Etiqueta: Limpeza

Silicone sem Manchas – Dica Fácil

juntas silicone remover manchas pattex mofo bolor humidade

Hoje o post é sobre juntas de azulejos.

Pode parecer um assunto aborrecido para quem não tem de se preocupar com os assuntos da manutenção da casa, mas para as restantes pessoas posso estar aqui a falar de algo importante.

Juntas horrorosas, encardidas, com manchas de humidade que nem a lixívia removeu.

Quem nunca? Quando mudei de casa, apesar de não ser tudo novinho por estrear, posso dizer que a casa de banho até nem estava em más condições. Estava suja (tratava-se de uma casa desabitada), mas as loiças e azulejos até nem são dos piores comparando com outros que tenho visto.

Tivemos sorte, que com uma boa limpeza ficou tudo impecável e nem sequer havia silicone – nem em bom nem em mau estado – para remover das juntas. Foi só aplicar em tudo o que necessitava e o trabalho ficou feito.

Posso dizer que sou cuidadosa com a limpeza, mas passado um ano, mesmo com boa ventilação, lixívia e boas esfregas, o silicone da banheira ganhou algumas manchas. É o que vêem na foto do Antes e já era o suficiente para eu ponderar arrancar tudo e reaplicar.

remover manchas humidade pattex re-new silicone juntas

Num destes dias, tomei conhecimento da existência dumas bisnagas que prometiam milagres – o produto chama-se Re-New Special Silicone e é da Pattex.

Estava céptica, mas por que não? O pior que podia acontecer (e que já estava mentalizada para fazer) era ter de remover mesmo o silicone. Assim, resolvi dar o benefício da dúvida.

Fiz como diz na embalagem:

  • Limpei tudo bem limpinho e deixei secar.
  • Depois, é só aplicar o produto, sem necessidade de remover o silicone antigo.

É só isto.

É mesmo muito fácil, até porque a ponta da cânula tem um formato amigável que impossibilita que a coisa dê asneira.

E a verdade é esta: funciona mesmo e o resultado está à vista. Assim se poupa tempo e dinheiro a resolver uma chatice comum de todas as casas.

A minha bola aromatizadora

bola aromatizadora conto de fadas boles dolor essências review opinião crítica home decor

Gosto de ter a casa limpa e bem perfumada.

Gosto muito do cheiro a casa, aquele que não se compra em frasquinhos e que é um exclusivo de cada lar. Sabem? Aquele cheirinho acolhedor a conforto que nos diz que chegámos ao nosso abrigo.

Não obstante, por cima deste aroma característico, gosto muito de pôr outros cheiros. Não sou, de todo, fã de aerossóis e ambientadores de ligar à tomada. As velas são uma boa escolha, mas perigosa, especialmente com uma bebé em casa.

Depois de ouvir falar tão bem das bolas aromatizadoras, decidi comprar uma na Conto de Fadas.

Foi uma espécie de presente de Natal de mim para mim.

bola aromatizadora conto de fadas boles dolor essências review opinião crítica home decor

Adorei a máquina desde o primeiro momento e posso dizer que não há um dia em que não a ligue. Optei pela bola bege de 400ml (cobre uma área de cerca de 50m²) da Boles d’Olor.

Já era fã dos aromas desta marca, noutros formatos, pelo que lhe fui fiel também com os óleos que comprei para o aromatizador (todos em tamanho pequeno, para experimentar).

Quem já esteve cá em casa desde essa altura, acabou por comprar ou está a meditar na aquisição de uma bola destas. É porque são mesmo boas!

A manutenção é simples: coloca-se água dentro do recipiente, deitam-se umas gotas de óleo com essência, liga-se o botão e já está. Há que ter o cuidado de desligá-la ao fim de 8h (para dar descanso ao motor) e limpar o recipiente de 2 em 2 dias.

Não consome muita energia, rende imenso e é eficaz. Acho que ainda não decidi qual é a minha essência preferida, dentro das que encomendei: adorei as de colónia infantil, mas também gostei muito da Borealis e da Nuvem.

O mais engraçado é que há sempre um sonzinho relaxante de água a correr (quase como se fosse chuva) e um espectáculo de cores que mudam. Até a Teresa adora olhar para a bola!

O Milagre do Oxigénio Activo

Com a vossa licença, deixem-me falar de algumas temáticas menos agradáveis como os cuidados do lar.

Em vias de mudar de casa (novidade, não é?), tenho em mãos um grande desafio.

Daqui para a frente, serei responsável pela gestão de um lar, o que significa que tenho prestado muito mais atenção a todos os processos e opções que me vão ajudar a realizar todas as tarefas de forma eficaz.

Se a minha experiência puder ajudar alguém, ou se tiverem conselhos que podem ser úteis para mim, por favor, dêem sinais de vida!

detergente oxi action tira nódoas limpeza lavagem de roupa essenciais como lavar roupa
Imagem retirada do blog Lilinha Angel’s World

Já vos mostrei exemplos muito práticos da utilização de detergentes com oxigénio activo, como podem conferir nesta tag do blog, mas a verdade é que eles não servem só para deixar o calçado como novo.

Como devem saber, a utilização primária deste tipo de produto é nas nódoas em têxteis.

Sejam elas nódoas de café (nada como os conselhos das marcas para que tudo funcione na perfeição), de sangue, de terra, gordura… O que vos passar pela cabeça.

Existem vários formatos de detergente/tira-nódoas com oxigénio activo. Pessoalmente, estou familiarizada com os pós e géis. Já li artigos em que é posta em causa a eficácia destes detergentes, mas o que vos posso dizer é que funcionam.

Aceleram em muito o processo de limpeza e permitem obter resultados que, de outra forma, seriam impossíveis.

detergente oxi action tira nódoas limpeza lavagem de roupa essenciais como lavar roupa
Imagem retirada do blog Lilinha Angel’s World

Os conselhos que vos posso dar é que tenham cuidado com a utilização, já que alguns tecidos mais delicados ou coloridos podem ficar danificados.

Leiam bem as instruções do oxi action que comprarem e, em caso de dúvida, testem em áreas pequenas e discretas – e que enxagúem bem as peças no final, sem expor ao sol.

Atenção, que este tipo de produto não substitui o detergente habitual, mas é um complemento muito útil.

Posso garantir-vos que até os sofás velhos forrados a tecido ficam como novos depois de uma esfrega com uma mistura de água e detergente com oxigénio activo!

5 Dicas para Um Quarto Impecavelmente Arrumado

arrumação organização quarto diy pinterest inspiração dicas decoração homify
Imagem recolhida do site Homify. Projecto “Quarto Natura”, Muda Home Design.

Já alguma vez sentiram que o vosso quarto se desarruma sozinho?

Bem-vind@s à equipa! Aposto que este é um mal geral, especialmente se não vivem sozinhos e devem satisfações a outras pessoas. É essa a minha situação.

Sou uma sortuda por ter um lar, mas não há nada mais frustrante que não ter total voto na matéria. É terrível! Resumidamente, o meu espaço está quase sempre caótico.

Confesso que me desleixei, na medida em que o que não tem remédio, remediado está.

A minha prioridade não é ter um quarto digno de catálogo de decoração (hei-de chegar lá!), mas que esteja tudo arrumado de forma minimamente funcional.

Neste sentido, as revistas e a Internet podem ser muito úteis para recolher ideias e ganhar alguma inspiração.

Há fóruns, blogs, redes sociais como o Pinterest e até sites como o Homify, que compilam as mais variadas e preciosas dicas de decoração e arrumação, para todos os sítios que possam imaginar.

Deixo convosco cinco dicas que considero essenciais na arrumação de quartos, que tento implementar no meu, já que é pequeno e que tenho mesmo muita, muita tralha.

Aposto que vou ajudar alguém com o que vou dizer a seguir!

1. Manter tudo no sítio devido

Bem sei que é difícil implementar esta medida diariamente mas, na pior das hipóteses, façam-no uma vez por semana. No mínimo!

Acreditem que custa muito menos arrumar as coisas assim que as utilizamos (ou a roupa que não utilizamos, ou deixar a roupa suja no cesto) do que ter de o fazer quando já não vemos o chão do quarto.

Arrumar também inclui limpar. Não se esqueçam de mudar a roupa de cama e lavar tapetes e cortinas com frequência, bem como aspirar e limpar o pó a tudo.

Dica: se fizerem primeiro a cama, ficam com mais espaço para dobrar e empilhar roupas e outros objectos, facilitando a tarefa de os recolocar no sítio.

2. Ser prático e funcional

Não tem grande jeito guardar as coisas que utilizamos regularmente no fundo dos armários ou mantê-las em prateleiras práticas. Tentem arrumar tudo de forma a que o que necessitam mais frequentemente seja de fácil alcance.

arrumação organização quarto diy pinterest inspiração dicas decoração homify
Imagem retirada do Pinterest. Decoração Kate Spade.

3. Evitar os bibelotes

Se têm muitas coisas e pouco espaço e tempo para as arrumar, simplifiquem. Evitem o caos visual.

Não abusem dos elementos decorativos, que para além de provocarem stress tal é a confusão para os nossos olhos, só complicam as nossas vidas na hora da limpeza.

Se possível, apostem na decoração com tons neutros e mobílias claras, que dão a ilusão de ampliar o espaço. Façam bom uso de estantes, armários e gavetas.

Dica: caso tenham muita tralha e pouca arrumação, utilizem caixas, muitas caixas. Grandes e bonitas.

Nem sempre é fácil saber qual o seu conteúdo? Num local de fácil acesso, coloquem uma etiqueta que descreva sucintamente o que podem encontrar em cada caixa ou gaveta.

O mesmo se aplica a fios de equipamentos electrónicos.  Tentem não encafuar só porque sim, as caixas não dispensam a vistoria regular e limpeza dos conteúdos.

4. Seleccionar

Será que aquelas revistas velhas fazem mesmo falta? Quando estiverem a arrumar os vossos quartos, pensem sempre nisto: lembram-se da última vez que utilizaram determinado item? Para que serve? Prevêem voltar a utilizar?

Evitem matutar muito nos contras de se verem livres de monos. Se está estragado e guardam há muito tempo sem perspectivas de arranjo, está na hora de ir embora.

Eu sei que é difícil, melhor que ninguém. Mas tentem ser selectivos nas coisas que guardam!

arrumação organização quarto diy pinterest inspiração dicas decoração homify

5. Organizar o roupeiro

Aposto que o guarda-roupa é uma das principais fontes de desarrumação dos vossos quartos. Procurem aplicar a regra da selecção em primeiro lugar.

Truques úteis: experimentem colocar os cabides todos no mesmo sentido e pendurá-los ao contrário quando usam certa peça.

Ao fim de um tempo, conseguem perceber que peças não utilizaram e, possivelmente, nem vos fazem falta; Têm gavetas ou caixas onde guardam determinada categoria de peças?

Podem experimentar quardar as peças dobradas na vertical, em vez de as empilhar. Assim, é mais fácil verem o que existe e conseguem retirar uma peça sem desmanchar toda a pilha.

Têm mais dicas especiais que podem fazer milagres pelo aspecto de um quarto? Por favor, partilhem!

Limpar Botas Dr Martens

Bom, o título pode não ser o mais correcto e não quero que venham ao engano.

Na verdade, o que dá origem a este post é a limpeza das linhas amarelas da costura das solas do calçado Dr Martens, já que, no demais, também não há muito que limpar.

Já anda aí o tempo frio e chuvoso, pelo que as minhas botas saíram da caixa onde estavam guardadas.

limpar botas pele dr martens oxi action detergente dicas limpeza casa blog moda

Possivelmente, há quem goste de calçado todo encardido. Eu defendo que o estado em que se encontram os sapatos que trazemos diz muito sobre nós!

Os sapatos também fazem parte da indumentária, e eu gosto muito que os meus estejam sempre limpinhos.

Para as pessoas que, à minha semelhança, gostam de manter a limpeza do calçado, uma das coisas que nos deixam de nervos em franja é a sujidade das costuras das solas de sapatos.

Agora que me apercebo, falo das costuras amarelas das botas mas aplica-se (quase) a quaisquer outras botas, ténis ou sapatos de costuras claras na sola, com tendência a sujar com a utilização.

limpar botas pele dr martens oxi action detergente dicas limpeza casa blog moda

Desde que conheci os géis e pós detergentes com oxigénio activo, não quero outra coisa, porque servem para limpar quase tudo.

É como vos mostrei há uns meses com as minhas Birks: basta humedecer as costuras das botas e, com uma escova de dentes velha, esfregar um pouco de pó “oxi action“, aguardar um pouco e enxaguar bem. Et voila!

Costuras amarelas, como novas. Ah, se repararem que as botas em si estão mais brilhantes no depois, é porque lhes dei com o spray cockpit (o dos carros, sim) e passei com um pano. Estão como novas!

Espero que esta dica vos tenha sido útil.

Limpar Sandálias Birkenstock

limpar sandálias birkenstock moda fashion ootd lotd look do dia oxi action limpeza

Aposto que quase todas as pessoas que me estão a ler têm ou tiveram pelo menos um par de sandálias Birkenstock ou semelhantes.

Podem não ser o calçado mais bonito do mundo, mas há modelitos que não são nada feios e devem ser das sandálias mais confortáveis à face da terra.

O problema é que, com o passar do tempo, as solas interiores começam a ficar imundas.

Ninguém merece andar com marcas de pegadas sujas nos sapatos, nem cheirete a chulé! Contudo, nunca se sabe muito bem como limpar o interior destas sandálias. Vai-se sempre a medo.

Falo por mim, ia remediando com um pano húmido, mas à terceira temporada de Verão que as minhas fofinhas cumprem, começava a ser insuportável carregar tanta imundície.

Mas, se o calçado está bom, temos sempre dó de lhe conceder a reforma. Verdade?

Depois de ler umas poucas coisas, decidi pôr mãos à obra e dar um banho a sério às minhas sandálias de estimação.

Utilizei um daqueles detergentes em pó tipo oxi action (consta que o bicarbonato de sódio também tem efeito, mas não o utilizei), uma escova de dentes velha e água. É muito simples.

Tomem nota:

  • Numa tacinha, juntem um pouco de água ao detergente, e mexam. Apenas o suficiente para fazer uma “papa”!
  • Molhem as solas interiores das vossas sandálias e espalhem a mistura, esfreguem bem com a escova de dentes.
  • Enxagúem.
  • Apliquem novamente a mistura e deixem repousar durante algum tempo.
  • Enxagúem novamente, e deixem secar.

Et voilá! Não há milagres, não temos Birks novinhas, mas com certeza ficam muito mais limpas. Pelo menos, não ficam todas peganhecs nem feias.

Quem é amiga, quem é? Têm mais dicas para a troca?

O meu quarto desarruma-se sozinho.

decoração quarto arrumações organização limpeza

Depois de uma semana extremamente cansativa e com viroses à mistura, posso dizer que não descansei grande coisa durante o fim-de-semana.

O que mais me apetecia ontem era ter chegado a casa e ir dormir, sem ter de perder grande tempo com tarefas de organização e preparação da semana que se avizinha.

Deparo-me com o seguinte cenário: imaginem que passou um furacão dentro dos vossos quartos.

Pois, é o que acontece por aqui. Quase todos os dias, invariavelmente.

É verdade que, nos meus genes, corre uma tal obsessão com espaços super kitsch, cheios de bibelotes e montes de outras quinquilharias que, no meu entender, denunciam um espaço bem vivido e bem amado.

Para mim, as casas querem-se bem cheias de memórias e vivências e mais vale ter coisas a mais do que coisas a menos.

Voltando ao meu quarto, há que dizer que é um caso particular. Não o queiram ver neste momento. Mal vejo o chão, porque há sapatos por todo o lado. Há livros e apontamentos quase até ao tecto, e roupa também.

São coisas que se arrumam com relativa facilidade, dentro do possível (que isto de dividir o quarto e ter muitas coisas em pouco espaço tem muito que se lhe diga), mas que se desarrumam sem sequer me aperceber.

Só de olhar para o caos, fico desorientada.

Penso que, um dia, quando pensar em comprar ou alugar uma casa, um dos critérios de escolha vai ser o número de quartos. Preciso de, no mínimo, um quarto para dormir, um closet e um bom escritório.

Quer dizer, também preciso de uma sala e de uma cozinha gigante para poder ter os meus pequenos museus de tesourinhos bem organizados.

Eu sei, isto tudo dá imenso trabalho a limpar, e mesmo que tenha dinheiro para pagar a uma mulher a dias, não quero ninguém a meter o bedelho nas minhas tralhas. Quem corre por gosto, não cansa.

Vai sonhando, Guida, vai sonhando…

Sai um ferro de engomar para a menina, “faxavor”.

dita von teese singing gifs music burlesque disintegration monarchy

dita von teese singing gifs music burlesque disintegration monarchy

dita von teese singing gifs music burlesque disintegration monarchy

E quem diz menina, diz menino.

Que eles não têm problemas nas mãos e também devem contribuir para o bem do lar.

As pessoas têm de saber tratar de si sem ajudas. Contra mim falo, que não costumo ser eu a engomar a roupa cá de casa. No entanto, se tiver de o fazer, desempenho a tarefa com sucesso.

Não gosto de passar a ferro, mas gosto de estar apresentável.

Quando tiver a minha casa, acho que cada membro da família deverá ficar encarregue de engomar as suas roupas.

Tendo um roupeiro pequeno que está cheio até ao topo, está visto que quase tudo o que de lá tiro tem de ser engomado novamente antes de vestir, e nestas situações acabo por ser eu, quase sempre, a tratar desse assunto.

Até já disse à mamã que preferia que a minha roupa deixasse de ser engomada, visto que é tempo perdido. E eu não sou a favor das perdas de tempo com sarilhos destes. Nem sequer sou apologista de passar toalhas de banho, roupa interior e pijamas. Nem skinny jeans, nem t-shirts folgadas.

O resto, minhas meninas e meus meninos, tem mesmo de ser engomado.

Infelizmente, há quem pense de maneira diferente ou não lhe tenha sido ensinado para que é que serve um ferro de engomar.

Muitas são as vezes em que entro num blog ou faço uma pesquisa de imagens de uma determinada peça de roupa e dou de caras com pessoas todas amarfanhadas, como se a roupa tivesse saído do estendal, ou da embalagem, para o corpo.

Até o meu coração fica doente com toda uma panóplia de camisas, túnicas, vestidos, saias e afins cheios de vincos e dobradelas à mostra.

Eu compreendo que haja uma certa ansiedade em estrear roupa ou recuperar a roupa da estação anterior que esteve encaixotada durante meses.

Também gosto de novidades, gosto de mostrar peças acabadinhas de chegar às minhas mãos, mas não consigo fazê-lo sem lavar tudo e engomar devidamente.

Se mostramos vestuário novo todo amarrotado, penso que boa parte do encanto da peça morre. Que valente turn off!

Sabonete de Enxofre

sabonete de enxofre confiança

Já o aconselhei, já falei dele em comentários, mas nunca lhe dei o merecido destaque.

Nunca vos falei do sabonete de enxofre num post, mas há muito tempo (quase dois anos) que lhe conheci os encantos e já estava a tardar em pronunciar-me.

É que há sempre alguma loção de limpeza ou algum sabonete de alcatrão que se mete pelo caminho e acabo por me esquecer de vos falar desta maravilha em barra. Cabeça de noz a minha, que um lapso destes é imperdoável.

Acabo sempre por voltar a utilizá-lo.

Conheci o sabonete de enxofre nas minhas leituras de artigos antigos e encontrei-o nas drogarias. A minha curiosidade surgiu com a descoberta de produtos de farmácia com enxofre específicos para a oleosidade e o acne.

Infelizmente, não costumo vê-lo nos hipermercados da minha zona, mas não tenho dificuldades em encontrá-lo em mercearias ou no Intermarché. Não é um exclusivo da Confiança, mas o que uso mais frequentemente é deles.

Afinal, para que é que serve?

Bom, serve para resolver um dos problemas mais frequentes quando se trata dos assuntos da pele:

  • oleosidade e o acne.
  • Também é muito bom para limpar eczemas e outras descamações da pele.

De tudo o que já experimentei para a limpeza da pele, esta é a opção que mais me satisfaz e é, sem dúvida, muito mais barato e rentável do que os produtos da farmácia.

  • Também gosto muito de o utilizar quando surge psoríase.

Se tem coisas más?

No meu entender, tem duas, mas não são nada com que eu não consiga lidar. Em primeiro lugar, existe o cheiro. Não é insuportável, mas também não é agradável. Cheira a enxofre (não muito), e está tudo dito sobre esse assunto.

Depois, as peles sensíveis (grupo no qual me incluo) não podem abusar da utilização deste sabonete. Basta utilizá-lo uma vez por dia, porque ele seca mesmo as zonas onde há muita oleosidade.

Assim sendo, é muito importante assegurar uma boa hidratação.

Já o experimentaram? Que acharam do sabonete de enxofre?

Hunter Esbranquiçadas – Como Resolver

galochas botas hunter manchas esbranquiçadas borracha como tratar limpar cuidar remover

Pela altura da Páscoa, adquiri umas galochas Hunter glossy pretas, lindas.

São caras, eu sei, mas mesmo assim decidi que precisava de ter umas dado que as galochas pretas que tinha estavam a meter água. Galochas inúteis!

Pensei que era preferível ponderar um investimento superior mas ter umas galochas que durassem para todo o sempre, visto que as Hunter tem óptima reputação neste aspecto.

Mal sonhava eu que, por serem mesmo de borracha, daí a pouco tempo iriam ficar todas esbranquiçadas.

Foi uma grande desilusão, mas como não precisei de as calçar mais porque entretanto chegou o Verão, não voltei a ligar ao assunto até à semana passada, quando chegou a chuva.

Não podia ser a única pessoa a passar por isto! Fui em busca de soluções, mas só me apresentavam produtos caros para tratar das galochas. E soluções caseiras?

galochas botas hunter manchas esbranquiçadas borracha como tratar limpar cuidar remover

Descobri que a melhor opção era passar um algodão embebido em azeite pelas botas. Sim, azeite! Limpei as galochas com um pano húmido (não adiantou grande coisa) e depois tratei da parte do azeite.

O problema não ficou totalmente resolvido na primeira passagem, mas da vez seguinte já fiquei satisfeita e desde então as botas estão quase como novas.

Quase, porque onde há reentrâncias ainda há pequenas partes esbranquiçadas. Já averiguei como é que posso resolver o problema de vez e dizem que vinagre diluido em água resolve o problema.

Não tenham medo de deixar as botas todas oleosas. Isso não acontece, garanto!

Temperar as botas? pelos vistos, neste caso, é mesmo a melhor solução.

P.S. Melhor ainda que o azeite, são os sprays Cockpit.

Experimentei por sugestão vossa nos comentários e fiquei fascinada: galochas brilhantes e sem vestígios de esbranquiçado por muito tempo!

Não sejam esquisitos com as marcas, procurem na secção dos automóveis no supermercado e vão ver que há muitas opções. Até os sprays Cockpit de marca branca servem.