optaria sem pestanejar pelos Chubby Sticks.

Mas também adoro os Just Bitten, noutras circunstâncias. O melhor seria mesmo utilizar só uma boa manteiga labial até melhorar, mas quem é que consegue viver sem cor?

Pelo andar da carruagem, terei de trazer mais Chubby Sticks para fazerem companhia ao filho único que por cá mora.

4 comments on “Chubby Sticks”

Deixar uma resposta