fazer unhas

Ora cá está uma parte de nós com que nos devíamos preocupar mais do que nos preocupamos: as unhas.

Elas que deveriam andar sempre lavadinhas e fora da boca, andam muitas vezes fora do sítio.
Desenganem-se os homens que andam cá pelo blog se acham que este post é só para meninas, pois é na ala masculina que encontramos uma percentagem maior de roedores de unhas.

Toda a gente deveria ter certos cuidados básicos com as mãos e unhas:

  • Lavar as mãos e as unhas com sabonete frequentemente nunca fez mal a ninguém. Ah, e existem escovinhas próprias para lavar bem as unhas e tirar tudo o que for porcaria. Em último caso (agh, agh, isto é tão feio!), podem usar um palito;
  • Depois das lavagens, convém hidratar. Eu diria que este passo deve ser feito, pelo menos, de manhã e à noite. Não é preciso grandes festivais, há bons cremes a preços muito acessíveis. Podem usar o Creme Nívea ou o Alantoíne da Nally, por exemplo, que são excelentes;
  • Para quem tem unhas amarelas, é possível melhorar. Este problema costuma acontecer ou porque fumamos ou porque usamos vernizes de cores fortes, como o vermelho. Assim, deixar o tabaco é uma boa opção. Quanto a vernizes, a gente já fala! Para dar cabo do amarelo, deitem água oxigenada, limão ou água com gás numa tacinha e mergulhem lá as unhas por cerca de 10 minutos. Vão repetindo o ritual e vão ver que as vossas unhas ficam com melhor aspecto;
  • Cerca de uma vez por semana, dependendo da velocidade a que crescem as vossas unhas, devem dar uso ao corta-unhas e/ou à lima. Nunca se cortam as unhas muito rentes e atenção às unhas dos pés, cujos cantos merecem especial cuidado para que não fique nada encravado! Quanto às limas, devem usá-las sempre no mesmo sentido, ou correm o risco de lascar as unhas;
  • Se as unhas partirem, nada de usar supercola! O melhor é mesmo cortá-las todas por igual;
  • Pelo amor de Deus, não roam as unhas. Ajuda se vos falar sobre a quantidade de porcaria e bicharada que levam à boca de cada vez que as roem? E se vos lembrar o que é a dor de roer mais do que deviam?

Quem só gosta dos tratamentos básicos, a história fica por aqui. Sucede que a maior parte de nós, meninas, gosta de trabalhar mais um bocadinho para ter unhas vistosas.

[Meninos vaidosos e preocupados: A Risqué lançou há pouco tempo vernizes especiais para homem, como podem ver aqui. Não, não são brilhantes! Estes vernizes servem apenas para dar às unhas uma camada de protecção e torná-las mais bonitas e têm um acabamento fosco. Se procurarem bem nas lojas que vendem os produtos da marca, são capazes de encontrar aqui em Portugal.]

Algumas de nós gostam de limar as unhas mais quadradas, outras preferem o clássico arredondado.

Cabe a cada menina decidir o que gosta mais e fica melhor, e o mesmo se aplica ao tamanho das unhas. Eu, pessoalmente, não gosto de unhas muito compridas porque não dão jeito nenhum para pintar, moldar ou escrever.

Na pior das hipóteses, corto-as curtas de três em três semanas. Convém que tenham cuidado para que o vosso sonho de unhas não se transforme em pesadelo e em vez de terem mãos bonitas parece que têm garras de águia (yuck!).

Depois, escolhemos os vernizes. Primeiro que tudo, é importante passar uma camada base de verniz especial (há os que fortalecem, os que nutrem, por aí fora) ou de verniz transparente, para que as cores que escolhermos não agarrem à unha. Neste momento, é-nos permitido escolher qualquer cor que imaginemos, que a sociedade vai aceitar. Se não aceitar, o que importa? O que interessa é nós gostarmos e sentirmo-nos bem connosco.

Escolhida a cor, começamos a pintar – com calma!

Convém escorrer o pincel na borda do frasquinho para o verniz não ficar feio nas unhas, cheio de marcas e bolhinhas e pelos dedos fora. Começa-se pelo centro das unhas e só depois pintamos as extremidades.

É possível misturar cores, passar camadas de uma cor por cima de outra diferente, usar autocolantes, brilhantes, fazer riscas, desenhos, pintas e por aí fora.
Não se aflijam se sairem por fora: há canetas correctoras ou podem usar cotonetes embebidas em acetona (nada de exageros!).

Vamos aos truques.

  • A experiência diz-me que pintar as unhas perto da hora de deitar não é boa ideia, ou corremos o risco de acordar com marcas de lençóis nas unhas!
  • Se têm pressa e gostam de sair do normal, sugiro-vos que façam como eu e usem brilhantes. Dá um aspecto totalmente diferente e mesmo que marquem as unhas no que quer que seja, não se vai notar.
  • Para um aspecto brilhante acabadinho de sair da manicure, experimentem finalizar as vossas pinturas com uma camada de verniz transparente.

Agora, mãos à obra que queremos ver unhas bonitas!
E se eu arranjar uma brincadeira com este post?

10 comments on “Unhas”

  1. há um spray que se vende em hipermercados (jumbo, modelo e continente) que se chama DIKLA e seca o verniz instantâneamente, só tens que aplicar na ultima camada de verniz e depois só esperar um minuto. O spray pode ser pequeno e custar quatro euros e tal mas dura imenso tempo

    beijinhos*

  2. As minhas unhas não conhecem outra maneira de ser cortadas senão pelos meus dentes. Aaah, que vergonha, eu sei. É mt mau habito roer as unhas mas eu não consigo de todo evitar.

    As minhas são um bcdnh amareladas às vezes, eu alem de mergulha-las em limão como dizes, basta andar uma ou duas semanas com um verniz transparente ou mais clarinho que melhoram logo 🙂

    Beijinho *

  3. Posso deixar mais um conselho?

    Eu sou um autêntico desastre em pintar unhas, sai sempre para fora. Então, quando não os consegues vencer junta-te a eles, não é?

    1º Faço uma pintura desastrosa onde além das unhas pinto também a pele toda.
    2º Depois de o verniz estar bem seco, encho o lavatório com água quente e mergulho lá as mãos.
    3º O que é que acontece? A pele fica amolecida e depois os restos de verniz que ficaram onde não deviam saiem com uma facilidade fantástica ao passarmos lá os deditos.
    4º Resultado? Unhas perfeitamente pintadas!

    Plim! Beijinho *

  4. Verdinha: Alimentos ricos em cálcio ajudam 🙂 Ah, e como disse, existem bases de verniz próprias para isso, até nos supermercados e farmácias! É uma questão de procurar 🙂

    Jedi Master Atomic: E quando as pelezinhas voltam a nascer e dói? ;_; Tive que parar isso há muito tempo :

    Inês: Não sabia! Tenho que experimentar! Aconselhas?

    Olhos Dourados: Muito obrigada 🙂

    Cat: Roer nãooo! 😐 Nem com verniz consegues parar? Não sei, pintar de uma cor bonita e que dá uma grande trabalheira? Eu roía quando era mais nova, o facto de escolher cores de verniz fortes ajudou-me a parar 😛 Era tão feio ter unhas roídas e descascadas…

    Patrícia B.: Oh, também faço disso, apesar de não sair muito das bordinhas da unha! Ora sucede que, para isso, temos que deixar secar bem o verniz e para quem tem pressa esta pode não ser boa prática! Talvez passe a ser se o spray sugerido pela Inês funcionar 😀

  5. Juro, juradinho, sou descuidada com 300 mil coisas, mas as unhas são uma das minhas prioridades no que confere aos cuidados com a minha fisionomia, consequentemente com a minha saúde 😀
    Mesmo assim, é sempre importante post´s deste género para os tipos/tipas que julgam que as unhas são acessório!

  6. Renata: Antes fossem! Bem, e quem goza quando a gente parte uma unha? Fora de brincadeiras, certa vez tive que receber tratamento médico, parti a unha quase toda e torci o dedo a tirar umas calças… Do fundo do roupeiro!

    Beijinho

  7. – Vernizes Risqué 2€
    – Vernizes Andreia 2.50€
    – Vernizes Dote 2.50€
    – Vernizes Jandaia 2€
    – Vernizes Colour&Go 1.80€
    – Removedores de verniz (vários preços)
    Descontos para grandes encomendas!

    – Linha Fruttini (vários preços)
    Ananás & Prosecco
    Cereja & Baunilha
    Coco & Banana
    Lichia & Baunilha
    Maracujá & Gengibre
    Lima & Menta

    – Produtos Care Liss (vários preços)

    – Máscaras Niely 1Kg – 8€

    – Produtos L'Oreal – Serie Expert (vários preços)

    Peça os catálogos e faça a sua encomenda:
    http://tralhas-online.blogs.sapo.pt/
    tralhas.online@sapo.pt

Deixar uma resposta