Etiqueta: Vermelho

Maquilhagem nova, quem disse?

quem disse berenice

Há muito que, no Brasil, O Boticário já não é só O Boticário. Para quem não sabe do que falo, eu explico: entre outros projectos e marcas, o boti boti detém uma marca de maquilhagem muito gira chamada Quem disse, Berenice?

Para quem vai tendo atenção ao que surge do outro lado do Atlântico, nomeadamente através de blogs, creio que é acertado dizer que há sempre algum entusiasmo com os coloritos, efeitos, acabamentos e críticas positivas que vão sendo tecidas em grande escala. Desta feita, estava a ser tremendamente injusto assistir a tudo do lado de cá e não poder pôr as mãos em cima de um montão de produtos muito catita.

Pois bem: no final de Novembro, a marca chegou a Portugal. Finalmente! Para muitas de vós, não deve ser novidade. De qualquer forma, são três as lojas (no Norteshopping, no Dolce Vita Tejo e no Vasco da Gama) repletos de opções para todos os gostos e habilidades. O melhor? Os preços são acessíveis.

A minha relação com a QDB começou uns dias antes da abertura das lojas. Chegou um pacotinho cá a casa com dois produtos para experimentar: um lápis preto (Pretuxo) e um batom vermelho (Vermeli). Bom, pensei eu, nada de novo, apesar de serem dos itens de maquilhagem que mais uso. Até que decidi experimentar o batom e percebi que não era só mais um.

É certo que os batons líquidos mate já andam neste mundo há algum tempo, mas se falarmos de um que é mesmo mate, que é à prova de beijinhos e refeições e que (atenção, atenção) não resseca nem repuxa as peles dos lábios, subimos a fasquia. Depois, o lápis de olhos. Bom, não é o mais preto que tenho, mas ainda assim é muito pigmentado, facílimo de aplicar e ganha pontos porque também é muito resistente, à prova de lágrimas e esfregadelas.

quem disse berenice
Lápis de olhos mate Pretuxo e metalizado Cobrelex; Batons líquidos mate – Vermeli e Marronli

Escusado será dizer que fiz logo uma pesquisa a correr, para ver o que as brasileiras mais recomendam da marca e quais as cores que mais me interessavam, e fui com a minha lista (enorme, por sinal) à loja do Vasco da Gama. Aqui fica um alerta: não se entusiasmem muito, porque há muitos produtos que ainda não chegaram a Portugal. E um recado para a marca, que aqui também se faz disso: por favor, tragam tudo depressa. Para ontem!

Mesmo com a loja apinhada e com a desilusão de não encontrar algumas das coisas que queria trazer, comprei aqueles que são os dois produtos que mais tenho utilizado nas minhas maquilhagens, mais um lápis em gel e um batom líquido mate – o Cobrelex e o Marronli, respectivamente. São perfeitos!

E vocês, já experimentaram algum produto da Quem disse, Berenice? Quais recomendam?

Orly Red Carpet

Red Carpet Orly

Há anos que ando a catrapiscar um certo verniz da Orly. É o Red Carpet, um vermelho aberto com purpurinas qb. Na minha opinião, é txanã sem ser pindérico. Mesmo com os brilhantes, acaba por ser relativamente discreto.

Se podia tê-lo comigo há mais tempo? Podia, mas pensei cá para mim que tenho vernizes vermelhos a mais. Não se justificava o investimento, até porque quando o encontrava por cá, era sempre no tamanho maior (não se justificava mesmo, repito: tenho milhentos vernizes vermelhos).

Já o tinha experimentado uma vez e a qualidade não decepcionava: boa pigmentação e durabilidade, secagem rápida (embora esta questão seja irrelevante porque uso um topcoat especial para o efeito)… Que mais se pode pedir?

Sendo um capricho, fui esperando, esperando, mas nunca esqueci o bendito colorito. Na Expocosmética, procurei por ele. Sem sucesso. Acabei por encontrá-lo na Fapex (o pequenino de 5ml), e já que estava a bom preço, comprei também o Thinner (o conjunto ficou abaixo dos 12€). O Thinner é uma espécie de óleo de banana, mas mais sofisticado e elaborado para garantir que os vernizes não se estragam.

Lá me rendi, e não me arrependo. Agora, se gastar o frasquinho inteiro talvez (talvez!) invista no tamanho maior do verniz. E vocês, gostam da cor?

Red Carpet Orly Thinner

Impossível x Acessível #8

Truz, truz! Ainda há por aqui alguém do tempo do velhinho Impossível x Acessível, que era uma rubrica muito apreciada aqui por estas bandas mas que não tem novos posts há mais de três anos?

É que vou já resolver esse problema e estou de volta com pechinchas novinhas e bombásticas, daquelas que vocês adoram e que fazem frente a produtos bastante mais caros. Porque, convenhamos, somos todas muito vaidosas e adoramos investir na beleza, mas dá jeito poupar uns trocos.

Sem mais demoras, fiquem com uma ronda de produtos fantásticos e os seus duplos igualmente maravilhosos. Alguns deles podem não ser mesmo, mesmo iguais mas são tão parecidos que a troca fica mais do que justificada (podem sempre dar uma breve olhada no amigo Google ou passar pelas lojas e experimentar).

Elie Saab Dupe

Para começar, aqui têm uma novidade de última hora. Os gostos olfactivos estão cada vez mais refinados, queremos perfumes de óptima qualidade e aposto que tenho por aqui muitas leitoras que adoram o perfume Elie Saab. E se houvesse um perfume muito bom e muito, mas mesmo muito semelhante e mais barato acabadinho de chegar às lojas? É o Elysée!

  • O Impossível – Le Parfum Eau de Parfum, Elie Saab (79,95€/50ml – 159,90€/100ml)
  • O Acessível – Elysée Eau de Parfum, O Boticário (49,95€/75ml – 66,60€/100ml)

Naked 3 Dupe

Passando para a maquilhagem, é certo e sabido que cada vez mais mulheres gostam de se aperaltar e não descuram a maquilhagem dos olhos. As sombras neutras estão mais que em voga porque são versáteis e permitem-nos ficar lindas para qualquer circunstância. Existem muitas paletas no mercado, com preços para todas as carteiras, todas elas com óptima qualidade.

  • O Impossível – Paleta Naked 3, Urban Decay (51,95€)
  • O Acessível – Paleta The Blushed Nudes, Maybelline (12,99€)

Giorgio Armani Dupe

De que adianta falar de sombras, se não tivermos uma boa base na pele para completar o resto da maquilhagem? Hoje em dia, há bases muito fluidas e confortáveis, com um poder de cobertura decente e que se conservam com bom aspecto todo o dia sem comprometer o estado da nossa pele. Dentro deste grupo, temos estas gémeas separadas pelo preço.

  • O Impossível – Maestro Fusion Makeup, Giorgio Armani (68,95€)
  • O Acessível – Nude Magique Eau de Teint, L’Óreal Paris (14,95€)

Kat Von D Dupe

Duvido que, a esta altura do campeonato, ainda exista alguma mulher que não tenha pelo menos um batom vermelho. Em época de inovações, têm sido muito apreciados os batons líquidos de longa duração, preferencialmente sem grande brilho. Os tons variam, mas os vermelhos mais quentes e a puxar à cor do sangue são dos predilectos do momento.

  • O Impossível – Everlasting Liquid Lipstick na cor Outlaw, Kat Von D (19,90€)
  • O Acessível – Soft Matte Lip Cream na cor Monte Carlo, NYX (7,90€)

Make Up For Ever Dupe

Para terminar, também as sobrancelhas têm sido alvo de cuidados especiais e ganham cada vez mais destaque no mundo da maquilhagem. O mais complicado pode ser encontrar um produto fácil de utilizar, que renda e que seja resistente à utilização diária. E é aqui que temos mais um par de gémeos separados pelo preço.

  • O Impossível – Aqua Brow, Make Up For Ever (22,00€)
  • O Acessível – Eyebrow Gel, NYX (6,90€)

Espero que esta selecção tenha sido do vosso agrado e tenha ajudado alguém! Caso necessitem de saber mais informações sobre os produtos ou sobre as lojas onde os podem adquirir, é só dizer. Conhecem mais duplas destas que devem ser partilhadas com o mundo?

10 do Momento

Há muito tempo que não publico um post destes. A bem da verdade, pouco publico ultimamente, não é? Não pode ser e tenho de ver se encarrilo de uma vez por todas. Já sei que é difícil acreditar, mas um dos motivos que levou a que não publicasse nenhum destes tops que antes eram algo frequentes aqui no blog foi mesmo o facto de não ter experimentado muitas coisas. Elas chegam às minhas mãos, é verdade, mas nem sempre é fácil dar conta do recado em tempo útil.

Poderia falar aqui dos produtos que se tornam constantes na minha vida (em equipa que ganha, não se mexe!) ad infinitum, mas se já sabemos que os produtos são bons, para quê passar a vida a bater no ceguinho? Então, ou há coisas novas para acrescentar ou não vale a pena. Nesse sentido, gosto de testar tudo como deve ser. Preciso de tempo para tal, e tem sido complicado gerir tudo o que tem acontecido na minha vida. Às vezes, temos de redefinir prioridades.

10junho15

Agora, cá estou eu com duas mãos cheias de coisas boas para vos dizer. Porque ultimamente tenho descoberto autênticos milagres e recuperado outros tantos, e não se pode deixar passar um evento destes! Não há muito para dizer sobre maquilhagem, que não tenho utilizado muita. Assim, e com jeitinho, cá vamos nós:

  1. Creme Reparador de Calosidades com aroma a coco, Nativa do Brasil (lojas especializadas)- Trouxe este creme da Expocosmética e já sabia que seríamos bons amigos. Tem muita vaselina, mas não tem só vaselina e noto grandes diferenças na hidratação dos meus pés. Aplico antes de dormir e calço meias (que o creme é mesmo muito rico e consistente e torna-se pegajoso). De manhã, acordo com pés de bebé. O cheirinho a coco é um bónus!
  2. Máscara de Elasticidade Afro, Real Natura (lojas especializadas)- Comprei por sugestão da Ana Rita, que comprou por recomendação da Thaisa. Esta é, sem sombra de dúvidas, a melhor máscara de cabelo que já experimentei (no meu cabelo e no da minha mãe) e o melhor é que é barata (1kg custa 7€ e picos, quando não há promoções nas lojas!). Merece um post só para ela, mas só posso gabá-la e aconselhá-la a toda a gente que tem cabelos encaracolados ou muito frisados, espessos e secos/danificados. Experimentem! Agora, até fico desgostosa de pensar que tenho umas poucas máscaras para gastar antes de se justificar repor esta.
  3. Leite Corporal Multiconforto Cold Cream, Mixa (super e hipermercados) – A marca francesa Mixa chegou a Portugal há pouco tempo e eu tenho para testar um saco cheio de produtos. Só pelo cheiro a bebé, vale a pena espreitar a oferta da marca no mercado. Não me vou alongar muito por agora, mas tenho de partilhar convosco que sou fã de cold cream e foi muito fácil decidir que queria começar por testar este hidratante. Normalmente, é um martírio utilizar o mesmo creme até ao fim da embalagem sem intercalar com outros, mas desta feita está a ser um prazer. Tudo é perfeito: o cheiro, a textura do cold cream sem ser pesada, a sensação de hidratação, a ausência de desconforto…
  4. Quenching Serum SOS, Caudalíe  (farmácias e parafarmácias, está com desconto na Skin)- Já falei dele aqui, aqui e aqui, e dificilmente volto a dispensá-lo. Fi-lo para dar lugar a outros séruns temporariamente e a minha pele queixou-se logo. A sério, se não o conhecem, dêem-lhe uma oportunidade e vão ver que será um casamento feliz!
  5. Champô Crina, Real Natura (lojas especializadas)- Está visto que ando apaixonada pelos produtos de cabelo da Real Natura. Comprei este por ter feito milagres pelo cabelo de um amigo meu, deixando-o forte e muito crescido em tempo record, e decidi dar-lhe uma oportunidade. Cumpre as promessas propostas e eu não poderia pedir mais! Ok, se calhar tenho de fazer mesmo um post com a minha rotina capilar de ultimamente, porque ando mesmo satisfeita.
  6. Nano Shark Nail Treatment, Kinetics (lojas especializadas) – Já era fã do secante rápido e de alguns vernizes mais extravagantes, pelo que decidi experimentar esta base endurecedora (que também pode ser utilizada como top coat). Faz milagres! Promove uma boa aderência do verniz à unha e impede que esta quebre tão facilmente. Custou-me 5€ na Expocosmética e deixa-me mais feliz que produtos semelhantes de marcas mais caras.
  7. Spray Leave-in Protecção da Cor Vinoterapia, O Boticário (lojas e revendedoras O Boticário) – Escolhi este produto por ter FPS e, sendo líquido e em spray, dá um jeitaço no Verão. Posso dizer-vos que não é pegajoso, deixa o cabelo mais hidratado e tem um cheiro delicioso. É uma espécie de protector solar para o cabelo e isso faz com que não o dispense da minha bolsa de praia/piscina. Merece uma Medalha de Bronze, lá chegaremos!
  8. Champô Seco Cool & Crisp Fresh, Batiste (loja online Maquillalia) – Desde que fiz um alisamento progressivo em Setembro, tornou-se muito fácil manter o cabelo liso ou pouco ondulado (sim, os efeitos perduram!). Como tal, não necessito de o lavar com tanta frequência e quando preciso e estou com pressa, posso recorrer ao champô seco. Estou fã, super fã. Já falei deste meu amor aqui. E, sim, ainda é o mesmo spray.
  9. Óleo de Massagem Exótico Baobá + Tamanu, O Boticário (lojas e revendedoras O Boticário) – Bom, não tenho muita experiência no que toca à parte de receber massagens mas na perspectiva de as fazer tenho de dar o mérito a este óleo. Fluido sem ser demasiado líquido (não escorre!), não seca logo mas não fica super pegajoso, é super bem cheiroso e provoca uma sensação de calor bastante agradável. Adoro!
  10. Infallible Lips 2 Step na cor 506 Red Infallible, L’Oréal Paris (perfumarias, super e hipermercados) – Vocês sabem que sou apaixonada por batom vermelho. Se for de longa duração, melhor ainda! É o que se passa com este: primeiro, aplica-se o batom líquido. Depois, o bálsamo hidratante. Não é o meu primeiro batom desta linha, nem o primeiro vermelho, mas é a cor do momento. É super confortável, não deixa a pele dos lábios a repuxar e garanto que é à prova de noitadas e tudo!

Já sabem que, em momentos oportunos, dedicarei posts aos produtos que aparecem nesta lista e ainda não foram falados no blog. Para as carteiras apertadas, fear not! Não adicionei os preços dos produtos porque não sei, já que muitos deles foram comprados em promoção e nem tenho informação das marcas para complementar. Contudo, asseguro-vos que à excepção do sérum da Caudalíe (cujo preço ronda os 28€), todos os produtos custam menos de 10€.

Espero que gostem tanto desta selecção quanto eu!

Vermelho, vermelhusco

vermavon1

Sou da opinião que os batons vermelhos nunca são de mais. Nem os vermelhos, nem nenhuns, mas noto que o vermelho é uma cor que tem mesmo um grande peso na minha colecção. É a minha cor recorrente, fica bem em qualquer altura e ajuda a marcar a maquilhagem nos dias em que não temos paciência para nada muito elaborado.

Assim, quando vejo novidades, já sabem o que acontece. Não é verdade? A desculpa é a mesma de sempre: ainda não tenho bem, bem este tom na minha colecção. Podemos ter batons muito semelhantes, mas não é a mesma coisa. Se os batons forem baratos e de qualidade comprovada, ui, aí é que está o caldo entornado. É o que me acontece com a Avon.

vermavon2

Para quem não se apercebeu, a Avon está a reformular uns quantos produtos de maquilhagem e os batons estão no campo das novidades. Ao que parece, a marca investiu na pigmentação. Na minha opinião, os batons já eram muito bons dentro da sua linha de preços. Algumas das cores já existiam, outras são novas por cá. Não estou satisfeita a 100% por um motivo: já vi que noutros países foram lançadas cores lindas, muito escuras, que ainda não existem cá. Gostava muito que as trouxessem. Das que chegaram, está visto que embeicei com os vermelhos e encomendei três: o Lava Love, que é o vermelho mais vermelho dos três; o Tangerine Tango, que é mesmo alaranjado; e o Scarlet Siren, que é um vermelho mais fechado lindo, dentro das tendências que se têm visto para o Outono. As cores são como consegui captar na segunda imagem.

Estes batons mantêm-se cremosos e bastante fáceis de aplicar como os antigos, confortáveis de utilizar, e apesar de tudo considero que têm boa durabilidade nos lábios. Não escorrem, e apesar de transferirem, os pigmentos fixam-se bem à pele. Num dos dias em que utilizei o Scarlet Siren, apliquei-o de manhã, almocei, lanchei e quando cheguei a casa ainda tinha a cor nos lábios.

Creio que será fácil encontrar estes batons por cerca de 5€ (sensivelmente o que paguei por eles) em promoções nas campanhas, pelo que me atrevo a dizer que saem melhor que a encomenda! Não é fácil encontrar batons tão bons por preços tão baixos, e a Avon está de parabéns com esta reformulação.

Já tinha deixado algumas pistas dispersas pelo Facebook e pelo Instagram, e em boa verdade este já era um plano de há muito tempo. Finalmente concretizou-se e penso que o resultado espelha bem todo o trabalho que foi feito com uma equipa maravilhosa.

1072318_520531624667015_1102640139_o

Penso que é evidente o meu gosto e o interesse por outras épocas e algumas personagens com características alusivas a esses tempos, e a oportunidade de ser a modelo desta recriação da Dita Von Teese foi algo que me entusiasmou desde o início. Acho que resultou tudo na perfeição: a Tânia do La Femme d’Argent (que foi a cabecilha desta operação) organizou tudo da melhor maneira e todos os parceiros se mostraram muito receptivos a esta ideia desde o início. O trabalho foi todo realizado num ambiente de grande amizade com as pessoas que colaboraram (e é por isso que conseguem ver-me tão descontraída!).

DSCN6814

Bom, bom era ter uma equipa assim ao meu dispor todos os dias. Senti-me linda, e recebi tanto elogios!

Resta-me agradecer à Tânia, à Young Nails, ao Unique Hair and Body Clinic e à Revlon Portugal por me terem proporcionado momentos tão bons.

DSCN6807

Ah, e posso adiantar-vos que em breve há mais surpresas…

1080512_629007640463314_802562726_n

Cabelo – Unique
Unhas – Young Nails
Maquilhagem – Revlon
Vestido – Vila
Sapatos – Best Mountain

reversefrench

Após os estágios desde ano, fiquei com vontade de fazer uma série de experiências nas minhas unhas. A de hoje, foi o que podem ver na fotografia: manicure francesa ao contrário. Penso que é este o nome!

Já há algum tempo que queria tentar fazer algo do género, mas faltavam-me os recursos (leia-se umas quantas “bolinhas” autocolantes de remendar folhas de dossier). Ontem, quando fui às compras, lembrei-me de passar pela secção de papelaria e trouxe o que precisava. As tais “bolinhas” permitem-nos deixar as meias-luas das unhas por pintar com muita facilidade.

Como quero que as minhas unhas permaneçam com a pintura intacta por uns dias, utilizei os produtos de qualidade do costume: o primer Primetime, a base Bonder e o topcoat Sec’nDry (ainda não falei dele com detalhe, mas não tardo a publicar a minha opinião!) da Orly. O verniz vermelho é o Colorstay da Revlon na cor Delicious.

As pessoas com quem lido no dia-a-dia têm-me perguntado o que é que fiz às unhas para estarem tão crescidas (costumo tê-las rentes), especialmente depois de ter utilizado verniz gel. É muito simples: em primeiro lugar, não é suposto o verniz gel danificar as unhas. Depois, não fiz nada de especial. Não apliquei nenhum produto (não tive paciência para tal) e só tenho o cuidado de limar as unhas semanalmente e manter as mãos e cutículas hidratadas.

Ainda não sei qual vai ser a próxima fase: se me mantenho com unhas naturais ou se experimento acrílico; que cores/efeitos utilizo.

Aceitam-se sugestões!

Detalhes Diários

details

Algumas das coisas que me acompanham (quase) diariamente. Nem todas são uma constante, mas estão perto disso. Haja batom vermelho, seja ele qual for (vou sentir saudades durante o estágio). Haja creme de mãos e perfume. Haja óculos, haja um relógio, haja um anel. O resto é conversa.

Laço do cabelo – Marias | Batom na cor Red 2000 – Avon | Óculos – EyeBuyDirect | Anel da tesoura – Ebay | Pendente do coelho | Creme de mãos Absinthe Purifying Hand Cream – The Body Shop | Relógio – Paul Richard | EDT Lily Essence roll-on – O Boticário

10 de Fevereiro

10fevereiro

Na verdade, são 11 produtos porque a Lingerie de Peau fez-se emplastra e decidiu ficar na foto. Acidentes acontecem!

  1. Máscara capilar Repair & Care, Mildeen
  2. Spray Desumidificante, Lee Stafford
  3. Sabonete de Enxofre, Confiança – post aqui
  4. Radiance Primer, The Body Shop – post aqui
  5. Base Lingerie de Peau, Guerlain – post aqui
  6. Batom Líquido Intense Cor Intensa 12, O Boticário – post aqui
  7. EDT La Petite Robe Noire, Guerlain – post aqui
  8. Blush Meteorito Make B Mineral, O Boticário
  9. Tea Tree Oil, The Body Shop – post aqui
  10. Sombra Iridiscente 02 Mirifique, PB Cosmetics
  11. Creme Benamôr, Nally – post aqui

Vermelho dos Vermelhos

Batom Vermelho O Boticário

A busca pelo batom vermelho perfeito é, para mim, interminável. Cada vez que surge algo novo, lá vou eu a correr. Eu sou completamente louca, eu sei, mas não há nada que eu possa fazer a não ser usar e abusar de tanto batom vermelho que habita na minha gaveta dos batons.

Doideiras à parte, há mais de três meses que o meu vermelho de eleição é o que vos mostro agora: o Duo Labial Ultratinted São Paulo Modern Red d’O Boticário. Infelizmente, faz parte da edição limitada Make B Fashion. Felizmente, penso que ainda vão a tempo de o encontrar.

Confesso que, à primeira vista, não fiquei fascinada por este batom. Gosto bastante deste formato de batom de longa duração, mas a cor da embalagem enganou-me. Na verdade, a cor do batom pouco tem a ver com a cor da embalagem. É um vermelhão quente, quase cor de sangue, mesmo como eu gosto. E, sim, é mesmo de longa duração (e dispensa o contorno de lábios com um lápis)! Dura o dia todo sem retoques, com comidas e bebidas pelo caminho. Ainda há outra vantagem: dá perfeitamente para usar só o batom vermelho sem o gloss por cima, que fica mate e bem bonito. Convém ter os lábios em perfeitas condições de hidratação neste caso, à semelhança de qualquer outro batom mate/de longa duração. Acima de tudo, este batom é dos que são à prova de beijinhos e, por isso, acredito que seja aprovado pelos namorados todos deste mundo e arredores.

Resumidamente, é isto: é amor em forma de batom!

Batom Vermelho O Boticário