Categoria: Media

Netflix em Portugal

netflix

Para quem ainda não se apercebeu, ontem o serviço americano de televisão via Internet Netflix chegou a Portugal! Para quem não sabe do que se trata e, consequentemente, não percebe o por quê do mimimi em torno desta novidade, passo a explicar: o Netflix é um serviço que disponibiliza milhentas séries das boas (sou fã de Orange Is the New Black e Sense8 há muito tempo e agora já posso aceder a elas de forma fácil!) e filmes, para todos os gostos, em streaming.

É entretenimento à hora que quisermos, onde quisermos e por quanto tempo quisermos, já que as temporadas são logo disponibilizadas por inteiro ao invés de termos de esperar que saia um episódio a cada semana. E não é preciso ter medo de esgotar os conteúdos, já que há milhões de horas em vídeos para ver.

Para utilizar o serviço, é muito simples: podem fazê-lo através do smartphone, tablet, televisor (a Vodafone disponibiliza uma app e tudo!), consolas… Qualquer que seja a forma que vos dá mais jeito, haverá uma solução.

Antes de decidirem se faz sentido fazerem subscrições mensais do serviço (que oscilam entre os 7,99€ e os 11,99€ (consoante a modalidade que preferirem), podem sempre experimentar um mês gratuitamente. Eu já subscrevi, que nem dava para ser de outra forma. Podem argumentar que é muito fácil aceder às séries todas pela Internet fora. É um facto, senão nem eu conhecia as séries acima mencionadas, mas assim está tudo no mesmo sítio, dentro da legalidade e a suportar devidamente os responsáveis pelos trabalhos. Para além disso, os preços são, no meu entender, bastante acessíveis.

Já conheciam o Netflix? Aconselham alguma das séries que por lá existem?

Contra-notícias

liz taylor classroom
Elizabeth Taylor,18, numa sala de aula na Hollywood’s University High School, no dia da sua formatura. Foto por Peter Stackpole. Hollywood, 19 de Janeiro de 1950

Um dia destes, saltou-me à vista na timeline do Facebook um cabeçalho de um artigo etiquetado como sendo de “outdoor e alimentação saudável” num conhecido site português. O título era Como a musa da Intimissimi perdeu 12 quilos em dois meses. Bonito! Só por aqui, já dava para adivinhar que vinha dali asneira. E veio.

Lê-se uma espécie de entrevista a uma rapariga que mede 1.66m e actualmente pesa 50kg, mas já pesou 62kg e considerava-se gorda. Está no seu legítimo direito. Creio que cada pessoa deve fazer por ficar bem consigo própria. Quem não está bem, deve mudar. Mas há cuidados a ter, e a imprensa deveria ter um papel activo neste processo de consciencialização. A ideia que o texto transmite é que, efectivamente, esta rapariga que mede 1.66m era gorda quando pesava 62kg, o que estava longe de ser verdade.

Há noções elementares quando se realiza uma entrevista, e uma delas é a imparcialidade. Isto aprende-se na escola. Era o mínimo que se pedia, já que o texto não tem, de todo, ponta por onde se possa pegar. Nesta entrevista, há julgamentos por todo o lado. Desde a primeira à última questão: “ganhou 12 quilos, sem ter muita noção”, “quando e como é que caiu em si?”, “os seus amigos e pais não a chamavam à atenção?” (adoro a formulação desta última questão, a sério).

As respostas que surgem de seguida são típicas de uma pessoa desinformada e nem deveriam ser transmitidas em modo de incentivo a que outras pessoas sigam o mesmo exemplo. No final da entrevista, lá surge um parênteses a desencorajar outras pessoas de seguirem o mesmo caminho, por parte da entrevistada. Mas no geral, é isto que temos: maus hábitos alimentares, dietas drásticas e nada aconselháveis, muitas falácias. A entrevistadora ainda pergunta à modelo se “tem orgulho e gosta de ser saudável”. Perder 12 quilos em 2 meses (recorrendo a uma alimentação que não se aconselha a ninguém) é ser saudável?

Ser saudável é aceitar-se sem cair em extremos, é comer de forma variada e dar ao nosso organismo toda a nutrição de que necessita (sim, isso inclui a ingestão de hidratos de carbono!), é praticar exercício físico, é conviver, é ser feliz, é não ter de ouvir, sequer, insinuações alheias e muito menos ter de dar satisfações por sermos assim ou assado.

Muito sinceramente, preocupa-me que o maldito artigo tenha potencial para chegar a tanta gente e que, infelizmente, possa causar transtornos a quem não vai, sequer, questionar o que leu. Não sei como esperam que se mudem mentalidades e que se acabe com problemas graves como os distúrbios alimentares e toda uma panóplia de doenças mentais associadas quando nos espetam com pérolas literárias destas no ecrã.

Muito se fala da autoestima e da autoimagem, muito se promove a aceitação da diferença, mas estamos em 2015 e ainda se permite que haja conteúdos perigosos em destaque sem que haja uma chamada de atenção. Por favor, tenham muito cuidado com a informação que vos é oferecida e não se deixem influenciar por tolices!

Podiam ser irmãos Nº3

raquelyulia

Como o que custa é começar, passou pouco tempo e já cá temos outro post da mesma rubrica. As irmãs, desta vez, são a actriz Raquel Henriques e a cantora Yulia Volkova (quem é que se lembra das t.A.T.u.?).

Poderia não ser uma comparação óbvia, no passado. Isto não abona a favor da Yulia, na minha opinião (que acho muito mais piada à mocinha simples que ela foi em tempos), mas actualmente estão muito parecidas.

Eu era fã das t.A.T.u., e custa-me perceber as voltas que houve aqui pelo meio com o marketing. Juro que não compreendo o trabalho da Yulia a solo, nem as plásticas, nem o solário.

Voltando ao tema da conversa, acho que tanto a Raquel como a Yulia são mulheres muito bonitas e que se tornariam muito mais belas se fossem mais naturais. Podiam ser irmãs! Em caso de dúvida, confiram no Google. Ou no Youtube.

E vocês, o que pensam do assunto?

Podiam ser irmãos Nº2

mariajoaobastoslarapulver

Ou, neste caso, podiam ser irmãs! Ando a acumular uma lista de pessoas e personagens que, na minha opinião, são semelhantes. Desde o post da Sofia Aparício e do Santo António, sim.

Já houve quem discordasse de mim, mas eu acho a Maria João Bastos e a Lara Pulver, ambas actrizes, muito parecidas. Sim, escolhi a fotografia da Irene Adler (conhecem a série Sherlock?) de propósito depois de ter encontrado a fotografia da Maria João Bastos na sua versão mais pinup.

Aliás, desconfio que se os senhores ingleses soubessem da nossa Maria João, seria ela a Irene Adler da BBC. É tão bonita, a nossa Maria João!

São parecidas, não são? Eu cá, acho que sim! Podiam ser irmãs.

Podiam ser irmãos #1

Já há algum tempo que andava para criar esta rubrica. Volta e meia, existem pessoas que naturalmente ou numa dada circunstância nos lembram outras. Por que não partilhar?

É claro que tinha que inaugurar o Podiam ser irmãos com a Sofia Aparício (foto que vi na Lux) e o Santo António.

Queria abster-me de outros comentários, mas não consigo rematar o post sem dizer que acho o dente de ouro da Sofia (o dela e todos os dentes de ouro deste mundo) pavoroso.

Guida no The Beauty and The Best

Pois é, meus caros e minhas caras, a Inês do The Beauty and The Best propôs a 12 bloggers que partilhassem três das suas resoluções de moda e beleza para 2012 e a Guida foi uma das convidadas.

O resultado está à vista aqui!

Sei que, eventualmente, não ligam a estas coisas mas gostei de ter ficado no meio da lista. É a tal velha história de “no meio é que está a virtude” (pronto, estou a brincar, mas não deixa de ser giro!).

Gostava muito que tod@s vós fossem dar uma espreitadela ao post e, já agora, que dessem uma espreitadela ao blogue porque merece a pena! O título bem que sugere só coisas boas.

A Guida quer ir correr[:en]Guida wants to run

Sinto vontade/necessidade de ir dar umas corridinhas ao parque com alguma frequência. Abomino toda e qualquer espécie de exercício físico, sou preguiçosa e posso partilhar que uma das minhas maiores alegrias foi quando chegou o dia da última aula de Educação Física do ensino secundário. Foi quase automático, meti os fatos de treino e os ténis todo de lado para dar. Que coisa mais horrível, vestuário de desporto!

No entanto, sinto que estou a precisar de me mexer. No entanto, já se está mesmo a ver. Ténis, aqui? Nada que sirva para correr, são meros elementos decorativos. Nem pensem que vou gastar dinheiro em roupa desportiva, não há nada que uns leggings quaisquer decentes e uma t-shirt não cumpram. Ténis é que está quieto.

Por isso, ajudem-me! Que marcas/modelos aconselham?

Os Shape-ups da Skechers são bastante apelativos, apesar de serem feios como um bicho. Estes S2 Light Preto/Rosa nem são assim tão medonhos. Diz quem os usa que realmente fazem a diferença.

Dentro da gama dos ténis que prometem dar uma ajuda natural ao exercício, há os Easytone da Reebok. Gosto da simplicidade destes preto e púrpura. Alguém me diz quais são melhores? Estes ou os de cima?

E os Tone-ups da Skechers? Começo a ficar confusa, mas estes Fitness rosa e cinza são engraçados.

Sei que há modelos simples que também servem perfeitamente, mas esta lontra ficava mais motivada com algo xpto que mesmo no dia-a-dia fizesse alguma diferença (embora seja mesmo muito pouco provável sair à rua com uns ténis assim, cruzes, credo!).

Gostava mesmo que me ajudassem!

[:en]

I feel like I should go to the park to run. I really hate exercising, I am lazy and I must say one of my biggest amusements was when I had my last Physical Education lesson at school. I immediately separated sports suits and trainers from the rest of my clothes to give away. I really hate sports clothing!

The problem is that now I feel like I should move my body. The problem is I do not own any pair of trainers. I mean, not a single pair I could use to run. I am not thiking about wasting money on sports clothing, decent leggings and a t-shirt are ok. But I do not own a pair of trainers.

So, I need your help! Give me some advice on which model I should choose.

Shape-ups, Tone-ups or Easytone?

Olha Quem Vem Hoje no DN…

E tudo por conta da alergia ao sol! Não é só Guida, mas recomendo a leitura de todo o artigo.
Alergias Cada vez mais portugueses têm intolerância…
Buraco do ozono faz disparar casos de alergia ao sol
por CATARINA CRISTÃO
Chega o Verão e o problema regressa. Nesta altura do ano, Margarida Canas, de 20 anos, já sabe que tem de se proteger ou então as borbulhas na pele e a comichão voltam a atacá–la, sobretudo nos dias em que for à praia. “Nas férias do ano passado fiquei com o peito, as costas, os cotovelos e as pernas cheios de urticária. Hoje em dia, o protector solar é o meu grande aliado”, garante a estudante de Enfermagem.Como ela, também Andreia de Jesus, de 28 anos, Hugo Miguel, de 6, e Ana Rita, de 21, são alérgicos ao sol. Cada vez mais portugueses sofrem deste problema, embora não existam números oficiais.

“A minha sensibilidade e experiência dizem-me que, de ano para ano, aparecem cada vez mais pessoas com esta insensibilidade ao sol”, sublinha o dermatologista Miguel Trincheiras, que garante receber, no Verão, dois a três casos por dia no seu consultório. “São reacções inflamatórias cutâneas cada vez mais frequentes à exposição ao sol e aos raios ultravioletas. Se o buraco na camada de ozono continuar a crescer, o número de casos também vai aumentar”, alerta o especialista.

A alergologista Paula Leiria Pinto assina por baixo: “As alergias são reacções de defesa do nosso sistema imunológico às agressões solares”, explica a médica. O aparecimento de vermelhidão na pele, com babas ou bolhas (vesículas) e comichão ou sensação de queimadura são os sinais de alerta e poderão indicar um episódio de alergia ao sol.

“Este problema surge mais com mais frequência nas mulheres jovens e de pele mais clara”, por passarem mais tempo ao ar livre, explica Paula Leiria Pinto. Mas o aparecimento de reacções alérgicas ao sol pode estar associado a outros factores: “Produtos químicos, como perfumes, cosméticos, cremes, alguns medicamentos e os próprios protectores solares podem potenciar a alergia, com reacções muito exuberantes.”



Foi o que aconteceu a Andreia de Jesus. No início de Junho deste ano, quando regressaram os dias de maior calor, aplicou, depois do banho, um óleo corporal em vez do creme hidratante habitual. “Fiquei com muitas borbulhinhas debaixo das axilas e na zona do peito, com uma comichão terrível”, conta a assistente social. “Provoca um desconforto enorme, mesmo durante a noite. Quando isto me acontece, costumo aplicar uma pomada à base de corticóides para aliviar o ardor até passar.”
Para evitar estas situações, Hugo Miguel usa sempre T-shirt na praia, está quase sempre debaixo do chapéu-de-sol e nunca fica depois do meio-dia, garante a mãe, Carla Martins. Ana Rita, por outro lado, usa protector solar factor 50 e um gel com aloé vera, para refrescar a pele durante o Verão.

Os médicos garantem que a prevenção é o melhor remédio: manter a pele hidratada e protegida com protector solar e fazer uma exposição progressiva e moderada ao sol são essenciais.

Artigo online aqui.

A Guida na Fórum Estudante

Estava eu aqui muito melindrada por não saber de onde andava a vir tanta visita desde a semana passada, até que hoje fizeram o favor de me dizer que o blogue vem na Fórum Estudante deste mês.
Ó minhas gentes, pois que eu já não tenho acesso à bela da revista, se não me contam eu não adivinho…

Vá, para @s interessad@s, podem espreitar a revista aqui. A Guida aparece na página 36! Hoje a Fórum, amanhã as grandes revistas (estou a brincar!).

TRANSLATION

Guida on Fórum Estudante

I was really worried about not knowing where all the visits I’ve been receiving since last week were coming from, but today some people finally told me my blog is on Fórum Estudante this month. Fórum Estudante is a students magazine available in almost all the schools in Portugal.
If nobody told me, I wouldn’t have known about this, since this magazine isn’t available in my university…

Basicly, they posted a *really* short description of the blog. You can take a look at the magazine here, I’m on page 36!

Today in Fórum, tomorrow in important magazines (I kid!).