Categoria: Maquilhagem

Naturais mas Vistosas

No mês passado, a convite da Célia, fui experimentar um tratamento de beleza. Melhor, dois tratamentos de uma só vez! Fiz uma permanente de pestanas, seguida da aplicação de uma máscara de longa duração.

O objectivo era obter pestanas super curvadas, negras e vistosas por um grande período de tempo. Poderia ter feito apenas um dos dois procedimentos. Há muitas mulheres que fazem só a permanente, com bons resultados, que duram até 2 meses. Contudo, a máscara de longa duração é tão natural que não tem o seu devido destaque sem a curvatura. Para além disso, dura até 3 semanas.

pestanas1

Ambos os procedimentos são indolores e demoram cerca de 2h, no total, a serem realizados. Posso afirmar que fiquei satisfeitíssima com a permanente de pestanas, cujos resultados ainda são visíveis, mas a máscara de longa duração já tinha desaparecido ao final de duas semanas.

pestanas2

Os cuidados a ter são semelhantes aos necessários com extensões de pestanas: não esfregar, evitar água quente e produtos oleosos na região periocular.

Diria que são procedimentos que se adequam a quem não quer perder tempo de manhã com o curvador de pestanas e máscara mas, ainda assim, gosta de ter as pestanas vistosas de uma forma natural; ou, então, a quem tem as pestanas clarinhas e quase invisíveis.

Aproveitem o início de 2015 para se mimarem com tratamentos destes no gabinete da Célia Godoy, bem pertinho do metro de Odivelas!

Fearless Fuchsia + Passatempo

Nem só de cores escuras se faz o Inverno, e a prova disso é a cartela de cores mais recente dos batons Ultra Colour Bold da Avon. Não é novidade que a marca tem inovado e arriscado com cores ousadas que até há pouco tempo eram difíceis de encontrar. Já tenho dito por aqui várias vezes que, no geral, os batons da Avon são dos que têm a melhor relação qualidade/preço que conheço.

fearlessfuchsia

Esta nova linha tem umas quantas cores que tenho namorado (pedi umas poucas amostras a ver se me decido quais devo comprar, que a gaveta transborda mas há roxos e rosas lindos de morrer) e a marca fez chegar às minhas mãos um exemplar da cor Fearless Fuchsia. É isso mesmo, um rosa choque fresquinho a ver se os dias de chuva ficam mais alegres!

Como é habitual na linha Ultra Colour Bold, este batom é super pigmentado e cremoso. É muito confortável de usar. Notei que este tom específico tem uma durabilidade superior às tonalidades avermelhadas da mesma linha.

avonpassatempo

Eu e a Avon queremos que mais pessoas saiam à rua com o seu sorriso rosa Barbie e por isso temos cinco batons desta mesma cor para vos oferecer.

Participar é muito fácil: necessitam de preencher, no mínimo, as entradas obrigatórias na caixa abaixo. É obrigatório tornarem-se seguidores da página do blog e da Avon no Facebook. Podem ganhar entradas extra conforme as partilhas, interacção e subscrições noutras redes, não há nada mais simples. O passatempo termina no dia 10 de Dezembro e as vencedoras serão escolhidas aleatoriamente. São válidas as participações de Portugal Continental e Ilhas.

a Rafflecopter giveaway

Boa sorte!

Maquilhagem Democrática

makebmineral1

Tenho este post alinhavado, com as imagens tratadas e tudo (das novidades, que o resto já andava cá pelos arquivos), há não sei quanto tempo. Desde que a linha de maquilhagem mineral d’O Boticário sofreu a sua última reforma, deixei tudo prontinho mas achei que aquele não era o momento de falar. A maquilhagem mineral não era uma novidade da marca e eu já a conhecia há muito tempo e já tinha partilhado umas poucas coisas convosco aqui, aqui e aqui. Alguns dos produtos desapareceram, sim, e novos surgiram. Pelo caminho, foram relançados produtos de edições limitadas como os trios de sombras baked da linha Make B Infinit.

Sucede que como é uma linha que adoro há tanto tempo e que se vai misturando no meio de todos os cosméticos que utilizo regularmente, acabo por me esquecer do seu devido valor até que se torna no meu último recurso quando a minha pele tem os seus ataques de rebeldia.

makebmineral2

Quantas de vós não gostam de utilizar produtos de maquilhagem convencionais, porque são desconfortáveis ou não são compatíveis com alguns problemas de pele frequentes? Bem, os últimos tempos não têm sido nada simpáticos para mim e a minha pele tem-se queixado muito. Pareço uma adolescente com cara de pizza e a psoríase começa a querer instalar-se. Sair de casa de cara lavada está mesmo fora de questão.

Os complementos da maquilhagem (blush, batom e sombras) não carecem de tantos cuidados, mas a base que utilizo tem de ser escolhida com muita cautela e por isso aposto na base em pó da linha abordada neste post, porque já sei de outras levas que posso confiar nela. Atenção, O Boticário não é a única marca no mercado com uma boa linha de maquilhagem mineral, mas é aquela que eu conheço e que amo de paixão. Porque é excepcional em termos de qualidade, imbatível no preço (quase não há, sequer, concorrência com estas especificidades!), não contém ingredientes potencialmente agressivos como os que estão habitualmente presentes noutros cosméticos, é compatível com qualquer tipo de pele, é confortável e tem uma boa variedade de produtos disponíveis (embora já tenha sido melhor neste aspecto).

Só nestas alturas é que me apercebo da importância que esta linha tem no meu dia-a-dia, quando deveria acarinhá-la mais. Afinal, trata-se de um conjunto de produtos muito democrático. Se não gostam de maquilhagem devido a experiências desagradáveis com os produtos de costume (porque pesam na pele, porque são pegajosos, porque provocam ardor ou comichão, ou por outro incómodo!), falando muito a sério, dêem uma oportunidade à Make B Mineral.

Célia Godoy – Novo Espaço

10682154_795771207128109_8678704785458258371_o

Gosto de ver as pessoas que me são queridas e próximas a crescer. Há mais de quatro anos que conheço a Célia, quando o seu negócio próprio ainda não tinha nascido mas o condão de enaltecer a beleza das pessoas já lhe corria nas veias. Parece que é coisa dos genes e que quando o jeitinho é muito, só há um caminho possível: o do crescimento e da expansão. Porque quando somos bons a fazer algo, o ideal é partilhar com o mundo.

1064848_795777080460855_7881611500121157999_o
Eu, a Célia e a Mantinha de Retalhos

Assim, na semana passada, a Célia trocou o seu pequeno gabinete por um bastante maior, com melhores condições e muito mais bem localizado: na Rua Major Caldas Xavier, nº 4. Pertíssimo da estação de Metro de Odivelas, ainda mais perto que a morada anterior. Durante o mês de Novembro, para celebrar, em compras superiores a 60€ têm direito a uma sessão de maquilhagem ou a uma sessão de massagem de relaxamento de 45 minutos.

Mimem-se! E, já sabem, se quiserem as extensões de pestanas mais fantásticas ou a pele mais perfeitinha do mundo

10630603_795772950461268_6026249233903546022_o

Calavera

De ano para ano, a adesão à celebração da Noite das Bruxas tem aumentado em Portugal. Conflitos culturais à parte, sou da opinião que qualquer pretexto para haver festa e máscaras é bom.

calavera

Este ano decidi ficar por casa, mas nem por isso deixei de fazer uma maquilhagem à altura da ocasião. Eu até ia ficar quietinha e vestir o pijama, mas para além de a Black Rose me ter desafiado a mostrar a minha maquilhagem de Halloween (e eu não consegui dar resposta atempadamente mas quis muito partilhar algo bonito com ela e convosco! Já agora, espreitem as maquilhagens das outras bloggers que ela convidou.), nunca se sabe quando aparece a miudagem à porta a pedir o Pão por Deus. No meu tempo, era coisa que só se pedia no dia 1 de Novembro, mas adiante…

Espero que não esteja ninguém a ler este post na noite de 31 para 1, que o ideal seria estar toda a gente a divertir-se fora de casa. Já que eu não fiz nada (a não ser a bela da calavera) para celebrar, aproveitem e divirtam-se por mim.

Têm o hábito de celebrar o Halloween? Qual foi a vossa máscara deste ano?

halloween143

Ah, a título de curiosidade, fiz isto num ápice e sem grandes recursos: utilizei um lápis branco, um kajal preto, a paleta Acid da Sleek e uma sombra azul da Stargazer. Os brilhantes foram comprados numa loja chinesa há muito tempo e apliquei-os com cola de pestanas. Simples, não?

Vixenizada

vixenfoto

Parece que foi desta que o Outono veio para ficar, e se o calor e a peganhice vão embora, significa que está na hora de dar uso a todos os batons mega coloridos, cremosos e hidratantes que fomos acumulando à espera do regresso dos dias frios.

Sou muito democrática na escolha das cores e nos acabamentos. Agrada-me que actualmente estejam na ribalta os tons mais escuros e imponentes embora nunca tenha tido preconceitos com vinhos, ameixas e beringelas.

vixen2

Uma das novidades da Avon para este Inverno – em Portugal, que no ano passado já eu estava com ela fisgada depois de a ter visto em blogs estrangeiros, foi o batom Ultra Color na cor Vixen (quando é que trazem o Vamp?). Tenho sido uma menina bonita e ando muito contida nas compras, pelo que achei que até merecia o miminho. Já não sou revendedora da marca, mas a Patrícia mantém-me sempre a par das novidades e foi a ela que o comprei.

A cor é lindíssima, não é bem bordeaux mas também não é, de todo, roxo. É uma cor algo incomum e super intensa. O batom em si é mesmo muito pigmentado e cremoso. Não aconselho que o utilizem sem um lápis de contorno, sob pena de durar pouco e de esborratar.

vixen1

Barroco Tropical

barrocotropical3

Agora que já estamos em modo outonal e que se espera que os dias refresquem (que, apesar de o Verão não ter sido assim tão simpático, a verdade é que já começamos a ter uma amplitude térmica maior), faz todo o sentido começar a pensar nas modas para o tempo frio. Quem fala em moda, fala em cosméticos. Afinal, tendemos a escolher produtos diferentes consoante o clima, e o calor que pede leveza já está a ir embora.

barrocotropical2

De há uns anos para cá, possivelmente em consequência da crise, a inspiração no barroco tem sido uma aposta muito forte na indústria da moda. Os detalhes de cores ricas, o dourado, as texturas aveludadas e acetinadas, as rendas e todos outros exageros que transparecem uma certa prosperidade ajudam a distrair-nos do que de menos bom se passa. Teorias à parte, eu que adoro a riqueza de detalhes ando encantada.

barrocotropical1

Recentemente, O Boticário apresentou uma das suas propostas de maquilhagem de Inverno na edição limitada Make B Barroco Tropical, em parceria com o estilista Ronaldo Fraga. Predominam as cores fortes e profundas e, como não poderia deixar de ser, muitos brilhos, dourado e muitos detalhes em relevo. Há, até, uma fragrância chipre frutal deliciosa e três pincéis de maquilhagem para complementarem a linha de maquilhagem, que é constituída por quatro vernizes, um blush, duas sombras em creme cintilantes, um lápis de olhos, três trios de sombras, dois duos de batom/gloss e um duo de máscara/eyeliner.

barrocotropical

Originalmente, no Brasil, saíram também uns quantos batons que não sobreviveram a tempo de chegar a Portugal. Ficamos muito tristes, por cá, mas já é bom ter o resto da linha. Tenho comigo o trio de sombras Bordô Renascença e o Duo Labial Laranja Imperial e o que posso dizer-vos é que, como podem ver nas fotografias, não precisam de ter medo das cores (se for esse o caso), porque são pigmentadas qb, para que seja fácil utilizá-las mesmo quando não temos muita experiência com a maquilhagem e/ou não queremos nada carregado. Há sempre a opção de utilizar as sombras com um pincel húmido e obter uma maior intensidade de cor. Estou a namorar as sombras em creme e os pincéis. E vocês, de que artigos gostaram mais?

Rotina de Verão #2

Tal como prometido e em jeito de conclusão, falta falar um bocadinho dos produtos de rosto e protecção solar que ajudaram a manter a pele em bom estado durante as últimas férias de Verão.

veraorosto

Na categoria dos produtos de rosto, não quis abrir grandes cerimónias. Quis manter a minha pele, que tem estado bastante oleosa na zona T, hidratada. Acima de tudo. Não é fácil atinar com um conjunto de produtos quando mudamos a nossa rotina do dia-a-dia, de sítio e de água. Negligenciei as limpezas profundas e esfoliações, que preferi deixá-las para o regresso a casa do que agredir a pele desnecessariamente.

1. O Rose Hydrate Miracle Makeover Facial Oil da Superfacialist, que já teve o merecido destaque neste posté um essencial. Antes de lavar a cara “a sério”, utilizei-o sempre para tentar atenuar os efeitos da desidratação. Um mimo!

2. Como produto de lavagem, optei pela Foaming Cleansing Fluid da linha Pureness da Shiseido. Gosto muito da linha, no geral, mas optei por levar apenas a espuma. É consistente e limpa a pele na perfeição sem a deixar a repuxar. Isto é, a parte do meu rosto que é oleosa fica limpinha, e a parte seca e desidratada não resseca. Fica tudo bonito e suave!

3. Esqueci-me de levar o tónico do costume e não quis meter-me em aventuras nem investimentos, e decidi optar pelo que não falha: água de rosas. Não agride, não faz mal, é quase dada e é polivalente (que serviu para ser pulverizada nos dias de maior calor e há sempre mil e uma utilidades). Também é um clássico cá do blog.

4. Um dos produtos que maior importância tem nesta rotina, com vista a garantir a hidratação da pele do rosto, foi (é sempre!) o Quenching Sérum SOS da Caudalíe, já apresentado aqui e um dos meus produtos indispensáveis. Não me alongo, que no post já existente está tudo dito.

5. Também da família Caudalíe e porque o contorno dos olhos começa a exigir cuidados específicos, recorri ao Creme de Olhos Polyphenol C15. Tenho de dedicar um post a toda a linha (em conjunto com a minha mãe), mas interessa dizer que consegui manter a região periocular até mais hidratada e com a pele visivelmente mais uniforme do que antes. E sem vestígios de mília!

6. O hidratante escolhido para esta temporada, sem FPS (que utilizo o protector solar separadamente), foi o Cuidado Hidratante Anti-imperfeições da Vichy. Conheço que não goste dele alegando que é pesado e pegajoso. É verdade que não é dos hidratantes mais leves do mercado para as peles oleosas, e que nem sequer é matificante, mas deixa pouco brilho e a situação não se agrava ao longo do dia. E é dos poucos hidratantes para peles oleosas que experimentei até hoje que assegura as necessidades de hidratação da minha pele. Apesar de ter alguns “activos peeling“, ácidos, não irrita a minha pele.

veraosolares

Pela primeira vez em muitos anos, consegui atravessar a época das férias de praia sem uma grande alergia ao sol. Tive algum receio com o protector solar que escolhi para me acompanhar, por ser uma novidade e por não ser de uma das marcas nas quais confio desde sempre (e bem se sabe que com o sol não se pode brincar e mais vale jogar pelo seguro!), mas correu tudo bem. Creio que o próprio estado do tempo ajudou, que parece que este ano mal tivemos Verão. Tive apenas o cuidado de evitar o óleo protector solar da Clarins do qual fiquei fã por só ter FPS 30 e não saber se seria a melhor opção para mim na praia durante muitos dias seguidos.

1. Do ano passado, transitou o Gel Fotoprotector Cream Dry Touch Color FPS 50+ da ISDIN. Já vos tinha dito que o adorava e até ganhou uma Medalha de Bronze. Ide ler o post para avivar a memória, que está lá tudo dito.

2. Para o corpo, confiei no Leite Sublimador FPS 50 da L’Oréal Paris. Se receios tinha, desvaneceram rapidamente. Bem se sabe que nos últimos anos a indústria da protecção solar evoluiu muito e já é possível encontrar boas opções nos supermercados, mas precisei de ver (e sentir) para crer. Para além da protecção eficaz, o bendito do protector tem brilhinhos que ajudam a dar aquele glow que não temos naturalmente no início da temporada de praia. Ah, é fluido o suficiente para ser fácil de espalhar e não é pegajoso nem deixa a pele branca tipo fantasma. Tem uma ligeira coloração, nada que se note. O cheiro também não é o habitual para um protector solar, é super suave e creio que agrada facilmente à maior parte das mulheres. Sim, que não me parece que os homens queiram parecer os vampiros do Twilight.

3. Por fim, os cabelos não podem ser esquecidos e resolvi estender os cuidados para além dos praticados em casa. Fiquei traumatizada com as asneiras de há dois anos atrás e não quero, por nada deste mundo, estragar o cabelo novamente. Para aplicar várias vezes durante a exposição ao sol, contei com o Óleo Protector Solar Elvive. Cheirinho agradável, super fluido e leve e protecção solar. Não há muito mais para dizer, é prático (vem em formato de pulverizador) e gostei muito de o utilizar.

Espero que esta partilha possa ser útil para alguém e que tenham tão bons resultados com as minhas sugestões, tal como eu também os tive. Posso dizer que não me importava de ter férias e levar tudo na mala novamente?

Corar como o Pôr-do-sol

blushessence1

De férias e maquilhagem, pouco há que dizer. São um par que pede divórcio, que o calor tudo derrete e o sol traz mudanças de cor e humor que nos deixam sem pingo de paciência para carregar necessaires cheias de inutilidades em tempo de descanso.

Sejamos sinceras, quem é que quer, quem é que precisa de grandes produções quando já bronzeámos um bocadinho na praia (não se esqueçam, nunca, da protecção solar!) e o descanso das férias até nos deixa mais felizes e sem olheiras?

Contam-se pelos dedos os dias em que utilizei maquilhagem durante as férias (e eu sei que querem saber com que cosméticos contei, e há um post a sair sobre o assunto), e não utilizei mais que rímel, batom e blush. Confesso, ainda levei comigo uns quantos batons, mas quando se tratou de dar uma corzinha às maçãs do rosto…

… Optei por só levar a viajar um blush Blush Up! da Essence, o das imagens, cuja cor é a 10 Heat Wave. Não tenho outra descrição para ele senão que é o pôr-do-sol numa caixinha. Há quem o compare com um dos blushes da edição limitada Proenza Schouler para a MAC (será um Impossível x Acessível?), bem como a outra cor existente, em degradé cor-de-rosa. Não há dúvidas que os da Essence foram inspirados nos da MAC.

blushessence2

Em minha defesa, justifico a escolha para as férias com o facto de ter (no mínimo) três cores de blush distintas num formato tão compacto e que, decerto, se adaptariam a qualquer circunstância. Não há brilhinhos, poderia usar os extremos rosa ou laranja isoladamente, ou o coral resultante da mistura central. A pigmentação é boa e o produto não esfarela e dura todo o dia na pele, perfeitamente, mesmo com calor. Não tenho queixas a apresentar e não me arrependi de ter depositado a minha confiança numa caixinha que se encontra à venda por pouco mais de 4€, já que esteve à altura do compromisso.

Se o encontrarem, já sabem: podem levá-lo para casa sem medos, que não é bonito só na embalagem.

Verão Rio Sixties

10506783_10202423821256228_4870181522512007530_o

IMG_0892

Apesar de este ano o Verão estar bastante tímido por terras lusas, não podia ter começado de melhor forma que em companhia de grandes amigos, num óptimo dia de convívio. O que pode ser melhor do que uma grande festa de celebração do Verão e da beleza em modo sixties, com tanta gente que comunga do mesmo interesse?

BeFunky_null_3.jpg

Foi assim que começou a minha estação do ano preferida, nas Portas do Sol (café/bar super fancy!), a convite d’O Boticário. Na ordem dos trabalhos, se é que me entendem, esteve a apresentação/demonstração da linha Make B Rio Sixties pelo grande Fernando Torquatto, maquilhador responsável pela criação de toda a linha Make B e consultor da rede Globo.

IMG_0833

IMG_0837

A linha de maquilhagem em si já chegou a Portugal há mais tempo, mas nem por isso ficou descontextualizada, já que é inspirada no calçadão do Rio de Janeiro e nas tendências dos anos 60, pelo que é a cara do Verão. Foram feitas demonstrações de looks de maquilhagem na Vanessa Martins (actriz), na Margarida Almeida (blog Style it Up) e, oh yeah, na vossa Guida. Euzinha mesma! Já posso gabar-me de ter sido maquilhada pelo super maquilhador das estrelas, e ainda tirámos uma selfie. Foi um grande privilégio, e apesar de eu ter ido vestida e maquilhada a preceito para a ocasião, as sombras utilizadas no meu look foram a cereja no topo do bolo.

10444567_10202430293258024_8344534124786231829_n

10333752_10202436353049515_4270020196222622852_o

Entre conversa, abraços, e muita diversão, seguiu-se um almoço bastante descontraído. Deu para rever tantas amigas e matar saudades, que já se sabe que nem sempre a correria do dia-a-dia e a distância (sim, as giraças do Porto também vieram!) nos permitem ver as pessoas de quem tanto gostamos com frequência. A família O Boticário cresce, mas nem por isso se perdem os bons hábitos típicos de quem cultiva sempre o carinho e a beleza nas pessoas. Duvidam? Ora vejam o vídeo abaixo, mas não me responsabilizo se depois desejarem ter lá estado.

Vêem por que é que gosto tanto desta família?

Vestido – Vintage, feito pela minha avó

Sandálias – Mel

Brincos – Vintage

10341452_10203111943612886_4785078022478303828_n