Gravidez 101 – Edema

peixe balão

Falemos sobre coisas sérias e chatas, que na gravidez nem tudo é um mar de rosas. Sem dúvida que é uma fase linda, mas também tem os seus inconvenientes. Bem que se ouve falar deles, mas nunca lhes damos valor até os sentirmos na pele. Hoje é dia de falar sobre o edema, que é o nome correcto daquilo a que vulgarmente chamamos inchaço.

Não é um problema exclusivo das grávidas, mas durante a gestação é mais frequente terminarmos o dia com as pernas e os pés mais inchados, desconfortáveis e por vezes dolorosos. Nalgumas situações, o edema é generalizado. Há motivos para que isto aconteça: durante a gravidez, há uma maior produção de fluidos para que o corpo se possa preparar para o bebé que se está a desenvolver. Assim sendo, é mais fácil que estes fluidos se acumulem mais facilmente nos tecidos, em especial nas extremidades. Isto faz, também, com que os factores que já ajudavam a desencadear o edema (calor, esforço físico em demasia ou permanecer muito tempo de pé/sentada, excesso de sal, cafeína) o façam ainda com mais facilidade.

edema

Ser frequente não significa que é bom nem que devemos ignorar, já que se é desconfortável é um problema (o nosso corpo é bom a comunicar!) e, a longo prazo, o edema pode trazer muitas complicações. Nalgumas situações é, aliás, uma consequência de problemas graves (quando é muito repentino ou exacerbado, quando se manifesta apenas numa perna e eventualmente até é doloroso, é aconselhável procurar ajuda médica com alguma urgência!). Já todas ouviram falar das inestéticas, dolorosas e perigosas varizes, certo? Não queremos que aconteçam connosco, portanto mais vale prevenir do que remediar. Eis algumas medidas que podem ajudar a diminuir o edema dos membros inferiores durante a gestação:

  • Hidratação! Não se esqueçam de assegurar que estão a beber água suficiente, cerca de 2l por dia.
  • Massagem dos pés e das pernas. É muito simples e não se metam em aventuras: quando aplicarem o hidratante depois do banho ou, caso prefiram, um gel refrescante, exerçam alguma pressão em direcção ascendente, dos pés para o cimo da perna. Querem melhor? Peçam aos vossos companheiros que vos façam a massagem.
  • Evitem permanecer paradas de pé muito tempo, ou sentadas. Invistam em caminhadas! O movimento ajuda a promover a circulação e evitar a estase de fluidos nos tecidos.
  • Utilizem calçado confortável. Já falei deste assunto aqui. Evitem, também, as roupas demasiado justas/apertadas.
  • Repousem com as pernas ligeiramente elevadas, para facilitar o retorno venoso.
  • Minimizem o consumo de sal e cafeína.
  • Não tomem medicação sem prescrição médica, por inofensiva que pareça.
  • Se possível, utilizem meias de compressão. Contrariamente ao que possam imaginar, hoje em dia há modelos que se confundem com as meias e collants habituais e que em nada se assemelham ao estereótipo das meias à velhota, muito frequentes no pós-operatório e em situações de doença venosa. É o exemplo da Segreta, que tem uma gama bastante ampla de meias compressivas para todos os gostos e até tem a linha Maman para as grávidas, com costuras especiais que não aplicam qualquer desconforto sobre a barriga.

Quanto a este último ponto, garanto-vos, faz uma diferença enorme nas pernas! Irei dedicar-lhe um post. Se é chato perder coisa de 5 minutos a vestir uns collants? É, mas compensa pelo conforto que ganhamos ao longo do dia, e olhem que a diferença no volume é enorme à vista, mesmo de relance.

Portanto, que o post já vai longe: protejam as vossas pernas e a vossa saúde!

Mantenham-se atentas, que logo falo melhor sobre as meias de compressão, que são tão nossas amigas mas toda a gente desconfia delas. Se tiverem alguma dúvida ou sugestão sobre o tema do post, por favor, entrem em contacto.

A Guida quer!

biquini maternidade

Dizem os senhores das previsões meteorológicas que, na semana que vem, havemos de ter temperaturas a roçar os 30ºC. Entre os boletins do IPMA e as previsões astrológicas das revistas, não sei quem terá mais credibilidade, que quando chega a hora de as coisas acontecerem nunca é nada como se adivinhava.

Adiante, mais cedo ou mais tarde estará tempo de pôr o bronze em dia e já partilhei convosco que ainda não sei muito bem como vou encarar o saco dos biquinis. É que, dado o tamanho da barriga, suspeito que as partes de baixo vão ficar invisíveis e não me agrada muito parecer uma bola desnuda com pernas.

Vai daí, tenho prestado atenção às novas colecções de beachwear. Lojas do costume: por que é que as grávidas raramente são contempladas por vós nestas alturas? Raros são os sítios onde há algo que se adeque a quem prefere (não que seja algo assim tão dramático ou incómodo, mas ainda assim…) andar compostinha. É raro haver sequer biquini de maternidade. Para além de não estar muito à vontade com a questão do sol na barriga, sinto-me uma lontra.

A Women’secret é das poucas lojas próximas que tem algo agradável para esta fase. No showroom da colecção Primavera/Verão, tinham um conjunto de top e cuecas às riscas, giríssimo, muito navy a pedir praia. Nunca cheguei a vê-lo nas lojas, mas vi este top (e as cuecas também são jeitosas) giríssimo e gostava muito que viesse morar comigo. Digam lá se não é jeitoso!

biquini maternidade

Fapex: o que comprar?

Encomenda Fapex

Depois de ter publicado um artigo explicativo sobre o processo de compra na Fapex, várias foram as pessoas que me abordaram no sentido de saber o que é que compensa comprar na loja.

Associada a esta grande dúvida, frequentemente surgiu outra questão: os produtos da loja são fidedignos? São, sim! Pelo menos, até à data, todos os que me chegaram às mãos estão em perfeitas condições e dentro dos prazos de validade. No dia em que me surgissem dúvidas, podem ter a certeza que nem sequer fazia qualquer menção à Fapex aqui no blog.

Ultrapassada esta dúvida inicial legítima, eis o que é possível encontrar que torna o site tão especial:

  • Marcas que não são comercializadas no nosso país – têm o exemplo da Ziaja, da Batiste ou da Dermacol, que até são muito acessíveis e têm produtos de óptima qualidade. Quem diz estas, diz outras.
  • Marcas que temos por perto mas com preços mais elevados – Ou em formatos que não estão disponíveis no nosso país, e aqui podem incluir marcas de farmácia e perfumaria, bem como o mercado de luxo. É simples: se pretendem comprar determinado produto e sabem qual é o preço habitual dele, podem sempre comparar com o praticado na Fapex. Não garanto que seja sempre vantajoso, mas há muitas situações em que compensa (da minha experiência, posso falar da Uriage, da Guerlain e muitos perfumes).

Acima, têm uma foto da última encomenda que fiz. Mantive-me num registo low cost, entre coisas que queria experimentar e outras que já conhecia e necessitava de repor, como o champô seco (já falei dos champôs Batiste aqui e aqui).

Em breve, contem com posts mais detalhados sobre a base Dermacol Cover e sobre os produtos Orly desta foto.

Trouxe dos 90s – Trolls

trolls troll dolls
Troll Dolls. Imagem de origem desconhecida.

Voltando à bonecada dos anos 90, aposto que ficaram nostálgic@s só de ouvir falar dos Trolls, ou Troll Dolls! Na verdade, os bonequinhos de cabelo espetado e farfalhudo surgiram em 1959, mas tiveram especial popularidade décadas mais tarde quando surgiram em videojogos e desenhos animados.

trolls dreamworks filme

Lembro-me que em 1999/2000 havia Trolls de colocar nos lápis, que saíam nos cereais Wheetos (e possivelmente noutras variedades). Alguém tem espécimes destes por aí guardados? Entretanto, a DreamWorks encarregou-se de fazer um filme de animação que, ao que parece, chegará a Portugal ainda este ano.

good luck trolls mac
Poster alusivo à colecção Good Luck Trolls da MAC.

Também a MAC acaba de anunciar uma linha de maquilhagem chamada Good Luck Trolls alusiva a estes brinquedos, a propósito do filme referido anteriormente. As embalagens e os produtos em si são super coloridos e dá vontade de ter tudo.

Estas memórias não poderiam vir mais a calhar num ano tão importante para os Trolls!

zelfs
Zelf. Imagem de origem desconhecida.

Sendo eu uma criança crescida, não pude deixar de reparar que, recentemente, surgiram outros bonecos que me parecem claramente inspirados nos Trolls e que inundaram as prateleiras dos supermercados, os Zelfs. Aposto que, com tanto alarido, não tardará muito até que consigamos reencontrar Trolls à venda para matar saudades, mas enquanto não acontece (e se quiserem algo mais colorido para as vossas crianças), fica a dica!

Ainda têm por aí algum Troll perdido?

Encomenda Myprotein

Encomenda Myprotein Portugal

Desengane-se quem pensa que só os atletas, desportistas e pessoas que fazem dietas especiais é que procuram determinados tipos de alimentos e suplementos. Pessoalmente, não gosto de restrições nem sacrifícios. Desconfio que ainda não sou uma bola autêntica porque sou niquenta. Não gosto de muitas das comidas que fazem mal (especialmente as que são doces) e que, no geral, são adoradas. Também não sou propriamente adepta de suminhos e saladinhas, nem de coisas light, nem sequer me apanham nas tramas das paleo coisas. Adoro comer, de tudo um pouco.

Durante a gravidez, procuro ter mais cuidado com a minha alimentação mas não abdiquei de nada do que comia antes. Apenas modero quantidades, horários e procuro fazer algumas trocas e substituições em determinados alimentos. Acreditem que não há aqui marosca, até porque tenho algumas restrições na prática de exercício físico e estou mais lontra do que nunca.

Há uns tempos, a Myprotein desafiou-me a experimentar alguns dos seus produtos e eu aceitei. Quando recebi a minha encomenda, mostrei-a no Instagram e fiz questão de experimentar tudo como deve ser para agora poder falar com segurança das minhas escolhas. Preciso de destacar:

  • Fiquei surpreendida por descobrir que a loja disponibiliza muito mais para além dos típicos suplementos para quem pratica desporto. Há uma grande oferta de produtos para quem procura, simplesmente, ter uma alimentação mais saudável;
  • Li tudo o que pude antes de escolher o que quer que fosse, pois quis ter a certeza que se tratavam de produtos de grande qualidade e que não trariam riscos para a minha saúde ou da Teresinha;
  • Ainda assim, caso tenham dúvidas, esclareçam-nas junto da loja e/ou informem-se junto de profissionais de saúde antes de consumir algo que transcende o vosso regime alimentar habitual. Não sou nutricionista e muito menos conheço os vossos estilos de vida ou historial clínico, e com a saúde não se brinca!

Postos estes três pontos, passemos ao que interessa, que são as minhas escolhas:

Whey Protein Isolado de Chocolate

whey chocolate

Antes que perguntem: não há muitos estudos sobre o consumo de whey na gravidez e as opiniões dos profissionais de saúde sobre esta matéria podem variar. A whey é proteína do soro do leite, que sofre alguns processos (para se adequar a diversas finalidades e ter diversos sabores, essencialmente) até chegar a nós. Prometo que em breve sai um post com tudo o que sei sobre whey e como utilizo.

Não faço um consumo regular, mas utilizo em substituição/complemento de outros alimentos nutricionalmente menos interessantes para mim (mais calóricos e absurdamente ricos em hidratos de carbono), como já fazia antes. Neste caso, trata-se de whey isolada, “limpinha”, sem mixórdias, com a melhor relação qualidade/preço do mercado, com óptimo feedback por parte de outros consumidores e de proveniência segura. Há sem sabor, há com uma variedade infinita de sabores e eu escolhi chocolate. Porquê? Porque sou doida por chocolate.

Adorei, satisfaz bem o desejo por chocolate e é fácil de preparar (não cria tantos grumos como produtos semelhantes de outras marcas). Não verifiquei qualquer efeito indesejado, portanto, fui cativada!

Chocolate Quente Proteico

whey chocolate

Mais uma vez, whey. Uma adaptação de achocolatado óptima que é mesmo para ser bebida quente. Já disse que sou doida por chocolate? Um dos meus lanches de eleição é mesmo o chocolate quente, mas não me parece boa política bebê-lo todos os dias na sua forma tradicional. O achocolatado que utilizamos habitualmente é excessivamente açucarado e calórico. Este produto é uma óptima alternativa!

Docinho, pode ser preparado com água a ferver (juro que fica delicioso na mesma) ou leite e sempre é menos mau que a bomba do leite com chocolate tradicional.

Mybar Zero

whey barrinhas chocolate

Sejamos francos: dizer que estas barrinhas proteicas são tão prazerosas de comer como um chocolate ou barra de cereais típica com chocolate, carregada de açúcar, seria mentir. Não é a mesma coisa mas engana bem.

Mais uma vez, escolhi… Chocolate! Imaginem uma barrinha de snack com sabor doce, que efectivamente lembra o chocolate (sem aquela carga intensa habitual) e com textura de caramelo. É isto. Tive de partilhar com várias amigas e é consensual: não são chocolates, mas são bem boas e fazem um jeitaço na mala, para as emergências!

Manteiga de Amendoim

manteiga-amendoim

Na mesma medida que deliro com chocolate, deliro com amendoim. Quanto à manteiga de amendoim, bom, tendo a evitar as que habitualmente encontramos no supermercado. Estão pejadas de componentes desnecessários, são super calóricas e – porquêeeeee? – têm muito açúcar. Não entendo a lógica, sou fã de doces com manteiga de amendoim (há que dizer que raramente está por “diluir” sob estas apresentações), mas dispenso as artificialidades em frasco.

Imaginem agora um balde de 1kg de manteiga de amendoim, só amendoim triturado sem mais nada a 5.99€. Invistam! Já ouvi dizer que há quem estranhe o sabor tão puro do amendoim sem o sal e o doce habituais, mas por aqui foi uma transição maravilhosa. Tem um truque: à temperatura ambiente, pode ficar menos consistente. Para que fique mais “rija”, aconselho que a guardem no frigorífico.

Escusado será dizer que fiquei fã da Myprotein e farei compras por lá, até porque é muito frequente terem promoções bem catita (para juntar aos preços imbatíveis que já têm habitualmente). A título de curiosidade, sabiam que a Myprotein comercializa frutos secos em melhores condições de acondicionamento e a preços mais baixos que os mercados habituais?

Bebé A Caminho – 27 Semanas

Gravidez 27 Semanas
Fotografia tirada às 27 semanas + 4 dias. Por favor, ignorem a juba molhada, que a preguiça e o calor não deixam fazer melhor.

Eu sei, é inacreditável, mas estou a entrar no último trimestre da aventura da gestação. Sim, já passaram seis meses e foi tudo rápido de mais. Medo! Sabem o que é pior? Ainda não ter tratado de nada. Não há quarto pronto (nem pouco mais ou menos), ainda falta comprar muita coisa, ainda não há baby shower organizado nem eu pensei em organizar as minhas coisas para o Dia T.

Continuo serena e tudo decorre dentro da normalidade. Mas pensam que normalidade significa tudo de bom? Nah, nem pensar. Estou num estado de permanente calor, as dores lombares são mais persistentes e o meu padrão de sono está completamente alterado. Já aprendi a lidar melhor com a questão da retenção de líquidos (que, felizmente, não agravou!) e creio que as oscilações de humor não têm sido tão grandes nem frequentes. O peso: até agora já cá cantam cerca de 8kg face ao normal antes da gravidez e, curiosamente, apesar de a barriga ter crescido muito, não me parece que tenha sido um aumento tão grande face a outros momentos.

Gravidez 27 Semanas
Fotografia tirada às 27 semanas + 4 dias.

A Teresa mantém-se no seu registo normal: com muito movimento! Já responde a estímulos exteriores (é vê-la aos pontapés quando lhe apontamos uma lanterna ou colocamos música) e creio que até já tem algumas preferências musicais. A actividade dela é visível, a barriga mexe-se, e gostava muito de conseguir filmar este fenómeno mas ainda não consegui porque a madame é refinada e assim que lhe apontamos a câmara, pára de se mexer. Que mais? Por esta altura, desconfio que tem um guarda-roupa mais composto que o meu!

Por ora, não há muito mais a relatar. Ainda estou a ganhar coragem para ir buscar o saco dos biquinis, a ver se vamos dar um mergulho num destes dias próximos em que haja sol e calor.

Gestação Gravidez
Montagem com fotografias tiradas entre as 6 e as 27 semanas.

Expocosmética 2016 – O Rescaldo

Muito me têm perguntado vocês sobre as minhas compras na última edição da Expocosmética, que já passaram algumas semanas e eu tenho permanecido silenciosa. Assim muito resumidamente e para começar, consegui trazer tudo o que queria da minha wishlist.

Não foi complicado, até porque este ano a feira abriu mais cedo para um grupo mais restrito que o público geral e inicialmente não houve tanta confusão. Aplaudo de pé esta ideia e espero que permaneça nas próximas edições! Não é tanto por mim (embora agradeça), que não sou mais que ninguém, mas reconheço que para os profissionais simplifica a tarefa das compras.

Senti que houve uma menor adesão por parte de bloggers e público amador e que, por outro lado, houve uma maior oferta que noutras edições da feira. Continuou muito voltada para a estética profissional, em especial para as unhas e cabelo, mas havia uma maior diversidade e notei que houve empenho em atender ao interesse masculino pela beleza.

expocosmética

Passando ao que vos interessa, compras e ofertas – o que podem ver na foto. Já não consta do registo a remessa inicial, porque entreguei logo à minha mamã aquilo que me tinha pedido, e seleccionei logo as ofertas de forma a encaminhá-las para quem as poderia utilizar (entenda-se, tudo o que era gel e semelhante, ficou nas mãos do L.).

Trouxe as minhas tintas e oxidantes da Farmavita e duas Wet Brush da Pluricosmética, onde fui recebida com o carinho de sempre. Ainda vim de lá carregada de amostras boas (muitas delas em tamanhos muito generosos, como podem verificar!) e com uma maleta da Wella com dois produtos de cabelo para experimentar. No stand da Embelleze, comprei a Blindagem Capilar (normal e com óleo de argão), a Queratina Líquida e a Recarga de Queratina de que já tinha falado, e ainda me ofereceram mais uma unidade desta última e o Boost Gold, que desconhecia. Da Kinetics, trouxe o Nano Shark e o Kwik Kote, como não podia deixar de ser, e ainda me ofereceram um verniz Solar Gel. Ainda trouxe ofertas da Andreia (merecem um post especial) e fiquei a catrapiscar uma das novidades da marca, e da Inoeh.

Tinha-vos falado de outras potenciais compras, mas o preço não compensava e acabei por não investir. No total, saíram-me do bolso cerca de 50€ que, noutras ocasiões, rapidamente se transformariam em mais que o dobro.

Já sabem, irei mostrar-vos as novidades detalhadamente, mas caso queiram saber algo específico ou que dê prioridade a alguma das minhas compras, sintam-se à vontade para perguntar!

Dia de Plantar Melancias

melancias lidl
Fotografia por Graziela Costa

Ultimamente, muito se disserta neste blog sobre a melancia Teresa. Há outras agriculturas na vida, e no início do mês surgiu a oportunidade de aprender mais sobre as melancias de verdade, aquelas docinhas e grandonas do fim da Primavera. O convite foi feito pelo Lidl, o interesse era grande (adoro plantas e o campo!) e lá rumámos à Herdade da Comporta num sábado de manhã para nos divertirmos e aprender coisas novas. Foi muita fruta!

melancias lidl

Foram explicados alguns factos importantes sobre as melancias e como funciona esta indústria no nosso país. Tivemos a oportunidade de plantar alguns exemplares e, se correr tudo bem, lá para o fim de Junho (as melancias levam entre 90 a 110 dias desde a plantação até estarem prontas a comer) estarão maduras.

melancias lidl

O almoço não foi esquecido, e esteve a cargo do Chef Hernâni Ermida. Obviamente, todos os petiscos envolviam melancia (que, nesta altura do ano, teve de ser importada). Já experimentaram melancia grelhada? Eu desconhecia, mas fica muito boa.

melancias lidl

Foi um dia bastante agradável e em boa companhia que espero repetir em breve, já que está previsto irmos buscar as nossas melancias quando estiverem completamente desenvolvidas.

melancias lidl
O grupo do dia.

Sim ou Sopas? #14

Sandálias Victoria Sandals

Andando eu a redescobrir tesourinhos da arca do blog, apercebi-me que há muito tempo que não vos faço uma pergunta destas. Se não se lembram do Sim ou Sopas, estão perfeitamente a tempo de recuperar o contexto. Sabem daquelas peças de roupa, calçado e/ou acessórios que efectivamente causam em nós qualquer impressão, mas não sabemos dizer se é boa ou má?

Aconteceu-me com estas sandálias da Victoria. Ainda não decidi se as adoro ou se as detesto. Reunem três coisas que abomino:

  • A sola branca, habitualmente admissível em sapatilhas mas dispensável no restante calçado no geral;
  • O formato da sola, que acaba por ser uma espécie de plataforma à “sapato do coxo”;
  • A tira frontal, que me lembra sempre as sandálias à turista. Juntem um par de meias e percebem do que é que estou a falar.

Ok, o dourado também pode ser controverso, mas tenho de vos confessar que tenho gostado de mais calçado dourado do que seria aconselhável. Isso, e a textura de pele de réptil. Também não fica bem em tudo.

Fico mesmo com muitas dúvidas perante este modelito, porque apesar de tudo as sandálias têm um aspecto leve e confortável, à semelhança do que é habitual na marca. E conforto e leveza são coisas que exijo agora no meu dia-a-dia. O calcanhar é ligeiramente mais alto que a frente da sandália e tudo. Então… Parte de mim quer encomendá-las, que são sandálias bonitas. A outra parte diz que não, que são uma tremenda piroseira.

Por isso, ajudem-me: sim ou sopas para as Victoria Hebilla Coco?

Cerimónias e Festas – Encontrar O Vestido

Vestidos Cerimónia
Vestidos de cerimónia. Imagem ilustrativa.

A Primavera costuma ser, por excelência, a época em que surgem as primeiras cerimónias. Espera-se que comece o tempo quente e o sol (ainda não vimos nada, parece que o Inverno não tem fim!), que costumam vir de mãos dadas com toda a espécie de cocktails, baptizados, casamentos, galas de fim de ano escolar, enfim: há muitos eventos no ar e nunca sabemos o que vestir.

Dentro da problemática da escolha do vestuário, diria que há dois pontos essenciais, e aposto que muitas de vós irão concordar comigo:

  • A roupa mais vistosa, de cerimónia, tende a ser mais cara. Especialmente se tivermos em conta que raramente será vestida (depende das opções e gostos de cada uma, eu sei);
  • Quando precisamos, nunca encontramos nada do que pretendemos ou que nos agrade nas lojas.
Vestidos Cerimónia
Vestidos de cerimónia. Imagem ilustrativa.

Acredito que a esta altura do campeonato já possa ser complicado encontrar O Vestido caso o vosso compromisso esteja agendado para breve, mas deixo-vos umas dicas que podem ser úteis (experiência própria!) neste processo:

  • Não deixem as vossas compras para a última da hora. Procurem com antecedência, e mesmo que não tenham nenhuma festa prevista para breve, caso vejam uma boa oportunidade de investimento (por exemplo, roupa de cerimónia intemporal do vosso agrado e a bom preço), não a deixem escapar.
  • Procurem dentro dos vossos roupeiros, ou nos das familiares e amigas próximas. É possível que tenham peças ou acessórios que formando um conjunto, combinadas com outros novos ou passando por pequenas modificações na costureira cumprem o propósito. E sempre magoam menos a carteira!
  • Alarguem a vossa procura e espreitem mesmo nas lojas mais improváveis. Não se esqueçam que existem lojas de comércio local com autênticas preciosidades que nunca encontrariam nos centros comerciais. Procurem também na Internet, que na actualidade é fundamental. Há sites como o OKdress que podem ser uma ajuda. Em caso de dúvida, pesquisem no Google e redes sociais sobre a qualidade dos serviços.
  • Se têm jeito para a costura, há revistas como a Burda (e sites) com moldes de vestidos giríssimos que podem fazer. Assim, ficam com uma peça única, totalmente ao vosso gosto e possivelmente mais barata que algo comprado numa loja.
  • Já pensaram em alugar o vestido? Pessoalmente, é uma opção que não me agrada muito, embora saiba que as peças passam por limpeza prévia. Sem dúvida, é possível poupar e hoje em dia há serviços bastante diversificados e personalizados dentro deste âmbito (se já tiverem experimentado algum, sintam-se à vontade para divulgar nos comentários).
  • Sintam-se confortáveis com as vossas escolhas. Não vale a pena espreitar em secções cheias de floreados e berloques, só com vestidos pomposos (ou calças, ou blusas) que não fazem o nosso género. Preferem algo mais simples? Crêem que podem encontrar a indumentária perfeita numa secção/loja mais informal? Sigam o vosso instinto, nunca se sabe o que pode surgir no caminho!

Espero ter ajudado alguém nesta odisseia dos vestidos de cerimónia, e caso tenham dicas para a troca, sintam-se à vontade para as partilhar nos comentários!

Este post foi patrocinado pela loja online OKdress.co.uk.