Etiqueta: Sandálias

Calçado Mãe & Filha

pisamonas

Sempre quis ser mãe de uma menina.

Antes sequer de sonhar com a Teresa, dizia que ter uma menina me permitiria voltar a brincar às bonecas e oferecer-lhe aquilo que gostava de ter para mim mas já não considero adequado ou não existe para o meu tamanho.

Bom, a parte da adequação é subjectiva, confesso: sou aquela mãe que não tem vergonha ne-nhu-ma de andar igual à filha. Não é sempre, mas há dias em que é a coisa mais fofa do mundo! Torna-se ainda mais engraçado porque a minha menina, embora pequenina, é muito vaidosa e percebe muito bem o que se passa à sua volta. Adora quando a deixamos imitar quem somos, o que fazemos ou o que vestimos.

Nem sempre é fácil alimentar esta coisa de mãe e filha, embora eu encontre muitos artigos na secção infantil.

É complicado encontrar, por vezes, moda gira para bebés abaixo dos 12 meses. Ainda por cima, a Teresa é uma bebé mais pequena que a média. No que toca ao calçado, torna-se tudo pior – o mesmo número de calçado nunca corresponde ao mesmo tamanho entre marcas e a maior parte dos sítios ainda nos pede os olhos da cara por algo que só será útil por um par de meses.

É terrível procurar calçado bonito que não pareça pantufos e modelos abaixo do tamanho 20 que se adequem a uma bebé que começa a querer dar os primeiros passos.

pisamonas

Já tinha ouvido falar da Pisamonas e recentemente fiz uma encomenda que me deixou muito satisfeita. Primeiro li e depois constatei que tinham calçado com uma óptima relação qualidade/preço. Apesar do meu receio com as diferenças de tamanho, se houvesse algum problema, o processo de envios, trocas e devoluções é rápido e gratuito.

Há modelos, cores e materiais para todos os gostos, muitos deles desde os tamanhos mais pequenos de bebé até aos maiores de adulto.

Encomendei justamente o que precisava e procurava, sem extravagâncias:

  • Botas safari, intemporais e úteis em todas as estações do ano, para mim e para a Teresa. Sim, na mesma cor e tudo.
  • Menorquinas em nobuck, castanhas, super básicas e bonitas, ficam bem com tudo, também para mim e para a Teresa. As dela têm uma fivela em velcro para não fugirem do pé (adoro esta adaptação do modelo para os mais pequeninos).
  • Merceditas em branco e rosa brilhante para a Teresa. Não vieram iguais para mim porque não havia, senão…

pisamonas

Fiquei surpreendida porque passadas menos de 48h após a minha encomenda, tinha um estafeta a entregar tudo muito bem empacotado à porta de casa.

Escusado será dizer que a vaidosa mais pequenina quis logo bisbilhotar o conteúdo e ficou toda contente quando percebeu que tinha sapatinhos novos!

Gostei muito de constatar que os modelos que escolhi para a bebé correspondem ao tamanho esperado e não têm diferenças entre si. Todas as peças são de óptima qualidade e algumas delas chegam a ser cerca de 20€ mais baratas relativamente a outros locais onde procurei.

Sem dúvida, a Pisamonas ganha aqui uma família de clientes – graúdos e miúda! Defendo que as crianças não devem ter calçado em excesso, mas quero assegurar que há alternativas para os imprevistos do quotidiano e para as ocasiões especiais e esta loja online é um bom sítio para o fazer.

pisamonas

Sandálias trendy: check!

sandálias 2017

Lembram-se da minha cobiça por umas sandálias com pompons?

Vocês já sabem que eu sou de ideias fixas. Não é deste ano que as vou vendo e engraçando com a cena algo kitsch, naif delas, mas só agora é que começa a ser mais fácil encontrá-las.

Siiim, também poderia ter implementado um DIY, mas tive mais onde me ocupar. Tinha-vos dito que já tinha catrapiscado umas muito giras no catálogo da Natura. Nas lojas, nem rasto delas… Até há coisa de duas semanas. Já a minha mãe andava em cima do assunto. Já a senhora da loja sabia do meu drama, também, e disse que assim que chegassem guardava umas para mim… E guardou.

sandálias natura

Claro que nesta busca houve vítimas, que cada vez que entrava na loja para ver se já tinham chegado as benditas sandálias lá acabava por trazer sempre qualquer modelito. Até outro par de sandálias, igualmente giro e deveras confortável.

Maneiras que foi isto: giras, confortáveis, de boa qualidade e a um preço razoável. Estou feliz com a minha compra e sei que é um modelito que terá o devido uso neste Verão.

Fica a dica para quem ainda não as viu, corram!

sandálias pompons

Alerta Sandálias

sandálias pom pom

Frufrus, berloques e penduricalhos? É aqui! Gosto muito de complicar o que podia ser simples e no que toca à moda, não é excepção. Lembra coisas que podiam ser da nossa infância? Ah, melhor ainda!

De há uns dois anos para cá, têm aparecido pompons um pouco por todo o lado. Agora que penso nisto, creio que comecei por vê-los mesmo em sandálias. Acredito que seja fácil replicar a ideia para fazer um DIY low cost, e assim até o trabalho final seria único original. Mas nem todas temos tempo ou jeito para isso, pelo que acredito que dá jeito saber onde é que dá para encontrar estas sandálias bonitas. As da imagem são todas da marca Gioseppo e os preços não são assim nada do outro mundo. Sei que a Natura também tem algo semelhante no catálogo desta estação, mas ainda não as vi nas lojas (e agradeço que me dêem o alterta se as virem!).

Eu cá não sou de intrigas, mas desde que me deu na telha aquela vontade de ter as benditas sapatilhas que estão esgotadas em todo o lado, agora quando quero algo específico tomo logo nota de todos os sítios que disponibilizam modelitos dentro do género. E olhem que não acontece com muita coisa!

Pés de Balão

Ora, contei-vos que estava a conseguir controlar bem o edema dos membros inferiores, não foi? Partilhei um montão de dicas preciosas sobre o assunto e até vos falei das meias que tenho utilizado e que se revelam muito eficazes.

Edema Pés

Imaginem, então, se não tivesse o menor cuidado. A rondar os 8 meses de gestação, posso dizer que ostento umas belíssimas paiolas no lugar dos pés. Diziam vocês, grávidas e mães de serviço, que a coisa só se tolera com chinelos Havaianas? Balelas, não tenho outra forma de vos responder. São do mais desconfortável que se pode calçar nesta fase, por serem tão rasos.

Só estou bem com uns ténis Adidas Zx Flux que comprei há uns meses, mas não posso calçar sempre a mesma coisa e muito menos passar estes dias escaldantes com os pés fechados.

Tinha esperança que os meus pés aumentassem, efectivamente, um tamanho. Aliás, tenho sido salva por modelitos no tamanho acima do habitual que tinha na colecção (com palmilhas ou porque sim, mesmo não calçando), que continuam a ser compridos de mais. Tenho pés maiores, sim, mas só para cima e para os lados! Ao ponto de, adivinhem – algumas das minhas Havaianas nem sequer servirem!

Impera o desespero e o desconforto, e seja o que Deus quiser durante o próximo mês. Já falta pouco, é o que vale.

Sim ou Sopas? #14

Sandálias Victoria Sandals

Andando eu a redescobrir tesourinhos da arca do blog, apercebi-me que há muito tempo que não vos faço uma pergunta destas. Se não se lembram do Sim ou Sopas, estão perfeitamente a tempo de recuperar o contexto. Sabem daquelas peças de roupa, calçado e/ou acessórios que efectivamente causam em nós qualquer impressão, mas não sabemos dizer se é boa ou má?

Aconteceu-me com estas sandálias da Victoria. Ainda não decidi se as adoro ou se as detesto. Reunem três coisas que abomino:

  • A sola branca, habitualmente admissível em sapatilhas mas dispensável no restante calçado no geral;
  • O formato da sola, que acaba por ser uma espécie de plataforma à “sapato do coxo”;
  • A tira frontal, que me lembra sempre as sandálias à turista. Juntem um par de meias e percebem do que é que estou a falar.

Ok, o dourado também pode ser controverso, mas tenho de vos confessar que tenho gostado de mais calçado dourado do que seria aconselhável. Isso, e a textura de pele de réptil. Também não fica bem em tudo.

Fico mesmo com muitas dúvidas perante este modelito, porque apesar de tudo as sandálias têm um aspecto leve e confortável, à semelhança do que é habitual na marca. E conforto e leveza são coisas que exijo agora no meu dia-a-dia. O calcanhar é ligeiramente mais alto que a frente da sandália e tudo. Então… Parte de mim quer encomendá-las, que são sandálias bonitas. A outra parte diz que não, que são uma tremenda piroseira.

Por isso, ajudem-me: sim ou sopas para as Victoria Hebilla Coco?

Limpar Sandálias Birkenstock

birkenstock1

Aposto que quase todas as pessoas que me estão a ler têm ou tiveram pelo menos um par de sandálias Birkenstock ou semelhantes. Podem não ser o calçado mais bonito do mundo, mas há modelitos que não são nada feios e devem ser das sandálias mais confortáveis à face da terra.

O problema é que, com o passar do tempo, as solas interiores começam a ficar imundas. Ninguém merece andar com marcas de pegadas sujas nos sapatos, nem cheirete a chulé! Contudo, nunca se sabe muito bem como limpar o interior destas sandálias. Vai-se sempre a medo. Falo por mim, ia remediando com um pano húmido, mas à terceira temporada de Verão que as minhas fofinhas cumprem, começava a ser insuportável carregar tanta imundície. Mas, se o calçado está bom, temos sempre dó de lhe conceder a reforma. Verdade?

Depois de ler umas poucas coisas, decidi pôr mãos à obra e dar um banho a sério às minhas sandálias de estimação. Utilizei um daqueles detergentes em pó tipo oxi action (consta que o bicarbonato de sódio também tem efeito, mas não o utilizei), uma escova de dentes velha e água. É muito simples. Tomem nota: numa tacinha, juntem um pouco de água ao detergente, e mexam. Apenas o suficiente para fazer uma “papa”! Molhem as solas interiores das vossas sandálias e espalhem a mistura, esfreguem bem com a escova de dentes. Enxagúem. Apliquem novamente a mistura e deixem repousar durante algum tempo. Enxagúem novamente, e deixem secar. Et voilá! Não há milagres, não temos Birks novinhas, mas com certeza ficam muito mais limpas. Pelo menos, não ficam todas peganhecs nem feias.

Quem é amiga, quem é? Têm mais dicas para a troca?

Será exagero?

Imagem recolhida do Tumblr. Fonte desconhecida.
Imagem recolhida do Tumblr. Fonte desconhecida.

Sou exagerada e friorenta em proporções quase iguais. Durmo de botija e, se preciso for, em Agosto não esqueço as meias de lã. Ninguém merece ter os pés frios. Contudo, não posso sentir no ar os aromas da Primavera nem ver um raio de sol, que quero logo andar de perna ao léu e pés semi-descalços.

É simples: não gosto da cor de lula do tempo frio e tampouco me sinto confortável de meias que se colam à pele. E os collants terríveis que teimam em esburacar-se num ápice? Não há quem aguente.

Consta que até ao final da semana as temperaturas serão amenas durante o dia. Preocupa-me estagiar num local mais fresco que a restante Lisboa, mas para o tempo que levo a sair de lá e deslocar-me para qualquer outro sítio, acho que já dá para arriscar.

Eu bem sei que ainda regressará o tempo frio, mas nos tempos que correm há que aproveitar as abébias que o São Pedro nos dá, certo? Tenho tantas sandálias e sabrinas bonitas, já para não mencionar as sapatilhas de lona, que pedem tempo assim para poderem sair à rua. Estou farta de botas, que martírio. Serei a única? Será exagero?

Primavera Mel

Eu sei que ainda está um frio de rachar e que mesmo que venha tempo mais ameno, está longe de ser uma constante. Não gosto do Inverno nem com molho de tomate, e para piorar este meu ódio de estimação, já começam a aparecer nas lojas as novas colecções para as estações quentes.

No que toca ao calçado, pela originalidade e pela qualidade aliada ao facto de se tratar de calçado de fácil limpeza e manutenção, uma das marcas que gosto de espreitar com frequência é a Mel. É simples, os modelitos são de babar, ficam em conta, e se não corremos logo para o que pretendemos o mais certo é daí a pouco já não termos essa oportunidade porque os sapatos são tão giros que toda a gente os quer.

Pop VII
Pop VII
Pitanga
Pitanga

Acabei de espreitar as sabrinas e sandálias para a Primavera e fiquei com vontade de mandar vir logo quatro pares. Diria o meu pai, como é barato, vem logo à dúzia. Mas não pode ser, não é sustentável e não se justifica. Já tenho umas parecidas com as Move (embora em preto, com a flor branca) e sabrinas pretas também tenho de sobra. Não vou descansar enquanto não tiver as Pitanga (são ou não são sandálias lindas?) e as Pop VIII. Aiii, que sarilho!

Move
Move

Pop VIII
Pop VIII

Ainda não foi desta…

crocsjayna

… Que a versão bege/ouro dos únicos Crocs que gosto, o modelo Jayna, veio morar comigo. Vá, não me batam, que se eu não dissesse que eram Crocs, ninguém reparava. Nem eu reparei da primeira vez que vi este modelo à venda, há cerca de dois anos. Já nessa altura não encontrei esta cor no meu número, mas acabei por trazer o mesmo modelito em preto e não foi, de todo, uma compra despropositada porque este híbrido entre as sandálias e as sabrinas, feito de um material que é confortável, impermeável e fácil de lavar/limpar acaba por ser versátil e por isso calço o meu par imensas vezes. Parece que todos os anos as Jayna voltam às lojas, e todos os anos calho a reparar quando já não existe o meu tamanho.

O calçado de Verão ocupa a maior parte da minha sapateira e perdi a conta às sandálias rasas. Gosto de variar, gosto de ter calçado colorido, e já se sabe que o calor contribui para pés sujos muito mais rapidamente e convém arejar e limpar o calçado com frequência. Começo a gostar de alguns tipos de materiais sintéticos (não podem ser comprados em qualquer local, sem qualquer certificado, atenção!) como a EVA dos Crocs nesta vertente mais prática. E desengane-se quem pensa que este modelo é um exclusivo do Verão, que nos dias mais amenos das meias-estações calço-o muito nos dias em que a chuva pode aparecer, precisamente por serem impermeáveis.

Alguém me sabe dizer onde é que posso encontrar estas sandálias, nesta cor (ouro/bege), no tamanho 35?

IMG_20130925_141506

Para brilhar no Verão

meldourado1

Quando faço compras, dou preferência às lojas que, para além de darem resposta ao que procuro, me mimam enquanto cliente. Não podia ser diferente com as lojas que me apoiam. Até posso ter acesso facilitado a algumas peças, mas dou por mim a fazer compras frequentes nos mesmos sítios, e a minha família e os meus amigos também. No caso do Spartoo, tudo isto é muito relevante porque, como bem sabem, há pontos de fidelidade que vamos ganhando. Consigo fazer uma média de 70€ em pontos de fidelidade todos os anos.

Desta feita, estava a namorar as novidades da Mel para o Verão e fiquei apaixonada por estas sandálias douradas (modelo Marshmellow). Tinha, justamente, o montante necessário acumulado em pontos e encomendei-as sem ficar com a carteira mais leve. Ainda bem, porque se não tivesse pontos também não iria esperar por quaisquer tipo de vales, com medo que o modelito esgotasse.

3175ddbea3f711e399cf1236f53363c7_8

Fico um pouco reticente quanto ao conforto das sandálias de borracha antes de as comprar, mas já tenho vários modelos da Mel e nenhum deles queima a pele ou magoa os pés. Consta que o material tem uma constituição exclusiva da marca. Os tamanhos correspondem ao normal (eu calço o 35 e tem batido sempre certo com a numeração da Mel) e o único inconveniente deste modelo específico é o facto de algumas das purpurinas, inicialmente, sairem. Não é nada que me preocupe, até porque são daquele tipo de purpurinas que não se “colam” à pele e limpamo-las muito facilmente. Curiosamente, à semelhança da irmã mais velha, a Melissa, a Mel também começou a incorporar fragrâncias (frutadas) no calçado. Não tem qualquer utilidade, mas é uma graça.

Agora, só falta mesmo chegar o tempo de Verão para poder sair à rua com as minhas sandálias de brilhantes.