thaiway2

Não me esqueci que tinha ficado de vos contar como foi a minha experiência no Thai Way Spa, sobre as massagens em si, tal como tinha prometido no post que fiz em Dezembro a apresentar o espaço. Se já não se lembram ou se ainda não o leram podem fazê-lo aqui.

Quando cheguei ao spa, fui recebida com um chá quentinho e doce só por si. Na minha tarde zen, por sugestão do Thai Way, combinei dois programas de massagens: primeiro a massagem Lenda Thai, e depois a massagem Magia Aromática. Para o primeiro momento,  vesti um pijama largo de algodão.

thaiway4

A massagem Lenda Thai, que aconteceu durante os primeiros 60 minutos da minha experiência, deixou-me com algum receio inicialmente. Se virem fotografias na Internet (ou a minha, e uma outra que coloquei no Facebook), parece uma experiência um pouco agressiva. Para minha felicidade, foi a massagem mais revigorante e eficaz que alguma vez recebi. Esta massagem consiste numa série de pressões e feitas sobre o pijama, e alongamentos dos pés à cabeça. Nenhuma parte do corpo fica esquecida, e se alguns dos alongamentos causam desconforto por fracções de segundos (imaginem os alongamentos de quando se faz exercício físico, mas com o desconforto reduzido a um breve instante), a verdade é que posteriormente fica uma sensação de leveza tão grande que parece que ficamos capazes de voar. É uma massagem que proporciona relaxamento profundo, e não é só fisicamente. Parece que, à semelhança do peso do corpo, os nossos problemas e preocupações também voam.

Desengane-se quem pensa que a Lenda Thai está destinada a pessoas com vidas muito activas, em boa condição física e jovens: se forem umas grandes lontras, como eu, irão beneficiar imenso deste tratamento e vão sentir-se desenferrujadas. Em caso de dúvida, podem contactar o spa directamente, mas já se sabe que os alongamentos são sempre bons e eu garanto que esta massagem vale totalmente a pena.

thaiway6

De seguida, tive direito à massagem Magia Aromática. Foi uma hora de puro relaxamento em que quase dormi. Nesta massagem, todas as partes do corpo foram trabalhadas mas o foco foram os pés, devido à quantidade de pontos energéticos que neles se encontram, e que são muito importantes para as técnicas orientais. Vêem-me de roupão na foto, mas a verdade é que durante a massagem somos cobertos por uma toalha, e só é destapada a área em que a terapeuta está a trabalhar (de forma a ser preservada a nossa privacidade). Para estimular o funcionamento da rede linfática do nosso organismo, é exercida pressão nalguns pontos bastante importantes como as virilhas.

Posso dizer-vos que no final destes dois tratamentos, senti-me outra pessoa. O spa tem ao dispor dos clientes um duche, caso queiram utilizá-lo depois das massagens, mas não achei necessário. Já estava muito relaxada e a sentir-me fresca e nova para enfrentar o mundo, e não achei que o óleo das massagens deixasse a pele pegajosa. Pelo contrário, foi hidratação adicional em tempos de frio e pele seca. Antes de me despedir, tive direito a mais um chá quentinho, daqueles que nos fazem sentir em casa. Conforto numa caneca. Querem sentir-se especiais, importantes, mimados e capazes de encarar o mundo de melhor maneira? Considero que o Thai Way Spa é um bom ponto de partida, e um sítio daqueles que todos devemos visitar com alguma frequência para a manutenção da saúde não só física mas também mental. 

Espero poder regressar lá em breve, porque adorei a experiência!

Deixar uma resposta