Se há marca de roupa que me lembro de vestir quando comecei a ter tamanho de gente e que ainda hoje está presente no meu roupeiro é a Concreto. Já tinha partilhado esta inconfidência convosco há uns tempos atrás. Atrevo-me a dizer que tenho peças que contam com dez anos em cima e que estão como novas.

Ultimamente, a loja do costume já não tem Concreto e acabei por não estar tão atenta às novidades de há cerca de dois anos para cá. Preguiça minha, que bem podia ter procurado melhor em Lisboa. Mas não faz mal. Por um lado, as peças são de tão boa qualidade que as que tenho estão todas impecáveis. Por outro, já redescobri a marca há algum tempo no Facebook e por vezes até é possível encontrar Concreto em campanhas online. Que reencontro bom foi este!

Embora a Concreto tenha gangas, t-shirts, tops e outro tipo de peças feitas de tecidos que não são malhas e lãs, são estas últimas que conheço desde sempre e que constituem parte do meu encanto com a marca. É complicado encontrar malhas e lãs que não deformem e não ganhem borboto, e a Concreto serve perfeitamente as minhas exigências. Para além do mais, mesmo as camisolas mais fofas e quentes não picam. E eu tenho aversão a lãs que picam!

O casaco cor-de-rosa dos frisos que tanto adoro é da Concreto, e tenho-o comigo há cinco anos. A camisola dos losangos era a minha favorita aos 17/18 anos. Não imaginam o que lhe aconteceu. Mãe é mãe, é humana e de vez em quando também se engana. Um dia, a bendita da camisola foi lavada no programa errado e encolheu. Ainda hoje estou traumatizada com este episódio. As melhores calças à boca de sino que tive (e que não estão nestas fotos, mas logo vos mostro) são da Concreto. A ganga é óptima, devo dizer. Usava-as aos 14 anos e fiz questão de as manter comigo durante estes anos todos, mesmo estando os skinny jeans em alta. Estão impecáveis e voltei a usá-las. As minhas t-shirts/tops preferidos eram da Concreto. Assentavam que nem luvas e sentia-me confortável. Também tenho cachecóis a condizer com camisolas e casacos que tenho da marca.

Tenho pena de não ter muitas mais fotografias a vestir Concreto, porque na verdade constituía boa parte do meu roupeiro há uns anos atrás. Há dez anos atrás, ainda me lembro de haver pessoas a meterem-se comigo porque quase todos os dias tinha roupa igual à de alguma personagem dos Morangos com Açúcar (sim, eles vestiam Concreto! Hoje em dia, aparecem algumas peças na novela Dancin’ Days). É com carinho que olho para estas fotografias que tenho. Afinal, em Portugal faz-se roupa boa e bonita!

Para este Inverno, já comecei a munir-me de roupa nova e em breve mostro-vos duas peças lindas que me vão ajudar a suportar o tempo frio em grande estilo.

Já espreitaram a colecção de Inverno da Concreto? Conseguem adivinhar quais são as peças que vos vou mostrar?

2 comments on “Coração com Concreto”

  1. De facto a dos losangos fez me lembrar de uma personagem dos Morangos Com açúcar de há uns 7 anos…acho que se chamava Matilde… (tive meia hora a tentar lembrar-me do nome XD)

    • Nãooo, a Concreto aparecia na primeira e segunda temporada, se não me engano. A Matilde era toda betinha mas acho que nunca a vi de Concreto. Na primeira temporada, eu tinha quase toda a roupa sem saber (porque já a tinha antes de aparecer nos episódios). Na segunda temporada lembro-me da Mitó (Ana Guiomar).

Deixar uma resposta