Categoria: Pessoal

Já estamos na Primavera?

Granizo
Chuva de granizo em Lisboa, 21 de Março de 2016.

Sim, eu sei, foi “só” granizo. Em 26 anos de vida, estou fartinha de ver granizo, mas nunca tinha assistido a um fenómeno atípico destes. Sei que perto de serras e noutros locais com condições meteorológicas habitualmente estranhas e que mais parecem microclimas chanfrados, é relativamente frequente haver fenómenos destes. Aqui onde estou, nem por isso.

Parece que estão a cair fiapos de gelo juntamente com a chuva, disse o meu pai. Foi só correr para a janela para começar o festival de queda de granizo que deixou tudo branquinho na rua, tal e qual neve, com alguns berlindes pelo meio. Horas depois, ainda havia blocos de gelo espalhados um pouco por toda a rua. Foi assim um pouco por toda a Lisboa.

Este ano, Portugal teve um Inverno pobre em frio. Falo por mim (e sei que não são as hormonas saltitantes, que sou boa observadora do que se passa à minha volta), contam-se pelos dedos os dias em que foi necessário usar agasalhos mesmo, mesmo quentinhos.

Por outro lado, também não houve um dia mais ameno em que desse para andar de manga curta à vontade. Noutros anos, a esta altura do campeonato, apesar de haver dias mais frescos, já as roupas mais primaveris começam a sair do armário.

Até porque, a sério que é verdade, já estamos na Primavera. Começou no passado domingo. Não parece, pois não?

Já começo a ficar aborrecida com tanto tempo feio e escuro.

Vinte e Seis

26 Aniversário
Imagem gerada no Keep Calm-o-matic.

Vinte e seis anos. No dia 16.02.16. Foi ontem e andei tão entretida a viver coisas muito boas que nem consegui dar um saltinho aqui ao estaminé.

Não tinha grandes expectativas para este dia, que isto de fazer anos vai-se tornando menos relevante com o passar do tempo. Vinte e seis anos já é idade de gente grande, ainda para mais com as mudanças drásticas que se avizinham.

Confesso que não esperava presente nenhum. Fiquei felicíssima por conseguir juntar a família mais próxima (quase) toda ao jantar e, francamente, esta é a parte mais importante e espero que continue a acontecer por muitos, muitos anos. E, se não for pedir muito, que vocês se mantenham por aqui!

26 Aniversário

No fim do dia, dei por mim com tantas coisas boas que já nem me lembrava de um aniversário assim desde que era garota. Logo vos mostro. Fiquei de coração cheio, e o melhor é que o maior presente ainda está para vir.

Afinal, ter vinte e seis anos não me parece tão mau como imaginava. Estou mais crescida, mas não estou velhota, a cair de madura. Vai ser um ano muito giro!

Dia de Luto na Blogosfera

O Boticário Make B Rio 60s
Evento de apresentação da linha Make B Rio 60’s, Junho de 2014. Um dos momentos em que tive o prazer de conviver com a Susana, imediatamente à minha direita na fotografia.

Este é um post que gostava de não saber escrever. Gostava de não ter de lidar com assuntos feios, mas eles existem. Temos de viver com eles e o nosso crescimento pessoal passa, de certa forma, por lidar com adversidades. É muito duro, mas a vida é assim.

Hoje é o Dia Mundial da Luta Contra o Cancro. Irónico, não é? Hoje foi o dia em que uma amiga dos blogs perdeu a luta contra este filho da mãe. A Susana era jovem, tinha uma aura linda, era sorridente, era uma pessoa com quem dava gosto conversar. Desde saber que estava doente até ao triste desfecho, passou pouquíssimo tempo. Mas ela lutou, lutou muito.

A Susana não era uma das pessoas com quem mais me cruzava ou conversava, mas a blogosfera liga-nos. Uma das maiores bênçãos de ter um blog é a quantidade de amigos e pessoas boas que entram nas nossas vidas que, de outra forma, não conheceríamos.

Nunca soube muito bem o que dizer ou fazer perante a doença, mas tenho muita fé e rezei por ela. Fiquei tão contente quando soube que, aparentemente, estava melhor! Nunca me meti no assunto, pois tive algum receio de ser invasiva. Por outro lado, agora que nada mais há a fazer, sinto-me um pouco hipócrita por, finalmente, expressar-me.

Que mais poderia ter feito? Não ser a única a reflectir sobre este assunto e, para já, uma das conclusões a que consegui chegar é que está na altura de, neste mundo dos blogs, sermos mais amigos, mais próximos e olharmos mais uns pelos outros. Que estejamos unidos não só pela dor mas também pelas coisas boas.

Quanto à querida Susana, espero que estejas agora num sítio melhor, desprovido de dor e sofrimento. Deixaste uma boa marca por onde passaste. Foi bom ter-te connosco neste mundo. Até um dia!

Bebé A Caminho – 15 Semanas

Gravidez 15 Semanas
Fotografia tirada às 15 semanas + 4 dias de gestação.

Passaram mais umas semaninhas, e eu tenho mais novidades para vos contar desta aventura que tem sido a gravidez. De repente, estamos no 4º mês. Caso tenham chegado ao blog agora ou queiram relembrar como tem sido este percurso, podem fazê-lo clicando aqui.

À presente data, estou nas 15 semanas + 5 dias. Sim, fiz a eco do primeiro trimestre e houve um novo acerto (que bate mais certo com as contas iniciais). Agora, prevê-se que a ervilha nasça pelo aniversário do avô. Já ouvimos os batimentos cardíacos e, aparentemente, está tudo bem.

Ecografia 1º Trimestre 13 Semanas Gravidez Gestação
Imagem da ecografia do 1º Trimestre, às 13 semanas + 3 dias.

Vejam bem que, na bendita ecografia, foi uma algazarra. A ervilha estava muito irrequieta (eu tinha comido pouco antes!) e demorou a cooperar com o médico. Saímos da consulta a saber que, muito provavelmente, vamos ter uma ervilha menina!

Espero que na próxima ecografia o prognóstico se mantenha, porque até já temos nome escolhido e tudo. E muitas roupinhas e acessórios com detalhes de flores, lacinhos e cor-de-rosa qb.

Quanto a mim, não há nada de muito novo a destacar: não tive grandes alterações ponderais, continuo com muita sede, mas menos sonolenta e agora a fazer menos viagens ao wc. Tenho, sim, grandes oscilações de humor e dores nas costas. A minha pele e couro cabeludo estão mais secos. A barriga continua a crescer. As ancas alargaram visivelmente.

Gravidez 13 Semanas Gestação
Fotografia tirada às 13 semanas + 3 dias de gestação.

Comprar roupa tem sido uma odisseia necessária: as minhas blusas e camisolas ficam quase todas a meio da barriga e, como bem sabem, adoro vestidos cintados e agora é impossível vesti-los. Assim, esta tem sido uma época de saldos muito bem aproveitada. Tenho investido a pensar no tempo quente que se avizinha, mas posso garantir que não comprei roupa de grávida. Depois mostro-vos, mas consiste tudo em peças que poderei continuar a vestir depois do nascimento da ervilha (já agora, o vestido preto é da Springfield e o florido é da Zara. No total, não gastei mais de 25€ com eles).

O tamanho da roupa não ainda não mudou. Por segurança, há peças que compro no tamanho acima, que não fica mal e sempre deixa espaço para o crescimento da barriga. Se for necessário, rapidamente as reduzo um pouco futuramente. O tamanho do calçado, para já, também se mantém. E olhem que eu não me importava de ter pés um nadinha maiores permanentemente…

Gravidez 15 Semanas Gestação
Fotografia tirada às 15 semanas + 4 dias de gestação.

Entretanto, já nesta semana, pintei o cabelo. Teve de ser, que já estava pavoroso. Quanto aos cuidados que tenho tido com a pele, bom… Um dia destes sai post sobre o assunto, que obviamente há cuidados especiais e muita força e muita fé na prevenção de estrias.

Já começou a saga dos workshops pré-natais e no outro fim-de-semana aproveitámos uma iniciativa dedicada aos bebés e crianças promovida pela Well’s do Colombo, onde assistimos a uma sessão sobre a muda da fralda e ficámos a conhecer uma panóplia de produtos bons para a ervilha. Nunca é de mais conhecer informação e seleccioná-la!

Para além disso, e como estamos em época de feiras do bebé, já tenho guardado alguns produtos que vou querer utilizar porque já os conheço bem. Agora, ando a cuscar os melhores modelos de carrinhos, analisando a relação qualidade/preço. Têm alguma dica?

Gravidez Well's
Eu e o L. no workshop de muda da fralda promovido pela Halibut, na Well’s do Colombo.

Bebé A Caminho – 11 Semanas

Gravidez 11 semanas Baby bump 11 weeks

Tenho coisas novas para contar sobre a minha ervilha. Muitas! Antes de mais, por que é que saltei das 8 semanas para as 11? É simples: não tinha ocorrido nenhuma mudança assim tão significativa que justificasse um post.

Até agora, mantive-me no registo do costume e não tive enjoos. Registam-se, apenas, alguns momentos de certo desinteresse pela comida, mas no geral até tenho bastante apetite. Não consigo comer tanto de cada vez, nem como por dois, e tenho escolhido melhor o que como. Tomei medidas drásticas! Tive um aumento ponderal de quase 4kg e estou a ficar paranóica com esta questão (obrigada, senhor enfermeiro da consulta).

Foi-me feito todo um alarido por causa do aumento de peso, que mesmo sabendo que não devo matutar muito no assunto… Assim fiquei, que a mente é traiçoeira. Pelo andar da carruagem, hei-de explodir antes das 40 semanas. As pernas mostram-se algo inchadas (e dolorosas ao toque!). As costas começam a doer. Continuo com muita sede e muito sono. Canso-me com mais facilidade e, por vezes, parece que fico sem fôlego. A barriga está, como vêem, ainda maior. O mesmo acontece com o peito.

11semanas2blog

Rendi-me às evidências e abasteci-me de roupa interior mais adequada (e sinto-me uma velhota com tudo em algodãozinho feioso) e comprei umas calças (logo mostro) que espero que cheguem até ao fim do tempo de gestação. Parecendo que não, estas adaptações ajudam a promover o conforto e, consequentemente, também melhoram a autoestima.

Falando na aparência, deparei-me com um problema: a pintura do cabelo. Já começa a ser bem visível a raiz e surgiram dúvidas quanto à segurança da utilização de colorações. À partida, este tipo de produtos cosméticos é seguro para poder ser comercializado, não devendo ter componentes passíveis de serem absorvidos pelo organismo. Pelo sim, pelo não, prefiro esperar pelo final do primeiro trimestre.

Ecografia 11 Semanas 11 Week Ultrasound

No finalzinho de 2015, às 10 semanas, fiz a ecografia do rastreio.  Foi feito um ligeiríssimo acerto de datas. Só deu para olhar de relance para a minha ervilhinha linda e fiquei triste por não ouvir os batimentos cardíacos, já que a médica que me atendeu fez tudo muito rapidamente. Não se apresentou, tampouco se despediu e espero não ser acompanhada por ela nas próximas ecografias. A próxima é daqui a poucas semanas.

Agora sim, sei do incómodo que é ter toda a gente a dar palpites sobre o que não sabe e a agoirar porque aconteceu algo de mau à vizinha da dia da prima da avó do gato do cão durante a sua gravidez, cuidado!. E bem começo a sentir a pressão e a ansiedade de saber qual é o sexo do bebé para começar a organizar a sua chegada.

Estou um pouco assustada com o que aí vem porque, sem dar por nada, já passou 1/4 do tempo que dura a aventura da gestação. Ó tempo, passa mais devagar!

Do Ano Velho e do Ano Novo

Playmobil Reyes
Pacote Playmobil alusivo aos Reis Magos

Está a chegar ao fim o Dia dos Reis e, consequentemente, está mais que na hora de pôr fim ao ócio blogosférico. A verdade é que tenho certa aversão a grandes mudanças e transições. Tem de ser tudo feito com calma, porque as novidades são muitas ultimamente e ainda não consegui assimilá-las todas. O bom disto é que, a partir de agora, tenho muito mais tempo para dedicar ao blog e irei fazê-lo. Porque quero e porque tem de ser, com muita honra!

Ainda venho a tempo de falar do Natal e da passagem para o novo ano? Sei que sim. Sou tão ou mais cusca que vocês que por aqui passam para ler o que escrevo. Adoro saber o que as pessoas recebem nos anos e no Natal, bem como os seus objectivos globais e reflexões. Não devo ser a única, e parece-me mais que justo partilhar convosco um bocadinho do que é meu.

Começando pela ordem natural dos eventos, há que regredir ao Natal. Fiquei surpreendida por ter recebido presentes para moi même. Amigos e família, vocês são fantásticos! Como vem aí um bebé e, em simultâneo, há as mudanças, pensei que os (poucos) presentes que viessem não seriam para mim. É claro que recebi muitas coisas boas para apetrechar a casa e para o enxoval da ervilha (que, a avaliar pela minha barriga, deve ser uma melancia), mas também fui muito mimada. E adorei tudo, tudo, tudo!

Para além do dinheirinho habitual, que dá muito jeito, recebi cosméticos de toda a espécie, roupa e acessórios. A ervilhinha teve direito a uma manta bem gira, muitas roupinhas, um saco de pano muito giro e um peluche em forma de elefante (tinha de ser). Para a casa, apesar de já termos quase todos os apetrechos de cozinha, ganhei um serviço de talheres de uso quotidiano, uma chaleira de assobio (sim, dou-lhe uso e considero-a essencial, chamem-me velhota se quiserem!), um serviço de café e um tabuleiro, ambos de uma colecção que já tínha visto e adorado. Também recebi velas giríssimas. Resumindo e concluindo: não vejo o chão ao meu quarto, que começa a ficar apinhado de caixas com tralhedo de toda a espécie. Foi um óptimo Natal no seu verdadeiro sentido e encheram-me de mimos.

2016 Page 1 of 366
Imagem de fonte desconhecida.

Seguindo com a procissão, passemos aos clichés da transição do ano do calendário. 2015 foi uma montanha russa autêntica e 2016 há-de passar-se no mesmo modo. Trocando por miúdos, vai ser muito bom e espero estar à altura de todos os desafios.

O ano que começou há uns dias vai ter de ser o ano em que cresço e me transformo numa pessoa muuuito disciplinada. Vai ser duro, mas não estou sozinha.

  • Vou adoptar hábitos mais saudáveis, a sério. Já comecei há algum tempo, agora vai ser com rigor. Tenho de estabelecer boas rotinas de sono e comer convenientemente (em quantidade e qualidade).
  • Vou ter de gerir a casa de forma a ter sempre tudo organizado e não deixar faltar nada.
  • Não vou estoirar dinheiro em coisas supérfluas. Vou poupar tudo o que puder.
  • Vou cuidar de mim, da ervilha e da família.
  • Vou dedicar-me aos meus projectos pessoais, aqueles que vão sendo magicados e rascunhados ao longo dos anos nos cadernos.
  • Vou fazer por ter sempre o blog em dia.

É simples e é isto. Espero estar sempre por aqui para partilhar convosco as minhas peripécias, e que vocês continuem a acompanhar-me. Feliz 2016!

A Minha Wishlist de Natal

Pensei muuuitas vezes antes de publicar este post, porque a verdade é que:

  1. Não há nada que me faça falta.
  2. Há um bebé a caminho e, já que olho para o meu umbigo, deveria ter uma visão mais profunda do que se avizinha.

Depois, lembrei-me que também sou filha de Deus e que as épocas festivas servem para sonhar e meditar em caprichos. Não tem mal nenhum, faz bem e felizmente o Pai Natal ainda não cobra para ler cartas!

Justificando muito rapidamente as minhas escolhas, já que na imagem têm tudo direitinho, é tudo muito simples:

  • Sim, o meu telemóvel precisa de um upgrade, experimentei o Huawei Mate S conforme vos contei aqui e aqui e fiquei apaixonada. Ainda por cima, na semana passada chegou a Portugal a versão Pink. Há como não querer? Não! Pai Natal, era meeesmo isto.
  • A musa Dita Von Teese lançou o seu livro de beleza Your Beauty Mark: The Ultimate Guide to Eccentric Glamour. Quero porque quero. Já agora, consta que anda por aí um batom da MAC de edição especial da mesma senhora, também podia vir morar comigo.
  • Já bati nesta questão e volto a dar-lhe destaque: ando a namorar esta placa alisadora da Philips há quinhentos anos. Ando. Porque é tudo de bom. É grande, segura e eficaz.
  • É óbviooo que não preciso de mais paletas de sombras. Mas gosto muito delas, são um presente que aprecio e faço olhinhos a estas três da imagem. Optaria pela Chocolate Bar Semi Sweet da Too Faced, é linda e cheirosa e sempre fazia companhia à mana, mas a Cocoa Blend da Zoeva é tão lindinha e acessível e a Nude Dude da The Balm faz pendant com as minhas meninas.
  • Botas de cano alto, acima do joelho. Por que é que é tão difícil encontrar o modelo perfeito? As da imagem são da Aldo, mas não me deixam totalmente satisfeita. É que as que tenho sofreram um pequeno acidente, mas apesar de terem arranjo, não sei quanto tempo de vida terão pela frente. As que vejo nas lojas actualmente são caríssimas e medíocres. Por que é que teimam em encher tudo de fivelas, buracos e utilizar tecidos reles (tipo neoprene, hello!) na parte traseira? É o medo.
  • Gosto de colorir livrinhos engraçados, gosto do Sherlock e… Quem é que resiste a um livro de colorir do Sherlock Holmes?

Não encarem os meus caprichos como esquisitice, até porque sou uma pessoa fácil de agradar e entreter com bugigangas. Se estão mesmo interessad@s nos meus desejos e querem mais pistas sobre o que poderiam oferecer à minha pessoa (ninguém oferece presentes a gente crescida, mas just in case…), aproveitem para me encher de collants e cuecas da avó, daquelas de algodãozinho que se fazem difíceis de encontrar hoje em dia (a sério!), túnicas e vestidos folgados.

Também não me vou ofender se decidirem encher-me o sapatinho de quinquilharias e bibelotes para a casa, hã? Como disse, sou muito fácil de contentar e sou pior que os miúdos: gosto mesmo é do mistério de desembrulhar os presentes.

E vocês, o que querem neste Natal?

Bebé A Caminho – 8 Semanas

8semanas1blog

A noção temporal é muito estranha: há alturas em que parece que o tempo não avança, outras em que voa. Já concluí que a gravidez se encaixa na segunda categoria. Na sexta-feira passada, a ervilha (que mais parece uma melancia!) fez 8 semanas.

Deixei de caber nas minhas calças. Bom, elas servem, até as skinny skinny, mas… Não apertam na barriga. Tendo em conta que todas elas são de cintura subida (e não há a menor hipótese de optar por modelos descaídos, que abomino!), tive de lhes dizer adeus. Temporariamente, espero. Impus-me o desafio de sobreviver com leggings e collants pelo menos por mais um mês. Eu, que habitualmente nem gosto muito de utilizar calças de ganga (mas utilizo outras dos mais diversos tecidos, cortes e padrões), estou a trepar paredes face à impossibilidade de utilizar as minhas agora. Antes, vestia muita roupa preta pelo simples facto de gostar da cor. É confortável porque (quase) tudo fica bem com tudo. Agora, torna-se enfadonho e parece que transmite um certo complexo de imagem. Ainda não consegui lidar muito bem com as mudanças repentinas no meu corpo.

8semanasblog2

Felizmente, continuo sem enjoos, mas tenho muita, muita sede. Tanta sede leva a idas infinitas ao quarto de banho e… Terminaram as noites seguidas de bom dormir. Para compensar, estou cheia de sono 24/24. Os apetites especiais surgem, mas são facilmente controláveis. Faço questão de ter mais cuidado com o que como, imponho-me mais regras de horários e tenho sido uma menina linda no que toca aos vegetais. Na verdade, não deixei de fazer nada do que fazia normalmente.

Para já, não há muito mais a relatar. Tenho lido e aprendido muito (mais do que já sabia do meu percurso académico!) sobre as aventuras da gravidez e começo a organizar o que se segue. Uma das coisas que tenho apurado é que há imensos baby blogs e sítios cheios de bons freebies relacionados com a maternidade. Querem que os partilhe convosco? Têm “cromos” para a troca?

Bebé A Caminho

6s6d-1blog

Tenho uma notícia para vos dar: vou ser mãe! Não imaginam como tive de me conter para não gritar logo ao mundo inteiro que tenho um bebé na barriga. Agora, já se pode dizer. É certo e, à partida, está tudo bem. Há quem prefira aguardar um pouco mais, mas a verdade é que não há um guião de como fazer tudo nesta altura, muito menos sobre como transmitir notícias destas.

Por agora, estou a passar por um turbilhão de emoções e não vos consigo dizer muitas coisas. Ainda não há ecografia, estima-se que gestação esteja nas 6 semanas e 6 dias. Soube que estava grávida na semana passada. Não era um objectivo a curto prazo, mas vai acontecer e estamos felizes. Este vai ser o maior desafio da minha vida, espero estar à altura e fazer tudo direitinho.

6s6d-2blog

Não sei onde vai parar esta barriga, que já se faz notar. A minha roupa ainda me serve, e espero que assim continue. Não tive enjoos até agora, mas também não tenho apetites especiais. Transtorna-me que o acesso a determinados chás que adoro esteja limitado. Tenho mais sono que nunca. Para já, estamos muito bem. Espero que, até Julho, decorra tudo calmamente e dentro da normalidade.

Não quero que este blog se transforme num baby blog, mas é claro que vou partilhar algumas coisas convosco. Contem com, pelo menos, um post semanal sobre a gravidez e a maternidade. E, já sabem, conto com as vossas partilhas e opiniões!

Alergia ao Sol #2

Eu sei que não tem nada a ver, mas apeteceu-me ser um bocadinho mete-nojo e colocar aqui esta montagem com fotos tiradas pela Ana Rita (http://www.lets-talk-about-beauty.com/).
Eu sei que não tem nada a ver, mas apeteceu-me ser um bocadinho mete-nojo e colocar aqui esta montagem com fotos tiradas pela Ana Rita (http://www.lets-talk-about-beauty.com/).

É uma grande falha não dedicar mais tempo a este assunto importante e que faz parte da minha existência. Afinal, há cada vez mais pessoas a sofrer de alergias solares e é dever de quem tem o dom da palavra alertar e ajudar nestas situações. Antes de escrever este post (esperem, que não vem daqui nenhum testamento… Por enquanto!), fui vasculhar o que já tinha escrito sobre o assunto aqui no blog e concluí que falei dele duas vezes, aqui e aqui.

Vou ter de preparar um post com tudo bem explicadinho. Hoje, quero só partilhar convosco um episódio chato e que poderia ter sido evitado. Nunca apanhei um escaldão. Bronzeio com muita facilidade. Contudo, nunca descurei a aplicação de protector solar. Aos 19 anos, passei a ter ainda mais cuidado, porque comecei a ter alergias com muita facilidade. Utilizo protector solar todos os dias, todo o ano, e quando estou exposta durante muito tempo (caso dos dias de praia e piscina – procurando sempre zonas de sombra nas horas críticas!), procuro reaplicar com alguma frequência. Consegui passar o Verão do ano passado sem transtornos, e este ano ia pelo mesmo caminho.

Ia! Ontem, coloquei a uso uma embalagem de protector solar do ano passado que estava guardada em boas condições. Toda a gente lê sobre a validade dos produtos e sobre a perda de propriedades e eficácia que têm, mas nem sempre temos o maior rigor na sua utilização. Cá para mim, pensei que o dito protector solar ainda estava em perfeitas condições, já que o cheiro, cor e textura se mantiveram como seria suposto. Tenho passado os dias desta semana na piscina.

Há coisas que os olhos não vêem, e hoje à tarde comecei a ficar com muita comichão e ardor generalizados. Quando me vi ao espelho, parecia um Ferrero Rocher com pernas! Bem conheço esta ladainha. Cá estou eu, com uma brutal alergia solar, com os anti-histamínicos (não se automediquem, procurem sempre ajuda dos profissionais de saúde!) do costume e a dar por terminada a minha época balnear de 2015. Moral da história: respeitem a validade do protector solar e façam pela vossa saúde.