fatos de banho maiô biquini bikini spartoo praia moda piscina verão
Thin Stray Toucan – Taymory | White Aop – O’neill | Squaw – Banana Moon | Paisley Red Aop – O’neill

Estamos no pico do Verão, está muito calor e as férias vão sendo passadas um pouco por toda a gente até ao mês que vem. Enquanto houver calor e sol, a praia é um dos destinos de eleição para muita gente. Mesmo quem trabalha, arranja um tempinho para pôr os pés de molho.

Esta época do ano pode ser um pouco aborrecida para quem tem complexos com o seu corpo.

E o pior é que, muitas vezes, até nem os temos mas as marcas que aparecem nos reclames fazem questão de nos criar alguns. Ginásios, suplementos alimentares, marcas de roupa… Quem nunca?

Ainda não consegui compreender como é que em 2017 ainda dá para fazer este tipo de joguinhos com as pessoas e iludi-las com estereótipos que muito se afastam do que é real e saudável. Às vezes, é muito simples pensarmos que algo em nós está mal quando somos bombardeadas com fotografias que nem retratam alguém real, com tanta manipulação que sofreram.

Como assim? Por que é que continuamos a deixar que nos digam que as nossas curvas (ou a falta delas), as nossas gorduras (ou a falta delas), a nossa celulite ou as nossas estrias (destas duas nunca vi ninguém queixar-se por não as ter!) estão mal?

Não creio que seja errado ter inseguranças, querer mudar algo no nosso corpo ou invejar certa parte de outra pessoa. Não é mau querer melhorar o que temos e fazer por isso. O que não é bom é quererem que deixemos de estar à vontade com algo que é nosso, único e precioso. Muito menos impingir-nos a ideia de que, efectivamente, estamos mal para os OUTROS verem.

A nossa beleza é o que os NOSSOS olhos vêem.

Não é bom dizerem-nos que não devemos vestir isto ou aquilo, que não somos boas o suficiente. O que é, afinal, o corpo ideal para o Verão? Será um corpo diferente do que temos no resto do ano? Será que se compra nas lojas, algures num chariot ao lado dos biquinis e fatos de banho?

Operação biquini deveria ser algo tão simples como chegar à gaveta (ou à loja), escolher o que nos dá na real gana, vestir, estarmo-nos pouco nas tintas para o que os outros pensam sobre o assunto e sermos felizes.

Na verdade, não temos nada a mais ou a menos que as outras. Somos todas mulheres, humanas, pessoas.

Se não relaxarmos e fizermos como nos apetece nesta vida, não teremos outra para o fazer. E o tempo que temos neste mundo passa depressa de mais! Portanto, deixemo-nos de tretas e toca a andar para o areal. Ou talvez não, se não vos aprouver. Ou para a piscina. Ou para onde vos apetecer.

3 comments on “Corpo ideal para a praia”

Deixar uma resposta