Categoria: Papelaria

HP DeskJet 3732 – A impressora cá de casa

impressora hp deskjet 3732 review

Com um novo ano lectivo prestes a começar, é a altura ideal para falar da impressora cá de casa.

Alguns poder-lhe-iam chamar um luxo, mas para mim este é um equipamento essencial no funcionamento de qualquer lar em pleno: todos necessitamos de uma impressora.

Se puder ter um scanner incorporado, um tanto melhor, embora os smartphones e tablets já sejam relativamente satisfatórios nesse sentido.

Uma impressora é quase tão importante como um microondas ou uma torradeira.

Todos vivemos bem sem eles, mas se os pudermos ter nas nossas vidas, o dia-a-dia é mais fácil. Quem é que gosta de estar dependente de papelarias, bibliotecas e afins para imprimir coisas tão simples como facturas ou formulários?

Quando nos mudámos, a busca pela impressora perfeita foi posta em curso. Precisávamos de um equipamento com uma boa relação qualidade/preço, de fácil manutenção, multifunções e que fosse o mais compacto possível.

Não imaginávamos, sequer, que existia algo como o que acabámos por comprar.

Escolhemos uma HP DeskJet 3732.

Quando começámos a descobrir as impressoras HP DeskJet 3700, soubemos que era mesmo isto que fazia falta no nosso escritório. Inicialmente, encontrámo-las nas cores branco e menta e branco e azul. A indecisão era muita.

Entretanto, perto do Natal, descobrimos que também existia a nossa, em branco e vermelho. Perfeita para o esquema de cores que decora a divisão da casa onde a colocaríamos!

Consta que é a impressora multifunções mais pequena do mundo.

  • Tem função wireless (os nossos computadores não são compatíveis, mas também tem um cabo) que nos facilita imenso a vida quando queremos imprimir algo a partir dos telemóveis ou tablets;
  •  Os tinteiros são fáceis de encontrar e baratos – não imprimem assim tantas folhas a menos que o habitual, pelo que compensa mesmo muito.

Li algumas reviews antes de comprar que me deixaram de pé atrás: referiam que se tratava de uma impressora lenta, barulhenta e de qualidade abaixo do expectável, havendo outras melhores na mesma linha de preços.

Não sei quais eram os pontos de comparação, pelo que só posso falar da minha experiência.

Esta impressora é substancialmente mais rápida tanto a imprimir como a digitalizar do que a que utilizava anteriormente, uma multifunções também da HP na mesma linha de preços, com menos de 5 anos.

É, também, muito menos barulhenta e a qualidade de impressão é muito melhor – vê-se nas fotos, que acabo por imprimir com alguma frequência.

Tanto na Worten como na Fnac (e acredito que noutras lojas semelhantes), o preço habitual das impressoras desta linha ronda os 70€. Ainda assim, é frequente encontrá-las com um bom desconto – comprei a minha por 50€.

Se procuram um equipamento compacto, giro, fácil de utilizar e prático para utilização doméstica, as HP DeskJet 3700 são um caso a ponderar!

O Álbum da Teresa

álbum de bebé

Os primeiros tempos da vida de um bebé passam a correr.

Parece um cliché, mas garanto que é verdade. Todos os dias os petizes aprendem coisas novas e, nos primeiros meses, crescem visivelmente da noite para o dia. Acreditem quando vos digo que há coisas importantes que, se não registamos, acabamos por esquecer muito rápido.

Eu faço questão de tirar muitas fotos, gravar vídeos e registar momentos da Teresa. Como um arquivo que não é tratado é uma espécie de arquivo morto, faz todo o sentido manter e organizar um álbum (mais álbuns, mas um como “resumo”) do primeiro ano de vida.

Antes de a cachuchinha nascer, pedi-vos ajuda na escolha do melhor álbum. Bom, até poderia ter sido eu a fazê-lo, mas já tinha assuntos a mais em mãos. Vi álbuns para todos os gostos: artesanais, produzidos em série, incompletos, com floreados a mais, a custarem os dois rins, baratos e feios… Até álbuns com fotografias de outros bebés na decoração eu encontrei. Qual é o sentido? Não é suposto serem os nossos bebés os protagonistas destas recordações?

álbum aiaimatilde

Acabei por optar pelo álbum da Aiaimatilde. Tenho vários artigos desta marca portuguesa, adoro todos e o álbum de bebé ia de encontro a tudo o que procurava: é lindo, tem um formato prático de manusear e compor, dá para registar tudo o que é mais relevante, não é caro (custa 12.50€) e sei que a Teresa vai adorar folheá-lo quando for mais crescida.

Há para menino e para menina, e só me arrependo de não ter pedido para personalizar a capa com o nome da minha pequenina.

Cola em Caneta

Caneta Cola Tombow Glue Pen

Querem uma espécie de off topic que não é off topic, que aqui fala-se de tudo e mais alguma coisa? Sei que não sou a única fanática por tudo o que é mariquice de papelaria por estas bandas, por isso tenho de partilhar convosco algo que aposto que é uma novidade para muit@s de vós: já conheciam o conceito de cola em caneta?

Bom, para mim esta bugiganga não é nova. Há coisa de 10 anos, a UHU tinha uma caneta de cola na sua gama de produtos disponíveis. Devem existir mais produtos semelhantes de outras marcas, mas esta era tão boa ou tão má que desapareceu. Há uns dias, algures num blog português (não consegui encontrar o artigo que vi, mas se a pessoa que o escreveu estiver a ler, que se acuse), li que havia uma caneta semelhante na Fnac. Tive de comprar, claro!

Caneta Cola Tombow Glue Pen

É da Tombow, uma marca japonesa que tem uma série de outros artigos de papelaria bastante interessantes (adoro as esferográficas muito esguias e as borrachas de ponta finíssima) e é tal e qual uma caneta de gel, só que em vez de estar carregada com tinta, tem cola líquida.

Antes que duvidem da funcionalidade da coisa, deixem-me que vos diga que dá um jeitaço e é coisa que passou a ser essencial no meu estojo (que é pequeno, não pensem que carrego a papelaria às costas). Cola mesmo, é fácil de usar e não fica entupida. Portanto, aficionad@s da tralha de escritório, aqui fica mais uma ferramenta para adicionarem às vossas colecções.

Trouxe dos 90s – Canetas de Sopro

Sendo eu uma acumuladora de tralhas em mudanças, estou a confrontar-me com muitos dos brinquedos da minha infância que guardei na esperança de um dia passar à descendência.

O meu propósito vai ser cumprido, e já que posso juntar o útil ao agradável, quero partilhar convosco algumas pérolas de quem cresceu nos anos 90 (e não só). Todas as semanas, trarei à ribalta um brinquedo/memória diferente e, se possível, irei complementar com fotografias do que tenho na minha colecção.

canetas de sopro

Para começar, pareceu-me bem falar de algo que redescobri recentemente e que há mais de 15 anos me mantinha entretida por muuuitas horas seguidas: as canetas de sopro, ou Blo Pens, que era o nome da principal marca que as comercializava.

Eram canetas de feltro com umas pecinhas de plástico que permitiam que as utilizássemos através do sopro por uma espécie de boquilha, fazendo autênticos grafitis nas folhas de papel, tecidos e afins. Por norma, traziam stencils temáticos que nos ajudavam a “desenhar” figuras mais direitinhas. Até havia edições especiais, como uma em que estava incluída uma caneta branca que modificava a cor das restantes (já vi disto noutros conjuntos de canetas de feltro).

Comprava as minhas em papelarias e no Toys’r’us, e à presente data não sei se ainda existem nestes locais. Para meu espanto, descobri que existem canetas destas (sem marca) à venda na Tiger. Para quem tem filhos/sobrinhos/crianças pequenas, aqui fica uma ideia de presente dos bons e que tenho a certeza que vão adorar! E vocês, brincavam com canetas de sopro?

canetas de sopro

A Minha Wishlist de Natal

Pensei muuuitas vezes antes de publicar este post, porque a verdade é que:

  1. Não há nada que me faça falta.
  2. Há um bebé a caminho e, já que olho para o meu umbigo, deveria ter uma visão mais profunda do que se avizinha.

Depois, lembrei-me que também sou filha de Deus e que as épocas festivas servem para sonhar e meditar em caprichos. Não tem mal nenhum, faz bem e felizmente o Pai Natal ainda não cobra para ler cartas!

Justificando muito rapidamente as minhas escolhas, já que na imagem têm tudo direitinho, é tudo muito simples:

  • Sim, o meu telemóvel precisa de um upgrade, experimentei o Huawei Mate S conforme vos contei aqui e aqui e fiquei apaixonada. Ainda por cima, na semana passada chegou a Portugal a versão Pink. Há como não querer? Não! Pai Natal, era meeesmo isto.
  • A musa Dita Von Teese lançou o seu livro de beleza Your Beauty Mark: The Ultimate Guide to Eccentric Glamour. Quero porque quero. Já agora, consta que anda por aí um batom da MAC de edição especial da mesma senhora, também podia vir morar comigo.
  • Já bati nesta questão e volto a dar-lhe destaque: ando a namorar esta placa alisadora da Philips há quinhentos anos. Ando. Porque é tudo de bom. É grande, segura e eficaz.
  • É óbviooo que não preciso de mais paletas de sombras. Mas gosto muito delas, são um presente que aprecio e faço olhinhos a estas três da imagem. Optaria pela Chocolate Bar Semi Sweet da Too Faced, é linda e cheirosa e sempre fazia companhia à mana, mas a Cocoa Blend da Zoeva é tão lindinha e acessível e a Nude Dude da The Balm faz pendant com as minhas meninas.
  • Botas de cano alto, acima do joelho. Por que é que é tão difícil encontrar o modelo perfeito? As da imagem são da Aldo, mas não me deixam totalmente satisfeita. É que as que tenho sofreram um pequeno acidente, mas apesar de terem arranjo, não sei quanto tempo de vida terão pela frente. As que vejo nas lojas actualmente são caríssimas e medíocres. Por que é que teimam em encher tudo de fivelas, buracos e utilizar tecidos reles (tipo neoprene, hello!) na parte traseira? É o medo.
  • Gosto de colorir livrinhos engraçados, gosto do Sherlock e… Quem é que resiste a um livro de colorir do Sherlock Holmes?

Não encarem os meus caprichos como esquisitice, até porque sou uma pessoa fácil de agradar e entreter com bugigangas. Se estão mesmo interessad@s nos meus desejos e querem mais pistas sobre o que poderiam oferecer à minha pessoa (ninguém oferece presentes a gente crescida, mas just in case…), aproveitem para me encher de collants e cuecas da avó, daquelas de algodãozinho que se fazem difíceis de encontrar hoje em dia (a sério!), túnicas e vestidos folgados.

Também não me vou ofender se decidirem encher-me o sapatinho de quinquilharias e bibelotes para a casa, hã? Como disse, sou muito fácil de contentar e sou pior que os miúdos: gosto mesmo é do mistério de desembrulhar os presentes.

E vocês, o que querem neste Natal?

Agenda Mr Wonderful 2016

agendamrwonderful2016

O fim do ano está mesmo aí e, com ele, começam as preocupações de agendar e organizar tudo e mais alguma coisa. Sei que muitas de vós já se renderam ao formato digital, mas eu cá gosto de ter tudo organizado em papel. Assim, não estou dependente da Internet e muito menos da electricidade. Não há nada como registos “palpáveis”!

Para que tudo funcione na perfeição, a escolha da agenda perfeita é essencial. Podia elaborar os meus registos à minha medida, mas sou preguiçosa. Podia comprar uma agenda baratinha, mas não seria muito gira nem plenamente funcional para o que necessito. Há algumas muito engraçadas por cá, mas para 2016 decidi optar pela da Mr Wonderful.

Já devem estar fartinhas de ouvir falar dela, mas tudo tem os seus motivos: é que foi mesmo muito bem concebida! Tem uma configuração apelativa e espaço para escrever. Tem duas coisas que podem parecer inúteis, mas que para mim são absolutamente necessárias: o elástico na capa e uma bolsa interior, já que os meus cadernos e agendas acabam, invariavelmente, cheios de tralha. E quando caem ao chão? Pois. Assim, acaba-se o drama.

Ainda traz régua e marcadores, para ninguém se perder e todas podermos cultivar o bichinho dos bullet journals (aqui está tudo direitinho, mas há margem para rabiscos).Também tem listas para tudo e mais alguma coisa (até listas catita para quem vai de viagem!), papéis com diferentes padrões para escreverem o que vos der na telha e centenas de autocolantes (e nenhum repetido).

Custa 16€90 (nada de mais quando comparamos com outras agendas todas pipis) e comprei a minha na loja da marca, mas já percebi que também existe na Fnac e acaba por ser mais barata, já que evitam os portes. Caso não tenham a certeza que existe na loja, podem sempre comprar online. Levantar em loja é gratuito e, de qualquer forma, há sempre muitas campanhas de portes grátis acima de determinado valor. Se eu soubesse, na altura, teria encomendado também o álbum de bebé da mesma marca, que esgotou.

E vocês? Já têm agenda para 2016? Qual delas escolheram? E de álbuns de bebé, sabem de algum bonito e completo?

Presente de Aniversário – Agenda para Blogs

pink planner

Antes de mais nada, peço desculpa pela ausência em pleno mês de aniversário! Se estão a ler este post, tenho a certeza que já repararam num dos motivos que levaram a este súbito desaparecimento: lavámos a cara. Pelo meio, houve umas quantas chatices com o servidor. Gostam do novo look? Quero que me contem tudo. Continuamos com os mesmos cabeçalhos, que carregam aleatoriamente de cada vez que abrem o blog.

agenda1

Numa tentativa de me organizar e não falhar mais connosco, acabei por produzir algo que sei que vai dar jeito a quem tem blogs. E eu sei que tenho muit@s leitor@s que também têm blogs! Depois de ler sobre o assunto pela Internet fora, decidi compor uma agenda perpétua à minha medida, com tudo aquilo de que necessito para manter o blog em ordem (espero eu, mas se surgirem actualizações, logo partilho convosco). Inclui calendários, folhas de estatísticas, planeamento de posts, tudo e mais alguma coisa.

agenda2

O melhor é que quando mostrei o documento à Ana Rita, ela disponibilizou-se para alindar a coisa. E puff: sai uma agenda catita para tod@s vós poderem descarregar neste link. Não é um bom presente? Para o montarem é muito simples, e sugiro que imprimam 4 páginas por folha (que ficam com páginas em tamanho A5), que assim poupa-se papel e há espaço para tudo. Imprimam as páginas de planificação e preenchimento quantas vezes necessitarem. Reorganizem como vos apetecer. Creio que a forma mais prática de utilizar a agenda é colocá-la num dossier, que assim também não precisam de imprimir logo as folhas todas para um ano e conseguem perceber se se adaptam a este sistema ou não. Por que não imprimir páginas para um mês e experimentar?

Para vos facilitar a vida, aqui fica um guia das páginas:

  • Página 1 – Folha de Identificação
  • Páginas 2 a 13 – Calendário Perpétuo (cada mês tem um padrão diferente)
  • Página 14 – Estatísticas
  • Páginas 15 e 16 – Tops (Posts mais vistos, palavras chave, backlinks, pesquisas, posts mais comentados)
  • Páginas 17 e 18 – Objectivos do blog (a curto e longo prazo)
  • Página 19 – Registo de Passwords
  • Página 20 – Contactos
  • Página 21 – Anúncios e Patrocínios
  • Página 22 – Lucros e Despesas
  • Página 23 – Organização de posts (sugiro a utilização de postits, de forma mudar os conteúdos de sítio à medida que forem concretizados)
  • Páginas 24 a 30 – Planificação semanal de posts
  • Página 31 – Brainstorming
  • Página 32 – Passatempos
  • Página 33 – Checklist Semanal
  • Página 34 – Notas e Ideias

Se alguma coisa não vos fizer sentido, é só perguntar, que eu explico. Acredito que, para muita gente, haja aqui pelo meio uma série de dicas nas quais nunca pensaram, sequer. Não têm de quê!

No demais, só vos pedimos que sejam fofinh@s e se ainda não seguem A Guida É que Sabe e a Let’s Talk About Beauty, por favor, mostrem o vosso carinho pelos blogs e sigam-nos nas diferentes redes sociais. Ah, e sintam-se à vontade para comentar e mandar emails com dúvidas ou sugestões. Está claro que este foi um trabalho feito com muito amor e carinho e não é para desatarem a ser copiões ou tirarem lucro com isto, sim? Esperamos que gostem!

agenda3

RadiantOrchid

Ou, perdão, Radiant Orchid. É esta a cor do Pantone para 2014. Possivelmente, já não é novidade para a maior parte de vós, mas ainda não tinha falado do assunto cá no blog nem dei a minha opinião.

Não sou grande fã desta cor para o vestuário e acessórios, e são pouquíssimas as peças de roupa que tenho em tonalidades semelhantes. Talvez seja um sinal para usar mais a blusa acetinada com gola em laçada que é tão bonita e que me deixa tão elegante, mas que não visto muito.

1lisbonblinnerCom a Patrícia no 1º Lisbon Blinner

No que toca à maquilhagem, pode ser que finalmente as mulheres se inspirem e comecem a atrever-se a usar batons em tons de lilás e roxo. Caso não saibam bem onde encontrar o batom perfeito nesta cor tão em voga, pode ser que ainda encontrem os da linha Make B Black Crystal d’O Boticário de que falei aqui. Nas unhas vai ser mais fácil, e é nesse domínio que tenho visto um maior investimento durante o primeiro mês deste ano. Curiosamente, consigo lembrar-me de umas quantas opções low cost que foram descontinuadas. Anda tudo dessincronizado!

Sinceramente, não esperava que esta tonalidade se tornasse numa cor do ano. Ando tão interessada noutras cores e noutros tons, que fiquei um pouco desapontada. Adoro roxo, adoro cor-de-rosa (oh, quem diria!…), até consigo gostar muito de algumas tonalidades de lilás mais frias ou mais fechadas. O Radiant Orchid não é bem a minha praia. Pode ser que tenha surpresas agradáveis e que termine o ano a gostar mais de lilás deste tipo.

Aiai 2014

Agenda Aiaimatilde

Ainda não vos tinha mostrado, mas nem seria normal se:

  1. Não adoptasse a agenda aiaimatilde para 2014 depois de ter gostado tanto da do ano passado;
  2. Não vos mostrasse a bendita.

Fui conquistada pelas ilustrações fofinhas e pela originalidade, claro, e pelo facto de ser totalmente feita em Portugal. Mas não posso esquecer o resto: o formato A6, que cabe em qualquer bolsa e a organização com espaço de sobra para anotar os meus afazeres de cada dia. Ah, e há dois detalhes que muito boas agendas não trazem: a fitinha marcadora de páginas e o elástico para fechar a agenda, de forma a que toda a papelada que vamos guardando não se solte.

Acho que nos próximos anos não me apanham a comprar outras agendas!

E vocês, usam agendas? Que modelo adoptaram para 2014?

BIC – Hello Kitty

hello kitty bic papelaria stationery material de escritório edição limitada esferográfica caneta

A BIC tem uma colecção da Hello Kitty.

É juntar o melhor de dois mundos: o dos artigos de papelaria e o das bonecadas.

Se eu não nascesse, tinha de ser inventada. Não me posso queixar, que na minha infância tive direito a lápis e canetas bem catita.

No entanto, e apesar de coleccionar material deste tipo desde cedo (e de até ter herdado a colecção do meu avô), foi já na maioridade que encontrei a maior parte dos elementos mais cuchi cuchi de todos os que possuo.

Quem gosta destas coisas, como eu, deve saber perfeitamente como era complicado encontrar material de escrita mais extravagante nas superfícies do costume.

Desta feita é fácil encontrar material bonito para as fãs da Hello Kitty.

Aposto que é uma colecção que agrada a miúdas e graúdas! Há artigos para todos os gostos. Vejam bem que até há canetas de aparo!

Os preços variam entre os 0,55€ e os 5,90€, e para quem prefere comprar à dúzia, há packs bastante interessantes. Basta procurarem nos supers e hipers do costume, e nas papelarias.

Eu já fiquei abastecida e com algumas peças de reserva.

hello kitty bic papelaria stationery material de escritório edição limitada esferográfica caneta