Na minha cabeça, sou capaz de desperdiçar de um caderno as folhas que já estão escritas e cujos apontamentos já não me interessam.

Na cabeça dos outros, faz-se o contrário.

Assim, hoje ganhei dois cadernos quase novos. Sim, alguém se deu ao luxo de arrancar as (poucas) folhas escritas e deixar os cadernos quase novos ao lado do lixo. Bom para mim, que gasto papel quase à velocidade da luz…

Aqui há uns tempos, foram separadores novos (ainda nas embalagens), baguetes, resmas de papel e dossiers.

3 comments on “Dos desperdícios que não entendo

  1. Eu também aproveito todos os papeis e as folhas em branco que ficaram nos cadernos que já não uso.
    Até já fiz um bloco de notas A5 com meias folhas que só tinham um lado ou metade escritas(cada folha podia dar no máximo 3 páginas limpas-caso só estivessem escrita em metade da página).
    Aproveito tudo!

  2. Eu também sou como tu! Embora adore um caderno novo, com mil folhas para escrever, rabisco todas as folhas até ao último pedacinho, especialmente no trabalho!

    As folhas são sempre impressas dos dois lados e as notas/ lembranças, etc, são todas escritas em folhas que já não servem para trabalho… e quando já estão cheias, vão para a reciclagem.

    Não faz qualquer sentido um desperdício desses, quer em termos de dinheiro ou de ambiente! Se há alguma coisa de positivo que podemos tirar desta crise (…lá estou eu positivamente a tentar ver o copo cheio…) é aprendermos a limitar os desperdícios e os gastos supérfluos.

    Jokinhas

    http://misssuelovesmakeup.blogspot.com/

Deixar uma resposta