Eu sei que ainda é cedo para pensar nas indumentárias do tempo frio.

Mas nunca é cedo de mais para pensar em pôr mãos à obra e investir num projecto de personalização.

Não gosto de ter coisas simples de mais. Gosto de pormenores, de detalhes que marquem a diferença. Quando se trata de acessórios que se podem perder algures, é sempre bom termos as nossas peças únicas.

Aposto que toda a gente já ouviu a pergunta de quem é isto? (sendo isto um qualquer objecto que possa estar desarrumado, por exemplo, numa sala de convívio).

Quando temos algo que mais ninguém tem, que se destaca, é mais fácil encontrar os nossos pertences porque as pessoas que nos rodeiam também os identificam como sendo nossos.

luvas moschino diy spartoo faça você mesmo crochet tricot tricô costura moda acessórios

Numa das minhas frequentes visitas virtuais ao Spartoo, encontrei as luvas da Moschino e à semelhança do que tem acontecido com os artigos que vou encontrando da mesma casa, fiquei deliciada. Mas, e os preços?

O faça-você-mesmo é muito terapêutico. Acho que vou ali pegar numas correntes, miçangas, botões, agulha e linha e já cá volto.

E vocês? Já pensam no Inverno e nas novas colecções? Que pensam dos trabalhos manuais?

2 comments on “Luvas Moschino – Ideia para DIY”

  1. Oi Guida!

    Acho q tens toda a razão em relação às coisas q marcam a diferença. E aposto q nunca ninguém vai confundir as tuas coisas (de roupa e acessórios, pelo menos) com as de outra pessoa, pois tens notoriamente um estilo único e mto teu. Só descobri o teu blog há 2 dias, mas acho-o o máximo! E acho maravilhoso o facto de, sendo tu novinha como me pareces ser (eu já tou perto dos 40…hehe…mas n pareço!), escreveres tão bem, tão bem pontuado, tão sem erros ortográficos e com tanta expressividade. Mtos e mtos parabéns!! No entanto, neste teu texto tens um errito: “miçangas”, q se escreve “missangas”. Deve ser o único em todos os teus textos!!
    Bjs… e keep up the good work!!

    • Olá Catarina, ainda bem que descobriste o blog e que gostaste. Espero que continues a gostar do que escrevo 🙂 Quanto à questão das missangas, eu aprendi que dá para escrever das duas maneiras. Inclusivamente, os brasileiros é que costumam escrever com ç. Obrigada pela correcção na mesma, acredito que eventualmente haja algumas falhas nos textos e quando alguém dá por eles eu gosto de ser corrigida.

      Beijinhos

Deixar uma resposta