Quando chegamos às meias estações, acontece sempre um fenónemo bizarro em que saímos à rua e encontramos pessoas todas descascadas, de calções e chinelos, e outras todas encasacadas, como se estivéssemos no pico do Inverno.

É estranho, ninguém gosta de assumir que, eventualmente, vai parar a um dos extremos, e creio que há uma questão que passa pelas cabeças de todos nós a dada altura: a partir de quando é que é aceitável sair à rua com a roupa da estação seguinte?

Eu sou da opinião que não vale a pena ser mais papista que o Papa. Ainda por cima, actualmente, as estações do ano parecem estar “diluídas” e todos os dias é o salve-se quem puder. Não podemos confiar nas previsões meteorológicas, porque sai sempre tudo ao lado. Sabemos que se levarmos o chapéu de chuva, não vai chover. No dia em que o deixarmos em casa, apanhamos uma molha dos diabos.

O melhor é, na minha opinião, não fazer grandes planos quanto ao que se vai vestir durante a semana e procurar compor a toalete por camadas. Assim, não corremos o risco de vestir a mais nem a menos. Não passamos frio e, se tivermos calor, é só tirar o agasalho, echarpes, o que for preciso. Ninguém precisa de calçar autênticas pantufas em Outubro, mas creio que não é o fim do mundo se nos apetecer calçar algo como umas botas de cano alto.

É como em tudo: o importante é ter bom senso e ser feliz!

Deixar uma resposta