Etiqueta: Avon

Mark by Avon

mark avon

Na semana passada, tive o privilégio de comparecer na apresentação da linha Mark da Avon, acabadinha de chegar ao nosso país.

Em jeito de lembrete, em tempos fui revendedora e, mais importante ainda, ávida consumidora da marca. Gostava de estar a par de todas as novidades e experimentar tudo o que podia. Acredito que se queremos vender um produto, temos de o conhecer bem de antemão. Não iria ficar muito contente se uma das minhas clientes comprasse algo que, no fim, a deixasse desapontada!

Para além do que surgia por cá, gostava de bisbilhotar o que existia no estrangeiro e babava com os lançamentos da tal linha Mark (que já existe há quinhentos mil anos noutros países). Imaginem o meu entusiasmo agora!

mark avon

Ainda não tive a oportunidade de testar muitos produtos, mas estou ansiosa e espero que tragam para Portugal boas novidades. Do que vi, fiquei contente com algumas coisas, mas não posso deixar de referir que fiquei decepcionada quando descobri que, afinal, alguns itens já existiam e apenas passaram por uma mudanças de imagem. E se, indiscutivelmente, alguns deles eram muito bons, outros deixam a desejar e mais valia terem desaparecido dos catálogos.

Gostava que esta novidade fosse mesmo, mesmo nova, até porque quem não se actualiza devidamente corre o risco de perder terreno. Num mercado onde cada vez há mais opções de boa qualidade a baixos preços em lojas físicas, é pena que algumas marcas de venda directa por catálogo não invistam em melhorar. Digo-vos isto sem qualquer intenção de parecer ingrata, já que sabem perfeitamente que sou cliente (e hei-de continuar a ser) da Avon há séculos.

mark avon

Resta-me tecer comentários relativamente ao que me passou pelas mãos, a ver se ajudo alguém nas compras:

  • Invistam nos batons (falei deles aqui – esta cor até existe na nova linha, aqui e aqui); máscara; verniz; lápis de olhos em gel (são dos meus preferidos e já os mostrei neste post).
  • Desistam dos lápis de olhos clássicos, aqueles que têm uma esponjinha no terminal, são muito rijos e pouco pigmentados; das sombras em creme, que também são rijas, pouco pigmentadas e não ficam homogéneas na pele.

Testei – Avon Advance Techniques Absolute Perfection BB

Há cerca de um mês, recém chegada das férias, recebi para experimentar a linha capilar Absolute Perfection BB da Avon. O conjunto, composto por champô, condicionador, máscara e bálsamo leave in, vinha mesmo a calhar e no melhor timing possível. Creio que toda a gente sabe que, por mais cuidado que tenhamos, o tempo de praia faz maldades grandes ao cabelo. O meu ficou mais seco que o habitual, e com as pontas a gritarem por ajuda (é de salientar que a última vez que dei uma tesourada foi por volta da Páscoa).

Vocês sabem, que eu costumo dizer, que não experimento estes produtos de cabelo só em mim. Habitualmente, tenho ao meu cuidado os cabelos de algumas mulheres que me são próximas. Para além do meu cabelo, que é espesso e seco, tenho ao meu dispor para estas experiências (eu sei que parece que estou a falar de cobaias de laboratório, ignorem esse detalhe) cabelo ainda mais espesso e mais seco que o meu, e cabelo liso normalíssimo.

avonbb

Segundo a Avon, esta linha de cuidados tem filtros UV e uma tecnologia nova chamada Advanced Shield, propondo-se a hidratar, proteger e nutrir o cabelo, deixando-o maleável, suave e sedoso, resistente à humidade e recuperando-o de agressões externas, como são o sol e o mar. Diria que em cabelos normais e/ou oleosos, esta linha tem potencial. Vi resultados no “cabelo normal” que se mostrou disponível para experimentar, que ficou visivelmente mais brilhante e domado. Se for este o vosso caso, invistam à vontade (já sabem que a aquisição de produtos da marca é feita junto de revendedoras, e caso não conheçam nenhuma, falem comigo!).

Tenho a destacar o efeito curioso da máscara, que forma uma película evidente nos fios de cabelo, mas está longe de ser tão boa (para os meus cabelos) quanto outras que a Avon comercializa. O champô, que é o produto da linha que mais me agrada, limpa bem o cabelo, sem o deixar ressequido. O condicionador é demasiado fluido, embora evidentemente mais espesso que o champô. Não fiquei fã do bálsamo, e considero que é o item mais fraco da linha. Aparentemente, não deixa resíduos. Contudo, também não é hidratante, pelo contrário.

Para cabelos secos, não considero que esta seja a melhor opção. Encontram alternativas bem melhores na Avon – já fui revendedora  e experimentei muitas coisas, como as linhas Moroccan Argan Oil e Lotus Shield (fui procurar referências no blog e não as encontrei, e nem sei bem como nunca falei nos produtos! Vou resolver a falha, prometo).

Fearless Fuchsia + Passatempo

Nem só de cores escuras se faz o Inverno, e a prova disso é a cartela de cores mais recente dos batons Ultra Colour Bold da Avon. Não é novidade que a marca tem inovado e arriscado com cores ousadas que até há pouco tempo eram difíceis de encontrar. Já tenho dito por aqui várias vezes que, no geral, os batons da Avon são dos que têm a melhor relação qualidade/preço que conheço.

fearlessfuchsia

Esta nova linha tem umas quantas cores que tenho namorado (pedi umas poucas amostras a ver se me decido quais devo comprar, que a gaveta transborda mas há roxos e rosas lindos de morrer) e a marca fez chegar às minhas mãos um exemplar da cor Fearless Fuchsia. É isso mesmo, um rosa choque fresquinho a ver se os dias de chuva ficam mais alegres!

Como é habitual na linha Ultra Colour Bold, este batom é super pigmentado e cremoso. É muito confortável de usar. Notei que este tom específico tem uma durabilidade superior às tonalidades avermelhadas da mesma linha.

avonpassatempo

Eu e a Avon queremos que mais pessoas saiam à rua com o seu sorriso rosa Barbie e por isso temos cinco batons desta mesma cor para vos oferecer.

Participar é muito fácil: necessitam de preencher, no mínimo, as entradas obrigatórias na caixa abaixo. É obrigatório tornarem-se seguidores da página do blog e da Avon no Facebook. Podem ganhar entradas extra conforme as partilhas, interacção e subscrições noutras redes, não há nada mais simples. O passatempo termina no dia 10 de Dezembro e as vencedoras serão escolhidas aleatoriamente. São válidas as participações de Portugal Continental e Ilhas.

a Rafflecopter giveaway

Boa sorte!

Vixenizada

vixenfoto

Parece que foi desta que o Outono veio para ficar, e se o calor e a peganhice vão embora, significa que está na hora de dar uso a todos os batons mega coloridos, cremosos e hidratantes que fomos acumulando à espera do regresso dos dias frios.

Sou muito democrática na escolha das cores e nos acabamentos. Agrada-me que actualmente estejam na ribalta os tons mais escuros e imponentes embora nunca tenha tido preconceitos com vinhos, ameixas e beringelas.

vixen2

Uma das novidades da Avon para este Inverno – em Portugal, que no ano passado já eu estava com ela fisgada depois de a ter visto em blogs estrangeiros, foi o batom Ultra Color na cor Vixen (quando é que trazem o Vamp?). Tenho sido uma menina bonita e ando muito contida nas compras, pelo que achei que até merecia o miminho. Já não sou revendedora da marca, mas a Patrícia mantém-me sempre a par das novidades e foi a ela que o comprei.

A cor é lindíssima, não é bem bordeaux mas também não é, de todo, roxo. É uma cor algo incomum e super intensa. O batom em si é mesmo muito pigmentado e cremoso. Não aconselho que o utilizem sem um lápis de contorno, sob pena de durar pouco e de esborratar.

vixen1

Vermelho, vermelhusco

vermavon1

Sou da opinião que os batons vermelhos nunca são de mais. Nem os vermelhos, nem nenhuns, mas noto que o vermelho é uma cor que tem mesmo um grande peso na minha colecção. É a minha cor recorrente, fica bem em qualquer altura e ajuda a marcar a maquilhagem nos dias em que não temos paciência para nada muito elaborado.

Assim, quando vejo novidades, já sabem o que acontece. Não é verdade? A desculpa é a mesma de sempre: ainda não tenho bem, bem este tom na minha colecção. Podemos ter batons muito semelhantes, mas não é a mesma coisa. Se os batons forem baratos e de qualidade comprovada, ui, aí é que está o caldo entornado. É o que me acontece com a Avon.

vermavon2

Para quem não se apercebeu, a Avon está a reformular uns quantos produtos de maquilhagem e os batons estão no campo das novidades. Ao que parece, a marca investiu na pigmentação. Na minha opinião, os batons já eram muito bons dentro da sua linha de preços. Algumas das cores já existiam, outras são novas por cá. Não estou satisfeita a 100% por um motivo: já vi que noutros países foram lançadas cores lindas, muito escuras, que ainda não existem cá. Gostava muito que as trouxessem. Das que chegaram, está visto que embeicei com os vermelhos e encomendei três: o Lava Love, que é o vermelho mais vermelho dos três; o Tangerine Tango, que é mesmo alaranjado; e o Scarlet Siren, que é um vermelho mais fechado lindo, dentro das tendências que se têm visto para o Outono. As cores são como consegui captar na segunda imagem.

Estes batons mantêm-se cremosos e bastante fáceis de aplicar como os antigos, confortáveis de utilizar, e apesar de tudo considero que têm boa durabilidade nos lábios. Não escorrem, e apesar de transferirem, os pigmentos fixam-se bem à pele. Num dos dias em que utilizei o Scarlet Siren, apliquei-o de manhã, almocei, lanchei e quando cheguei a casa ainda tinha a cor nos lábios.

Creio que será fácil encontrar estes batons por cerca de 5€ (sensivelmente o que paguei por eles) em promoções nas campanhas, pelo que me atrevo a dizer que saem melhor que a encomenda! Não é fácil encontrar batons tão bons por preços tão baixos, e a Avon está de parabéns com esta reformulação.

Terça da Máscara Nº12

p259427_1_ca_en_ca_pd

Retomando as Terças da Máscara, que agora há matéria de sobra, há algum tempo prometi que um dia vos falava da Clearskin Pore Penetrating Black Mineral Mask da Avon. Hoje é o dia!

Em primeiro lugar, deixem-me que vos diga que a minha relação com as máscaras faciais da Avon costuma ser boa. Assim, sempre que sai alguma nova que promete milagres, não hesito e encomendo logo para experimentar. Se o objectivo for o combate dos pontos negros, um tanto melhor. Esta máscara foi um dos lançamentos da Avon que mais me entusiasmou ultimamente, e é ainda melhor do que esperava.

Não me recordo de quanto custou (foi substancialmente mais barata do que normalmente por ser um lançamento), mas sei que habitualmente não é nenhuma fortuna. A bisnaga traz 75ml de produto, o que dá para muito tempo com utilizações duas ou três vezes por semana. Vai durar mais tempo que isso, visto que faço uso intercalado de várias máscaras.

A máscara em si é quase preta, fácil de aplicar no rosto sem grandes peganhices (apesar de afirmarem que a máscara contém argila, a consistência assemelha-se mais a um gel), e a recomendação é que deixemos a máscara secar no rosto. É muito fácil identificar esta fase, porque toda a máscara ganha uma tonalidade cinza-clara. Diz a Avon que esta máscara actua como um íman de imperfeições, e que o ingrediente activo é o ácido salicílico (que se encontra a 0,5% na fórmula do produto).

Fiquei impressionada desde o início das minhas experiências com a Black Mineral Mask porque estou habituada a que as máscaras deste tipo, para peles com imperfeições e oleosidade), sejam um pouco agressivas e desconfortáveis. Não foi, de todo, o caso e mesmo depois da aplicação não senti a pele a repuxar nem qualquer tipo de ardor. A pele fica muito limpa e, temporariamente, os poros não ficam tão dilatados. O que me surpreendeu mais foi o facto de durante a aplicação da máscara conseguir ver perfeitamente alguns pontinhos de oleosidade e, depois da remoção, a pele continuar a expelir imperfeições. Não sei se tal aconteceu a mais alguém, com esta ou com outras máscaras, mas por aqui é um fenómeno exclusivo.

Fiquei contente com esta boa compra, económica, que se revelou uma óptima aliada de outros cuidados (nomeadamente as tiras removedoras) na luta contra os pontos negros em épocas mais críticas.

Terça da Máscara #11

prod_1149964

Vá, confessem lá, já tinham saudades da Terça da Máscara. Não é Carnaval, mas a máscara de hoje é uma brincadeira gira. Passo a explicar, hoje venho dar o meu testemunho sobre a Clearskin Professional Liquid Extraction Strip da Avon. Em Portugal, pelo menos, este é um produto recente. Não gosto de comprar produtos às cegas, e apesar de não ter encontrado muitas informações sobre este gel/máscara, decidi arriscar. O prejuízo não seria muito, que de qualquer forma a Avon tem sempre preços bastante acessíveis.

Se a chamada é para a guerra contra os pontos negros, contem comigo. Se os produtos prometem ser económicos, eficazes e de fácil utilização, melhor ainda. Esta pequena bisnaga lembrou-me de imediato a máscara da Shills e esse foi o factor que mais pesou na decisão final da compra. Como sabem, adoro a da Shills (e se não sabem, leiam este post). Tenho uma bisnaga a terminar e não me estava a apetecer encomendar outra tendo alternativas eficazes para os pontos negros.

O processo de aplicação é o do costume: na pele limpa, aplica-se a máscara (neste caso, uma camada generosa nas regiões onde tenham pontos negros). Espera-se que seque e depois, para retirar, puxa-se a máscara como se fosse um autocolante (o típico formato peel off). Tenho utilizado a Liquid Extraction Strip com alguma frequência e já posso partilhar convosco as minhas conclusões:

  • Tem uma consistência viscosa, tal como a da Shills (se não conhecerem, sempre dá para comparar à textura da cola líquida branca para papel), embora seja mais fácil de aplicar do que a prima coreana. Pelo menos, sinto que é mais fácil cobrir todas as áreas da pele que desejo sem que a máscara comece a recuar. 
  • Seca relativamente rápido. Em coisa de 20 minutos, meia hora.
  • É mais fácil de retirar que a da Shills (sai de maneira uniforme).
  • É muito eficaz. Eficaz de mais, digo. Quando a retiramos, com ela vem não só a nhanha toda dos pontos negros mas também as penugens da nossa pele.

Apesar de a bisnaga ser pequena quando comparada com outras máscaras, dado que tem 30ml, considero que é bastante rentável especialmente porque não é suposto ser utilizada em todo o rosto. Já não me lembro ao certo quanto paguei por ela (comprei em demonstração), mas o preço base é 12,00€ e é frequente encontrarem promoções com preços mais apelativos.

Se têm a infelicidade de lidar com pontos negros, saibam que podem experimentar este produto sem receios, que não se vão arrepender.

Eyeliner super a preços que não chocam

DSCN6500

Um dos motivos que me leva a querer ter comigo a revenda da Avon são os lápis SuperShock. É claro que a marca tem montes de coisas boas, mas estes lápis são a cereja no topo do bolo.

Têm textura de gel, pelo que são super macios. São muito pigmentados, não esborratam nem transferem (e depois de secarem garanto-vos que vão passar um mau bocado na hora de desmaquilhar) e o melhor de tudo é que têm preços acessíveis quando são comparados às outras marcas que têm uma oferta semelhante. O lado mau é que nem sempre há muitas cores disponíveis (normalmente, só o preto e o prateado é que estão disponíveis nos catálogos).

DSCN6498

Penso que nunca vos tinha mostrado a minha colecção. Creio que tenho todas as cores que surgiram até agora em Portugal. Por ordem, da esquerda para a direita nas fotografias, os nomes das cores são: black, steel, plumful, shimmer khaki, bronze, silver, shimmer black, cobalt, blackberry, golden fawn, aqua pop e flash.

De momento, para além dos típicos black e silver, creio que é possível encontrar o steel, o shimmer khaki, o aqua pop e o flash. Na minha opinião, todas as cores deveriam estar disponíveis permanentemente e até poderiam criar mais cores, porque é um produto com muito potencial e que sei que faz muito sucesso.

DSCN6505

Resultados fortes ou nem por isso?

prod_1056041

Há quase um ano, decidi que há produtos nos quais não posso pensar sem gastar o que tenho cá por casa. Não vamos falar de batons vermelhos e afins, que esses são uma questão à parte e não há sequer dois vermelhos 100% iguais. Agora que não posso usar verniz, lembrei-me que as minhas unhas podem ficar numa lástima com uma rapidez incrível, com mais lascas que um bacalhau.

Nesse sentido, lembrei-me também que tinha o tratamento fortificante Nail Experts Strong Results da Avon aqui em casa. Nunca o levei muito a sério. Nem sequer me lembrava dele até voltar a ler algumas coisas em vários blogs. Mal não há-de fazer e tem de ser gasto. Já que ando com as unhas despidas, junta-se o útil ao agradável.

Meninas, já alguma de vós experimentou este tratamento? Gostaram? De que forma preferem utilizá-lo, ou seguem à risca as sugestões da marca? Já que estamos com as mãos na massa, quais são os vossos produtos preferidos deste género? Estava a pensar em investir num tratamento muito bom da Orly.

Detalhes Diários

details

Algumas das coisas que me acompanham (quase) diariamente. Nem todas são uma constante, mas estão perto disso. Haja batom vermelho, seja ele qual for (vou sentir saudades durante o estágio). Haja creme de mãos e perfume. Haja óculos, haja um relógio, haja um anel. O resto é conversa.

Laço do cabelo – Marias | Batom na cor Red 2000 – Avon | Óculos – EyeBuyDirect | Anel da tesoura – Ebay | Pendente do coelho | Creme de mãos Absinthe Purifying Hand Cream – The Body Shop | Relógio – Paul Richard | EDT Lily Essence roll-on – O Boticário