Etiqueta: Amaciador

Produtos Terminados #1

Todas as oportunidades são boas para falar da beleza.

Se é para partilhar opiniões sobre cosméticos, até o facto de termos chegado ao fim da embalagem é um bom pretexto para dizer qualquer coisa. Assim, há mais diversidade e menos coisas boas (ou não) a escapar aos domínios do esquecimento.

Tenho de fazer mais vezes algo que gosto muito de ver noutros blogs e canais: falar dos produtos que termino. Coisa sucinta. Que depois, se assim o quiserem, poderei alongar-me sobre algum produto em especial noutro momento.

As fotografias não são as melhores (que são tiradas logo no momento com o telemóvel, ou havia lá eu de guardar embalagens gastas?), mas o que importa é a informação. Siga a primeira leva desta categoria!

hit the pan produtos terminados acabados review opinião

1. EDT Amazonian Wild Lily – The Body Shop

Aroma floral intenso, embora fresco. Não foi o meu favorito, mas ainda assim era agradável. A durabilidade dele na pele é muito fraca.

Demorei anos a terminar este frasco, mas finalmente já foi. Addio, adieu, aufwiedersehen, goodbye!

2. Body Milk Nutritivo – Nivea

Clássico! Há muitos hidratantes corporais, eu sei. Muitos cheirinhos bons e muitas texturas. De vez em quando, gosto de regressar a este. Gosto muito dele, é eficaz, tem a fragrância clássica da Nivea, não é caro e gasta-se muito bem.

3. Gorgeous Growth – Viviscal

Não falo de um produto, falo de quatro. Usei o champô, condicionador e sérum por causa da queda de cabelo no pós-parto. Quando deixei de amamentar, também tomei o suplemento alimentar.

Foi um suplício utilizar os produtos de cabelo: não gostei do cheiro, e excepção feita ao condicionador, deixavam o meu cabelo com um aspecto hediondo. Deixaram o meu cabelo ressequido e pesado. Esperava melhores resultados destes produtos de farmácia, já que há produtos em lojas de beleza mais eficazes.

Quanto ao propósito principal: sim, ajudam ao crescimento do cabelo e das unhas. Mas a queda (e as unhas quebradiças) mantêm-se. Alguém por aí com resultado diferente?

4. Gel de Banho Sabão de Alepo e Óleo de Rosa – Ultra Suave

Cheira muito bem, é barato, sabe bem utilizá-lo no banho e não deixa a pele ressequida. Gostei!

5. Champô Pro-Keratin Refill – L’Oréal Professionnel

Esteve guardado durante séculos por preconceitos com a sua composição (tem ingredientes que gosto de evitar, como o cloreto de sódio, o hidróxido de sódio e sulfatos a rodos). Dei-lhe uma chance.

Não é mau, mas também não é nada de extraordinário. Não fez nada pelo meu cabelo, mas também não agravou os danos que já tinha. Cheira bem, lava bem, mas fica por aqui.

Continuo sem compreender muito bem por que é que uma marca tão boa oferece champôs tão meh por vezes.

6. Condicionador Reparador – Cien

Foi uma boa surpresa. Comprei-o nas férias porque me esqueci do condicionador habitual em casa e este pareceu-me razoável.

Pelo preço, parece-me muito bem. Não é pesadão, também não é fluido como água, cumpre aquilo a que se propõe e é, a léguas, mais interessante que outras opções de marcas conhecidas nos supermercados. Compraria novamente.


O lamiré está dado por hoje, espero que estas breves linhas sirvam para ajudar alguém em dúvidas nas compras.

Já experimentaram algum destes produtos? Partilhem comigo as vossas opiniões!

Testei – Avon Advance Techniques Absolute Perfection BB

Há cerca de um mês, recém chegada das férias, recebi para experimentar a linha capilar Absolute Perfection BB da Avon.

O conjunto, composto por champô, condicionador, máscara e bálsamo leave in, vinha mesmo a calhar e no melhor timing possível.

Creio que toda a gente sabe que, por mais cuidado que tenhamos, o tempo de praia faz maldades grandes ao cabelo.

O meu ficou mais seco que o habitual, e com as pontas a gritarem por ajuda (é de salientar que a última vez que dei uma tesourada foi por volta da Páscoa).

Vocês sabem, que eu costumo dizer, que não experimento estes produtos de cabelo só em mim. Habitualmente, tenho ao meu cuidado os cabelos de algumas mulheres que me são próximas.

Para além do meu cabelo, que é espesso e seco, tenho ao meu dispor para estas experiências (eu sei que parece que estou a falar de cobaias de laboratório, ignorem esse detalhe) cabelo ainda mais espesso e mais seco que o meu, e cabelo liso normalíssimo.

avon cabelos cc cronograma capilar review opinião resenha swatch beauty blog beleza

Segundo a Avon, esta linha de cuidados tem filtros UV e uma tecnologia nova chamada Advanced Shield, propondo-se a hidratar, proteger e nutrir o cabelo, deixando-o maleável, suave e sedoso, resistente à humidade e recuperando-o de agressões externas, como são o sol e o mar.

Diria que em cabelos normais e/ou oleosos, esta linha tem potencial.

Vi resultados no “cabelo normal” que se mostrou disponível para experimentar, que ficou visivelmente mais brilhante e domado. Se for este o vosso caso, invistam à vontade (já sabem que a aquisição de produtos da marca é feita junto de revendedoras, e caso não conheçam nenhuma, falem comigo!).

Tenho a destacar o efeito curioso da máscara, que forma uma película evidente nos fios de cabelo, mas está longe de ser tão boa (para os meus cabelos) quanto outras que a Avon comercializa.

O champô, que é o produto da linha que mais me agrada, limpa bem o cabelo, sem o deixar ressequido.

O condicionador é demasiado fluido, embora evidentemente mais espesso que o champô. Não fiquei fã do bálsamo, e considero que é o item mais fraco da linha. Aparentemente, não deixa resíduos. Contudo, também não é hidratante, pelo contrário.

Para cabelos secos, não considero que esta seja a melhor opção.

Encontram alternativas bem melhores na Avon – já fui revendedora  e experimentei muitas coisas, como as linhas Moroccan Argan Oil e Lotus Shield (fui procurar referências no blog e não as encontrei, e nem sei bem como nunca falei nos produtos! Vou resolver a falha, prometo).

Adeus, caracóis! #2

Já passaram mais de duas semanas desde que fiz o alisamento progressivo G-Hair da Inoar e está mais do que na altura de fazer um ponto da situação.

Já consigo informar-vos muito melhor sobre os resultados do que se o tivesse feito praticamente de imediato.

Como sabem, que eu já disse, fiz o alisamento com a Íris, que atende no seu domicílio, perto do Estoril, e num salão na Póvoa do Varzim, mediante marcação.

Podem entrar em contacto com ela via Facebook ou através do contacto telefónico 965 090 970.

Os preços variam consoante o comprimento dos cabelos. Para terem uma ideia, tenho o cabelo acima do peito e o preço ronda os 70€.

Pensem que os resultados compensam e que se poupa muito tempo (e muitos resfriados e respectivos tratamentos, no caso de terem cabelos rebeldes e serem preguiçosas para secar o cabelo, como eu).

cabelos escova progressiva alisamento inoar alemã review opinião beleza beauty blog

As fotografias foram tiradas há coisa de uma semana atrás, já com algumas chuvadas e lavagens pelo caminho.

Como podem verificar, o cabelo ficou mesmo liso.

Bom, podia ficar ainda mais liso, tal e qual como no dia do alisamento, se eu utilizasse uma placa quente nas pontas. Sinceramente, acho desnecessário e acho que o efeito fica mais natural assim. Tenho o cabelo bonito, super brilhante e macio. Estou satisfeitíssima.

Mas, Guida, como é que funciona mesmo essa história do alisamento progressivo e que cuidados é preciso ter?

Em primeiro lugar, há que salientar que este é um procedimento que pode ser efectuado em todos os tipos de cabelo, mesmo quando são expostos a procedimentos químicos, como as colorações.

Contudo, não se aventurem a fazer alisamentos em casa! Convém evitar quaisquer procedimentos uma semana antes e depois da realização da escova progressiva.

No caso específico das colorações, o alisamento pode aclarar ligeiramente a cor, pelo que se recomenda que seja feita posteriormente (ainda assim, posso dizer-vos que pintei o cabelo no início de Setembro e continua super preto e brilhante).

O efeito do alisamento dura até três meses com os devidos cuidados.

O alisamento em si é um procedimento cómodo e indolor.

Há quem se queixe do odor de alguns tipos de alisamento e de eventuais incómodos respiratórios e oftalmológicos, mas no que toca à escova alemã G-Hair não tenho inconvenientes a relatar. Achei o cheiro agradável e não senti qualquer desconforto durante a aplicação.

Por alto, o procedimento consiste em três passos. Primeiro, o cabelo é lavado com um champô anti-resíduos que limpa em profundidade e ajuda a tornar os fios mais “penetráveis”. Posteriormente, é aplicado o produto alisador.

O cabelo é seco com uma placa quente et voilá! Sejam bem-vindas ao mundo dos cabelos sempre lindos e apresentáveis sem esforço.

cabelos escova progressiva alisamento inoar alemã review opinião beleza beauty blog g hair

Até poder lavar o cabelo novamente, é preciso deixar passar, no mínimo, 48h. Esta primeira lavagem é feita só com máscara hidratante. Sim, sem champô nem nada.

Daí para a frente, as lavagens são feitas normalmente (convém não lavar o cabelo diariamente), com a ressalva de só poderem ser utilizados champôs sem sal/sem sulfatos, e de serem de evitar os condicionadores, máscaras e quaisquer outros produtos capilares com álcool ou com silicones.

Há quem não goste de utilizar champôs sem sal, referindo que não fazem espuma nem lavam devidamente. Nunca tive tais queixas e, por norma, já utilizava champôs com estes requisitos (excepto na época balnear, não me perguntem por quê).

Para experimentar, tenho utilizado o champô, o condicionador e o leave in da linha Pós Progress da Inoar e estou satisfeita. O cheiro e as texturas são agradáveis. O condicionador é super consistente e hidratante.

O leave in hidrata e deixa o cabelo super brilhante mas sem pesar. Creio que o champô não é dos mais desagradáveis para quem gosta da espuma habitual. Semanalmente, continuo a utilizar máscaras hidratantes.

Também gosto de aplicar produtos protectores do calor e óleos/séruns nas pontas do cabelo. Estão bonitas e saudáveis, e é assim que as quero manter. Há que ter cuidado!

Após o alisamento, é normal que o couro cabeludo fique oleoso mais rapidamente.

Por aqui, notei a diferença, mas não é nada que me aborreça. Antes, poderia passar mais de uma semana sem lavar o cabelo.

Contudo, acabava por ter de o fazer quase diariamente para conseguir escová-lo e mantê-lo apresentável. Agora, na pior das hipóteses, deixo passar quatro dias entre lavagens.

Por ser um tratamento termoactivado, convém utilizar sempre um secador após cada lavagem.

Pode parecer um sacrifício, mas a verdade é que para além de o cabelo secar muito mais rápido após o alisamento, não é preciso utilizar o secador logo depois do banho.

Dá perfeitamente para deixar o cabelo secar ao natural quase na totalidade e só depois recorrer ao calor (não se preocupem, que não precisam de fazer malabarismos com a escova, só têm de se preocupar em secar o cabelo em direcção ao chão).

Se já fiz a experiência de deixar o cabelo secar completamente ao natural? Já, e posso dizer-vos que fica ligeiramente ondulado, lindo, sem volume nem frisado.

Logo a seguir, porém, utilizei a placa quente e em menos de nada (2, 3 minutos?) consegui ter o cabelo super liso, com temperaturas baixas (antes, se queria utilizar a placa alisadora, precisava de temperaturas superiores a 200ºC. Agora, os 120ºC mínimos que a minha placa atinge são suficientes).

Estou encantada! Por ora é isto, creio que ficam com um bom lamiré de todo o procedimento e com a minha opinião pessoal. Assim que houver mais novidades relevantes, venho a correr contar-vos tudo.

Junho em 10

Sei que vocês gostam de bibilhotar os cosméticos d@s amig@s e que destas análises até podem resultar boas conclusões no momento em que paira no ar uma grande indecisão na hora de optar por este ou aquele produto.

Assim sendo, siga um top dos 10 (sem ordem) produtos de Junho da Guida, bem fresquinho e com cheiro a Verão.

top 10

  1. Verniz Cliché na cor Tatoo – Parece que esta cor foi uma das últimas a ser lançada pela marca portuguesinha que é vendida no chinês, e é a cara do Verão. Oh Guida, dizem vocês, mas verniz azul é tão 2010! Deixa ser, não é azul deslavado e eu gosto. Também gosto muito dessa onda de amarelo que por aí anda, e uso muito verniz amarelo. Mas já alguém parou para pensar como é que verniz amarelo fica em pessoas com pele amarelada? Pois. Falando do que importa: tem uma cor bonita, custou menos de 1€, tem uma boa textura, com duas camadas está o trabalho feito e o mais surpreendente é que chega a durar 5 dias nas minhas unhas. Algo magnífico!
  2. Blush Lumière da Make Up Studio na cor True Terra – Na verdade, está no meu top desde Fevereiro, que foi quando tive o belo prazer de o conhecer. É tão bonito, tão pigmentado, tão versátil (até como sombra o uso!), tem uma cor tão linda, uma cintilância tão linda, meia dourada, tão tudo que não o largo. A embalagem ajuda, porque prefiro embalagens simples mas que permitam fácil tansporte do que ter mais caixa do que produto. Por isso, este é o melhor blush de sempre (até agora!).
  3. Eau de Toillette Bifásico de Lichia d’O Boticário – É O Cheiro. Cheira tão bem, é doce sem enjoar, é enorme, tem componente hidratante, é baratinho e quando o uso tenho toda a gente a perguntar qual é o meu perfume porque cheiro meeesmo bem. Só é pena que seja uma edição limitada. Por isso, corram!
  4. Loção Equilíbrio dos Fios d’O Boticário – Era o que me faltava experimentar desta linha, já falada aqui. Na verdade, cada caixa traz quatro “ampolas” e é sugerido que usemos uma por semana, entre o champô e o amaciador. Meninas dos cabelos esticados, vão ficar fãs! Pessoalmente, e a mãe Guida concorda (viu-se no cabelo dela!), estas ampolas deixam o cabelo mais hidratado e brilhante e, nitidamente, ajudam a reduzir o frisado e a prolongar o efeito do cabelo esticado.
  5. Foot Smoothing Disc da EssenceQue coisa estranha é esta? É uma espécie de disco de plástico com saliências e reentrâncias que remove as peles mortas e calosidades dos pés quando a utilizamos, tal e qual como se fosse uma lixa. Tinha-o aqui há mais de um ano e não lhe dei o devido valor até o ter visto em prática. Eu já não tinha pés, tinha pequenas patas de elefante, rijas que nem pedra. Pois bem que terminou!
  6. Creme Hidratante Água de Coco + Baunilha d’O Boticário – E cá vem mais uma razão para adorar a marca. Detesto baunilha e também não sou assim grande fã de coco. Por isso, fugi sempre a sete pés deste boião nas lojas e até parecia impossível eu, eu que adoro a linha Nativa Spa Activar, rejeitar um produto de tampinha laranja. Até ao dia em que decidi aproximar-me e o que senti foi tudo menos um cheiro desagradável. Nada disso! O cheiro é tãooo suave, cheira a coisa boa, cheira a bebé, cheira a lavado, cheira a férias, cheira a fresco. Tem uma textura consistente sem ser pesada, é hidratante mas é absorvido rapidamente. Gosto!
  7. Big and Curvy Waterproof Mascara da The Body Shop – É mesmo, mesmo à prova d’água! É o rímel mais à prova d’água que conheço, é tão à prova d’água que custa a sair, mas já ficaram aqui algumas dicas quanto a esse assunto. Por isso, em tempo de calor, suor, praia e piscina, acho que não há melhor aliado (a seguir ao protector solar, pois claro!).
  8. Equave 2 Phase Hydro Nutritive Treatment para cabelos desidratados/sensibilizados da Revlon – Que nome gigante! É tão grande como o amor que lhe tenho desde sempre. Mesmo quando o substituo por outros produtos, as saudades são tão grandes que acabo sempre por trazê-lo de volta. Aplico-o no cabelo húmido ou seco e sinto que, imediatamente, fica mais leve, solto, hidratado e domado. Isto para não falar do perfume. Cheira a algo “químico”, mas eu adoro.
  9. Gloss Honey Bronze Lip Nectar na cor Honey Bunch da TBS – É lindo! É pigmentado, é laranja/coral e é super hidratante. Para além disso, tem um gostinho bastante bom. E não é a mel, garanto, porque eu não gosto de mel e gosto do gloss. É a cor do Verão!
  10. Toe Nail Care Pen da Essence – Outra preciosidade que aqui tinha e não sabia. Esta caneta nutre/hidrata as unhas dos pés enquanto empurra as cutículas. Digo-vos uma coisa: que lindas ficam as unhas depois de utilizar esta caneta! Ficam lindas, com um ar saudável e cuidado, e aquelas cutículas chatas, horríveis, horrendas (sabem como são!) deixam de ser um problema.

Nativa Spa Segredos de Beleza do Brasil Jabuticaba + Castanha do Pará

 nativa spa cabelos

 É que em tempo de praia, isto é mesmo produto de categoria!

Quem tem cabelo encaracolado e seco sabe como às vezes se sofre para não sair à rua de vassoura na cabeça, e sabe também que com o sol, calor e praia a tarefa ainda é mais penosa e complicada.
Por aqui, todos os anos é a mesma seca: procurar produtos adequados e que sei que funcionam, verificar que estão esgotados, procurar outros equivalentes e depois acontece uma de duas: ou há azar e o cabelo fica imediatamente pronto para o corte ou tenho um trabalhão descomunal para manter a minha vasta cabeleira nos trincos.

Ela é máscaras atrás de máscaras, séruns, óleos e âmpolas, este mundo e o outro pela da saúde do cabelo.

Este ano? Ufa, salva pel’O Boticário. Mais uma vez. Só pelo cheiro e pelo facto de pertencer à linha Restaurar, já dava vontade de experimentar. Sabem que me dei muito bem com os produtos que já existiam nesta mesma linha, certo?
Então, os novos produtos especiais de corrida e de edição limitada à base de Jabuticaba e Castanha do Pará não podiam desiludir. Como não conheço os frutos em causa, adianto que tudo me cheira a gomas. Juro! Dá vontade de comer.
A hidratação é a mesma do costume, só que desta feita tudo tem protector solar, para que os nossos lindos e belos cabelos não torrem ao sol.

Linha Capilar Nativa Spa Restaurar d’O Boticário

Já viram, com certeza, que O Boticário lançou há pouco tempo novos produtos da linha Nativa Spa, nomeadamente produtos capilares.

Pessoalmente, amo a marca e sempre fui usando muitos produtos, a maioria desta linha e, preferencialmente, os de cor laranjinha, Activar, porque são aqueles cujos cheiros dizem mais ao meu nariz!

Desta feita, chegaram às lojas novos produtos de três sub-linhas Nativa Spa específicas para os diferentes tipos de cabelo, com montes de ingredientes especiais:

  • A linha Purificar (verde) para os cabelos oleosos;
  • A linha Activar (laranja) para cabelos pintados;
  • E a linha Restaurar (vermelha/vinho) para cabelos secos ou/e estragados.

nativa spa cabelos

Um dos mimos que recebemos n’O Boticário na passada sexta-feira foi um conjunto destes produtos, adequados às necessidades de cada uma de nós, chegando até a ter em conta as nossas preferências por determinados tipos de produto (cada uma de nós teve a oportunidade de expressar o seu maior agrado por máscaras ou leave-ins).

Tendo eu cabelos secos e encaracolados, foi-me proposto experimentar a linha Restaurar (lá se foram os laranjinhas…), e optei pelo leave-in.

Desde sábado que tenho estado a usar estes novos auxiliares para tomar conta do meu cabelo e, sabem que mais? Não podia estar mais satisfeita!

Comecei logo por abrir as embalagens todas para sentir os cheiros e fiquei com vontade de comer tudo. O champô e o condicionador cheiram a cereja e o leave-in tem uma mistura de amora e sândalo.

Quem já experimentou produtos d’O Boticário sabe que são super cheirosos e que graças a isso quase nem se justifica usar perfume. Por isso, fiquei logo cheia de vontade de experimentar tudo.

Na hora de experimentar, fiquei super feliz por descobrir que basta uma quantidade muito pequena de champô para conseguirmos ter o cabelo limpinho. Por isso (alô, Daniel!), desta vez o orifício estreitinho da embalagem é um ponto a favor, pois evita o desperdício!

O mesmo se pode dizer do amaciador, que apesar de ser fluido deixa o cabelo muito macio e visivelmente hidratado. Sendo eu uma pessoa que facilmente desenvolve alergias a produtos cosméticos, especialmente os que utilizamos no banho, tenho a dizer que esta linha é perfeita porque não provocou irritação de género algum.

Depois do banho, o cheiro a cereja pairou pelo ar da casa por um bom bocado.

Agora, chega a parte engraçada desta história toda. Na loja, uma das funcionárias disse que os leave-in da marca eram óptimos e que o que eu trouxe era óptimo para cuidar caracóis.

Até à data, qualquer produto do género que tivesse utilizado dava uma grande ajuda para conferir ao cabelo um aspecto saudável, mas não me dispensava o uso de espuma ou gel, para além de que no geral eram sempre todos espessos e, após algum tempo, deixavam o cabelo com um aspecto pesado e feio.

Após pentear o cabelo ainda molhado, apliquei um nadinha do leave-in de amora e sândalo (amo o cheiro, de paixão!) e a primeira coisa que pude verificar, à semelhança dos restantes produtos, foi a fluidez e leveza do mesmo.

Assim, senti-me bastante confortável ao aplicá-lo.

Como estava sem tempo para mais festivais, acabei por sair de casa sem colocar mais nada no cabelo. Espantem-se, almas! O cabelo foi secando durante o dia, e manteve-se sempre macio e no sítio. Nunca tal se tinha passado comigo.

Com certeza, este conjunto passa a fazer parte das minhas preferências. Se os produtos são caros? Bem, não custam o mesmo que os produtos de supermercado mas também não custam tanto como os do cabeleireiro. A meu ver, são produtos de muito boa qualidade a preços acessíveis.

Para além disso, há que ter em conta que as embalagens trazem sensivelmente a mesma quantidade que outros produtos semelhantes mas duram muito tempo: para cada utilização, não é preciso gastar muito produto. Como remate, convém lembrar que não encontram produtos tão cheirosos com muita facilidade.

Fica aqui a minha recomendação. Se puderem experimentar, façam-no pois não se arrependem.

Cabaz Nativa Spa d’O Boticário: Crítica

boticario

Para os mais esquecidos, ou para quem ainda não lia o blogue da Guida, há uns tempos houve por cá um sorteio com a ajuda d’O Boticário.

Houve bastantes participantes e a sorteio estava um cabaz de cinco produtos da linha Nativa Spa. No final, acabou por ganhar um rapaz, o Carlos, que optou por oferecer o prémio a uma amiga, a Paula.

A Paula tem uma vida bastante ocupada mas cumpre sempre com o prometido.

Como tal, deixei-a à vontade para escrever a crítica prometida para quando pudesse e já tivesse experimentado tudo. Ela podia ter usado as coisinhas uma vez ou duas e despachado o assunto, mas preferiu esperar mais algum tempo e formular uma opinião mais acertada dos produtos.

E foi durante o fim-de-semana que recebi o texto da Paula! E cá vai ele:

Olá Guida,

Como o prometido é devido, aqui está a tão esperada crítica do Cabaz do Boticário Nativa SPA, sorteado no blogue. Ora bem, vamos então começar…

Em relação ao Creme para Mãos de Altéia + Minerais (1.), só tenho coisas boas a dizer. Desde o cheirinho maravilhoso até ao efeito que tem nas mãos… Divinal.

Só para terem uma melhor noção do efeito do creme nas minhas mãos vou fazer um pequeno aparte: eu toco numa orquestra de percussão e as minhas mãos têm um grande desgaste e são muito afectadas pelas baquetas e maços, chegando a ter muitas vezes bolhas que mais tarde se transformam em calos.

Acabado o aparte, quero dizer que os meus famosos calos das mãos ficaram muito mais suaves e a pele muito macia e com óptimo aspecto.

Entre o Flan Hidratante Corporal de Framboesa + Mirtilo (2.) e o Óleo Exótico Hidratante de Ameixa (3.) só distingo o Óleo pelo cheiro. Têm os dois um óptimo efeito na pele, fica muito mais hidratada e macia. No entanto, destaco o óleo pela duração do cheiro, pois apesar de o cheiro do creme durar bastante, o óleo ainda dura mais.

Vejam bem a qualidade do cheiro, que nos dias que punha o óleo nem perfume usava e o aroma ameixa ficava na minha pele, durante o dia inteiro.

Querem os cabelos mais fortes? Aconselho vivamente o Champoo (4.) e o Condicionador (5.) Força de Amora + Sândalo. Normalmente cai-me bastante cabelo durante e depois do banho, mas com estes nossos amiguinhos, o acumulado no pente e no chão diminuiu bastante.

No entanto, têm um pequeno contra. Não são muito aconselháveis a quem quer definição de caracóis. Digo isto porque o meu cabelo encaracolado perdeu bastante a definição e andava com o cabelo um pouco “selvagem”, mas nada do outro mundo.

Ah, já falei do cheiro absolutamente delicioso? Sim, também o champô e o condicionador têm um cheiro mesmo, mas mesmo bom.

Em conclusão, aconselho vivamente todos estes produtos porque para além de todos os maravilhosos resultados, o cheirinho de todos é… Delicioso, maravilhoso, fantástico, bem acho que já deu para perceber.

A sério, só o cheirinho já merecia a pena mesmo que os produtos não fizessem nada. Mas vejam o bom da coisa, que os moços até têm bons resultados.

Gostava de poder deixar um bocadinho do cheirinho destas coisinhas boas, mas como a tecnologia ainda não o permite, deixo aqui um enorme beijinho.

A Paula pensa que o texto não é grande coisa, mas cá por mim está mais do que completo e diz tudo o que é importante sobre os produtos. Muitíssimo obrigada, Paula!

A acrescentar, só tenho o facto de a tal história dos caracóis ser facilmente resolvida com um creme de modelar ou espuma. Já conhecia a linha e reconheço esse “problema”. Como uso sempre espuma, não é por aí que o gato vai aos bolos! Ah, e se não encontrarem o amaciador com o formato apresentado na imagem…

É porque cá em Portugal o frasco é mesmo diferente. Não consegui encontrar a imagem certa na Internet, mas o frasco é idêntico ao do óleo. Na loja vocês dão pela diferença sem problemas.

Espero que vejam assim esclarecidas eventuais dúvidas e que não tenham medo em trazer produtos cosméticos deliciosos da loja. Não são dos mais caros, sequer, e se estiverem atent@s até conseguem apanhar bons descontos em certas alturas do ano!

Cuidados capilares da Faith in Nature

Para quem lê o blogue com frequência, já devem ter ouvido as minhas montanhas de queixas em relação à maior parte dos champôs e géis de banho que por aí andam, aos quais sou alérgica.

No entanto, e apesar de saber que tenho que ter cuidado com os produtos que uso, gosto de procurar e testar alternativas.

Ouvi falar da Faith in Nature, que é uma marca inglesa que faz produtos de cosmética recorrendo ao que a mãe Natureza nos oferece. Sei que há montes de produtos deles em algumas lojas tipo Celeiro (se não encontrarem podem comprar na loja online), mas não quis comprar nada sem ter a certeza de que o dinheiro era bem empregue.

Resolvi, então, pedir amostras dos champôs e amaciadores (também o podem fazer no site da marca, pedido nos contactos e referindo o que procuram e o vosso tipo de cabelo), que não tardaram a chegar.

Só há uns dias é que resolvi experimentá-las, e fiquei bastante surpreendida pois não só não sou alérgica como ainda verifiquei que os produtos têm mesmo qualidade: deixam os cabelos bem tratados e não os seca!

É que, ao que parece, os champôs têm uma grande quantidade de óleos essenciais e extractos de plantas – o que, diga-se de passagem, também lhes dá um cheirinho divino.

Há champô para todos os gostos e necessidades e não há motivo para não experimentar.

Agora, sim, sei que esta é uma alternativa aos champôs de bebé!

Chamem o 112!

Nurse por Murat Süyür

Ou não. As emergências calham a toda a gente, e algumas delas têm soluções fáceis, como as que que aqui vos mostro.

1. Acabou o amaciador? Faça o favor de esmagar um abacate e aplique no cabelo após enxaguar o cabelo. Em alternativa, pode utilizar maionese. Deixe no cabelo por 15 minutos e enxague.

2. O rímel deu o berro? Aplique um pouco de vaselina nas pestanas, com ajuda dos dedos.

3. Acabou a base? Nada que pó solto ou corrector de imperfeições e creme hidratante não resolvam. Misture um pouco de pó solto ou corrector com um pouco de creme hidratante e aplique na cara.

4. Não há creme de barbear para fazer a depilação? Use amaciador do cabelo. Aliás, é o que faço sempre.

5. Tem cabelos rebeldes e o desfrizante acabou? Creme hidratante ou bálsamo labial resolvem o seu problema. Espalhe um pouco nas mãos, para não correr o risco de ficar com o cabelo como se o tivesse mergulhado no tempero da salada, e aplique um pouco por todo o cabelo. Esta é, também, uma boa forma de definir caracóis, eu aprovo!

6. Não tem batom? Use blush. Sim! Aplique blush em pó ou em creme nos lábios, com o dedo. Para ajudar, pode usar bálsamo labial, que dá uma textura mais suave. Ao que parece, pode também fazer o processo inverso e usar batôn como blush. Só tem que ter em conta que os batôns têm muito mais pigmentos que o blush, e portanto tem que ser usado com cuidado. Use uma quantidade mínima e ajude a esbater com creme hidratante.

7. Não tem sombra? Use pó bronze. Os tons de pó bronze assentam bem em qualquer tonalidade de pele. Aplique com a ajuda de um cotonete.

8. Acabou a laca? Use gel. Espalhe um pouco de gel nas mãos, aplique no cabelo e, para manter o cabelo no lugar, use o secador.

9. Não tem óleo para as cutículas? Use óleo de bebé. Ou azeite.

10. Acabou o corrector? Use os resíduos de base que ficaram depositados nas bordas ou na tampa do frasco ou da bisnaga. Como foram perdendo o hidratante que o resto da base tem, ficam mais concentrados, assemelhando-se ao corrector.

11. Não tem eyeliner? Use sombra. Molhe um pincel fino e use a sombra, da mesma forma que faria com o eyeliner. Esta dica já foi referida aqui.

12. Acabou o creme dos pés? Use vaselina.

Espero que as dicas façam jeito!