Batons Vintage Lipstick
Imagem de fonte desconhecida

Ora bem, cá estou eu armada em Troika da cosmética e ou há força de vontade e espírito de sacrifício (qual sacrifício?) ou então não há carteira que resista. Vícios são vícios e cá para mim não há vícios bons. Há vícios piores que outros, mas gastar mais do que o necessário em compras não é bom. Pode saber bem momentaneamente, mas tira o encanto àquilo que temos. Mas já viste que podia ser pior se estivesses a comprar algo mau para a saúde? Senhores, até podiam ser couves. Antes ter coisas a mais do que a menos, mas ter o que quer que seja a estragar-se por falta de consumo não é bom nem aqui nem na China.

Determinada e empenhada em cumprir com o que prometi ontem à noite, decidi criar aqui umas quantas orientações (que até podem ajudar quem está a pensar em seguir o meu exemplo e deixar as compras de lado por uns tempos). Para já, são elas:

  • A caixa dos URGENTES – É mais ou menos uma espécie de projecto hit the pan. À excepção das sombras, blushes e batons (que serão os elementos que dificilmente acabo e que vão tornar este desafio de 6 meses menos penoso), não poderei usar outros cosméticos a não ser os que colocar dentro da caixa até estes terminarem. Hidratantes, bases, pós, correctores, máscaras, tudo conta. Por exemplo, não poderei utilizar nenhum hidratante para além daquele que colocar na caixa até o terminar. Estou a pensar seriamente em abrir uma excepção no que concerne aos batons, pois estou com excesso de batons vermelhos e, eventualmente, rosa chiclete.
  • A lista dos sucessores – Tal e qual como os burros, com talas nos olhos. Olhos que não vêem, coração que não sente. Já sei, à partida, duma série de produtos que vão acabar e que não têm substituição dentro desta casa. Assim sendo, vou fazer uma listagem desses produtos e dos que vou comprar para os substituir. Por exemplo, partilho já que sei com certeza que a espuma de cabelo ou o desodorizante irão terminar. Para que não dê asneira na hora em que chegar ao supermercado e corra o risco de trazer algo novo de que não gosto e empregar mal o meu dinheiro, decido que serão os mesmos do costume: espuma para caracóis da Pantene e desodorizante Dove (qualquer um serve). Como sei que são produtos que vão mesmo acabar antes do fim do desafio, vou andar atenta a promoções e saldos para poder poupar ao máximo nestes produtos que precisarei mesmo de adquirir. Se souberem de alguma coisa, avisem a je.

Por ora é isto e vou tratar de falar da minha experiência detalhadamente em relatórios mensais. Mais logo já vos deixo com a primeira leva de URGENTES e o primeiro esboço da minha lista de sucessores.

4 comments on “Meio Ano de Abstinência #2 – Medidas de Austeridade”

  1. Tb ando a cortar em todo o tipo de compras, menos na comida é claro:) Só vou comprar o que é mesmo necessário, não é altura para gastos, e com uma filha pequena para sustentar há que apertar mesmo o cinto!! bj:)

    • Ora bem, é isso, não tenho filhotes mas tento evitar ao máximo pedir dinheiro aos meus pais até porque nem para eles a vida está fácil. E a ver bem, mesmo que tivesse rios de dinheiro, não preciso de tantas coisas quantas as que tenho e por isso preciso de as usar.

      Beijinho

  2. Ai Guida, eu tentei ficar um mês sem compras e não consegui 🙁 Agora com a conta a menos de zero nems e eu quisesse 🙁

    Estou aqui para dar apoio moral a ver se consegues, força! 😀

    O pingo doce anda com uns preços acessíveis nos produtos de higiene nos tais “cabazes de família” o continente também anda com promoções nos produtos da P&G.

    PArabéns já pela iniciativa 😀

    Beijinho

    • Sem compras de cosméticos desnecessários, acho que vou passar bem 🙂 Já espreitei os cabazes e as promoções, para mim não compensam porque existe um ou dois produtos que posso vir a precisar e o resto seria desperdício. Tenho de cuscar os vales de descontos que tenho para ali que vieram na revista “Para Mim”.

      Beijinho

Deixar uma resposta