natas cogumelosEu sei que faz mal.

Adoro natas, na comida ou em chantilly.

Chego a bater natas de propósito para comer, eu sei que é decadente. E também tenho uma paixão parva por cogumelos! Como-os à garfada, directamente da lata. E vocês não leram o que acabei de escrever, certo?

No fim-de-semana passado, tinha um desconto nas natas da Parmalat para usar, o que as tornava mais baratas que as natas de marca branca e acabei por trazer alguns pacotinhos.

Já sabia que a Parmalat tinha natas amaricadas, de queijo, mas desconhecia que havia natas de cogumelos! Trouxe para experimentar.

Há pouco (por volta das cinco da tarde, que foi quando consegui parar para almoçar), decidi fazer uma massinha com cogumelos e molho de natas. E usei as tais natas com cogumelos.

Pessoas lindas, isto é mesmo bom! Sabe mesmo a cogumelos!

Para quem aprecia, experimentem.

13 comments on “Para quem gosta de cogumelos e natas”

  1. Eca! Não gosto de cogumelos. Hahaha. O que é nata? Será que tem o mesmo significado que aqui no Brasil?
    Você tem sorte por ter um namorado tão legal (vocês falam giro, não é?) Rsrsrs.

  2. Dexter: Ahhh cogumelos ftw ;D

    Meire: Ah, cogumelos são tão bons! Aí no Brasil é o quê? 😛 Cá é um derivado do leite, que batido e com açúcar dá chantilly 😛
    Hmmm legal não é giro, legal é fixe 🙂 Giro é sinónimo de bonito ^^

    Beijinho

  3. Sininho: Experimenta, que não são caras e vale a pena!

    Raquel: E são mesmo, sabem mesmo a cogumelos! E são bem grossinhas 🙂

    Verdinha: Fica óptimo! Ora, cogumelos mais natas destas com um nadinha de ketchup e molho inglês… Que mimo!

    Beijinho

  4. Eu tbm adoro cogumelos e como sempre metade da lata antes de a cozinhar =X Gosto das natas de queijo mas reconheço que são só para quem gosta mesmo muuuuito de queijo. Estas nao conheço mas devem ser optimas! 😀

  5. Cat: Por isso é que cá em casa costuma haver o dobro das latas que é normal haver nas casas das pessoas 😛 Yuck, as de queijo tresandam a queijo! Experimenta estas!

    Beijinho

  6. ai isso é tão bom, tão bom, tão bom…!

    uns p.s.'s: a minha mãe e o seu esposo também fazem plantação e produção de vinho, e é bem bom, ainda por cima à borla, nham!

    Dizes que gostavas de ser filha unica mas é só da boca para fora, que eu bem sei dona Guida. Ter irmãos é do melhor do mundooo!

    Beijola*

  7. Patrícia: É óptimo! 😀

    Nós cá calhou fazer vinho porque havia uvas a mais nos terrenos e nas hortas e não podíamos deixar estragar tudo 😛 No ano passado não tivemos uvas, este ano esperamos voltar a ter porque já podámos as videiras ^^ E saiu óptimo, dociiiinho!

    Epá, na maior parte dos casos ter irmãos (falo por mim) não traz grandes vantagens 😛 E por isso é que filhos meus terão, no mínimo, cinco anos de diferença entre si!

    Beijinho

  8. Ui, ui… essas natinhas já fazem parte da despensa aqui de casa há uns aninhos bons…:)

    São muito boas, quer no sabor, quer na consistência. Eu deixei de usar as natas 'normais' practicamente, acho estas muito melhores. Já agora, Guidinha, um conselho: se puseres um cheirinho (cheirinho, hein?) de vinho do porto nessas natas, quando estiveres a cozinhar e um toque de noz moscada vais ver que fica DIVINO… realça muito o sabor. Inventei esse molho há uns anos e posso dizer que é umas das minhas especialidades muito apreciadas por estes lados.;)

    Uma colherzinha de sopa numa massa para duas pessoas, é a olho… e se puseres cogumelos aos bocados, o molho só ganha, além do sabor, tens 'the real McCoy'! 😉 Eu uso sempre o molho e acrescento cogumelos. Para amantes de cogumelos, nunca é demais!

    Bacci mille*****

  9. Ana: Sim, eu meto sempre com cogumelos, e sempre laminados! 😀

    Quanto à do vinho do Porto, tenho que experimentar, com noz moscada 😛 Depois digo de minha justiça!

    Beijinho e obrigada pelas dicas! 😀

Deixar uma resposta