wellies

Parece que, finalmente, chegou o Outono à séria. Ainda não está muito frio, mas a chuva veio em força e ou temos calçado adequado ou acabamos com os pés encharcados e os sapatos feitos num fanico.

Se há uns anos atrás me falassem em galochas, teria torcido o nariz porque não havia muita facilidade em encontrá-las bonitas. Estava habituada a ver as botas de ir para a horta que toda a gente tem nas províncias. Hoje em dia, até os modelos mais sóbrios e clássicos conseguem ser bonitos. E, nestas épocas chuvosas, são mesmo a melhor opção para trazermos nos pés.

Durante algum tempo, não quis gastar muito dinheiro com este tipo de calçado porque pensava, cá para mim, que quaisquer galochas davam para o que pretendia. Enganei-me! Na maior parte dos casos, não são finalizadas como se fossem uma única peça, pelo que tendem a meter água quando envelhecem. Depois, perdem a forma e nalgumas a borracha até se desfaz.

Tenho algumas galochas mais baratas, sim, mas não as calço com frequência. Desde que tenho um par clássico da Hunter, alto, preto, com acabamento glossy. Acima de qualquer outra razão que pudesse existir para decidir fazer um investimento destes, foi o facto de ter sabido de pessoas que têm Hunter mais velhas que os nossos avós ainda intactas. A manutenção é muito simples: basta lavar com água e aplicar um spray cockpit (sim, dos carros) muito esporadicamente. Escusado será dizer que está na hora de levar as minhas a passear.

Deixar uma resposta