… Era uma ida ao Sobreiro, ao José Franco. Não imaginam há quanto tempo não meto lá os pés. E que saudades tenho das miniaturas, das cerâmicas, das coisas velhas que há um pouco por todas as casinhas, do pão com chouriço. Principalmente, tenho saudades do pão com chouriço gigante, quentinho, saboroso, que se cheira na outra ponta da aldeia. Que saudades, que nostalgia…

Se puderem, passem lá por mim, em passeio, amanhã. Divirtam-se muito!

Para quem não conhece, é favor espreitar aqui e vasculhar Google fora.

TRANSLATION

What I’d Love Now

… Was a trip to Sobreiro, to José Franco’s. You can’t even imagine how long it’s been since I last went there. I miss the miniatures, the ceramics, the old things we can find through all the little houses, the chorizo bread. Above everything, I miss the huge chorizo bread, really hot, tasty, which scent I can smell even if I am on the other side of the village. I miss it so much, I’m so nostalgic…

If you’re in Lisbon and you can, please, go there for me tomorrow or something. Have fun!

If you never heard of it, please take a look at this or Google “Sobreiro José Franco”.

7 comments on “O que Calhava Mesmo Bem Agora…

  1. ahhh..o pão com chouriço do José Franco!!! que saudades! e a sangria? para quem aprecia é muito fixe a acompanhar o pão. foi lá que comecei a gostar de sangria. lol.. josé franco…também já tenho saudades de lá ir!

  2. Oh, fizeste-me voltar aos meus 10 anos outra vez! Ia lá todas as férias de verão, adorava tudo, exactamente o que disseste – as miniaturas, as casinhas, os parques infantis, os moinhos, etc., sem esquecer o pão com chouriço fantástico. A minha mãe dava-me sempre dinheiro suficiente para trazer vários pães para casa, porque toda a família se pelava por aquele pão com chouriço, ainda melhor do que o da feira 🙂
    Obrigada pelas lembranças!

Deixar uma resposta