the body shop mel honey honeymania review resenha beauty makeup beleza vegan cruelty free

Quis Deus que eu nascesse sem nariz para o mel.

A bem dizer, se existe algum doce que realmente capta a minha atenção é o chocolate.

Para a maior parte das pessoas, quase que sou uma hereges por não gostar de nada excessivamente doce. No caso do mel, devo ter sido das poucas crianças que nunca nutriu predilecção por Estrelitas ou Golden Grahams.

Gosto muito do Nestum Mel porque não é tão doce. Gostava dos cereais Trio, mas enjoei deles muito cedo. O pior que me podiam fazer quando estava constipada era darem-me colheradas de mel, ou rebuçados.

É importante partilhar convosco estes factos amargos para perceberem o que vou dizer a seguir.

Há pouco tempo, quando foi lançada a linha Honeymania da The Body Shop, fiquei um pouco triste. Não com a linha em si, que as linhas corporais da marca são impecáveis, e esta, mesmo antes de a conhecer, já parecia super apetecível.

O problema não és tu, sou eu, é o que previa que acontecesse nesta relação entre mim e a Honeymania. Temi que os produtos cheirassem mesmo, mesmo, mesmo a mel.

Depois, lembrei-me que a linha de verão Honey Bronze tinha aromas com notas de mel, mas muito agradáveis, menos adocicados, e tive esperança que a Honeymania fosse igual. E, bingo, acertaram em cheio.

Ultrapassados os medos narigais, é muito fácil chegar a conclusões e poder dizer que a Honeymania se tornou na minha linha corporal preferida da marca. Não só pelo aroma agradável (que não é, de todo, vindo directamente de um pote de mel) mas pelas texturas divinas e pelo grande poder de hidratação.

the body shop mel honey honeymania review resenha beauty makeup beleza vegan cruelty free

O gel de banho e as bolhas fazem imensa espuma, espuma consistente que torna o banho ou o duche num momento de puro mimo luxuoso, sem que a pele fique ressecada no final.

O sabonete tradicional também não desilude, e até tenho pena de o usar porque acho os favos com a abelha super mimosos. O esfoliante não agride a pele.

A manteiga corporal está dentro do que a TBS já nos habituou na linha da hidratação: melhor é impossível e até as peles mais secas e desidratadas ficam nutridas e com aspecto saudável. Cá em casa, gastamo-las à velocidade da luz.

O bálsamo labial assemelha-se mais a uma manteiga labial, é mesmo muito hidratante e… Saboroso!

O EDT é a cereja no topo do bolo, que sendo a Honeymania uma linha tão bem cheirosa tenho todo o gosto em perfumar-me com a mesma fragrância.

Quando achamos que as marcas do coração já inventaram tudo o que havia por inventar e que já não há mais nada a melhorar, é assim que somos surpreendidos.

Já era Chocomaníaca (e agora há um EDT maravilhoso, mas é assunto para outra altura), fiquei Honeymaníaca. E olhem que é um caso sério!

5 comments on “Honeymaníaca”

  1. Alguns dos meus produtos favoritos contêm mel, é o melhor para hidratar seja o que for! Ainda não experimentei nada desta linha mas fiquei tentada depois deste post 😀

    • É um dos meus grandes traumas: até há uns anos atrás, a maior parte dos produtos que realmente hidratavam a pele tresandavam a mel. Mantém-se a qualidade nesta linha, mas o cheiro é mais floral (ainda que, nitidamente, haja mel no ar). Posto isto, já sou fiel seguidora e até já fiz um bom backup de manteigas. Se passares por uma TBS, experimenta 🙂

Deixar uma resposta