Categoria: Moda

Pode ser só um,

vestidos

1. Brigitte Bardot | 2. Cream | 3. Cream | 4. Derhy | 5. Derhy

Mas se mos quiserem oferecer todos, também não digo que não. Eu deveria ser proibida de ver lojas, porque depois quero tudo, e é uma angústia andar a matutar em coisas bonitas que não vou ter porque, em boa verdade, não me fazem falta. Acho que um dos vestidos da Derhy ainda há-de vir morar comigo, mas para já deixai-os ficar quietinhos fora do meu alcance.

O problema de ter roupa a mais (como se fosse um problema, pensam vocês) é que começamos a ser mais exigentes e até podemos não perder a cabeça com muita coisa (que perdemos, eu perco, vá), mas quando perdemos… Espera lá aí, Brigitte, que já dou quase 400€ por um vestido. Não é sustentável! Não sou snob, e desculpem lá qualquer rasgo de futilidade que possa andar por aqui à solta, mas é saudável, aqui entre nós, e aposto que não sou a única a ter momentos destes. Fico cada vez mais determinada a pensar que o melhor é mesmo apurar os dotes de costureira, que é um dom para a vida e sempre sai mais barato fazer roupa bonita e ganham-se peças únicas, à medida.

Mas, relembro, ficava mesmo feliz se um destes vestidos viesse parar ao meu roupeiro. Não são todos lindos de viver? O último anda a sorrir para mim há demasiado tempo…

5000 artigos com -50% na La Redoute

Já me ouviram dizer várias vezes que as compras através da La Redoute já são uma tradição na minha família. Antes de eu existir, já a minha avó fazia compras pelos catálogos. Desde então, e até agora, todas as estações fazemos as nossas encomendas.

Como se não bastasse ter uma vasta oferta, que vai desde as marcas próprias com peças de óptima qualidade a preços super acessíveis até às marcas específicas que não encontramos facilmente noutras lojas (como a Derhy e a Paul & Joe Sister, que são das minhas preferidas), a La Redoute costuma ter em vigor, com certa frequência, promoções muito boas. Uma das melhores oportunidades de compras surge agora, de 24 a 28 de Abril, com a realização de uma acção incrível! Durante estes dias, 5000 modelos da colecção Primavera/Verão estarão com 50% de desconto.

Já tinha algumas peças em vista desde que recebi o catálogo em casa, e irei aproveitar agora para as encomendar a preços que não arruinam o orçamento. E se não gostar ou quiser trocar por outro tamanho/cor, não há problema, porque a La Redoute tem um serviço grátis de trocas e devoluções – basta levar a embalagem com o talão de encomenda preenchido para um Ponto Pick Me (vejam a lista aqui).

Querem que partilhe convosco as minhas escolhas/compras? Vão aproveitar esta oportunidade?



Passatempo Concreto

vestidoconcreto

Das marcas pelas quais nutro grande carinho, a Concreto está algures no topo da lista. Vocês já sabem, há provas. Desde que comecei a ser eu a escolher a minha roupa, a Concreto começou a ter lugar em boa parte do meu roupeiro. As peças têm qualidade extraordinária, duram anos como novas e a cereja no topo do bolo é que a marca é portuguesa. Digo sempre o mesmo. Que orgulho!

Orgulho ainda maior é poder contar com o seu apoio e confiança para vos poder oferecer um passatempo bom, a ver se chamamos o calor da Primavera. Estão a ver bem o vestido da fotografia deste post? Pois bem, eu e a Concreto temos um igual para oferecer a uma vencedora, no tamanho M.

a Rafflecopter giveaway

Para participar é muito simples: é só preencherem os requisitos da caixa acima. É obrigatório tornarem-se seguidoras da página da Concreto e da página do blog no Facebook. Se se registarem na loja online da Concreto, ou se fizerem partilhas públicas do passatempo também podem ganhar entradas extra. O passatempo acaba no dia 8 de Maio e @ vencedor@ será escolhid@ aleatoriamente. São válidas as participações de Portugal Continental e Ilhas. Boa sorte, espero que gostem!

Ainda não foi desta…

crocsjayna

… Que a versão bege/ouro dos únicos Crocs que gosto, o modelo Jayna, veio morar comigo. Vá, não me batam, que se eu não dissesse que eram Crocs, ninguém reparava. Nem eu reparei da primeira vez que vi este modelo à venda, há cerca de dois anos. Já nessa altura não encontrei esta cor no meu número, mas acabei por trazer o mesmo modelito em preto e não foi, de todo, uma compra despropositada porque este híbrido entre as sandálias e as sabrinas, feito de um material que é confortável, impermeável e fácil de lavar/limpar acaba por ser versátil e por isso calço o meu par imensas vezes. Parece que todos os anos as Jayna voltam às lojas, e todos os anos calho a reparar quando já não existe o meu tamanho.

O calçado de Verão ocupa a maior parte da minha sapateira e perdi a conta às sandálias rasas. Gosto de variar, gosto de ter calçado colorido, e já se sabe que o calor contribui para pés sujos muito mais rapidamente e convém arejar e limpar o calçado com frequência. Começo a gostar de alguns tipos de materiais sintéticos (não podem ser comprados em qualquer local, sem qualquer certificado, atenção!) como a EVA dos Crocs nesta vertente mais prática. E desengane-se quem pensa que este modelo é um exclusivo do Verão, que nos dias mais amenos das meias-estações calço-o muito nos dias em que a chuva pode aparecer, precisamente por serem impermeáveis.

Alguém me sabe dizer onde é que posso encontrar estas sandálias, nesta cor (ouro/bege), no tamanho 35?

IMG_20130925_141506

Lisbon Blinner – Impressões

Lisbon Blinner Blog Meeting
A fotografia de grupo

Cá está o post que já devia ter saído há 500 anos sobre o evento mais mediático dos últimos tempos. Especialmente para quem não pôde ir, deixem-me que vos faça pirraça. Ainda não tinha dito grande coisa sobre o Lisbon Blinner – The Pinup Edition porque para além de andar a correr, ocupada com uma panóplia de assuntos que tiveram de ocupar um plano prioritário na minha vida, confesso: estava à espera das fotografias oficiais do jantar, e das restantes que foram sendo tiradas um pouco por toda a gente… Menos eu! Gosto tanto de viver os momentos que me esqueço de dar uso às máquinas fotográficas. Por isso, e para que fique já tudo esclarecido, podem clicar em cima das fotografias deste post para serem redireccionadas para as autoras.

Lisbon Blinner Blog Meeting
As organizadoras: Jael (Coquette à Portuguesa), Joana (Joana Arêde Cotovio Makeup Artist) e eu. Falta a Patrícia!

Em primeiro lugar, digo-vos que a escassos dias do grande jantar andei a stressar com receio que algo não corresse bem. Felizmente, correu tudo às mil maravilhas não só graças ao esforço das restantes organizadoras (a Jael, a Joana e a Patrícia) mas também porque tivemos a Joana sempre ao nosso lado, disponível para ajudar com tudo. Mesmo não fazendo parte da organização, acabou por fazer. Teve um papel fulcral. Foram todas incansáveis! É claro que ter presente no Blinner um grupo de bloggers de alta categoria, todas lindas, simpáticas e super acessíveis e compreensivas também foi essencial para o sucesso do evento.

Lisbon Blinner Blog Meeting
Eu e a Ana Rita (Let’s Talk About Beauty), que é família!
Lisbon Blinner Blog Meeting
E a Sara (Eighteen and a Life) e eu, que tenho pena que ela more lá longe porque gosto muito dela, também

A ideia das pinups foi do melhor, porque deu perfeitamente para identificar (quase) toda a gente do nosso grupo só pelo batom vermelho. Enchemos o The Great American Disaster de mulheres bonitas! Gostei muito de conhecer umas quantas caras novas e pôr a conversa em dia com outras tantas. Vejam bem, até do Porto vieram algumas amigas! E de Leiria, e de outros locais relativamente distantes de Lisboa. É importante mencionar este facto para que quem nos vê de fora perceba como este tipo de encontros são relevantes.

Lisbon Blinner Blog Meeting
Ana Rita (Let’s Talk About Beauty), Tânia (Makeup Pt), eu, Joana Cardoso (The Paper and Ink) e Giselle Limirio (Unique by Gi). O Porto veio até nós!

O jantar demorou muito tempo a ser servido, mas foi compreensível porque houve alguns atrasos e também faltas de presença das quais não tivemos conhecimento em antemão. Ficámos aborrecidas, mas quem perde foi quem não compareceu. Tivemos pena porque o número de vagas era limitado e poderíamos ter dado uma oportunidade a outras pessoas. À parte deste detalhe, tudo estava impecável. Creio que toda a gente adorou e ficou satisfeita com tudo o que aconteceu.

Lisbon Blinner Blog Meeting
Os sorteios durante o jantar! Ah, a loiraça mais gira é a Joana Sousa, a nossa fotógrafa-maravilha!

Como eventos de bloggers não o são sem goodies dos bons para trazer para casa, experimentar e divulgar, toda a gente levou para casa um saco recheadíssimo (e mega pesado, imaginem quem foram as quatro malucas que alombaram com eles até ao carro, e do carro para o restaurante…), para além de um prémio aleatório atribuído por sorteio. Durante o jantar, também tivemos direito a massagens de mãos oferecidas pela Lush e pudemos brincar com algumas máquinas instantâneas da Fujifilm. Espero que tenha correspondido às expectativas!

Lisbon Blinner Blog Meeting
A sobremesa especial feita pela Valorfúchsia.

Deixo-vos abaixo uma lista dos blogs participantes nesta edição do Lisbon Blinner e uma lista das marcas que tão amavelmente colaboraram connosco. Muito obrigada, do fundo do coração!

Lisbon Blinner Blog Meeting
Na converseta com a Maria Inês (Mantinha de Retalhos) e com a Tânia Argent (Makeup Pt).

Em breve, no que depender de nós, haverá uma nova edição. Não fiquem já ansiosas, que a seu tempo divulgarei tudo. Até lá, contem com umas quantas reviews de novidades recebidas durante o jantar.

Blogs

Coquette à Portuguesa | Joana Arêde Cotovio Makeup Artist | Makeup Lover | Mantinha de Retalhos | Chocopink | Fabiana Words | Vinte e Três | Makeup Pt | Making Up Colours | Drawing Dreaming | Love Your Style | O Blog da Susy | White Cat Under the Sun | Eighteen and a Life | Let´s Talk About Beauty | Beauty Magpie | V’Blogue | The Unknown Pearly Girl | Nobre Sonho | Unique by Gi | Beauty Roots | Luxurious Skin | Cheap Friday | Neuza Mariano | Sara Lima Makeup Artist | The Paper and Ink | Carla Cunha Makeup Artist | My Fashion Choices | JS Photography | With Love from B. | O Armário da Beatriz | Best Curvy Fashion | Luana Davis | Vanessa Makes | Diary of Fashion 

Marcas

ValorFuchsia | Ach Brito | Revlon Portugal MakeUp | FunMacia | Cheyenne | Essie Portugal | Argent Makeup | Bell Cosmetics Portugal | Lush Portugal Boom Bap | Corine de Farme Portugal | Kitchen Makeup Boutique | Bioderma Portugal | Magia Pura | MI Vintage Hairstylist | Cosmopolitan Portugal | Makeup Pt Loja | The Secret Bag | Spartoo | JS Photography | Joana Arêde Cotovio Make Up | Fujifilm

Lisbon Blinner Blog Meeting

Para brilhar no Verão

meldourado1

Quando faço compras, dou preferência às lojas que, para além de darem resposta ao que procuro, me mimam enquanto cliente. Não podia ser diferente com as lojas que me apoiam. Até posso ter acesso facilitado a algumas peças, mas dou por mim a fazer compras frequentes nos mesmos sítios, e a minha família e os meus amigos também. No caso do Spartoo, tudo isto é muito relevante porque, como bem sabem, há pontos de fidelidade que vamos ganhando. Consigo fazer uma média de 70€ em pontos de fidelidade todos os anos.

Desta feita, estava a namorar as novidades da Mel para o Verão e fiquei apaixonada por estas sandálias douradas (modelo Marshmellow). Tinha, justamente, o montante necessário acumulado em pontos e encomendei-as sem ficar com a carteira mais leve. Ainda bem, porque se não tivesse pontos também não iria esperar por quaisquer tipo de vales, com medo que o modelito esgotasse.

3175ddbea3f711e399cf1236f53363c7_8

Fico um pouco reticente quanto ao conforto das sandálias de borracha antes de as comprar, mas já tenho vários modelos da Mel e nenhum deles queima a pele ou magoa os pés. Consta que o material tem uma constituição exclusiva da marca. Os tamanhos correspondem ao normal (eu calço o 35 e tem batido sempre certo com a numeração da Mel) e o único inconveniente deste modelo específico é o facto de algumas das purpurinas, inicialmente, sairem. Não é nada que me preocupe, até porque são daquele tipo de purpurinas que não se “colam” à pele e limpamo-las muito facilmente. Curiosamente, à semelhança da irmã mais velha, a Melissa, a Mel também começou a incorporar fragrâncias (frutadas) no calçado. Não tem qualquer utilidade, mas é uma graça.

Agora, só falta mesmo chegar o tempo de Verão para poder sair à rua com as minhas sandálias de brilhantes.

E de repente clique…

… Um fio muito chique. Vá, dois. Vem aí o tempo quente e, com ele, os acessórios conjugados com roupa que nos deixa mais destapadas. Sou completamente a favor das bugigangas baratas, vistosas, que complementam o nosso vestuário sem comprometer as nossas carteiras, especialmente quando se tratam de peças que iremos usar por uns tempos e depois são postas de lado. Contudo, sinto necessidade de ter alguns acessórios mais básicos em materiais de boa qualidade. Quero que durem anos, intactos, que dêem para mim e para as gerações que vierem a seguir. Porque a moda é cíclica.

Colar George Rech Unanyme Swarovski

Gosto de metais nobres, e no Verão, então, não há nada melhor do que a prata (no mínimo, que as peças sejam folheadas) para resistir ao calor e eventuais banhos sem a possibilidade de a peça se estragar. Procurava alguns fios com pendentes bonitos mas, ainda assim, discretos. Penso que está tudo caro de mais, especialmente se compararmos o preço actual deste tipo de fios com o que tinham há dois ou três anos, quando estavam meio esquecidos nas montras das ourivesarias. Decidi, então, começar a minha procura em sites de compras online.

Colar George Rech Unanyme Swarovski

Há uns dias encontrei os dois fios das imagens, George Rech Unanyme, numa campanha do Showroomprive. Um deles é em prata maciça, o outro é folheado. Ambos têm cristais Swarovski. Custavam menos de 30€ cada um, e quando fui pesquisar melhor percebi que esta era uma daquelas campanhas que compensava, e que mesmo noutros locais a despesa seria superior a 250€. Assim, dá gosto!

Penso que fiz uma boa aquisição, mas quando as peças chegarem (a espera é sempre a parte chata!) venho a correr mostrar-vos, e talvez traga mais qualquer coisinha. Não é a primeira vez que faço compras no Showroomprive, e por aqui sempre correu tudo bem. O que é importante é saberem escolher as campanhas que se adequam às vossas necessidades! Não sei se é do vosso interesse, mas até dia 20 de Março (por causa do Dia do Pai) recebem vales de 10€ em compras superiores a 45€. Mais, por cada pessoa que levarem para o site, recebem 12€ para as vossas compras.

Volto a colocar no ar a questão que deixei no Facebook: devemos investir em bijutaria de boa qualidade para o nosso dia-a-dia ou quanto mais barato for, melhor? Ficam-se pelos básicos, ou preferem bijutarias mais ousadas, típicas de determinada época? E usam-na todo o ano?

Só para não dizerem que sou do contra…

324414941_1_CO_1_324414941-76f4f0b8-2254-41d7-985e-b9b714b05324

… É, é a história dos saldos. Parece que só acordo no final das épocas. Apesar de não haver nada que me faça falta, há sempre caprichos a preços que não provocam desastres. Como este vestido Laura Clement, em verde escuro. Há o meu tamanho, o preço é super catita e já sei com o que posso contar, porque a minha mãe comprou um para ela há algum tempo. E é tão bonito ao vivo! É daqueles que assentam na perfeição e que nos deixam a sentir lindas e com tudo no sítio, sem grande esforço.

Por isso, venha ele. Ainda por cima, a La Redoute está com portes gratuitos em todas as compras temporariamente. Ninguém me paga para dizer isto, mas a La Redoute é das poucas lojas “por catálogo” que nunca nos desiludiu. Já a minha avó, há muitos anos, era cliente. E já ganhámos uns quantos prémios bastante bons à conta das encomendas que fazemos. Continua a ser um dos primeiros sítios que espreito quando procuro alguma peça específica com boa qualidade!

Eis que o preço baixa, mas…

vestidoderhy

… Não há o meu tamanho. Era bom de mais para acreditar, não era? Desde Setembro que andava a namorar este vestido da Derhy. Entretanto, vi o outro vestido fofinho das cornucópias, bordado, que já vos mostrei algures por aqui e decidi que optaria por ele dado que previa que esgotasse. Agora, estava eu toda contente a bisbilhotar as últimas rebaixas dos saldos e encontro um bom desconto neste exemplar só para descobrir, segundos depois, que já não está disponível no meu tamanho. Era tão engraçado, não era? Se alguém souber de lojas onde ainda houver este modelito no tamanho S (em saldos, claro está!), agradecia muito que me avisassem.

É quase sempre assim: quando existe vestuário bonito que não quero comprar de imediato, mesmo que decida fazê-lo mais tarde, o mais provável é já não haver. Nem em saldos, nem ao preço original. As minhas compras de há cerca de um mês foram um pequeno episódio de sorte, e agora estava mais que visto que já não iria conseguir arrematar a peça desejada. Se fosse uma pechincha, eu até compreendia. É engraçado, fala-se por aí da crise mas são justamente as peças mais caras (ainda assim, acessíveis para o meu bolso) de que gosto que desaparecem mais rapidamente.

O que Não Vestir

Demorou, mas cá estou. Desde 2009 até agora, já podia ter publicado mais uma fornada de peças e tendências maravilhosas daquelas que, na minha opinião, deveriam passar pela censura e nunca, em tempo algum, ver a luz do dia. Para quem não se lembra ou não é desse tempo (já passaram mais de quatro anos…), o bendito post está aqui. Passando ao que interessa, deliciem-se com o que vos trago, que são exemplos de puro bom gosto. Ou talvez não!

teniscomsalto

1. Ténis com salto – Comecemos em grande! Creio que já tive oportunidade de expressar o meu desagrado por estes exemplares que são o primor do mau gosto. É a velha questão do contra-senso: se são ténis, são calçado desportivo. Se é calçado desportivo, por que é que tem salto? A propósito, gostava que alguém me explicasse por que carga de água é que estes modelitos têm, quase todos, biqueira mata-baratas. A cereja no topo do bolo são os de ganga. Se tiverem picos, farrapos ou escritos, ainda são mais bonitos. Quem é que se lembrou de inventar tamanha monstruosidade? Enfim…

mileycalcoes

2. Calções demasiado cavados – A sério. Ressuscitar mortos que já estavam bem, bem enterrados e aprimorá-los devia ser proibido. Meus senhores e minhas senhoras, apresento-vos o Frankenstein do mundo dos calções. Eu até sou muito democrática no que toca aos comprimentos das peças de roupa, mas sair à rua de cuecas de gola-alta de ganga? Por amor de Deus, não.

mileycroptop

3. Crop topsSou muito pobrezinha, não tenho dinheiro para comprar roupa, por isso ando com a mesma camisola desde os cinco anos. Mesmo no Inverno. Então quando devem muito à ginástica e andam a passear pneu feitas cão chinês, ui, minhas amigas, ficam lindas. Só que ao contrário! Mesmo que as camisolas curtas sejam muito giras, vistam um top por baixo, ou umas calças subidas, ou, sei lá… Não vistam coisas destas! Muito menos com leggings, como tenho visto por aí. Tenho visto muito tralhedo deste nos saldos, e acho que não é preciso pensar muito para perceber porquê. Nem que me pagassem eu vestiria tal indumentária. (E se uma Miley incomoda muita gente… Lalala isto vai estragar a minha reputação.)

Union-Jack-British-Flag-Fashion-Trends-for-Women

4. Bandeiras – NÃO! O patriotismo até pode ser muito bonito, mas… Qual patriotismo? Curiosamente, nunca vi ninguém a ostentar orgulhosamente a bandeira portuguesa, da mesma forma que ostentam regularmente a dos EUA ou a de “Inglaterra” (ide para as aulinhas, ou ide à Wikipedia, filhinhas, ide…). Que foleirada!

tshirtkim

5. T-shirts de equipamentos desportivos – Esta é uma tendência que está aí a estoirar e, minhas amigas, por favor, não caiam no erro de a adoptar. Não caiam no erro! Isto não é bonito, isto não favorece as formas femininas, isto não é elegante, isto não passa boa imagem… Podia continuar, mas acho que já entenderam.

saiaganga

6. Saias de ganga compridas – Um perigo iminente no que toca à recuperação de tendências de outros tempos. Aliás, atrevo-me a dizer que nunca saiu de cena… Para as mesmas pessoas que usam o calçado do ponto número um! Bom, do mal o menos: antes isto que os calções do número dois e as camisolas do número três. Ainda assim, com tanta roupa bonita e favorecedora, por que é que alguém decidiu ressuscitar as saias de ganga compridas?

transparencia

7. Transparências – Antes de me baterem, por favor, leiam. Tudo o que é de mais, faz mal. Um detalhe aqui e ali, muito bem, gosto muito. Agora… Entre os crop tops e as camisolas (e não só) transparentes sem (quase) nada por baixo, venha o diabo e escolha.

E dou por terminada a leva de hoje de completos horrores do vestuário, e mesmo assim já foi possível falar de mais coisas do que seria desejável. Cada um sabe de si, Deus sabe de todos e eu cá só zelo pelo bom aspecto das minhas leitoras.

Já sei que, possivelmente, algumas das minhas leitoras mais jovens (e não tão jovens) irão barafustar com as minhas opiniões, pelo que apelo a que, caso leiam isto, não levem o post a peito e meditem no que eu disse. Ou talvez não! Eu cá fico feliz por, eventualmente, meter juízo na cabeça de alguém no que toca ao vestuário. Caso sejam adeptas de alguma destas tendências e concluam que eu só disse parvoíces, óptimo para vocês e para mim, que convivo bem com isso desde que ninguém me obrigue a aderir a estas modas. O que importa é que haja bom senso e leveza de espírito!