botinatal

Tenho uma adoração especial pelo carteiro dos CTT aqui da zona, que é o mesmo há anos e vai fazendo o seu trabalho como deve ser. É claro que a minha alegria não se deve a ele, mas fica em muito boa conta só por me dar alegrias destas logo pela manhã.

Sem contar com os presentes de mim para mim, este ano a primeira aparição do Pai Natal veio dos lados d’O Boticário. Confesso que por momentos achei que me tinha portado mal e que apareceria cá por casa um saco de carvão, mas pelos vistos este pai natal atarefado deixou a lista bem traçada para não haver enganos e trabalhou pela ordem do alfabeto.

Ainda não tinha posto o nariz em cima do Capricho Sweet e Rock, mas pensando no target (lembremo-nos que a Capricho é uma revista juvenil brasileira) tinha os meus receios. Cá em Portugal, tenho a certeza que estas fragrâncias fazem mais sucesso entre as jovens mais velhas, como eu, do que com as teenagers. São fragrâncias doces e intensas, bem ao meu gosto. A ideia é poder usar os perfumes separadamente ou em conjunto. O Capricho Sweet é, como o nome indica, mais doce e inocente. Na minha opinião, lembra os Thatys. Tem frutos, flores, baunilha e musk na sua composição. O Capricho Rock é mais intenso e sensual e é o que mais gosto. O frutado da sua composição é diferente (mais citrinos intensos) e as notas de fundo fazem toda a diferença especialmente porque contêm sândalo e patchouli.

Acredito que não sejam fragrâncias para todos os gostos (especialmente se tivermos em conta que as mulheres mais jovens costumam preferir fragrâncias frescas), mas para mim são óptimas.

Muito obrigada, pai natal d’O Boticário. Mais uma vez, caprichaste!

2 comments on “”

Deixar uma resposta