Categoria: Vintage

Look do Dia – Oh my darling Clementine

look do dia lotd vestido pepe jeans cabelo ruivo vintage batom vermelho

look do dia lotd vestido pepe jeans cabelo ruivo vintage batom vermelho

look do dia lotd vestido pepe jeans cabelo ruivo vintage batom vermelho

Hoje foi dia de conhecer novidades. Muitas, mais até do que eu queria. Mas amanhã também é dia de falar e também é dia de conhecer mais novidades da L’Óreal – porque eu mereço! E vocês também, que tenho coisas boas para vos dar.

Vestido – Pepe Jeans | Sandálias – Best Mountain | Mala – Vintage (era da minha avó) | Brincos – Westrags | Fio – Ebay | Relógio – Vintage (era da minha mãe)

La Depilación Natural – Fujam!

la depilación natural depilacion depilação epilação lixa

Ora, se isto de ter um blog é bom para falar de coisas boas, também tem de servir para as coisas menos boas. E vocês sabem que eu vos conto tudo.

Este post é uma espécie de aviso, que eu não quero a gente cá do burgo a gastar dinheiro no que não deve. O tempo é de crise e não se pode deitar dinheiro ao lixo.

No meu passeio pela Expocosmética, deparei-me com um stand chamado “La Depilación Natural”.

Aproximei-me para espreitar o que era, e em menos de nada tinha uma senhora a passar-me uma lixa no braço. Pois claro que não achei muita piada, e manifestei-me.

Mantive-me calma, nunca se sabe o que pode acontecer, quis ouvir o que a senhora tinha para dizer.

Para mim, aquilo era nada mais, nada menos que uma daquelas lixas depilatórias do antigamente (era uma geringonça parecida com a da imagem), mas mais fina.

Andei eu a descolorar os braços para nada! Agora estes pêlos vão nascer terríveis, como se os tivesse cortado com uma lâmina, disse eu. A senhora respondeu-me que não, que a dita lixa arrancava os pêlos pela raiz.

Já que ali estava, quis saber mais da cantiga deles.

  • Então, vendiam umas lixas que dariam para dois anos de utilizações por 20€.
  • Tinham de ser compradas ali no stand.
  • As recargas poderiam ser adquiridas na Internet, mas o “aplicador” com as primeiras lixas tinha de ser comprado na hora.
  • Perguntei se tinham contactos, disseram-me que não.
  • Insistiram muito que aquela era uma oportunidade única e que deveria comprar aquele aparelho milagroso.

A conversa não me agradou, calculo que muita gente tenha caído na conversa porque as promessas eram boas. Uma lixa indolor que arranca os pêlos pela raiz? Maravilhoso!

Bem dito, bem certo. Quem ficou com uma peladela no braço fui eu. E os pêlos começaram a despontar no dia seguinte, tal como tinha previsto.

Isto tudo para quê? Isso mesmo que vocês já sabem: se virem algo do género numa destas feiras, fujam porque não é coisa boa.

Quando era pequenina…

sapatos criança

… Lembro-me de ter, durante toda a minha infância, pares e pares de sapatos como os da imagem.

Não que agora seja muito grande, mas o facto é que já não encontro nada disto no tamanho 35. Pela primeira vez, sinto que tenho os pés grandes.

Não sei se os meus sapatos eram da mesma marca, a Aster, mas lembro com muito carinho os recortes na parte superior do sapato.

Tinha-os de várias cores e lembro-me que a dada altura não os queria calçar. Estava farta dos sapatos de boneca. Como me arrependo! Por vezes, quando somos pequenos, não damos valor ao que é bom.

Que saudades tenho deste tipo de sapatos, de outros sapatos com fivelas, das socas baixinhas, dos chupa-cocós, dos casacos e camisolas de lã, dos vestidos floridos com gola que a minha avó costurava para mim, das jardineiras e dos calções com mil e um padrões diferentes…

Tenho saudades de tudo isso.

Lembro-me de fazer fita para vestir algumas dessas coisas, mas hoje tenho de reconhecer que tinha (e tenho, felizmente!) uma mamã com muito bom gosto que se esforçava por me manter bastante apresentável.

Deixemos as piroseiras de infância para outro post.



Amor é…

pink lotion johnson's

… Voltar aos clássicos da beleza.

Hoje foi a vez da Pink Lotion.

Existe a típica versão Johnson’s, foi a que usei. Também há a da Lander. Não há nada melhor para retirar as pinturas de Carnaval da cara (neste caso, as pinturas dos ensaios para o Carnaval!).

Ainda existe à venda nos supermercados e drogarias antigas.

Fica também aqui o cromo relativo à Pink Lotion, da autoria do Nuno Markl.

Monchichis – Coisas que os aliens raptaram

monchichi

Depois de ter visto a Ana na Suécia falar das Barriguitas, lembrei-me de outro brinquedo emblemático do tempo de quem era pequenino pelos anos 80 e 90.

Lembram-se dos Monchichis?

Na verdade, escreve-se Monchhichis. Ainda tenho um ou dois primos destes macaquinhos, adoro-os e não sei como é que conseguem fazer desaparecer a bonecada toda, que era tão engraçada.

Nem sei o que é melhor, fazê-los desaparecer ou dar-lhes nova cara. É que se pensarmos nas Polly Pocket (de que já falei aqui), Barbies e Barriguitas… Mais vale mesmo estarem quietos.

Mattel, o que fizeste tu aos Monchichis?

Agenda 2012 – The B Word

agendas

Com um novo ano a chegar, convém pensar na agenda ideal para que não escape nenhum compromisso importante.

Para mim, escolher a agenda é sempre uma grande odisseia. Ora é porque não tem o tamanho ideal, ora porque não gosto dos bonecos, ora porque não tem bonecos. Ou é cara. Ou tem muitas coisas inúteis. Ou é a agenda do povo.

Não me contento facilmente, por isso desta feita mandei vir esta que me pareceu bastante engraçada e prática.

Tem espaço de sobra, boa organização (vejam bem que na capa até se cria uma divisória para as folhinhas soltas, bilhetes e afins) e imagens bastante bonitas. Ah, é recheada de humor sarcástico.

Se podia deixar-me de floreados? Podia, mas não era a mesma coisa.

Por aí, que me têm a dizer de agendas?

Halls Pretos – Coisas que os aliens raptaram

halls pretosEis que em menos de nada me lembrei de outra coisa que simplesmente evaporou.

E o pior é que só penso em Santa Bárbara quando faz trovoada, o que neste caso significa que só me lembro disto quando estou cheia de tosse e com o nariz mais entupido que as vias de escoamento das ruas.

Alguém me elucida sobre o que aconteceu aos Halls Extra Strong, os da embalagem preta?

É que nunca mais os vi à venda e eram, de longe, o que havia de mais eficaz para tirar esta tosse velhaca e deixar o nariz a funcionar devidamente.

Sim, eram os mais picantes e frescos. Não, não me falem dos azuis nem dos de mel e limão, que são muito bons mas não têm nem metade do efeito dos pretos.

Galak Buttons – Coisas que os aliens raptaram

galak buttonsOk, isto é o fim do mundo e vamos todos morrer.

Numa destas noites, à conversa com a Marta, apercebi-me que já não existem Galak Buttons.

E o pior é que tenho muitas, muitas saudades destas pastilhas de chocolate branco.

Não entendi! Lembro-me que durante os meus tempos de Secundário ainda existia, pelo menos em bastão, que é a última recordação que tenho do Galak. Mas os botões é que eram…

Nestlé, o que é que vos passou pela cabeça? Isto é um crime!

É que o Galak não era simples chocolate branco… Era O Chocolate Branco.

Sou só eu ou há por aí mais gente à espera de satisfações pela desaparição do chocolate do golfinho?

Red Shoes

Não sou grande fã da Rita, mas adoro os red shoes.

Na verdade, a Guida adora sapatos, quem não gosta? Ainda por cima, com o Spartoo sempre à mão, torna-se um vício vasculhar tudo em buscar de sapatos lindos, daqueles que depois passeiam nas calçadas dos meus sonhos.

sapatos vermelhos

Na verdade, gostava de ter um par de sapatos de cada cor. Mas como lhes daria uso, depois? Então, considero que o vermelho seja uma cor razoável.

Primeiro porque é uma cor mais ou menos básica. Depois, porque chama a atenção.

Sabiam que no Feiticeiro de Oz os sapatos da Dorothy são vermelhos porque só dessa forma é que conseguiriam ter destaque no filme, por causa das técnicas de filmagem e cor da época?

Por causa da Dorothy, também não consigo pensar em sapatos vermelhos muito sóbrios. Quem não baba pelas purpurinas vermelhas dos sapatos dela?

Bom, adiante, que a conversa é outra, hoje temos uma selecção de sapatos vermelhos com a cara da Guida:

  1. Melissa Talking – Infelizmente, nem sequer estão disponíveis no meu número. Mas são um sonho: Melissas, flocadas e com lacinho. Baba, Guida, baba.
  2. Irregular Choice Scottie – Já vos tinha falado deles. É que o detalhe do cãozinho torna-os tão diferentes, tão especiais, tão Guida… Que estes ainda hão-de ser meus. Tenho dito.
  3. Neosens Rococo Pump – Rococo e não preciso de dizer mais nada. Sei que muitas de vós discordam desta minha pancada e acham que este tipo de sapatos lembra os sapatos dos reis. Nada a fazer…
  4. Irregular Choice I’m From Bury – Charlie e a Fábrica do Chocolate, gritante! É o que estes sapatos me lembram. Filmes docinhos. Já vos disse por que é que ando fã da Irregular Choice?
  5. Miss L’Fire Gabrielle – Olha, os 1. e 3. fizeram fusão e resultaram estes, igualmente amorosos.
  6. Melissa Temptation – Não teria um melhor nome para eles. São mesmo sapatos de diabinha. E quem não tem dias maliciosos?