Categoria: Infância

Mimobox

mimobox

A minha ervilhinha ainda não nasceu, mas já é a princesa mais mimada de todas. Na semana passada, recebemos cá em casa uma mimobox. Para quem não conhece, a mimobox é um serviço de subscrição mensal que surgiu no início deste ano e que consiste numa caixa cheia de produtos e miminhos para mães e bebés, consoante o estadio de desenvolvimento da gravidez/criança. 

mimobox

O processo de encomenda é muito simples: primeiro, preenchemos um questionários, para que sejam apuradas as nossas características. Posteriormente, a cada mês é-nos enviada uma caixa, com preços a partir de 18€ (consoante a frequência da assinatura – 1, 3 ou 6 meses), que contém entre 6 a 8 produtos em full size que vão de encontro ao que respondemos no inquérito. Assim, garante-se que recebemos conteúdos úteis e do nosso agrado, para nós e para os nossos bebés.

mimobox

Não há duas caixas iguais, e eu fiquei muito contente com a minha mimobox deste mês. Posso dizer-vos que há aqui produtos que, sozinhos, mais que asseguram o preço da subscrição. Todas as marcas incluídas são conhecidas pela sua qualidade.

As bolachas Digestive Go! da Triunfo e o snack de maçã da Fruut são daqueles bónus muito úteis, que já se sabe que dá jeito trazer algo na mala para petiscar nalguma eventualidade. Tenho lido muitas coisas boas sobre o creme para as estrias da Palmer’s, nunca o tinha utilizado e estava curiosa, e o mesmo se aplica ao Hyaluron Filler da Eucerin.

O resto é para a Teresinha: BioGaia (bem sei que vai dar jeito para as cólicas!),Creme Muda Fraldas Halibut (que já tinha incluído na cestinha dela e nunca é de mais), Creme Bebé Oleoban, Toalhitas Well’s e uma chupeta Avent (já tinha duas da mesma marca, mas noutras cores, e também é das tais coisas que me parece não ser de mais). Também há um livro de histórias em inglês, e livrinhos em jeito de álbum para preencher com coisas bonitas da vida da bebé.

Recebemos 8 produtos que irão, com certeza, ser utilizados. São produtos que se compram com frequência e basta fazer as contas para chegar à conclusão que, tudo junto, daria para fazer uma subscrição de pelo menos 3 meses da mimobox. Recomendo muito o serviço, e se ainda não o conheciam e vão ser mamãs ou já têm bebés, ou têm amigas/família que se enquadrem nalgum destes grupos, vão espreitar, experimentem e passem a palavra!

Teresa: o nome da minha ervilha.

Nomes

Uma das decisões mais importantes quando vem aí um bebé é a escolha do nome. Por aqui, foi fácil de mais. Obras do destino, calhou tudo a nosso favor. Foi engraçado, porque não tive sequer de abrir a boca para levar a minha opinião avante.

Na minha cabeça, sempre foi mais fácil escolher nomes de menina do que de menino. Há muito mais nomes bonitos. Porém, o preferido é, há muito tempo, Teresa. Soa-me bem, acho-o lindo, não há muitas Teresas actualmente e era o nome da minha avó materna que eu tanto adorava.

Quando eu e o L. começámos a falar sobre nomes de bebé, muito antes de ser possível saber o sexo da nossa ervilhinha, instintivamente vieram à baila os nomes de menina. Nunca pensámos muito na hipótese de vir a caminho um menino e a verdade é que se assim fosse, possivelmente ainda não teríamos escolhido o nome.

Como de imparcial nada tinha, mantive a minha predilecção para mim. Nunca tinha dito o quanto adorava o nome que escolhemos, quando do nada… Teresa. Gosto de Teresa. Estávamos em família quando o L. disse isto e eu fiquei encantada. Estamos em sintonia mesmo sem ser preciso falar. Não mexe mais, é mesmo isto! Podia ter escolhido melhor pai para a minha filha? Estamos mesmo em sintonia! A nossa escolha agradou também ao resto da família.

Não foi preciso recorrer a listas nem ideias alheias, não houve debates nem caretas, foi mesmo muito simples e rápido. E que todas as etapas complicadas se resolvessem assim, com serenidade e sem floreados.

Bebé A Caminho – 22 Semanas

Gravidez 22 Semanas
Fotografia tirada às 22 semanas + 4 dias

Xina, ‘pá! Parece que não, mas já passaram quase dois meses desde que postei pela última vez sobre a minha barrigona. Houve preguiça, houve arrumos, houve toda uma reviravolta que fez com que outras prioridades se instalassem. Vá, não sou assim tão desnaturada e fui mantendo a malta aqui do burgo actualizada nas redes sociais.

Ecografia 21 Semanas
Ecografia do 2º trimestre, às 21 semanas + 3 dias.

Retomando o fio à meada, se seguem o blog no Facebook ou no Instagram, já sabem do mais importante: está tudo a correr muito bem, já fiz a ecografia do segundo trimestre a minha ervilha aparenta estar óptima e super crescida e… Sim, é mesmo uma menina! É a Teresa. Foi super fácil escolher o nome e agradou a toda a gente (que importa), mas logo falamos melhor sobre este assunto.

A ecografia em si foi emocionante. Primeiro, o médico pregou-nos um susto gigante. Começou por dizer que eram gémeos. Eu devia ter filmado a cara do L., que olhava para mim com cara de faz-alguma-coisa-que-isto-são-calúnias, super assustado. Eu também fiquei tonta, mas consegui manter o juízo e respondi logo que não podia ser, que nas ecografias anteriores estava mais que visto que só havia um bebé! E o médico lá terminou a brincadeira. Sim, é só a nossa Teresinha linda. Já se assemelha mesmo, mesmo a uma pessoa pequenina! Vejam os pés, são tão fofinhos. E a boca e a mão? Ainda está dentro da barriga da mamã e já acena e manda beijinhos. Que carismática!

Gravidez 22 Semanas
Fotografia tirada às 22 semanas + 4 dias

Hoje estou nas 22 semanas + 4 dias de gestação. A Teresinha é super irrequieta, passa o dia e (especialmente) a noite à bulha na minha barriga e já se sente tudo muito bem ao toque. Vejam bem o requinte da donzela, que até já se dá ao luxo de responder ao toque do pai e ignorar a minha interacção.

A barriga (quase) duplicou e alguns dos vestidos que tinha comprado (lembram-se do que vos tinha mostrado da Zara, florido, de mangas largas?) já a contemplar o crescimento já deixaram de servir. Apertam muuuito a barriga e o peito. Por falar em peito, li por aí em vários sítios (fontes académicas incluídas!) que as maminhas aumentavam, em média, uma copa durante a gravidez. Onde é que já vai essa copa…

No demais, é quase tudo o que já vos tinha dito: apesar do desenvolvimento da barriga e do peito, não sofri qualquer aumento de peso desde a última vez que vos actualizei (yupi, yupi!), sinto-me bem, continuo no mesmo registo de dores lombares, pernas que tendem a inchar, muita sede, sono, muitas idas ao quarto de banho e… Fome. Muita fome, fome estranha. Obviamente, resisto ao que a minha cabeça se lembra de inventar. Já fiz uma birra ao L. porque queria hamburguer, também já meditei muito em batatas fritas com M&Ms e em arroz com maionese. Se cedi a estas duas últimas invenções? Nem pensar.

Gravidez 22 Semanas
Fotografia tirada às 22 semanas + 4 dias

Sinto-me calma, mas a verdade é que o tempo passa rápido demais e suspeito que já devia estar em pânico por não ter planeado listas de nada (pertences da bebé, malas de maternidade, bens que falta adquirir, pessoas a avisar disto e daquilo), nem a decoração do quarto, nem o baby shower. A propósito, seria demasiado bizarro se eu organizasse um baby shower virtual aqui no blog?

Bebé A Caminho – 15 Semanas

Gravidez 15 Semanas
Fotografia tirada às 15 semanas + 4 dias de gestação.

Passaram mais umas semaninhas, e eu tenho mais novidades para vos contar desta aventura que tem sido a gravidez. De repente, estamos no 4º mês. Caso tenham chegado ao blog agora ou queiram relembrar como tem sido este percurso, podem fazê-lo clicando aqui.

À presente data, estou nas 15 semanas + 5 dias. Sim, fiz a eco do primeiro trimestre e houve um novo acerto (que bate mais certo com as contas iniciais). Agora, prevê-se que a ervilha nasça pelo aniversário do avô. Já ouvimos os batimentos cardíacos e, aparentemente, está tudo bem.

Ecografia 1º Trimestre 13 Semanas Gravidez Gestação
Imagem da ecografia do 1º Trimestre, às 13 semanas + 3 dias.

Vejam bem que, na bendita ecografia, foi uma algazarra. A ervilha estava muito irrequieta (eu tinha comido pouco antes!) e demorou a cooperar com o médico. Saímos da consulta a saber que, muito provavelmente, vamos ter uma ervilha menina!

Espero que na próxima ecografia o prognóstico se mantenha, porque até já temos nome escolhido e tudo. E muitas roupinhas e acessórios com detalhes de flores, lacinhos e cor-de-rosa qb.

Quanto a mim, não há nada de muito novo a destacar: não tive grandes alterações ponderais, continuo com muita sede, mas menos sonolenta e agora a fazer menos viagens ao wc. Tenho, sim, grandes oscilações de humor e dores nas costas. A minha pele e couro cabeludo estão mais secos. A barriga continua a crescer. As ancas alargaram visivelmente.

Gravidez 13 Semanas Gestação
Fotografia tirada às 13 semanas + 3 dias de gestação.

Comprar roupa tem sido uma odisseia necessária: as minhas blusas e camisolas ficam quase todas a meio da barriga e, como bem sabem, adoro vestidos cintados e agora é impossível vesti-los. Assim, esta tem sido uma época de saldos muito bem aproveitada. Tenho investido a pensar no tempo quente que se avizinha, mas posso garantir que não comprei roupa de grávida. Depois mostro-vos, mas consiste tudo em peças que poderei continuar a vestir depois do nascimento da ervilha (já agora, o vestido preto é da Springfield e o florido é da Zara. No total, não gastei mais de 25€ com eles).

O tamanho da roupa não ainda não mudou. Por segurança, há peças que compro no tamanho acima, que não fica mal e sempre deixa espaço para o crescimento da barriga. Se for necessário, rapidamente as reduzo um pouco futuramente. O tamanho do calçado, para já, também se mantém. E olhem que eu não me importava de ter pés um nadinha maiores permanentemente…

Gravidez 15 Semanas Gestação
Fotografia tirada às 15 semanas + 4 dias de gestação.

Entretanto, já nesta semana, pintei o cabelo. Teve de ser, que já estava pavoroso. Quanto aos cuidados que tenho tido com a pele, bom… Um dia destes sai post sobre o assunto, que obviamente há cuidados especiais e muita força e muita fé na prevenção de estrias.

Já começou a saga dos workshops pré-natais e no outro fim-de-semana aproveitámos uma iniciativa dedicada aos bebés e crianças promovida pela Well’s do Colombo, onde assistimos a uma sessão sobre a muda da fralda e ficámos a conhecer uma panóplia de produtos bons para a ervilha. Nunca é de mais conhecer informação e seleccioná-la!

Para além disso, e como estamos em época de feiras do bebé, já tenho guardado alguns produtos que vou querer utilizar porque já os conheço bem. Agora, ando a cuscar os melhores modelos de carrinhos, analisando a relação qualidade/preço. Têm alguma dica?

Gravidez Well's
Eu e o L. no workshop de muda da fralda promovido pela Halibut, na Well’s do Colombo.

E os bebés?

Vestuário Bebés

Eu sei que sou muito ingénua e que, vai na volta, este post até nem faz muito sentido. Mas faz! Um dos dramas de quem faz muitas compras online e até tem lojas da sua preferência é, perante a maternidade, verificar que os bebés são muitas vezes esquecidos.

Há lojas específicas e há lojas de “gente grande” que também têm montes de roupinhas, calçado e acessórios em tamanho miniatura, facto. Mas, e as outras? Tenho de colocar aqui uma ressalva: falo das que até têm uma secção infantil mas que não contemplam os bebés.

Tenho verificado um fenómeno curioso nas minhas compras para os tempos que se avizinham: há lojas físicas (como a Lanidor) que não têm peças para recém-nascidos, mas disponibilizam-nas na Internet. Compreendo que assim seja, devido ao tamanho das lojas e outros factores que, não sendo da minha conta, podem fazer todo o sentido.

Mas numa loja online, embora haja espaço do alojamento, é muito mais simples albergar uma maior variedade de artigos. Especialmente quando são comercializadas marcas que os disponibilizam.

O meu coração de futura mamã parte-se todo aos bocadinhos cada vez que descubro calçado fofinho de criança ou quando vejo catálogos de vestuário de marcas infantis presentes nos locais que refiro (o Spartoo que tanto adoro é um exemplo!) e depois quando se abre o separador dos artigos de bebé… Chapéu. Não há nada. Rien de rien para os bebés. Protesto!

Bebé A Caminho – 11 Semanas

Gravidez 11 semanas Baby bump 11 weeks

Tenho coisas novas para contar sobre a minha ervilha. Muitas! Antes de mais, por que é que saltei das 8 semanas para as 11? É simples: não tinha ocorrido nenhuma mudança assim tão significativa que justificasse um post.

Até agora, mantive-me no registo do costume e não tive enjoos. Registam-se, apenas, alguns momentos de certo desinteresse pela comida, mas no geral até tenho bastante apetite. Não consigo comer tanto de cada vez, nem como por dois, e tenho escolhido melhor o que como. Tomei medidas drásticas! Tive um aumento ponderal de quase 4kg e estou a ficar paranóica com esta questão (obrigada, senhor enfermeiro da consulta).

Foi-me feito todo um alarido por causa do aumento de peso, que mesmo sabendo que não devo matutar muito no assunto… Assim fiquei, que a mente é traiçoeira. Pelo andar da carruagem, hei-de explodir antes das 40 semanas. As pernas mostram-se algo inchadas (e dolorosas ao toque!). As costas começam a doer. Continuo com muita sede e muito sono. Canso-me com mais facilidade e, por vezes, parece que fico sem fôlego. A barriga está, como vêem, ainda maior. O mesmo acontece com o peito.

11semanas2blog

Rendi-me às evidências e abasteci-me de roupa interior mais adequada (e sinto-me uma velhota com tudo em algodãozinho feioso) e comprei umas calças (logo mostro) que espero que cheguem até ao fim do tempo de gestação. Parecendo que não, estas adaptações ajudam a promover o conforto e, consequentemente, também melhoram a autoestima.

Falando na aparência, deparei-me com um problema: a pintura do cabelo. Já começa a ser bem visível a raiz e surgiram dúvidas quanto à segurança da utilização de colorações. À partida, este tipo de produtos cosméticos é seguro para poder ser comercializado, não devendo ter componentes passíveis de serem absorvidos pelo organismo. Pelo sim, pelo não, prefiro esperar pelo final do primeiro trimestre.

Ecografia 11 Semanas 11 Week Ultrasound

No finalzinho de 2015, às 10 semanas, fiz a ecografia do rastreio.  Foi feito um ligeiríssimo acerto de datas. Só deu para olhar de relance para a minha ervilhinha linda e fiquei triste por não ouvir os batimentos cardíacos, já que a médica que me atendeu fez tudo muito rapidamente. Não se apresentou, tampouco se despediu e espero não ser acompanhada por ela nas próximas ecografias. A próxima é daqui a poucas semanas.

Agora sim, sei do incómodo que é ter toda a gente a dar palpites sobre o que não sabe e a agoirar porque aconteceu algo de mau à vizinha da dia da prima da avó do gato do cão durante a sua gravidez, cuidado!. E bem começo a sentir a pressão e a ansiedade de saber qual é o sexo do bebé para começar a organizar a sua chegada.

Estou um pouco assustada com o que aí vem porque, sem dar por nada, já passou 1/4 do tempo que dura a aventura da gestação. Ó tempo, passa mais devagar!

Bebé A Caminho – 8 Semanas

8semanas1blog

A noção temporal é muito estranha: há alturas em que parece que o tempo não avança, outras em que voa. Já concluí que a gravidez se encaixa na segunda categoria. Na sexta-feira passada, a ervilha (que mais parece uma melancia!) fez 8 semanas.

Deixei de caber nas minhas calças. Bom, elas servem, até as skinny skinny, mas… Não apertam na barriga. Tendo em conta que todas elas são de cintura subida (e não há a menor hipótese de optar por modelos descaídos, que abomino!), tive de lhes dizer adeus. Temporariamente, espero. Impus-me o desafio de sobreviver com leggings e collants pelo menos por mais um mês. Eu, que habitualmente nem gosto muito de utilizar calças de ganga (mas utilizo outras dos mais diversos tecidos, cortes e padrões), estou a trepar paredes face à impossibilidade de utilizar as minhas agora. Antes, vestia muita roupa preta pelo simples facto de gostar da cor. É confortável porque (quase) tudo fica bem com tudo. Agora, torna-se enfadonho e parece que transmite um certo complexo de imagem. Ainda não consegui lidar muito bem com as mudanças repentinas no meu corpo.

8semanasblog2

Felizmente, continuo sem enjoos, mas tenho muita, muita sede. Tanta sede leva a idas infinitas ao quarto de banho e… Terminaram as noites seguidas de bom dormir. Para compensar, estou cheia de sono 24/24. Os apetites especiais surgem, mas são facilmente controláveis. Faço questão de ter mais cuidado com o que como, imponho-me mais regras de horários e tenho sido uma menina linda no que toca aos vegetais. Na verdade, não deixei de fazer nada do que fazia normalmente.

Para já, não há muito mais a relatar. Tenho lido e aprendido muito (mais do que já sabia do meu percurso académico!) sobre as aventuras da gravidez e começo a organizar o que se segue. Uma das coisas que tenho apurado é que há imensos baby blogs e sítios cheios de bons freebies relacionados com a maternidade. Querem que os partilhe convosco? Têm “cromos” para a troca?

Bebé A Caminho

6s6d-1blog

Tenho uma notícia para vos dar: vou ser mãe! Não imaginam como tive de me conter para não gritar logo ao mundo inteiro que tenho um bebé na barriga. Agora, já se pode dizer. É certo e, à partida, está tudo bem. Há quem prefira aguardar um pouco mais, mas a verdade é que não há um guião de como fazer tudo nesta altura, muito menos sobre como transmitir notícias destas.

Por agora, estou a passar por um turbilhão de emoções e não vos consigo dizer muitas coisas. Ainda não há ecografia, estima-se que gestação esteja nas 6 semanas e 6 dias. Soube que estava grávida na semana passada. Não era um objectivo a curto prazo, mas vai acontecer e estamos felizes. Este vai ser o maior desafio da minha vida, espero estar à altura e fazer tudo direitinho.

6s6d-2blog

Não sei onde vai parar esta barriga, que já se faz notar. A minha roupa ainda me serve, e espero que assim continue. Não tive enjoos até agora, mas também não tenho apetites especiais. Transtorna-me que o acesso a determinados chás que adoro esteja limitado. Tenho mais sono que nunca. Para já, estamos muito bem. Espero que, até Julho, decorra tudo calmamente e dentro da normalidade.

Não quero que este blog se transforme num baby blog, mas é claro que vou partilhar algumas coisas convosco. Contem com, pelo menos, um post semanal sobre a gravidez e a maternidade. E, já sabem, conto com as vossas partilhas e opiniões!

The Wet Brush #2 – The Shine Brush

wetbrush

Já vos tinha mostrado aqui, há muito tempo, que tinha encontrado a escova de cabelos dos meus sonhos. Se, tal como eu, têm o cabelo muito espesso e em quantidade abundante, preferencialmente comprido, saberão que a hora de pentear é uma odisseia. Então, se têm caracóis, o cenário ainda se complica: esta tarefa tem mesmo de ser feita no banho, porque não se penteiam cabelos encaracolados quando já estão secos (a menos que queiram assemelhar-se a vassouras. Nesse caso, pode ser!).

Fiquei tão contente com a descoberta, que para além da escova amarela ainda tenho uma roxa e uma azul, e assim as vou deixando um pouco por todo o lado. Se têm sarilhos a pentear o cabelo, ou se têm crianças, confiem: experimentem isto que não se arrependem. Quando passei no stand da Pluricosmética na última edição da In Beauty, vi que tinham uma edição limitada da Wet Brush, colorida em degradé, e que havia uma versão que nunca tinha visto: a Shine Brush. Teve de vir comigo! Percebem porquê, não percebem? Degradé roxo e rosa, maneirinha, estava em promoção, cerdas especiais de javali mongol para cumprir devidamente as suas funções… Quero. Preciso. Tenho!

O que é que há assim de tão diferente para as outras versões da Wet Brush? Na verdade, devo dizer que o que me saltou logo à vista foi o tamanho da escova. Não é minúscula como as de viagem (creio que continua a faltar uma escova com protecção para andar na mala!), mas também não é do tamanho das escovas normais. Ao que parece, as cerdas de javali nos interstícios entre os “dentes” normais da escova, ajudam a distribuir melhor os óleos naturais do cabelo e a deixá-lo mais brilhante.

Diz a marca que, para além do uso típico, também se adequa muito bem a quem usa champô seco. Tendo em conta que, assim que se fina a época balnear, prefiro alisar (ou quase) o cabelo, não necessito de o lavar com tanta frequência. Uma vez por semana chega, e se necessito de mais opto mesmo pelo champô seco. Assim sendo, também já experimentei a Wet Brush com o cabelo seco e da forma sugerida e posso dizer que se mantém com o estatuto de melhor escova de sempre, sem puxões de cabelo nem gritos.

A Ovelha Choné – O Filme

aovelhachoneofilme

Não sei se já sabiam, mas sou fã assumidíssima d’A Ovelha Choné. Comecei a ver os bonecos há uns anos, quando descobri que passavam na televisão à hora de almoço, e achei-os muito engraçados. São do criador d’A Fuga das Galinhas, pelo que só pelo aspecto valem a pena. Há como não achar piada a bonecos de plasticina que se mexem, com tudo feito ao detalhe? Considero, também, que os episódios são bastante interessantes. São super ternurentos, recheados de bom humor e de lições e valores importantes para ensinar aos pequeninos. Tudo isto sem que seja necessário utilizar uma única palavra e com o recurso a muita criatividade. A expressão não-verbal é mesmo muito importante, e a Choné é um belo exemplo prático.

A bela da ovelhinha dos estúdios Aardman teve direito a um filme e, recentemente, chegou às nossas salas de cinema. Fiquei reticente quanto ao visionamento no grande ecrã. Afinal, sou crescida e não tenho crianças para me acompanharem nestas andanças! O que vale é que o L. tem paciência infinita e atura as minhas pancadas e, quando falei do assunto, foi muito fofinho e disse que me acompanhava. Lá fomos nós, a destoar da massa de mães e filhos presente na sala e, meus amigos e minhas amigas, tenho a dizer-vos: foi a comédia do ano.

É um filme animado para miúdos e graúdos, garanto-vos que os adultos tiram melhor proveito de todas as peripécias do que as crianças e que é, sem dúvida, muito melhor que as comédias para gente grande que teimam concretizar e tentar vender. A história foge um pouco aos curtos episódios da televisão, mas sem retirar às personagens a sua essência: o humor continua lá, mas fora da quinta, já que o rebanho, o cão e o seu dono vão para a grande cidade e passam por uma série de aventuras insólitas ao longo do filme.

Numa escala de 1 a 10, daria um 7,5 a este filme. Recomendo que peguem nos vossos pequeninos (ou não!) e vão vê-lo ao cinema, que é um momento muito bem passado. Se nunca viram os episódios televisivos, por favor, procurem-nos porque são muito giros!