Chypres, perfumes.

Por favor, não confundam a conversa com questões subjectivas sobre países e populações.

A família Chypre é uma família muito mal amada, na minha opinião. Aceito que, à semelhança de qualquer outra família olfactiva, não é para todos os narizes. Mas há fragrâncias mais fáceis de agradar a muitas pessoas.

Confesso, se aos 15 anos me tivessem oferecido um perfume desta família, teria torcido o nariz.

Cresci, os meus gostos ficaram refinados, e apesar de ser muito esquisita, tenho um carinho especial por perfumes como o Chance e o Coco Mademoiselle, ambos da Chanel, e ambos Chypres florais deliciosos.

Se não estavam a conseguir “visualizar” esta família olfactiva, aí ficaram com dois exemplos.

glamour nuit edt boticário perfume fragrância chanel chypre

Falando de opções acessíveis, é muito complicado encontrar uma fragrância com a mesma pinta que as das perfumarias “à séria”, especialmente se quisermos fugir ao negócio dos perfumes genéricos.

Recentemente, fiquei muito satisfeita com a chegada de uma fragrância que vem colmatar esta falha do mundo da perfumaria a preços acessíveis: o Glamour Nuit, d’O Boticário.

São 75ml de cheiro a diva, Chypre floral, claro está. Mais uma vez, considero que está a ser mal amado e raras são as pessoas que conheço que tenham gostado (já não ponho sequer em jogo o mais ou o menos) do Glamour Nuit.

No geral, as pessoas preferem o irmão que saiu ao mesmo tempo, o Glamour Exuberance que é um Floriental amadeirado. Por isso, não sugiro que vão todas a correr experimentar o Nuit.

Porém, se gostam de Chypres, sim, vão a correr experimentar!

Para além de ser óptimo, é muito mais amigo da carteira que o que estou habituada a comprar: 35€ por um frasco de charme que vale todos os cêntimos investidos é coisa para tirar uma pessoa do sério.

Deixar uma resposta