cr
Hipoteticamente, isto até poderia ser bem real (ou não!) 
Há algum tempo que ando para falar do Chatroulette, hoje é o dia. Para quem não conhece, o Cr é um chat fora do convencional: entramos no site e estamos automaticamente habilitados a conversar com quem nos aparece, literalmente, à frente. Isto porque o Cr requer que cada pessoa use uma webcam e, se possível for, um microfone. As pessoas que nos calham na rifa aparecem aleatoriamente, por isso… Estejam preparados para tudo e mais alguma coisa.
O Chatroulette é ideal para quem não tem mais nada que fazer (lógico), mas tenham cautela. A menos que vão em grupo, para a palhaçada, podem deparar-se com a árdua tarefa de encontrar alguém decente. Estou a ser sincera! Já esperava que aparecessem coisas… Estranhas. Por isso, nas raras vezes em que entro neste antro de palhaçada, prefiro ir descabelada e bem tapadinha. Isto por quê? Experimentem e verão. Em cinco minutos, vão ver mais pirilaus do que os peregrinos que vão afluir a Fátima nos próximos dias! E é next para cá, report para lá, mas a dada altura, com sorte, encontram alguém porreiro para conversar.

Eu falo por mim, já assisti a episódios engraçados! E a primeira pessoa com quem falei no Cr, um americano com ascendência coreana, até cantou para mim e tudo. Quanto mais pessoas houver para este tipo de brincadeiras, melhor!
Por isso, consigo responder. Se o Chatroulette é decadente? É, porque as pessoas o tornam assim. Por vezes, parece que entrámos num clube qualquer de coisas nasty, mas em modo virtual. O que não faz, de todo, o meu género.
Por outro lado, se tiverem um grupo de amigos sem nada para fazer, juntem-se e experimentem! Cantem, dancem, façam macacadas, toquem guitarradas, torna-se muito divertido e a pessoa do outro lado agradece.

[:en]

cr
Hipotetically, this could be real (not!)

I should have talked about Chatroulette before, but today is the day. If you haven’t heard of it before, Cr is an unusal chat: you get in the site and automatically log in and are able to talk to whoever appears on the screen. Literally, because Cr requires using a webcam and, eventually, a microphone. Each person appears randomly so… Be aware that everything can happen.

Chatroulette is great for those who don’t have anything better to do (duh!), but be careful. Unless you’re a group and are going for goofing, you may have a tough time searching for someone decent. I’m being honest! I was expecting strange things could happen. And that’s why everytime I log in this circus, I prefer to make my hair look messy and wear the ugliest wool sweaters ever. Why? Try it and you will see what I’m talking about. In five minutes, you’ll see more d*cks than catholics going to Fátima in the next few days! So, it’s next here, report there, but sometime, fortunately, you’ll find someone nice for a chat.
This is what I think, but I’ve also had some fun! The first person I talked to on Cr was an american guy who even sang for me! These kind of things is fun and there should be more people open for this!
So, I can answer. Is Chatroulette the decadence? Yes, but that’s only because people make it  be decadent. Sometimes, it feels like you just got in some nasty club, on virtual mode. Which is not cool for me, at all.

On the other hand, if you have a bored group of friends, join everybody and try it! Sing, dance, goof, play some music, you’ll have real fun and people on the other side will thank you.

4 comments on “Chatroulette[:en]Chatroulette”

  1. Já tinhaouvido falar e até tive uma certa vontadinha de experimentar.

    Nunca o fiz, não por medo do 'decadentismo' da coisa, mas porque me apavoram aqueles momentos awkward em que as pessoas ficam a olhar uma para a outra sem saber o que dizer…

Deixar uma resposta