O Bio-Oil é um dos meus cosméticos favoritos de todo o sempre.

Deveria ter dedicado todo um post ao Bio-Oil há muito tempo. Conheço-o desde que chegou a Portugal mas só comecei a dar-lhe o devido valor durante a gravidez. Nunca mais nos largámos. O entusiasmo inicial passou, mas como se tornou essencial e nunca faltou no meu armário, acabei por ir esquecendo o assunto. Por ser algo tão natural.

Trata-se de uma mistura de óleos de plantas, vitaminas e um ingrediente exclusivo e patenteado pela marca que dá pelo nome de PurCellin Oil. A quem interessar esta questão, não é um óleo 100% vegetal, já que contém parafina. É prático, fácil de aplicar, é rapidamente absorvido e funciona.

bio oil

O resto vocês já sabem por alto: falei dele aqui, utilizei-o para prevenir as estrias da gravidez e o facto é que não tenho nenhuma. Mas as potencialidades do Bio-Oil são muitas, e da cabeça aos pés faz sentido utilizá-lo para atenuar manchas, estrias, cicatrizes, hidratar todas as partes do corpo (até os lábios!), nutrir o cabelo…

É mesmo polivalente e, no meu entender, havia um problema: os frascos eram demasiado pequenos para quem usa o produto em áreas extensas do corpo. Acabava até por sair caro! A Portugal, só tinha chegado o formato de 60ml. Só há coisa de 1 ano é que chegou o formato de 125ml, que era melhor mas ainda não era o ideal.

Este mês, finalmente, passámos a poder comprar por cá o frasco de 200ml (e eu pude festejar esse momento!). Tratando-se de algo tão bom e versátil, recomendo a toda a gente. É um produto compatível com a preguiça e capaz de agradar à maioria das pessoas. Se não conheciam, façam o que sugiro e depois digam-me de vossa justiça!

bio-oil