Etiqueta: Sombra

Mark by Avon

mark avon

Na semana passada, tive o privilégio de comparecer na apresentação da linha Mark da Avon, acabadinha de chegar ao nosso país.

Em jeito de lembrete, em tempos fui revendedora e, mais importante ainda, ávida consumidora da marca. Gostava de estar a par de todas as novidades e experimentar tudo o que podia. Acredito que se queremos vender um produto, temos de o conhecer bem de antemão. Não iria ficar muito contente se uma das minhas clientes comprasse algo que, no fim, a deixasse desapontada!

Para além do que surgia por cá, gostava de bisbilhotar o que existia no estrangeiro e babava com os lançamentos da tal linha Mark (que já existe há quinhentos mil anos noutros países). Imaginem o meu entusiasmo agora!

mark avon

Ainda não tive a oportunidade de testar muitos produtos, mas estou ansiosa e espero que tragam para Portugal boas novidades. Do que vi, fiquei contente com algumas coisas, mas não posso deixar de referir que fiquei decepcionada quando descobri que, afinal, alguns itens já existiam e apenas passaram por uma mudanças de imagem. E se, indiscutivelmente, alguns deles eram muito bons, outros deixam a desejar e mais valia terem desaparecido dos catálogos.

Gostava que esta novidade fosse mesmo, mesmo nova, até porque quem não se actualiza devidamente corre o risco de perder terreno. Num mercado onde cada vez há mais opções de boa qualidade a baixos preços em lojas físicas, é pena que algumas marcas de venda directa por catálogo não invistam em melhorar. Digo-vos isto sem qualquer intenção de parecer ingrata, já que sabem perfeitamente que sou cliente (e hei-de continuar a ser) da Avon há séculos.

mark avon

Resta-me tecer comentários relativamente ao que me passou pelas mãos, a ver se ajudo alguém nas compras:

  • Invistam nos batons (falei deles aqui – esta cor até existe na nova linha, aqui e aqui); máscara; verniz; lápis de olhos em gel (são dos meus preferidos e já os mostrei neste post).
  • Desistam dos lápis de olhos clássicos, aqueles que têm uma esponjinha no terminal, são muito rijos e pouco pigmentados; das sombras em creme, que também são rijas, pouco pigmentadas e não ficam homogéneas na pele.

Impossível x Acessível #8

Truz, truz! Ainda há por aqui alguém do tempo do velhinho Impossível x Acessível, que era uma rubrica muito apreciada aqui por estas bandas mas que não tem novos posts há mais de três anos?

É que vou já resolver esse problema e estou de volta com pechinchas novinhas e bombásticas, daquelas que vocês adoram e que fazem frente a produtos bastante mais caros. Porque, convenhamos, somos todas muito vaidosas e adoramos investir na beleza, mas dá jeito poupar uns trocos.

Sem mais demoras, fiquem com uma ronda de produtos fantásticos e os seus duplos igualmente maravilhosos. Alguns deles podem não ser mesmo, mesmo iguais mas são tão parecidos que a troca fica mais do que justificada (podem sempre dar uma breve olhada no amigo Google ou passar pelas lojas e experimentar).

Elie Saab Dupe

Para começar, aqui têm uma novidade de última hora. Os gostos olfactivos estão cada vez mais refinados, queremos perfumes de óptima qualidade e aposto que tenho por aqui muitas leitoras que adoram o perfume Elie Saab. E se houvesse um perfume muito bom e muito, mas mesmo muito semelhante e mais barato acabadinho de chegar às lojas? É o Elysée!

  • O Impossível – Le Parfum Eau de Parfum, Elie Saab (79,95€/50ml – 159,90€/100ml)
  • O Acessível – Elysée Eau de Parfum, O Boticário (49,95€/75ml – 66,60€/100ml)

Naked 3 Dupe

Passando para a maquilhagem, é certo e sabido que cada vez mais mulheres gostam de se aperaltar e não descuram a maquilhagem dos olhos. As sombras neutras estão mais que em voga porque são versáteis e permitem-nos ficar lindas para qualquer circunstância. Existem muitas paletas no mercado, com preços para todas as carteiras, todas elas com óptima qualidade.

  • O Impossível – Paleta Naked 3, Urban Decay (51,95€)
  • O Acessível – Paleta The Blushed Nudes, Maybelline (12,99€)

Giorgio Armani Dupe

De que adianta falar de sombras, se não tivermos uma boa base na pele para completar o resto da maquilhagem? Hoje em dia, há bases muito fluidas e confortáveis, com um poder de cobertura decente e que se conservam com bom aspecto todo o dia sem comprometer o estado da nossa pele. Dentro deste grupo, temos estas gémeas separadas pelo preço.

  • O Impossível – Maestro Fusion Makeup, Giorgio Armani (68,95€)
  • O Acessível – Nude Magique Eau de Teint, L’Óreal Paris (14,95€)

Kat Von D Dupe

Duvido que, a esta altura do campeonato, ainda exista alguma mulher que não tenha pelo menos um batom vermelho. Em época de inovações, têm sido muito apreciados os batons líquidos de longa duração, preferencialmente sem grande brilho. Os tons variam, mas os vermelhos mais quentes e a puxar à cor do sangue são dos predilectos do momento.

  • O Impossível – Everlasting Liquid Lipstick na cor Outlaw, Kat Von D (19,90€)
  • O Acessível – Soft Matte Lip Cream na cor Monte Carlo, NYX (7,90€)

Make Up For Ever Dupe

Para terminar, também as sobrancelhas têm sido alvo de cuidados especiais e ganham cada vez mais destaque no mundo da maquilhagem. O mais complicado pode ser encontrar um produto fácil de utilizar, que renda e que seja resistente à utilização diária. E é aqui que temos mais um par de gémeos separados pelo preço.

  • O Impossível – Aqua Brow, Make Up For Ever (22,00€)
  • O Acessível – Eyebrow Gel, NYX (6,90€)

Espero que esta selecção tenha sido do vosso agrado e tenha ajudado alguém! Caso necessitem de saber mais informações sobre os produtos ou sobre as lojas onde os podem adquirir, é só dizer. Conhecem mais duplas destas que devem ser partilhadas com o mundo?

Chocolate Bon Bons – Too Faced

Chocolate Bon Bons Too Faced

Já podia ter publicado este post há mais tempo, mas mais vale tarde que nunca e ainda venho a tempo de vos mostrar uma das paletas mais fofinhas dos últimos tempos. Foi o meu presente de São Valentim e nas raras ocasiões em que me tenho maquilhado com direito a sombras e tudo, a Chocolate Bon Bons da Too Faced tem sido a minha paleta de eleição.

Chocolate Bon Bons Too Faced

Começo por dizer que andava a namoriscar outras paletas semelhantes, não só da mesma marca mas de outras para todos os gostos e carteiras, mas quando esta apareceu, bom… Da mesma família da Too Faced, só tinha a primeira Chocolate Bar e foi fácil decidir que entre a Semi Sweet e a Bon Bons, a última seria uma melhor escolha por apresentar uma maior diversidade de tons. Assim foi, já que pude escolher, optei pela donzela que vêem nas fotos.

O cheiro é aquele a que a marca nos habituou: chocolate. Há por aí alguém enjoado da Páscoa? Também me pareceu que não. No demais, são 16 sombras com tonalidades neutras e uns rosinhas pelo caminho, com uma diversidade de acabamentos (mate, acetinadas e shimmer) bastante equilibrada.

Chocolate Bon Bons Too Faced

A qualidade também é aquela a que a Too Faced já nos habituou: muito boa! A pigmentação é óptima e, tal como de costume, as amostras de cor da foto acima foram feitas sem qualquer primer por baixo. Como podem verificar, há um bom equilíbrio na diversidade de cores e na intensidade dos tons. Há de tudo para todos os dias, incluindo óptimas bases para outras sombras mais coloridas. A cor Cashew Chew, por exemplo, é quase, quase do tom da minha pele. Diria, aliás, que esta é a sombra mais seca da paleta (embora não seja nada problemático) e que as restantes têm todas uma textura excelente.

Não consigo dizer-vos quais são os meus tons favoritos, pois tenho utilizado todos eles em igual medida. Se ainda procuram A Tal paleta versátil, que dá para tudo e que tem óptima qualidade, esta pode muito bem ser uma opção a ter em conta. Em Portugal, vende-se exclusivamente na Sephora. Caso pretendam, também a podem adquirir online num montão de lojas.

A Minha Wishlist de Natal

Pensei muuuitas vezes antes de publicar este post, porque a verdade é que:

  1. Não há nada que me faça falta.
  2. Há um bebé a caminho e, já que olho para o meu umbigo, deveria ter uma visão mais profunda do que se avizinha.

Depois, lembrei-me que também sou filha de Deus e que as épocas festivas servem para sonhar e meditar em caprichos. Não tem mal nenhum, faz bem e felizmente o Pai Natal ainda não cobra para ler cartas!

Justificando muito rapidamente as minhas escolhas, já que na imagem têm tudo direitinho, é tudo muito simples:

  • Sim, o meu telemóvel precisa de um upgrade, experimentei o Huawei Mate S conforme vos contei aqui e aqui e fiquei apaixonada. Ainda por cima, na semana passada chegou a Portugal a versão Pink. Há como não querer? Não! Pai Natal, era meeesmo isto.
  • A musa Dita Von Teese lançou o seu livro de beleza Your Beauty Mark: The Ultimate Guide to Eccentric Glamour. Quero porque quero. Já agora, consta que anda por aí um batom da MAC de edição especial da mesma senhora, também podia vir morar comigo.
  • Já bati nesta questão e volto a dar-lhe destaque: ando a namorar esta placa alisadora da Philips há quinhentos anos. Ando. Porque é tudo de bom. É grande, segura e eficaz.
  • É óbviooo que não preciso de mais paletas de sombras. Mas gosto muito delas, são um presente que aprecio e faço olhinhos a estas três da imagem. Optaria pela Chocolate Bar Semi Sweet da Too Faced, é linda e cheirosa e sempre fazia companhia à mana, mas a Cocoa Blend da Zoeva é tão lindinha e acessível e a Nude Dude da The Balm faz pendant com as minhas meninas.
  • Botas de cano alto, acima do joelho. Por que é que é tão difícil encontrar o modelo perfeito? As da imagem são da Aldo, mas não me deixam totalmente satisfeita. É que as que tenho sofreram um pequeno acidente, mas apesar de terem arranjo, não sei quanto tempo de vida terão pela frente. As que vejo nas lojas actualmente são caríssimas e medíocres. Por que é que teimam em encher tudo de fivelas, buracos e utilizar tecidos reles (tipo neoprene, hello!) na parte traseira? É o medo.
  • Gosto de colorir livrinhos engraçados, gosto do Sherlock e… Quem é que resiste a um livro de colorir do Sherlock Holmes?

Não encarem os meus caprichos como esquisitice, até porque sou uma pessoa fácil de agradar e entreter com bugigangas. Se estão mesmo interessad@s nos meus desejos e querem mais pistas sobre o que poderiam oferecer à minha pessoa (ninguém oferece presentes a gente crescida, mas just in case…), aproveitem para me encher de collants e cuecas da avó, daquelas de algodãozinho que se fazem difíceis de encontrar hoje em dia (a sério!), túnicas e vestidos folgados.

Também não me vou ofender se decidirem encher-me o sapatinho de quinquilharias e bibelotes para a casa, hã? Como disse, sou muito fácil de contentar e sou pior que os miúdos: gosto mesmo é do mistério de desembrulhar os presentes.

E vocês, o que querem neste Natal?

Sombras Argent Makeup

sombrasargentmakeup

No final do mês passado, a portuguesa Argent Makeup lançou a sua mais recente novidade: sombras de maquilhagem de óptima qualidade a preços bastante acessíveis. Os pincéis da marca já eram excepcionais, pelo que a maquilhagem só poderia sair a condizer.

Registei uma fotografia das cores no meu braço. Ao vivo, são ainda mais bonitas e, algumas delas, intrigantes. A Posh aparenta alternar entre tons de lilás, rosa e castanho conforme a luz. Todas as sombras são bastante macias e pigmentadas. São fáceis de trabalhar e apenas a Wicked esfarela ligeiramente, mas ainda assim não é nada preocupante. A Classy, a Posh e a Stubborn são as minhas preferidas.

Imagem retirada da loja online Argent Makeup
Imagem retirada da loja online Argent Makeup

As sombras são vendidas avulso, em refill, mas em embalagens de plástico onde podem permanecer guardadas sem sofrerem danos. São inteiramente fabricadas na União Europeia e atendem a todas as normas de segurança e qualidade. Cada sombra tem o preço unitário de 3€99. Caso optem por comprar 4 sombras + o conjunto de pincéis de olhos, poupam dinheiro porque a despesa total fica nos 24€98. Consta, ainda, que está para breve o lançamento de uma paleta magnética reutilizável para que possamos guardar as sombras todas juntas e em segurança.

Talvez este seja aquele presente especial que queriam oferecer a uma pessoa querida e vaidosa, sem esquecer que a marca é cá das nossas e muito promissora. Como evidência do que aqui vos digo, dêem uma espreitadela na Vogue de Janeiro ’16, onde aparece um dos best sellers da Argent Makeup.

P.S. – Por lapso, coloquei ao contrário os nomes de duas sombras: a Posh e a Stubborn. Desculpem a gralha!

Kit de Maquilhagem para Iniciantes

Mulheres no WC do Alfred Eisenstaedt Stork Club (1944)
Mulheres no WC do Alfred Eisenstaedt Stork Club (1944)

Fui desafiada pelo Clube de Bloggers Artistry a partilhar convosco as minhas ideias sobre a constituição de um kit de maquilhagem para quem é nov@ nestas andanças e não sabe muito sobre o assunto. Parece mentira, mas nunca me pronunciei sobre este assunto aqui no blog!

Não é propositado, mas acabo sempre por falar de milhentos produtos e nomes estranhos, e esqueço-me que há muito boa gente que não percebe patavina do que digo e que gostava de ler uns posts sobre as bases e os básicos. Prometo que vou tentar resolver essa falha!

Para começar, e aproveitando a deixa do clube, vamos começar pelo que considero essencial para quem está a começar a aventurar-se no mundo da maquilhagem. Não se esqueçam que a prática leva à perfeição, e que quando não vos agradar o resultado das vossas experiências… É só limpar com desmaquilhante!

Para começar, é muito importante ter uma boa “tela” para trabalharmos. Não adianta de nada aplicar sombras e batons bonitos se a nossa pele parece um pequeno desastre. As coberturas e formatos dependem do gosto de cada pessoa, mas a utilização de base ou hidratante com cor é de extrema importância, na minha opinião. Há delas nos mais variados formatos, uma das minhas preferidas é mesmo da Artistry, em pó, e já falei dela aqui.

IMG_2947

Aconselho também a utilização de um , caso necessitem, e de um corrector. Há quem não utilize base e corrija apenas as imperfeições com um corrector.

O blush é essencial, já que nos ajuda a ter um ar mais saudável (não se esqueçam que ficámos com a pele super uniforme quando utilizámos base!). Sugiro tons de rosa ou pêssego, naturais, que lembrem a cor que surge quando coramos naturalmente.

Sou suspeita, mas aposto que é consensual que um eyeliner preto é dos artigos que não pode faltar nunca. Hoje em dia, já há alguns em lápis com texturas muito boas e que podem ser utilizados sem grande dificuldade.

A máscara (rímel!) é do mais básico dentro do mais básico: abre o olhar instantaneamente! Eu não vivo sem ela. Há delas de todas as espécies, eu considero que uma boa máscara preta, de volume, serve para tudo.

Ultimamente, tem-se dado muita importância às sobrancelhas e creio que é unânime que, no mínimo, um gel transparente deve ser utilizado.

Por fim, cores. Sei que pode ser muito tentador adquirir sombras e batons de todas as cores e mais algumas, mas será que vão sentir-se à vontade para as utilizar inicialmente? Sugiro uma paletazinha de sombras de cores neutras. No que toca aos batons, um de cor neutra, próxima da tonalidade dos vossos lábios (ou gloss, se preferirem), e um tom mais garrido como vermelho ou rosa choque. Experimentem nas lojas, peçam amostras se for possível. Não descartem uma “cor” à partida porque não vos ficou bem, porque existem imensos subtons e acabamentos, e algum poderá ser o vosso batom de sonho!

Sugiro que, por agora, não se preocupem muito com os pincéis. Desde que tenham um redondo, grande e fofo que vos ajude com o pó e com o blush, para já, chega perfeitamente. Se quiserem bisbilhotar qualquer coisa sobre o assunto, podem fazê-lo aqui.

Espero que este post tenha sido útil. Atenção, que estas são as minhas sugestões para quem não pesca mesmo nada do assunto, em meia dúzia de linhas. Se tiverem alguma dúvida, estou ao vosso dispor para ajudar!

Maquilhagem Cien

No passado sábado, tive o privilégio de conhecer em primeira mão uma edição limitada da marca Cien, composta por vários itens de maquilhagem e vernizes, que estará disponível nos supermercados Lidl de todo o país a partir de dia 5 de Fevereiro (quinta-feira).

Lidl_WorkshopMaquilhagemCien-156

Nada melhor para conhecer os produtos do que brincar com eles, pelo que a manhã foi passada em grupo, num workshop de automaquilhagem com a maquilhadora Maria João Teixeira. Pode parecer estranho, tendo em conta que estavam presentes algumas bloggers destes assuntos da beleza, mas há sempre ideias para trocar e coisas novas para aprender, não é verdade?

cien3

cien2

cien4

cien1

Fiquei bastante bem impressionada com os produtos e considero que a relação qualidade/preço é óptima, já que cada item irá custar 1.99€. Os produtos não decepcionam, de todo, e dou destaque às sombras, que têm óptima textura e são super pigmentadas, e aos batons, que são cremosos na medida certa, hidratantes, e (no geral) bastante pigmentados. Esta colecção será composta por:

  • 8 Vernizes – Com e sem cintilâncias, discretos, mais coloridos… Há para todos os gostos! Dou destaque ao Neon Coral e ao Pastel Green.
  • 4 Sombras – a champagne e a cor de rosa são cintilantes, a castanha acetinada e a cinzenta-azulada é mate.
  • 8 Batons – existe um rosinha cintilante (Floral Pink), mas os restantes são desprovidos de brilhos; o roxo e o bordeaux não são super, super pigmentados. Pessoalmente, adorei o Neon Coral, Matt Rose, o Natural Kiss e o Red Roses.
  • 8 Glosses – Existe apenas um sem cintilâncias, nude (Nude Lips). Todos são bem pigmentados e hidratantes. Não são excessivamente pegajosos. As minhas preferências recaem nas cores Nude Lips, Creamy Raspberry e Diamond Rose (este último tem brilhinhos lindos!).
  • 2 Máscaras de pestanas – Ambas pretas, uma à prova d’água e outra “normal”, com efeito de volume. Só experimentei a segunda e o que posso dizer já é que não forma grumos, não empasta as pestanas e não esborrata ao longo do dia. Para além disso, sai facilmente com qualquer desmaquilhante.

Lidl_WorkshopMaquilhagemCien-57

Já ouvi dizer que nalguns Lidls esta colecção já esteve disponível. Eu nunca a tinha visto e a informação que tenho é a que partilhei no início do post. Por isso, se quiserem algum destes produtos corram, que já sabem que quando há estas edições limitadas, a estes preços, tudo voa!

cieninsta

Maquilhagem Democrática

makebmineral1

Tenho este post alinhavado, com as imagens tratadas e tudo (das novidades, que o resto já andava cá pelos arquivos), há não sei quanto tempo. Desde que a linha de maquilhagem mineral d’O Boticário sofreu a sua última reforma, deixei tudo prontinho mas achei que aquele não era o momento de falar. A maquilhagem mineral não era uma novidade da marca e eu já a conhecia há muito tempo e já tinha partilhado umas poucas coisas convosco aqui, aqui e aqui. Alguns dos produtos desapareceram, sim, e novos surgiram. Pelo caminho, foram relançados produtos de edições limitadas como os trios de sombras baked da linha Make B Infinit.

Sucede que como é uma linha que adoro há tanto tempo e que se vai misturando no meio de todos os cosméticos que utilizo regularmente, acabo por me esquecer do seu devido valor até que se torna no meu último recurso quando a minha pele tem os seus ataques de rebeldia.

makebmineral2

Quantas de vós não gostam de utilizar produtos de maquilhagem convencionais, porque são desconfortáveis ou não são compatíveis com alguns problemas de pele frequentes? Bem, os últimos tempos não têm sido nada simpáticos para mim e a minha pele tem-se queixado muito. Pareço uma adolescente com cara de pizza e a psoríase começa a querer instalar-se. Sair de casa de cara lavada está mesmo fora de questão.

Os complementos da maquilhagem (blush, batom e sombras) não carecem de tantos cuidados, mas a base que utilizo tem de ser escolhida com muita cautela e por isso aposto na base em pó da linha abordada neste post, porque já sei de outras levas que posso confiar nela. Atenção, O Boticário não é a única marca no mercado com uma boa linha de maquilhagem mineral, mas é aquela que eu conheço e que amo de paixão. Porque é excepcional em termos de qualidade, imbatível no preço (quase não há, sequer, concorrência com estas especificidades!), não contém ingredientes potencialmente agressivos como os que estão habitualmente presentes noutros cosméticos, é compatível com qualquer tipo de pele, é confortável e tem uma boa variedade de produtos disponíveis (embora já tenha sido melhor neste aspecto).

Só nestas alturas é que me apercebo da importância que esta linha tem no meu dia-a-dia, quando deveria acarinhá-la mais. Afinal, trata-se de um conjunto de produtos muito democrático. Se não gostam de maquilhagem devido a experiências desagradáveis com os produtos de costume (porque pesam na pele, porque são pegajosos, porque provocam ardor ou comichão, ou por outro incómodo!), falando muito a sério, dêem uma oportunidade à Make B Mineral.

Barroco Tropical

barrocotropical3

Agora que já estamos em modo outonal e que se espera que os dias refresquem (que, apesar de o Verão não ter sido assim tão simpático, a verdade é que já começamos a ter uma amplitude térmica maior), faz todo o sentido começar a pensar nas modas para o tempo frio. Quem fala em moda, fala em cosméticos. Afinal, tendemos a escolher produtos diferentes consoante o clima, e o calor que pede leveza já está a ir embora.

barrocotropical2

De há uns anos para cá, possivelmente em consequência da crise, a inspiração no barroco tem sido uma aposta muito forte na indústria da moda. Os detalhes de cores ricas, o dourado, as texturas aveludadas e acetinadas, as rendas e todos outros exageros que transparecem uma certa prosperidade ajudam a distrair-nos do que de menos bom se passa. Teorias à parte, eu que adoro a riqueza de detalhes ando encantada.

barrocotropical1

Recentemente, O Boticário apresentou uma das suas propostas de maquilhagem de Inverno na edição limitada Make B Barroco Tropical, em parceria com o estilista Ronaldo Fraga. Predominam as cores fortes e profundas e, como não poderia deixar de ser, muitos brilhos, dourado e muitos detalhes em relevo. Há, até, uma fragrância chipre frutal deliciosa e três pincéis de maquilhagem para complementarem a linha de maquilhagem, que é constituída por quatro vernizes, um blush, duas sombras em creme cintilantes, um lápis de olhos, três trios de sombras, dois duos de batom/gloss e um duo de máscara/eyeliner.

barrocotropical

Originalmente, no Brasil, saíram também uns quantos batons que não sobreviveram a tempo de chegar a Portugal. Ficamos muito tristes, por cá, mas já é bom ter o resto da linha. Tenho comigo o trio de sombras Bordô Renascença e o Duo Labial Laranja Imperial e o que posso dizer-vos é que, como podem ver nas fotografias, não precisam de ter medo das cores (se for esse o caso), porque são pigmentadas qb, para que seja fácil utilizá-las mesmo quando não temos muita experiência com a maquilhagem e/ou não queremos nada carregado. Há sempre a opção de utilizar as sombras com um pincel húmido e obter uma maior intensidade de cor. Estou a namorar as sombras em creme e os pincéis. E vocês, de que artigos gostaram mais?

Belas e Amarelas

tbsamarelo1

Deviam ver a minha felicidade quando as marcas que adoro me surpreendem com novidades algo incomuns. Hoje em dia, já é mais fácil encontrar maquilhagens ousadas nas lojas do costume, mas ainda assim pode ser difícil encontrar cores arrojadas.

tbsamarelo2

Recentemente, foram-me apresentadas as sombras Colour Crush 190 Sunshine Love (amarelo torrado mate) e 240 Gorgeous Gold (diz que é dourado, cintilante, mas para mim também é amarelo e eu adoro!) da The Body Shop.

Não sei qual é a vossa opinião sobre o assunto, mas eu cá não tenho preconceitos com cores ousadas e, se querem que vos diga, a sombra amarela mate é daqueles confortos, daquelas preguiças que eu gosto de ter quando não há paciência para fazer algo elaborado mas, mesmo assim, há vontade de ter algo que se veja nas pálpebras. Experimentem, que vão ver que não é nada assim tão extravagante como parece inicialmente. Pelos vistos, querem que eu aprimore este meu affair com a sombra amarela e, vai daí, acham que o ouro é capaz de ajudar a esbater os limites da sombra mate de forma harmoniosa. Gosto e uso, especialmente nesta fase em que não me apetece mesmo nada perder muito tempo com maquilhagens!

Já o disse noutras oportunidades, mas não custa lembrar que as sombras Colour Crush são excepcionalmente boas, especialmente vindas de uma marca cujos principais sucessos não eram a maquilhagem: são muito pigmentadas, finas, macias, fáceis de trabalhar e duradouras. O formato, sem grandes floreados, é perfeito para termos uma ou outra sombra na necessaire.

Sei que há por aí preconceitos com sombras amarelas, mas… A sério, experimentem!