No passado dia 28 de Setembro, a Guida esteve presente na inauguração do Carapinha Chic, um salão de beleza multi-étnico do grupo angolano Cristal que abriu na Avenida Almirante Reis, nº 60 (bem perto da estação de metro dos Anjos). Este evento marca o começo dos investimentos da Cristal em Portugal e promete muita coisa boa.

O salão é um luxo e foi decorado com muito bom gosto. Estão disponíveis não só os serviços de cabeleireiro mas também manicure/pedicure, massagens, entre outros.

Os clientes podem também fazer as suas compras de beleza no Carapinha Chic, pois estão ao dispor marcas como a Kérastase, L’Oréal Professionnel, Tangle Teezer, Iman ou a Comfort Zone.

Dado que tanto eu como boa parte das pessoas que me são mais chegadas temos cabelos predominantemente secos e encaracolados, fiquei bastante feliz com esta inauguração. Não é qualquer profissional que consegue tratar bem dos nossos cabelos e é bom saber que, finalmente, mesmo no meio de Lisboa, existe um sítio onde nos podemos dirigir com a certeza de que vamos ter o tratamento mais adequado às nossas necessidades e aos nossos gostos. Afinal, como apregoa a Carapinha Chic, “respeitamos as suas raízes”.

2 comments on “”

    • É mesmo e por isso é que tenho um medo enorme de cabeleireiros. A minha mãe, que tem o cabelo muito forte, seco e frisado, adorava um cabeleireiro brasileiro que trabalhava num salão aqui perto. Visitei-o uma vez e jurei para nunca mais. O senhor, ele próprio com carapinha, teimou que não podia escadear o meu cabelo como eu queria porque ficava com muito volume (que era exactamente o que eu queria, volume em toda a cabeleira e não só nas pontas). Nessa altura eu tinha o cabelo pela cintura. Quanto chegou a altura do brushing e eu disse que queria o cabelo esticado o senhor cabeleireiro fez uma cara de frete… Nunca mais.

Deixar uma resposta