Etiqueta: Pele Oleosa

A minha experiência Blue Therapy

youzz

Há cerca de um mês, chegou às minhas mãos um kit da Biotherm por parte da Youzz (uma plataforma online onde se podem inscrever para testar produtos – o meu código de apadrinhamento é 74pbspobj8), com produto da linha Blue Therapy. Combinámos que iria experimentar devidamente e que partilharia o meu feedback no blog (não fui a única, daí haver tanto conteúdo sobre este assunto a ser publicado por estes dias!).

Esta linha propõe-se a proteger a pele de agressões externas enquanto repara sinais de envelhecimento como manchas, rugas e falta de firmeza, sendo enriquecida com extractos de algas (Alaria esculenta) e raiz de baicalina, antioxidantes.

Recebi um boião do creme de dia Multi-Defender com FPS 25 e duas amostras: uma do sérum e outra do creme de noite da mesma linha. Por óbvios motivos, o foco da minha análise recai sobre o primeiro produto, já que os restantes não continham quantidade suficiente que me permitisse retirar grandes conclusões.

Passando ao que interessa!

Bem sei que o boião não é o melhor formato de apresentação, porque para além de não ser o mais higiénico, leva a que o conteúdo se deteriore mais rapidamente. Consciente destes factos, contudo, aqui me assumo apoiante deste recipiente à antiga, que eleva o ritual da aplicação do creme a outro nível. E este boião é qualquer coisa, robusto, de vidro azul com tampa de metal prateado!

Não fiquei fã do aroma: não cheira mal,é floral, mas é demasiado fresco e evidente e “pica-me” o nariz. Preferia uma fragrância mais suave, ou a ausência dela.

A textura, que é mencionada como sendo “areada e leve”, apesar de ser diferente dos hidratantes habituais, diria ainda assim que pesa um pouco, especialmente se tivermos em conta que é um produto que se destina a peles mistas. É um creme algo consistente, mas muito fácil de espalhar e é absorvido rapidamente.

youzz

É um creme confortável de utilizar se não aplicar maquilhagem a seguir. Não se torna oleoso ao longo do dia e a fragrância que tanto me incomoda desaparece após alguns minutos. Nos dias em que uso maquilhagem, evito utilizar este produto: torna-se pesado e fica tudo oleoso com maior rapidez.

Apesar de ter algumas ressalvas, ao fim de praticamente um mês a utilizar este hidratante, gostei dos resultados. Tenho algumas dificuldades em encontrar um hidratante que respeite a minha pele do rosto, que é mista, com muita oleosidade na zona T, mas ainda assim desidratada. Este portou-se muito bem e não sou só eu a ver as mudanças: a minha pele está visivelmente mais hidratada, mais viçosa. O problema com a oleosidade não foi agravado.

Não serei a melhor pessoa para falar da acção em sinais de envelhecimento, já que estou a atravessar aquela fase em que já não sou assim tão jovem mas também ainda não tenho muito por onde me queixar, mas espero que a utilização do produto tenha algum contributo que seja visível daqui a alguns anos 🙂

Eis o veredicto final:

O Blue Therapy Multi-Defender SPF 25 é um bom produto, mas no meu entender não oferecerá melhores resultados nem terá melhor desempenho que outros disponíveis no mercado, muitos deles a preços mais acessíveis (ronda os 60€ em perfumarias).

Talvez num pacote promocional compense, mas em condições normais não será o meu favorito para investir. Tendo como termo de comparação outras linhas que já utilizei até mesmo dentro da marca Biotherm, haveria outros produtos pelos quais optaria muito mais rapidamente.

10 do Momento

Comecei por ter um blog de beleza,

Embora considere que grande parte da essência do blog ainda passe por aí mesmo.

Só decidi que me daria à liberdade de escrever sobre o que quisesse e, às tantas, acabo por me esquecer que vocês gostam tanto quanto eu de saber das lides dos betumes e tintas. Verdade ou mentira?

Vai daí, desde Junho de 2015 que não faço um apanhado dos 10 cosméticos que mais tenho gostado ultimamente.

Está na hora de partilhar convosco os meus aliados e desenganem-se se pensam que, com os tempos, se mudam todas as vontades. Só mudam algumas!

favoritos beleza review swatch resenha opinião beauty blog
Os meus 10 favoritos actuais. Da esquerda para a direita, de cima para baixo.

Eis o meu top, sem ordem específica.

  • Bio Oil – Comecei a utilizar quando estava grávida e nunca mais o larguei. Até no rosto o utilizo, à laia de sérum.
    • Nunca fui muito rigorosa (sei que há grávidas que têm todo um ritual de aplicação de cremes e mistelas 2 ou 3 vezes por dia, mas eu que sou preguiçosa tinha dias em que nem sequer utilizava nada), mas o facto é que a pele se mantém elástica, hidratada e sem estrias.
  • Quenching Serum SOS, Caudalíe – Não me canso de falar dele, se não se lembram podem espreitar o que já disse aquiaqui, aqui e aqui. Preciso de dizer mais alguma coisa?
  • BB Cream Beyond the Solution, Lioele – Não é novo e já falei dele neste post. Agora, mais que nunca, dou-lhe o devido valor.
    • Muito boa cobertura, hidratante, não fica empoado tipo estuque mas também não me deixa com cara de fritadeira.
    • Agora tenho menos tempo que antes para me arranjar, pelo que gosto de atalhar caminho no que diz respeito à preparação da pele para a maquilhagem.
  • Protector Solar SPF 50 gel-creme para peles oleosas, Youth Lab – Foi a Ana que mo deu a conhecer e nunca mais o larguei. Todos, mas todos os dias, faça chuva ou faça sol, utilizo protector solar. Se já tinha todo um historial de alergias ao sol, a gravidez deu-me a conhecer a realidade das manchas e rugas.
    • Mais vale prevenir do que remediar, e este protector solar é o melhor do mundo para o rosto porque não pesa, não tem aquele cheiro a “sintético” a praia nem fica todo oleoso na cara.
    • Como bónus, tem uma ligeira corzinha. Há dias em que acabo por nem aplicar mais nada no rosto.
  • Poudre de Riz de Java, Bourjois – É uma reedição do famoso produto da Bourjois, em comemoração dos seus 150 anos.
    • É um pó solto translúcido com subtis cintilâncias que nos deixam o rosto com um ar polido e iluminado.
    • Não acumula nem tende a ficar oleoso.
    • A embalagem é prática, contendo uma patilha “doseadora” que não deixa que saia demasiado pó do compartimento.
    • Esta parte é completamente secundária mas também tem de ser referida: tem um cheirinho tão bom!
  • Batom Color Sensational Vivid Matte, Maybelline – Eu sei que não tem uma durabilidade imaculada, que nem sequer fica mate e que só chegaram 4 cores a Portugal.
    • Se procuram um daqueles batons líquidos mate à prova de tudo, esqueçam.
    • Ainda assim, são dos que mais tenho usado, especialmente a cor 50 (Nude Thrill).
    • A aplicação é super confortável, não resseca os lábios, efectivamente confere o conforto de um gloss sem ser pegajoso nem brilhante. E tem um sabor/aroma bastante agradável.
  • Blindagem Capilar, Novex – Já falei dela aqui e nem me vou alongar mais que isto: poupa-se muito tempo na secagem e preservação do penteado. Xô, humidade!
  • Emulsão de Banho, Anjinho – Só para contextualizar, a Anjinho/Angelito/Babyheart (há-de ter outros nomes noutros países) é a marca de produtos de higiene para bebé do Aldi e está muito subvalorizada. É mesmo muito boa e muito barata e volta e meia trago alguns produtos para a Teresa.
    • A emulsão de banho é um deles e também a utilizo. Adoro!
    • Não resseca a pele no banho, é um mimo.
    • Se tiverem um Aldi por perto, não olhem para este produto (nem para o resto da marca) de lado!
  • Gel de Limpeza 2 em 1 Pure Active, Garnier – É para peles oleosas e surpreendeu-me muito porque é delicado.
    • Não arde nem resseca a pele – palminhas por terem compreendido que as peles oleosas podem ser sensíveis e desidratadas e criarem um produto que respeita estas características!
    • É eficaz, é prático e é económico (a embalagem é gigantesca para o que é habitual num gel de limpeza de rosto – tem 200ml).
  • Purelan, Medela – Este é aquele produto do qual possivelmente nunca ouviriam falar se não estivessem grávidas/fossem mães.
    • O Purelan é um creme muito espesso e hidratante de lanolina pura. Tipicamente, utiliza-se nos mamilos quando estão gretados/sensibilizados pela amamentação.
    • Mas também serve para muitas outras coisas! Para peles muito secas e sensíveis (como os lábios), garanto-vos que não há melhor que isto.
    • Há quem gaste muito pouco, ao longo da amamentação. Eu já vou na segunda bisnaga à conta da função multi-usos.

E é o que tenho para dizer por agora. Pode parecer aborrecido, mas é mesmo o que mais tenho utilizado e que mais me tem surpreendido. E nem é necessário dizer que utilizo tudo exaustivamente, pois não?

Rotina de Verão #2

Tal como prometido e em jeito de conclusão, falta falar um bocadinho dos produtos de rosto e protecção solar que ajudaram a manter a pele em bom estado durante as últimas férias de Verão.

rotina verão beauty routine beleza blog review swatch cuidados de rosto review opinião resenha

Na categoria dos produtos de rosto, não quis abrir grandes cerimónias.

Quis manter a minha pele, que tem estado bastante oleosa na zona T, hidratada. Acima de tudo. Não é fácil atinar com um conjunto de produtos quando mudamos a nossa rotina do dia-a-dia, de sítio e de água.

Negligenciei as limpezas profundas e esfoliações, que preferi deixá-las para o regresso a casa do que agredir a pele desnecessariamente.

1. O Rose Hydrate Miracle Makeover Facial Oil da Superfacialist.

Já teve o merecido destaque neste posté um essencial. Antes de lavar a cara “a sério”, utilizei-o sempre para tentar atenuar os efeitos da desidratação. Um mimo!

2. Como produto de lavagem, optei pela Foaming Cleansing Fluid da linha Pureness da Shiseido.

Gosto muito da linha, no geral, mas optei por levar apenas a espuma. É consistente e limpa a pele na perfeição sem a deixar a repuxar.

Isto é, a parte do meu rosto que é oleosa fica limpinha, e a parte seca e desidratada não resseca. Fica tudo bonito e suave!

3. Esqueci-me de levar o tónico do costume e não quis meter-me em aventuras nem investimentos.

Decidi optar pelo que não falha: água de rosas. Não agride, não faz mal, é quase dada e é polivalente (que serviu para ser pulverizada nos dias de maior calor e há sempre mil e uma utilidades). Também é um clássico cá do blog.

4. Um dos produtos que maior importância tem nesta rotina.

Com vista a garantir a hidratação da pele do rosto, foi (é sempre!) o Quenching Sérum SOS da Caudalíe, já apresentado aqui e um dos meus produtos indispensáveis. Não me alongo, que no post já existente está tudo dito.

5. Também da família Caudalíe.

E porque o contorno dos olhos começa a exigir cuidados específicos, recorri ao Creme de Olhos Polyphenol C15.

Tenho de dedicar um post a toda a linha (em conjunto com a minha mãe), mas interessa dizer que consegui manter a região periocular até mais hidratada e com a pele visivelmente mais uniforme do que antes.

E sem vestígios de mília!

6. O hidratante escolhido para esta temporada.

Sem FPS (que utilizo o protector solar separadamente), foi o Cuidado Hidratante Anti-imperfeições da Vichy. Conheço que não goste dele alegando que é pesado e pegajoso.

É verdade que não é dos hidratantes mais leves do mercado para as peles oleosas, e que nem sequer é matificante, mas deixa pouco brilho e a situação não se agrava ao longo do dia.

E é dos poucos hidratantes para peles oleosas que experimentei até hoje que assegura as necessidades de hidratação da minha pele. Apesar de ter alguns “activos peeling“, ácidos, não irrita a minha pele.

rotina verão beauty routine beleza blog review swatch cuidados de rosto review opinião resenha protecção protector protetor solar fps spf

Pela primeira vez em muitos anos, consegui atravessar a época das férias de praia sem uma grande alergia ao sol.

Tive algum receio com o protector solar que escolhi para me acompanhar, por ser uma novidade e por não ser de uma das marcas nas quais confio desde sempre (e bem se sabe que com o sol não se pode brincar e mais vale jogar pelo seguro!), mas correu tudo bem.

Creio que o próprio estado do tempo ajudou, que parece que este ano mal tivemos Verão. Tive apenas o cuidado de evitar o óleo protector solar da Clarins do qual fiquei fã por só ter FPS 30 e não saber se seria a melhor opção para mim na praia durante muitos dias seguidos.

1. Do ano passado, transitou o Gel Fotoprotector Cream Dry Touch Color FPS 50+ da ISDIN.

Já vos tinha dito que o adorava e até ganhou uma Medalha de Bronze. Ide ler o post para avivar a memória, que está lá tudo dito.

2. Para o corpo, confiei no Leite Sublimador FPS 50 da L’Oréal Paris.

Se receios tinha, desvaneceram rapidamente. Bem se sabe que nos últimos anos a indústria da protecção solar evoluiu muito e já é possível encontrar boas opções nos supermercados, mas precisei de ver (e sentir) para crer.

Para além da protecção eficaz, o bendito do protector tem brilhinhos que ajudam a dar aquele glow que não temos naturalmente no início da temporada de praia.

Ah, é fluido o suficiente para ser fácil de espalhar e não é pegajoso nem deixa a pele branca tipo fantasma. Tem uma ligeira coloração, nada que se note.

O cheiro também não é o habitual para um protector solar, é super suave e creio que agrada facilmente à maior parte das mulheres. Sim, que não me parece que os homens queiram parecer os vampiros do Twilight.

3. Por fim, os cabelos não podem ser esquecidos e resolvi estender os cuidados para além dos praticados em casa.

Fiquei traumatizada com as asneiras de há dois anos atrás e não quero, por nada deste mundo, estragar o cabelo novamente.

Para aplicar várias vezes durante a exposição ao sol, contei com o Óleo Protector Solar Elvive.

Cheirinho agradável, super fluido e leve e protecção solar. Não há muito mais para dizer, é prático (vem em formato de pulverizador) e gostei muito de o utilizar.

Espero que esta partilha possa ser útil para alguém e que tenham tão bons resultados com as minhas sugestões, tal como eu também os tive. Posso dizer que não me importava de ter férias e levar tudo na mala novamente?

GlamGlow Mud Mask – Terça da Máscara

glamglow mud mask máscara argila lama review hollywood resenha opinião beauty blog beleza maquilhagem makeup

Se há máscara facial badalada neste mundo ultimamente, será, sem dúvida alguma, aquela de que irei falar agora: a GlamGlow YouthMud.

O alarido deve-se, em grande parte, ao facto de esta máscara ser utilizada pelas estrelas de Hollywood e de estas relatarem autênticos milagres devidos ao seu uso.

Já ganhou muitos prémios de beleza, e entretanto a GlamGlow já investiu noutros quantos produtos com promessas aliciantes.

Esta máscara apresenta-se num boião semelhante aos dos cremes, resistente e com aspecto luxuoso. O produto no interior é uma espécie de argila com pedaços de folhas de chá verde.

Alegam que o conteúdo é todo de origem natural, com extractos de frutos e tudo mais, e eu vejo um grande contra neste formato de produto: mesmo antes de passar o prazo de validade, verifiquei que o conteúdo do boião vai secando com o tempo.

A própria marca diz que podemos adicionar água para devolver a consistência inicial ao produto. Eu adicionei água destilada e, e…

Basta utilizar esta máscara uma vez por semana, aplicando no rosto todo excepto a região ocular.

Sentem-se algumas picadas/ardor no rosto, tal como é mencionado pela marca, mas não é nada insuportável. Ao fim de 10 minutos (sim, esta máscara seca mesmo rápido), podemos retirar com água corrente.

Nesta altura, os pedaços de folhas e os vestígios de rochas vulcânias irão providenciar uma boa esfoliação ao rosto. A argila, como se sabe, fez o trabalho de desobstrução dos poros e eliminação de impurezas.

Após o processo, temos uma pele viçosa, bonita, que não repuxa.

Esta máscara faz diferenças visíveis naqueles dias em que estamos com cara de monstro e achamos que não há maneira de dar a volta à situação. Isto acontece independentemente da vossa idade ou tipo de pele.

O preço de cada boião bate quase nos 50€, na Perfumes & Companhia, e o que vale são descontos regulares de 20% que é possível encontrar e o facto de cada boião durar eternidades (com o “tal” senão de o conteúdo ter tendência a secar).

Eu investi, sem arrependimentos, depois de experimentar algumas amostras. Vocês também o podem fazer, mesmo que não haja em unidose (que dá perfeitamente para duas ou três utilizações), as funcionárias da loja costumam ser muito simpáticas e preparar pequenos boiõezinhos de plástico para podermos experimentar em casa. Aconselho!

Camomile Silky Cleansing Oil – The Body Shop

camomile silky cleansing oil the body shop blog review resenha opinião swatch beleza maquilhagem beauty makeup

Vá-se lá entender porquê, pensei que já tinha publicado este post há muito tempo. Sou mesmo cabeça de noz. Como pude eu não falar de um produto tão maravilhoso que integrou a minha rotina de cuidados de rosto desde que o conheci?

Falo do Camomile Silky Cleansing Oil da The Body Shop.

Antes de o ter comigo, já andava curiosa com os óleos de limpeza da pele há algum tempo. Por isso, ele foi o pretexto perfeito para experimentar e ver as diferenças.

Aos poucos, comecei a usá-lo no lugar de alguns desmaquilhantes, soluções de limpezas, e quando pretendo fazer uma “máscara” de hidratação também sou capaz de o deixar no rosto por uns bons 15 minutos.

É muito importante ter em conta as sugestões que vêm no rótulo da embalagem: deitam-se umas gotinhas de óleo nas mãos, fricciona-se para que aqueça, e esfrega-se no rosto, massajando. Depois, é só retirar com água.

Este óleo tem uma substância emulsionante que faz com que se torne leitoso em contacto com a água, sendo bastante fácil removê-lo.

Eu, que tenho a zona T do rosto super oleosa, posso garantir-vos que o problema não se agrava por utilizar um cleansing oil. Pelo contrário! A pele tem estado mais hidratada, produzindo menos oleosidade nas zonas críticas.

Não há ingredientes hardcore na composição do óleo, como o óleo mineral que é tão constante noutros produtos semelhantes, e há uma série de ingredientes benéficos, como o óleo de amêndoas doces, óleo de semente de girassol, óleo de soja, óleo de camomila e óleo de sementes de sésamo.

São todos ingredientes que asseguram hidratação e nutrição combinadas com agentes anti-inflamatórios e anti-bacterianos, o que reforça a ideia de que este óleo se adequa a qualquer tipo de pele.

A cereja no topo do bolo é a relação qualidade/preço deste produto, já que a embalagem de 200ml custa 16€ (contra os 19€/30ml do Superfacialist) e deve durar eternidades, já que é preciso pouca quantidade de produto de cada vez e o doseador ajuda a controlar o gasto de produto.

Não tenham receio de experimentar este produto, mesmo que tenham pele oleosa. Amor com amor se paga, e o Camomile Silky Cleansing Oil ajuda a “dissolver”a oleosidade da nossa pele. Um mimo!

Estou mesmo muito feliz com esta inovação nas rotinas de cuidados de rosto. Desta gama, ainda estou curiosa para experimentar a manteiga desmaquilhante, que em breve virá morar comigo. Tem mesmo de ser!

Superfacialist – Úna Brennan

una brennan superfacialist óleo rosto review resenha swatch beleza beauty must have

Um dos produtos que vinha na The Secret Bag de Outubro e que andava mortinha para experimentar é este.

O Rose Hydrate Miracle Makeover Facial Oil da Superfacialist.

Foi uma super surpresa, já que dele só se dizem coisas boas pelo mundo fora.

Um óleo? Tens a certeza que é seguro aplicá-lo na pele do rosto, Guida?

Sim! Este cuidado é uma pré-limpeza e adequa-se a todos os tipos de pele.

Aplicam-se umas gotinhas nas palmas das mãos (para mim, basta um pump), esfregam-se as mãos para o produto aquecer e espalha-se pelo rosto com uma boa massagem.

Se tiverem maquilhagem, garanto-vos que vai sair toda com este passo. Se não tiverem, não menosprezem este ritual porque vai ajudar a remover impurezas e oleosidade excessiva na mesma.

Depois, é só remover o óleo com uma musselina húmida. Posteriormente, façam a limpeza do rosto e os restantes cuidados como habitualmente.

Vão ver que não ficam com a pele nada oleosa, pelo contrário – vai ficar mais bonita e hidratada! O meu contacto com os óleos de rosto é algo recente, mas tenho verificado resultados muito satisfatórios.

Tenho a zona T do rosto oleosa, e já todas conhecemos o velho ditado: amor com amor se paga. Uma pele oleosa pode estar desidratada, e para além de os óleos ajudarem a “dissolver” a oleosidade excessiva, também contribuem para a hidratação.

A marca Superfacialist pode ser encontrada na loja Kitchen Make Up Boutique (Av. Ressano Garcia nº 17B, Lisboa).

Clearskin Pore Penetrating Black Mineral Mask – Terça da Máscara

black mask máscara preta pontos negros avon review resenha acne carvão

Retomando as Terças da Máscara, que agora há matéria de sobra, há algum tempo prometi que um dia vos falava da máscara de hoje.

É Clearskin Pore Penetrating Black Mineral Mask da Avon.

Hoje é o dia!

Em primeiro lugar, deixem-me que vos diga que a minha relação com as máscaras faciais da Avon costuma ser boa. Assim, sempre que sai alguma nova que promete milagres, não hesito e encomendo logo para experimentar.

Se o objectivo for o combate dos pontos negros, um tanto melhor. Esta máscara foi um dos lançamentos da Avon que mais me entusiasmou ultimamente, e é ainda melhor do que esperava.

Não me recordo de quanto custou (foi substancialmente mais barata do que normalmente por ser um lançamento), mas sei que habitualmente não é nenhuma fortuna.

A bisnaga traz 75ml de produto, o que dá para muito tempo com utilizações duas ou três vezes por semana. Vai durar mais tempo que isso, visto que faço uso intercalado de várias máscaras.

A máscara em si é quase preta, fácil de aplicar no rosto sem grandes peganhices (apesar de conter argila, a consistência assemelha-se mais a um gel), e a recomendação é que deixemos a máscara secar no rosto.

É muito fácil identificar esta fase, porque toda a máscara ganha uma tonalidade cinza-clara.

Diz a Avon que esta máscara actua como um íman de imperfeições, e que o ingrediente activo é o ácido salicílico (que se encontra a 0,5% na fórmula do produto).

Fiquei impressionada desde o início das minhas experiências com a Black Mineral Mask porque estou habituada a que as máscaras deste tipo, para peles com imperfeições e oleosidade), sejam um pouco agressivas e desconfortáveis.

Não foi, de todo, o caso e mesmo depois da aplicação não senti a pele a repuxar nem qualquer tipo de ardor. A pele fica muito limpa e, temporariamente, os poros não ficam tão dilatados.

O que me surpreendeu mais foi o facto de durante a aplicação da máscara conseguir ver perfeitamente alguns pontinhos de oleosidade e, depois da remoção, a pele continuar a expelir imperfeições.

Não sei se tal aconteceu a mais alguém, com esta ou com outras máscaras, mas por aqui é um fenómeno exclusivo.

Fiquei contente com esta boa compra, económica, que se revelou uma óptima aliada de outros cuidados (nomeadamente as tiras removedoras) na luta contra os pontos negros em épocas mais críticas.

Tea Tree Oil – The Body Shop

óleo melaleuca tea tree oil the body shop borbulhas piolhos fungos review resenha

Considero-me feliz com a minha pele.

Apesar de tudo, costuma permanecer lisinha. Isto não quer dizer, de vez em quando, não surja uma ou outra borbulha.

Quando menos espero, em alturas completamente aleatórias, lá surge alguma imperfeição horrível para me dar cabo do juízo. Nestas alturas, o que mais quero é que ela desapareça o mais rapidamente possível.

Conheço alguns produtos/técnicas maravilhosos no combate às borbulhas solitárias malvadas, mas por serem caros ou pouco aconselháveis, tornam-se num problema que gosto de evitar. Afinal, o tempo é de crise e se pudermos encontrar algo bom a um preço amigo, é de aproveitar.

Já ouvia falar maravilhas do Tea Tree Oil há muito tempo.

Era um pouco céptica porque, afinal, quem é que se lembra de utilizar óleo para resolver um problema que está quase sempre relacionado com a oleosidade? Como se costuma dizer, fight fire with fire. A

rrependi-me tanto de não lhe ter dado uma oportunidade mais cedo, porque este óleo é muito especial! Cada frasquinho custa 7€ e dura imenso tempo.

Não tenho de utilizar este produto com frequência, mas mesmo assim já o tenho há cerca de 3 meses e está praticamente cheio até ao topo.

O tea tree oil (ou óleo de melaleuca) é muito conhecido pelas suas propriedades anti-sépticas, como já referi quando falei do primer da mesma linha.

Este produto é muito concentrado. Basta aplicar uma gotinha mínima em cima das imperfeições, duas ou três vezes por dia. Falo por mim, as borbulhas desaparecem em menos de metade do tempo habitual e não fico com a pele irritada.

Só há uma coisa que me incomoda neste produto, tal como em qualquer outro da mesma linha: o cheiro, que é mesmo o cheiro típico da melaleuca e que é muito intenso.

Estou agora a experimentar um produto de limpeza da linha Tea Tree, e assim que tirar as minhas conclusões falar-vos-ei dele.

10 de Fevereiro

favoritos maquilhagem beleza top 10 new in novidades review swatch opinião

Na verdade, são 11 produtos porque a Lingerie de Peau fez-se emplastra e decidiu ficar na foto.

Acidentes acontecem!

  1. Máscara capilar Repair & Care, Mildeen
  2. Spray Desumidificante, Lee Stafford
  3. Sabonete de Enxofre, Confiança – post aqui
  4. Radiance Primer, The Body Shop – post aqui
  5. Base Lingerie de Peau, Guerlain – post aqui
  6. Batom Líquido Intense Cor Intensa 12, O Boticário – post aqui
  7. EDT La Petite Robe Noire, Guerlain – post aqui
  8. Blush Meteorito Make B Mineral, O Boticário
  9. Tea Tree Oil, The Body Shop – post aqui
  10. Sombra Iridiscente 02 Mirifique, PB Cosmetics
  11. Creme Benamôr, Nally – post aqui

Sabonete de Enxofre

sabonete de enxofre confiança

Já o aconselhei, já falei dele em comentários, mas nunca lhe dei o merecido destaque.

Nunca vos falei do sabonete de enxofre num post, mas há muito tempo (quase dois anos) que lhe conheci os encantos e já estava a tardar em pronunciar-me.

É que há sempre alguma loção de limpeza ou algum sabonete de alcatrão que se mete pelo caminho e acabo por me esquecer de vos falar desta maravilha em barra. Cabeça de noz a minha, que um lapso destes é imperdoável.

Acabo sempre por voltar a utilizá-lo.

Conheci o sabonete de enxofre nas minhas leituras de artigos antigos e encontrei-o nas drogarias. A minha curiosidade surgiu com a descoberta de produtos de farmácia com enxofre específicos para a oleosidade e o acne.

Infelizmente, não costumo vê-lo nos hipermercados da minha zona, mas não tenho dificuldades em encontrá-lo em mercearias ou no Intermarché. Não é um exclusivo da Confiança, mas o que uso mais frequentemente é deles.

Afinal, para que é que serve?

Bom, serve para resolver um dos problemas mais frequentes quando se trata dos assuntos da pele:

  • oleosidade e o acne.
  • Também é muito bom para limpar eczemas e outras descamações da pele.

De tudo o que já experimentei para a limpeza da pele, esta é a opção que mais me satisfaz e é, sem dúvida, muito mais barato e rentável do que os produtos da farmácia.

  • Também gosto muito de o utilizar quando surge psoríase.

Se tem coisas más?

No meu entender, tem duas, mas não são nada com que eu não consiga lidar. Em primeiro lugar, existe o cheiro. Não é insuportável, mas também não é agradável. Cheira a enxofre (não muito), e está tudo dito sobre esse assunto.

Depois, as peles sensíveis (grupo no qual me incluo) não podem abusar da utilização deste sabonete. Basta utilizá-lo uma vez por dia, porque ele seca mesmo as zonas onde há muita oleosidade.

Assim sendo, é muito importante assegurar uma boa hidratação.

Já o experimentaram? Que acharam do sabonete de enxofre?