Os últimos dias têm sido passados longe do computador e com muita azáfama. Ora, já estamos em 2012 há mais de um dia e eu ainda nem tinha conseguido passar por cá para vos desejar um bom ano, um ano melhor que o anterior.

Dizem que vamos atravessar tempos difíceis. Por isso, o melhor é arregaçar as mangas desde já e pegar neste novo ano com firmeza e trabalhar a pensar numa mudança que seja benéfica para nós. As portas fecham-se, abrem-se as janelas.

Tenho cá para mim que 2011 foi o ano que menos gostei até agora. Parece que pairou uma nuvem negra por cima de mim e aconteceu-me de tudo. Felizmente, a entrada em 2012 não foi nada má. Querem saber como foi? Não podia pedir nada melhor. Consegui passar a meia-noite em casa, com a minha família. Houve boa comida (e bebida,  haja Dom Pérrignon!) e diversão. Mais tarde, tive direito a Singstar e Monopólio. Pude dormir (não muito), e o dia de hoje foi para a lontrice de sofá e para conviver. Já não posso ver mais doces à frente (embora me agrade muito ter uma mesa farta, que é sinal que ainda pode haver alguns pequenos luxos, e espero que no futuro continue a ser assim!), mas para isso mesmo é que há canja e chá ao dispor.

2012 será um ano de empreender e de reaprender a escrever. Ainda tenho pesadelos com o Acordo Ortográfico. Mas a vida é assim, sempre a andar para a frente e a atender a novos desafios.

Por isso, tentem não ser muito pessimistas com as notícias que passam na televisão e nos rádios. Façam ouvidos moucos ao que é perturbante e não se esqueçam de sonhar. Se não lutarmos por nós, ninguém o irá fazer no nosso lugar. Se não investirmos, não poderemos ganhar nada.

Que tenham um bom 2012, super recheado de coisas boas!

4 comments on “Feliz 2012

Deixar uma resposta