Arquivo de etiquetas: Esfoliante

Já cheira a férias!

pitaya

E cheira mesmo bem, se me permitem que vos diga. Não é novidade para ninguém, mas para mim só faz sentido trazer a pitaya à baila agora. É que, minhas amigas e meus amigos, custa muito passar o Inverno com as férias de Agosto entaladas no nariz e a linha Nativa Spa Pitaya d’O Boticário só me lembra isso mesmo: o cheiro da frutaria do sítio onde passo férias, logo pela manhã. É tortura!

Sinceramente, a pitaya é um fruto que não me diz muito. Ou as que provei não eram as melhores, ou há frutas mais cheirosas e gostosas (como as que me surgem na cabeça quando cheiro estes produtos todos). Seja como for, agora que chega o calor e que se aproximam as tão aguardadas férias, esta linha cai que nem ginjas… Erm… Pitayas.

pitaya1

Em primeiro lugar, já se sabe que tudo o que vem de uma loja O Boticário cheira bem por eternidades. Depois, não fossem já as texturas algo para lá de agradável, a Pitaya saiu refinada. O creme de mãos é “normal”, não é nada diferente do que é habitual, à excepção do facto de ter FPS. Já se sabe que este é um aspecto muitas vezes ignorado, e a verdade é que não nos podemos esquecer que as mãos também precisam de protecção solar.

O Açúcar Esfoliante Exótico tem características que, para mim, até há pouco tempo eram coisa rara e difícil de encontrar: em termos de efeito, faz o expectável para um produto deste tipo, mas sem ser demasiado agressivo. Apetece comer à colher, como se vê na imagem. Faz todo o sentido de acordo com o nome, tem grãos de açúcar. Quando aplicamos e massajamos o esfoliante no corpo, no duche, ele vai-se “derretendo” e deixa a pele lisinha mas, ao mesmo tempo, hidratada.

A Espuma de Banho Exótica tem um formato interessante: lembra as espumas de barbear. Para mim, tem o seu quê de decepção porque não faz assim tanta espuma. Mas não faz mal, porque é engraçado utilizá-la na mesma, e apesar de a espuma ser consistente, não deixa a pele a repuxar.

O Souflé Hidratante Exótico é tal e qual como indica o nome. É um hidratante corporal que parece um souflé. É super leve, a textura é inusitada e os efeitos são os do costume. Bons, portanto!

Escusado será dizer que se, por um lado, fico animada quando uso esta linha porque me lembro da proximidade das férias, por outro, lembro-me que ainda tenho toda uma época de exames pela frente. E custa, custa muito, mas tem de haver motivação. Já cheira a férias!

Framboesa e pele à mostra?

tbsraspberry

Quem diz que a frutinha é boa só para comer, deve estar enganado. Aqui entre nós, há frutas que são boas para a nossa pele, como a framboesa. O quê? Não estão a perceber? Estou a falar do Early Harvest Raspberry Body Scrub da TBS. Não é o único esfoliante corporal da marca que se assemelha a paparotes ou compota, mas para mim é o mais delicioso. De se utilizar sem comer, claro está, não caiam no engano de barrar esta compota no pão e mantenham-na longe dos mais pequenos.

Aqui me confesso, e sei que não sou a única: negligencio a esfoliação corporal quando a roupa tapa tudo da cabeça aos pés. Chega agora a altura em que se torna imperativo pôr em dia este ritual, e nos primeiros tempos dou preferência a esfoliantes com partículas maiores e mais consistentes que removam o que não foi cuidado durante meses (que vergonha, eu sei). É o caso deste esfoliante de framboesa, deixa mesmo a pele limpa e lisa, desprovida de grande hidratação mas pronta para o resto dos cuidados.

O difícil é resistir à tentação de não comer um bocadinho…

Esfoliante Sem Esfoliante

facialbuffer

Desvalorizo mais do que devia a esfoliação do rosto. Não na frequência da prática do ritual em si, mas na escolha dos produtos. Não sou nabiça, ou até devo ser por não nutrir grande interesse por este calibre de produto. Até já vos perguntei qual é o vosso esfoliante de eleição, porque oiço grandes debates em torno desta temática e deve haver algo que estou a perder.

Uma ou duas vezes por semana, recorro ao esfoliante facial que tiver à mão e não sou difícil de contentar, basta-me que as peles mortas evidentes desapareçam e que o produto não seja agressivo. É só isso que peço, e muitas vezes fico desiludida com produtos que não fazem nem uma coisa nem outra.

Há tempo suficiente para já ter experimentado e ficar feliz da vida, chegou cá a casa uma Facial Buffer Sponge. O que aparenta ser uma simples esponja branca é, na verdade, o melhor esfoliante físico que já experimentei até agora. Humedece-se, junta-se (ou não, se não quisermos) o nosso produto de limpeza de rosto habitual e esfrega-se no rosto com a pressão que desejarmos/necessitarmos. Depois, é só lavar, deixar secar e guardar. Isto significa que é versátil e nunca há-de deixar ninguém com ar de quem se esfolou numa pedra pomes, que é super portátil (não ocupa espaço nenhum, não se derrama nem pesa nada) e que, basicamente, temos um esfoliante (quase) infinito. Há como não adorar?

Medalha de Bronze Nº 4 – Caudalíe Jambes Divines & companhia

caudaliemedalha

Este ano, a distribuição das Medalhas de Bronze começa cedo. Não só de sol a mais e Verão se faz o bronze, já o tenho dito, e já que a Primavera vem tímida mas em grande força, há que aproveitar dias como hoje para começar a deixar de lado todos os agasalhos pesados e camuflagens do Inverno.

O mal da maior parte das pessoas tem solução e é a Medalha de Bronze de hoje. Nós bem queremos andar de perna ao léu mas, ups, parecemos umas lulas. A loção hidratante Jambes Divines da Caudalíe foi uma ajuda boa no ano passado, e este ano tenho-a novamente como aliada. É uma loção não pegajosa que confere um ligeiro tom bronzeado às pernas, natural, mas que funciona e faz a diferença. Sai no banho, mas não se preocupem, que à excepção dos dias de calor extremo, não mancha a roupa. O cheiro é bastante agradável, contrariamente à maior parte dos produtos deste género.

Como a questão da esfoliação e hidratação são muito importantes, achei por bem não deixar as Jambes Divines sozinhas e trazer para este post os seus companheiros: o Gommage Divin, que é um esfoliante corporal eficaz sem ser demasiado agressivo (é açúcarado, é dos bons!) e a Huile Divine, que é um óleo hidratante super versátil, podendo ser utilizado no corpo e nos cabelos. Já que o cheiro a Caudalíe é divino (quem cheirou, sabe do que falo), por que não completar com a Bougie Divine a aromatizar a casa?

Terapia Capilar

pre_shampoo_boti

Desengane-se quem pensa que o cabelo, ou melhor, o couro cabeludo não precisa tratamentos específicos. Quem pensa assim, felizmente, será porque nunca teve problemas de maior como oleosidade, eczema, psoríase, caspa e tantos outros transtornos que poderiam vir à baila.

Quando chega o tempo frio, a estas bandas chega também a psoríase. Não devo ser caso único, a avaliar pela quantidade de emails, mensagens e comentários que recebo sobre o assunto que recebo nesta altura. Durante a maior parte do tempo, tenho de substituir o champô por sabonete de alcatrão, que ajuda imenso a melhorar as crises. Contudo, mesmo quando consigo atenuar as feridas e vermelhidões, continuo a ter de lidar com o drama da descamação da pele.

Há cerca de um ano (eu sei, já devia ter partilhado esta informação mas… Mais vale tarde que nunca!), descobri que há esfoliantes para o nosso cabelo/couro cabeludo. Fiquei curiosa e, ao mesmo tempo, receosa, porque produtos desse tipo têm todo o potencial para serem agressivos. Eis que tive a oportunidade de experimentar o Pré Shampoo Purificante Argila da linha Nativa Spa Terapias d’O Boticário, e fiquei rendida. No Verão, andou esquecido, e agora voltei a precisar dele.

Este pré champô é um produto que devemos utilizar uma ou duas vezes por semana, no cabelo húmido, antes de aplicar o champô habitual. Aplica-se massajando no couro cabeludo e deixa-se actuar por alguns minutos, enxagua-se, e prosseguimos com a nossa rotina de lavagem do cabelo. Diz a marca que quem mais beneficia das terapias da Argila são os cabelos oleosos, pelas propriedades purificantes. Eu diria que este produto é bastante mais versátil, porque consegue ser eficaz sem ser agressivo para o couro cabeludo e sem o ressecar.

Por isso, cá fica a deixa para quem sofre destes males dos eczemas e da psoríase (e em caso de dúvida, não se esqueçam que quem melhor sabe da nossa saúde é o médico): resolvam os problemas das vermelhidões/sensibilidade e/ou feridas e, quando tudo estiver mais “calmo” e houver peles mortas a descamar, ataquem com o Pré Shampoo Argila. Por aqui, tem sido milagroso!

Activar o potencial dos cuidados de rosto

De há uns dias para cá, O Boticário está com umas promoções catita no que toca à linha de cuidados de rosto Active. Os produtos são óptimos, e apesar de ainda não ter idade (nem pele) para poder experimentar nenhum dos hidratantes da linha, penso que qualquer pessoa, a qualquer idade, ganha muito em experimentar a espuma de limpeza, o tónico e o microesfoliante Active. A título de curiosidade, este trio maravilha custa 38,97€ 28,98€ até ao próximo dia 19.

Ó Guida, mas tu nunca falaste dessas coisas boas! Pois não, apercebi-me agora e estou aqui para me redimir. Deixem-me que vos diga que, sendo uma linha que está primariamente direccionada para as peles mais maduras, os produtos são óptimos para as peles mais sensíveis. Sei que o aroma dos produtos é relevante para muitas pessoas, pelo que não é de mais referir que todos os produtos da linha têm um aroma suave que, a meu ver, não é incomodativo.

Comecemos pela Mousse de Limpeza Purificante. Como o próprio nome indica, na nossa rotina de cuidados de rosto este vai ser o produto utilizado para a limpeza. Dentro do frasco, o produto é líquido. Quando o fazemos sair através da bomba, obtemos uma espuma super fofa que lava o rosto sem o agredir e sem retirar hidratação. Bastam duas ou três nozes aplicadas no rosto húmido, seguidas de uma boa enxaguadela. Vão ver que a pele fica limpa sem repuxar!

Uma ou duas vezes por semana, é importante que utilizemos um esfoliante para eliminar todas as células mortas que provocam envelhecimento precoce e impedem que a nossa pele respire devidamente. Gosto bastante do Microesfoliante Facial porque não provoca aquela sensação má de termos um gato a arranhar-nos a pele. As partículas do esfoliante são mesmo muito pequenas, o que faz com que haja a acção pretendida mas sem agredir a pele.

Por fim, há que falar do Tónico Facial. É importante referir que não tem álcool. Significa isto que para além de remover eventuais impurezas que ainda existam, também ajuda a nutrir a pele. Apesar de não ser adstringente, não deixa a pele suja nem oleosa. É um tónico dos bons!

É claro que é necessário completar os cuidados de rosto com um bom hidratante, e eles existem na linha Active – para peles maduras, acima dos 30 anos. Cada caso é um caso, e há quem defenda que a partir dos 25 anos devemos incidir na prevenção e tratamento do envelhecimento da pele. Existem hidratantes de dia, de noite e cuidados específicos para o contorno dos olhos nesta linha maravilhosa.

Caso sejam como a Guida e a vossa pele ainda não precise de medidas drásticas neste aspecto, vale a pena experimentar os hidratantes da linha Cuide-se Bem, abordados aqui.



Terça da Máscara #6

O tempo passa, novas pessoas chegam, os arquivos ficam à sombra e ficam perdidos alguns posts que podiam estar a ajudar quem lê a Guida. Por isso, vou re-postar algumas coisas das quais já falei no passado e que se encaixam perfeitamente nestas terças que a Guida dedica às máscaras.

***

Não venho dar lições de Química a ninguém! O que vos trago hoje é o bicarbonato de sódio e não, não vamos falar de cozinha. É claro que o bicarbonato de sódio pode ser utilizado em n coisas numa cozinha, mas cá em casa ele está guardado no armário da casa de banho!

Para as pessoas com acne ou manchas/cicatrizes na pele, garanto que não irão encontrar máscaras tão boas e tão baratas quanto esta! Por pouco mais de 0,50€, é possível obter umas poucas doses de limpeza de pele: basta misturar o bicarbonato de sódio com um pouquinho de água e mexer bem para que se forme uma pasta óptima para aplicar na pele lavada durante uns 10 a 20 minutos e retirar com água morninha! Que tal está a pele? Boa, volte a repetir o procedimento duas ou três vezes por semana e verá que as coisas feias que fazem as nossas caras parecer uma pizza desaparecem em menos de um fósforo!

No caso de sobrar um resto da pasta, não é preciso deitar fora. Pode sempre aproveitá-la numa lavagem de dentes: como o bicarbonato de sódio é um pouco abrasivo, tem um poder branqueador que já os nossos avós conheciam e que eu confirmo! Ficará com os dentes limpinhos, como se tivesse acabado de sair do dentista (não vale a pena contar com dentes tão brancos que até brilham no escuro, é claro que isso não vai acontecer nunca com o bicarbonato de sódio!).

Artigo publicado originalmente aqui.

TRANSLATION

Mask Tuesday #6

Time goes by, new people come up here, the archives fall into oblivion and die, and there are some posts that could help these people who read Guida. That is why I decided I would be reposting some things from the past which perfectly fit into these mask Tuesdays.

***

I am not here to teach Chemistry! Today I am bringing you baking soda and no, we are not talking about cooking again! Baking soda can obviously be used in n things in a kitchen, but here I got it in the bathroom cabinet.

For those who have acne or stains/scars on their skin, I promise you will not find any better or cheaper skin masks! For a few coins, you can get some portions of good skin cleaning: just add some water to the baking soda and mix it well. You will get something thick and that is what you will apply on your previously washed face. Let it settle for 10 to 20 minutes and remove the thing with warm water. How is your skin? Good, repeat these steps twice or three times a week and you will see your pizza face go away soon!

If there is some mask left, do not throw it away! You can use it to brush your teeth: baking soda is known for its bleaching properties, and even our grandparents used it. I assure you it works! Your teeth will be clean as if you just got out from the dentist, and they will get whiter with time.

Originally posted here.

Terça da Máscara #3

Se até os reclames falam da importância de comer fruta, por que não alimentar também a nossa pele? Não acredito que haja alguém capaz de resistir a morangos e, por isso, a máscara de hoje vem mesmo a calhar: a Strawberry Soufflé Masque da Montagne Jeunesse.

Na sua constituição existem: morangos – duh! – ricos em antioxidantes; Aloe vera, conhecido pelas propriedades calmantes e hidratantes; baunilha, para um conforto do outro mundo. É claro que nem preciso de dizer que só pelo cheirinho, esta máscara já proporciona uns bons 20 minutos no paraíso, não é? Mas, vá, queremos é ver o efeito na pele e na embalagem prometem pele limpa, tonificada e suave, e a verdade é que não fica nada aquém das expectativas. Pelo contrário!

A máscara é óptima obtemos os resultados prometidos com uma pinta que nem queiram saber. É um dois em um! Têm o efeito-máscara e têm o efeito-esfoliante, quando lavam a cara, pois a máscara tem algumas partículas que na hora de lavar a cara proporcionam uma esfoliação suave. Ao contrário do que se pudesse esperar, a pele não fica a repuxar nem sensível de mais, como acontece com algumas máscaras que prometem limpeza (ai, argila!) nem como com os esfoliantes.

E foi assim que descobri que os morangos nunca estão fora de época.

Vamos Apagar as Caras de Mapa

A Guida recebeu um email da Cláudia:

“O meu nome é Cláudia e tenho mais ou menos a tua idade 19 anos. E tenho alguma acne que com o tempo foi ficando mais levezinha. Tenho seguido o teu plano dos três passos e tenho me dado muito bem com o sabão azul e com a água de rosas (2 semanas, a pele está mais seca e com uma cor mais homogénea mas também mais hidratada com a agua de rosas) só ainda não experimentei o creme Benamôr porque ainda não o consegui encontrar contudo gostava de usar um creme hidratante cicatrizante na substituição do creme Benamôr. Conheces algum creme bom assim baratinho mas eficaz?”

Estamos a falar de cicatrizes de acne, que são um problema conhecido de muita, muita gente!
Fiquei bastante contente por saber que tenho quem faça o que sugeri e que vê resultados com coisas tão simples.
No entanto, apesar de as borbulhas irem desaparecendo, sobram sempre as marcas e ninguém gosta delas. Às vezes desejo ter borbulhas, assim sempre há desculpa para algumas marcas que ficaram. Sim, eu também sou uma cara de mapa. Ligeira, mas sou. E tenho imensa sorte por só ter manchas e não ter buracos.

Que se pode fazer para dar cabo deste problema?

Em primeiro lugar, e porque o drama começa aqui, não devemos (eu sei que é muuuito tentador!) espremer borbulhas. Onde há pus, há infecção, e se andarmos a escarafunchar só vamos agravá-la. Isto vai fazer com que as marcas que sobram sejam maiores.

Depois, e partindo do princípio que temos certos cuidados com a limpeza da pele, é muito importante fazer uma exfoliação uma ou duas vezes por semana. Não sai caro, pode até ser feito com sal ou bicarbonato de sódio (que até clareia a pele!), e serve para remover as células mortas da pele e estimular a regeneração da mesma. Creio que já toda a gente experimentou a sensação de pele exfoliada, e com isto quero falar da secura que surge. Qualquer oleosidade existente desaparece momentaneamente, e se não temos cuidado ela volta e não morremos do mal mas morremos da cura.

É bastante importante manter a pele hidratada. Nos três passos da minha rotina, os tais que já partilhei convosco e cuja eficácia a Cláudia confirma, sugeri o creme Benamôr que adoro por todos os motivos que expliquei no post. Contudo, sei que é difícil encontrá-lo e há outras situações à altura. Talvez não acreditem, mas quando não há Benamôr eu uso creme Nívea. Talvez não acreditem, mas o Nívea não faz a minha pele ficar mais oleosa! É muito frequente ouvirmos as velhotas dizerem que só põem creme Nívea na cara quando lhes perguntamos o que fazem para estarem tão bem conservadas, e eu acredito. O que não falta são dermatologistas a aconselharem o uso deste creme velhinho tão bom, mesmo em caso de escaldão ou para tratar cicatrizes de operações (sou testemunha de pessoas cujas cicatrizes de operações para retirar o apêndice ou quistos dos ovários quase deapareceram). Sei que o que funciona bem com uma pessoa pode não funcionar com outras, eu só tenho coisas boas a dizer do Nívea!

Outra coisa do tempo dos nossos avós que pode ajudar bastante é o limão, que é conhecido pelas suas propriedades descolorantes. Leva algum tempo, mas pelo menos as manchas do acne vão atenuar. O mesmo efeito pode ser obtido com água oxigenada. Mas atenção, nada de passar nas sobrancelhas e no cabelo, ou estes vão descolorar e ficar com uma cor bem… Esquisita!

Por fim, e porque não quero entrar em domínios mais complicados dos quais não entendo muito, há o ácido kójico. Se kójico soa a japonês, é porque é mesmo! Os cremes com esta substância podem ser caros, mas a gente desenrasca. Como não somos ric@s e queremos mesmo é poupar, não vamos recorrer ao saqué, a famosa bebida alcoólica japonesa. Ela deriva do arroz, e é nele que vamos pegar. Esta também é uma dica dos avós – ou eu pelo menos já ouvi falar muitas vezes de fazer máscaras com a água do arroz! Ponham o arroz em água por um tempo até esta ficar branca. Podem aplicá-la como máscara ou passar com um algodãozinho. Vai demorar algum tempo, mas notam-se os resultados.

Posto isto tudo, eu escolho o Nívea a par com um dos restantes truques, e com a exfoliação.
Convém não esquecer que a pele tem que ser protegida do sol. Mais do que nas situações normais, a pele acnéica e que está sujeita a tratamentos destes fica ainda mais sensível e super propensa a manchas! Convém investir num bom protector solar, já falei deles e recomendo o meu preferido de sempre desde há anos – o Anthelios XL SPF 50+ Fluido Extremo da La Roche-Posay (não é barato mas eu juro que vale a pena!).

Com alguma ginástica económica, se o cenário for mesmo feio e ainda assim acharem que têm cara de mapa 3D (cheia de manchas e crateras), até é de ponderar fazer um peeling próprio ou outro tratamento indicado para estes casos – é só falar com o dermatologista que é quem, acima de tudo e todos, sabe sobre o assunto e há-de indicar a melhor opção a tomar.

Espero ter ajudado, Cláudia!

A Carlinha é que Sabe, e a Guida Aprova!

Foto por Carlinha

A dica que vos trago hoje funciona mesmo e foi dada pela Carlinha do Retalho de Lua.
Ao invés de usarmos esponjas e géis de banho que, para além de muitas vezes serem um grande desperdício e acabarem por ir parar ao lixo as esponjas ou puffs velhos, muitas vezes feitos de derivados do petróleo, bem como as embalagens gastas de gel de banho, o que nos é proposto é que metamos um sabonete num saquinho de tule. Simples, não é? O efeito vai ser exactamente o mesmo que o dos puffs e, se o tule for grossinho, até dá um bom esfoliante. Perfeito, não é? Para mim, ainda há outra grande vantagem. É que sou alérgica à maior parte dos géis de banho e, por esse motivo, sou forçada a usar sabonete grande parte das vezes. Com esta ideia do saquinho do tule, ainda ganho outras vantagens!

As pessoas cá de casa andam cépticas, mas eu creio que vão mudar de ideias rapidamente!

Obrigada, Carlinha!

 

TRANSLATION

Carlinha Knows Best and Guida Approves!

Today’s trick really works and was given by Carlinha from Retalho de Lua.
Instead of using sponges and shower gels, which are huge wastes (even old sponges and puffs usually go to trash!) and almost always derivate from petroleum, Carlinha tells us to store a soap in a bag made from rough fabrics like the one in the picture. Easy, isn’t it? It will be as good as a puff and if the fabric is thick you’ll even get a good scrub. Perfect, no? There’s even another advantage for me. I’m allergic to lots of shower gels and for that reason I almost always use soap. This way, it’s easier to grab my soaps.

People at home aren’t convinced yet, but I think they’ll change ideas soon!

Thank you, Carlinha!