Etiqueta: Youzz

A minha experiência Skin Fitness – Biotherm

biotherm youzz skin fitness body emulsion beleza refirmante

Hoje é dia de falar de um produto fornecido pela plataforma Youzz, que recebi para testar.

Se também querem ter a oportunidade de participar nestas campanhas, podem inscrever-se no site. Gostava muito que utilizassem o meu código de apadrinhamento: 74pbspobj8.

Código de apadrinhamento: 74pbspobj8

Não deve ser novidade para algumas de vós que esteve no ar uma campanha para testar a emulsão da linha Skin Fitness da Biotherm e eu fui seleccionada.

Antes de avançar, é importante dizer duas coisas:

  • Esta linha é composta por três produtos, mas só tive oportunidade de experimentar a Firming & Recovery Body Emulsion.
  • Não sou, de longe, a pessoa mais fit do mundo.

Consta que Skin Fitness é uma linha destinada à utilização na rotina de higiene e beleza após a prática de exercício físico, com o intuito de ajudar a pele a ganhar firmeza e repor hidratação.

Já toda a gente sabe que não há milagres e que se não mexermos o rabo não há cremes que nos valham.

Mesmo estando a atravessar um período de especial sedentarismo (bom, se correr atrás da Teresa for considerado exercício, aí talvez a coisa mude de figura!), tenho de atribuir mérito à bendita emulsão. Adorei utilizá-la!

  • Vi efeitos imediatos com a utilização do produto.
  • A fórmula é enriquecida com cânfora, sódio e magnésio de aplicação tópica.
  • Facto: é uma gostosura aplicar a emulsão pelo corpo todo!
  • É refrescante e não fica tudo pegajoso.
  • A textura lembra imenso os géis anti-celulíticos. Não é creme, não é oleoso, também não é bem um gel. 
  • A sensação após a aplicação é mesmo de relaxamento, com um ligeiro formigueiro bom.
  • Como o cheiro também conta e acredito que neste caso contribui para o sucesso do produto, há que dizer que tem um cheirinho ligeiramente cítrico e canforado em simultâneo, tão bom!

Resumindo e concluindo, se puderem, experimentem esta emulsão porque vale a pena.

O preço não é tão fofinho: dependendo dos sítios, oscila entre os 25€ e os 31€ – para um hidratante corporal, considero um pouco excessivo.

A minha experiência Blue Therapy

youzz

Há cerca de um mês, chegou às minhas mãos um kit da Biotherm por parte da Youzz (uma plataforma online onde se podem inscrever para testar produtos – o meu código de apadrinhamento é 74pbspobj8), com produto da linha Blue Therapy. Combinámos que iria experimentar devidamente e que partilharia o meu feedback no blog (não fui a única, daí haver tanto conteúdo sobre este assunto a ser publicado por estes dias!).

Esta linha propõe-se a proteger a pele de agressões externas enquanto repara sinais de envelhecimento como manchas, rugas e falta de firmeza, sendo enriquecida com extractos de algas (Alaria esculenta) e raiz de baicalina, antioxidantes.

Recebi um boião do creme de dia Multi-Defender com FPS 25 e duas amostras: uma do sérum e outra do creme de noite da mesma linha. Por óbvios motivos, o foco da minha análise recai sobre o primeiro produto, já que os restantes não continham quantidade suficiente que me permitisse retirar grandes conclusões.

Passando ao que interessa!

Bem sei que o boião não é o melhor formato de apresentação, porque para além de não ser o mais higiénico, leva a que o conteúdo se deteriore mais rapidamente. Consciente destes factos, contudo, aqui me assumo apoiante deste recipiente à antiga, que eleva o ritual da aplicação do creme a outro nível. E este boião é qualquer coisa, robusto, de vidro azul com tampa de metal prateado!

Não fiquei fã do aroma: não cheira mal,é floral, mas é demasiado fresco e evidente e “pica-me” o nariz. Preferia uma fragrância mais suave, ou a ausência dela.

A textura, que é mencionada como sendo “areada e leve”, apesar de ser diferente dos hidratantes habituais, diria ainda assim que pesa um pouco, especialmente se tivermos em conta que é um produto que se destina a peles mistas. É um creme algo consistente, mas muito fácil de espalhar e é absorvido rapidamente.

youzz

É um creme confortável de utilizar se não aplicar maquilhagem a seguir. Não se torna oleoso ao longo do dia e a fragrância que tanto me incomoda desaparece após alguns minutos. Nos dias em que uso maquilhagem, evito utilizar este produto: torna-se pesado e fica tudo oleoso com maior rapidez.

Apesar de ter algumas ressalvas, ao fim de praticamente um mês a utilizar este hidratante, gostei dos resultados. Tenho algumas dificuldades em encontrar um hidratante que respeite a minha pele do rosto, que é mista, com muita oleosidade na zona T, mas ainda assim desidratada. Este portou-se muito bem e não sou só eu a ver as mudanças: a minha pele está visivelmente mais hidratada, mais viçosa. O problema com a oleosidade não foi agravado.

Não serei a melhor pessoa para falar da acção em sinais de envelhecimento, já que estou a atravessar aquela fase em que já não sou assim tão jovem mas também ainda não tenho muito por onde me queixar, mas espero que a utilização do produto tenha algum contributo que seja visível daqui a alguns anos 🙂

Eis o veredicto final:

O Blue Therapy Multi-Defender SPF 25 é um bom produto, mas no meu entender não oferecerá melhores resultados nem terá melhor desempenho que outros disponíveis no mercado, muitos deles a preços mais acessíveis (ronda os 60€ em perfumarias).

Talvez num pacote promocional compense, mas em condições normais não será o meu favorito para investir. Tendo como termo de comparação outras linhas que já utilizei até mesmo dentro da marca Biotherm, haveria outros produtos pelos quais optaria muito mais rapidamente.

Testado – Kérastase Résistance Thérapiste

resistance therapiste kerastase youzz teste review opinião resenha swatch cabelos cc cronograma capilar blog

Através do Youzz, tive a oportunidade de experimentar a nova linha de cuidados capilares da Kérastase, a linha Résistance Thérapiste.

Tenho muitas coisas para vos contar sobre cabelos e nem estava bem nos meus planos experimentar novos produtos para já, que estava muito satisfeita com a rotina que mantinha.

Só que convites destes não se recusam e, assim sendo, estou há um mês a experimentar esta novidade, em conjunto com a minha mãe.

Esta linha destina-se a cabelos muito danificados e submetidos a processos químicos.

Tanto eu como a minha mãe (ela mais que eu), temos cabelos super ruins. Espessos, muito secos, rebeldes, sujeitos a colorações frequentes, muito calor e, no meu caso, um alisamento (melhor tomada de decisão de sempre!).

Recebi três produtos para testar:

  • Bain Thérapiste, que é o “champô”;
  • Masque Thérapiste;
  • Sérum Thérapiste.

Recebi, também, um montão de amostras de cada produto para distribuir.

O champô tem uma textura inovadora para o que estava habituada: assemelha-se mais a um condicionador consistente e quase não produz espuma (ainda menos que os champôs sem sulfatos habituais, sim!). Não deixa o cabelo ressequido.

A máscara é super consistente e hidratante, mas não tanto como a que utilizava anteriormente.

O sérum é eficaz, ajuda a texturizar o cabelo deixando-o solto mas domado, sem pesar, mas não considero que traga algo de novo.

Toda a linha tem uma fragrância intensa e característica, que fica no cabelo por dias. A

grada-me ter o cabelo super bem cheiroso, mas não sei até que ponto a fragrância não poderá ser responsável por eventuais irritações do couro cabeludo.

Posso dizer que esperava mais desta linha. Não é má, de todo, mas face à rotina que já tinha adoptado antes de conhecer a Résistance Thérapiste, ficou abaixo das minhas expectativas.

Sinto que, a nível de hidratação, não cumpre todas as necessidades do meu cabelo, e ainda menos as do cabelo da minha mãe. Sou eu que penteio o cabelo dela e bem noto a diferença! O cabelo não está tão maleável como antes, parece mais áspero.

Das pessoas a quem distribuí as amostras, obtive dois tipos de opiniões (ah, é de salientar que os pacotinhos tinham tamanhos generosos e cada amostra deu para duas utilizações, no geral):

  • as semelhantes à nossa cá de casa;
  • as das amigas com cabelos mais “normais” mas ainda assim secos, que adoraram os produtos e que os apresentavam visivelmente mais brilhantes, macios e domados.

Neste momento, só sobra o champô para contar a história.

Este é um dos dramas de quem tem cabelos complicados e que as marcas ainda não entenderam: gastamos máscaras e produtos complementares à velocidade da luz. Adorava que pensassem nisto e concebessem embalagens maiores.

Resumindo e concluindo, é uma linha boa mas não creio que justifique o valor que lhe está associado.

Ainda assim, caso estejam interessadas em experimentar (recomendo o champô, o champô!), podem encontrar tudo em salões de cabeleireiro. Em breve, sim, contem com um post com a rotina que deixa o meu cabelo super feliz!

Uncle Ben’s – Youzz

Sabem por que é que os chineses têm os olhos em bico?

Porque estão tão fartos de comer arroz que já apoiam a cara nas mãos, com os olhos puxados de aborrecimento, à hora de comer. Outra vez arroz?

arroz uncle ben's youzz cozinha culinária receitas

Piadolas à parte, fiquei de olhos em bico, pela positiva, quando vi que fui seleccionada para a campanha da Uncle Ben’s no Youzz (antigo Embaixadores).

Cá em casa, não somos grandes arrozeiros (com muita pena minha), mas grande parte do arroz que consumimos é da Uncle Ben’s.

Grão Longo, simples, sem grandes mixórdias.

Os motivos são simples: apesar de ser do arroz mais caro do mercado, é o que é mais simples de confeccionar. Não há como falhar, coze rapidamente e nunca fica empapado.

Nunca experimentámos a versão integral, nem o basmati (não veio na campanha mas, por ser a minha variedade de arroz favorita e nunca ter experimentado desta marca, tenho de o trazer da próxima vez que for às compras).

Já sei que estas versões sobram para mim. O arroz “normal” é muito bem vindo e sempre é menos um gasto para os próximos tempos. Também recebi quatro frascos de molho, dois de chili e dois de molho agridoce.

Sou muito esquisita, e torço o nariz ao molho agridoce porque já o conheço, mas o resto da família adora. Ando a mentalizar-me que tenho de experimentar o chili. Se tiverem sugestões, agradeço. Senão, seguirei a recomendação do rótulo e irei cozinhar com carne picada. Será que fica bom com massa?

Ok, voltemos ao arroz.

Fico muito grata por ter sido integrada nesta campanha e ainda estou na fase das experiências e da divulgação. Tenho dado vales de desconto a toda a gente.

Assim que tiver feedback sobre os produtos que não conheço, contar-vos-ei de minha justiça.

Para quem diz que no Youzz nunca se é seleccionado para campanha nenhuma, aqui têm a prova do contrário. Registem-se, que vale a pena!