KTOP ST_01

2013 está a ser um ano em que muito se fala de ténis e sapatilhas neste blog. Verdade seja dita, há muitos anos que não reconhecia o devido mérito a alguns ténis confortáveis mas elegantes o suficiente para poderem ser calçados no dia-a-dia sem grandes dramas. Aliás, confesso sem medo que dos poucos ténis que fui tendo, os Sanjo são dos que sobrevivem na minha sapateira até hoje e aos quais me mantenho fiel. Atendem aos meus pré-requisitos de elegância, sendo que o modelo clássico é discreto qb e facílimo de incorporar em muitos dos conjuntos de roupa que visto em dias de grande movimento (quem anda a pé e de transportes por Lisboa, sabe do que falo), para além de serem um produto nacional. Orgulho-me, inclusivamente, de ser a feliz proprietária de um par de Sanjo pechincha, de antes da época da falência da marca, comprados a 5€ numa pequena sapataria. Outros tempos, outros tempos…

K100SD_02

Felizmente, a marca conseguiu regressar e actualmente até a fábrica já é nacional, o que é motivo de grande orgulho. E mais, desengane-se quem pense que só há Sanjo de lona, desadequados para o Inverno. Aliás, se não houver chuva, dá perfeitamente para calçar os Sanjo do costume, só que não são tão quentinhos. Apesar disso, a marca quis calçar toda a gente tanto no Verão como no Inverno, e neste momento já chegou às lojas (se não encontrarem lojas físicas, podem sempre experimentar a Sanjo online) uma colecção de ténis à maneira de imitação de couro e camurça, alguns deles com lã no forro. 

K100SD_05

Não sei como é quanto a vocês, mas eu quero uns só para mim. Estás a ouvir, Pai Natal? Queremos Sanjo à medida do Inverno!

KTOP ST_58

Deixar uma resposta