Categoria: Higiene

The Secret Bag – a 7ª edição

Beauty Box The Secret Bag

Cá está mais uma edição da The Secret Bag. Em Dezembro há celebrações natalícias, mas diz que o Natal é quando o Homem quer, e eu ainda vou mais longe que o Maduro e gosto mesmo é de ter Natal todo o ano. Nesse empreendimento, o papel dos saquinhos mensais continua a fazer toda a diferença e a ser um epic win. Em equipa que ganha não se mexe, e eu continuo a ser uma subscritora feliz deste serviço!

Passando ao que vos interessa: o conteúdo da bag deste mês é volumoso e nem sei muito bem como é que conseguiram cometer a proeza de aconchegar tudo no embrulho! Veio um kit de sobrancelhas High Brow da Beauty UK que andava mortinha para experimentar (e creio que consigo falar dele muito em breve!), um hidratante corporal e um perfume roll on da fragrância W’eau Sunset da Women’secret (saem da minha zona de conforto, mas ainda assim cheiram muito bem!), um lip gloss da Bell Cosmetics (calhou-me o tom nº 2, cor de melancia, não é algo que esteja habituada a usar mas será muito útil nos dias de “sou mesmo assim, acordei naturalmente bela”), uma miniatura do desmaquilhante de olhos da Gatineau, uma amostra do perfume masculino Pure da Custo Barcelona e duas amostras de hidratantes da Anne Moller.

O valor aproximado dos produtos desta edição ronda os 30€, o que se traduz mais uma vez na oportunidade simpática de experimentar novos produtos a preços muito apelativos (já que, relembro, o preço de cada edição já com portes é 18€). Desconheço se sobrou algum exemplar deste mês (sei que estiveram disponíveis durante mais tempo que o habitual), mas continuo a achar que daria um bom presente de Natal. Bom, bom era haver vales TSB para podermos oferecer às nossas amigas nos seus aniversários! Vou deixar a sugestão na página de Facebook.

Guia dos Presentes Low Cost

Ou guia dos presentes para trocas comprados à última hora para portuguesas falidas. Já se sabe como é, o Natal aproxima-se, o tempo e o dinheiro rareiam e há montes de jantares, almoços, trocas e imprevistos de última hora que precisam de ser resolvidos. Ideias, aceitam-se!

Pois bem, pela saúde das vossas carteiras e para que ninguém moa os nervos a tentar lembrar-se de presentes decentes para as colegas e amigas, cá vai a minha selecção dos 10 presentes até 5€ que irão agradar, com toda a certeza, a quem os receber. Assim, ninguém declara bancarrota. E, sim, é tudo facílimo de encontrar em lojas físicas portuguesas e rapidamente se despacham da missão das compras. Espero ajudar alguém e receber as vossas sugestões, caso tenham algo a acrescentar!

Presentes Low Cost

  1. Meias Primark – Longe vão os tempos em que as meias eram feias e monótonas. Na Primark, há toneladas de meias quentinhas com padrões bonitos. E o melhor é que cada tamanho dá para uns quantos números diferentes, pelo que não deve haver grande margem de erro.
  2. Passador de Chá Ale Hop – Dá jeito, mais não seja quando estamos doentes. Estes, da Ale Hop, para além de práticos, embelezam as nossas chávenas de chá.
  3. EDT Suddenly Madame Glamour Lidl – Por falar em aromas, se a vossa presenteada tem um nariz refinado e gosta de fragrâncias como o Coco Mademoiselle da Chanel (entre outros Chypres) mas a vossa carteira não pode acompanhar esses luxos, por que não dar uma oportunidade a este perfume? Prometo que não se vão arrepender!
  4. Bálsamo Baby Lips Maybelline – À venda em qualquer hipermercado, este bálsamo labial tem dado que falar. E por bons motivos! É que consegue combinar hidratação com uma aplicação que não pesa, com sabores deliciosos, a preços mega acessíveis. Existem várias cores (o da imagem é incolor), que apenas dão um tonzinho de saúde aos lábios.
  5. Creme de Mãos Cuide-se Bem d’O Boticário – Esquisitices à parte, creme de mãos é algo que toda a gente usa. Se for bem cheiroso e eficaz, um tanto melhor. Este hidratante de Amêndoas e Baunilha chama a atenção em todo o lado pelo seu aroma delicioso e ajuda a manter as mãos em condições durante o tempo frio.
  6. Elásticos H&M – Uma opção de elásticos para o cabelo que tem sido muito badalada, e com mais pinta que os Invisibobble. Estes, para além de serem mesmo muito resistentes, também ficam bonitos como pulseiras.
  7. Elásticos Invisibobble – Também têm feito furor, e por menos de 5€ é possível encontrar pequenas caixas com 3 elásticos. Existem um pouco por todo o lado, especialmente em farmácias e parafarmácias. Agora no Natal, até existe um pack temático (o da imagem).
  8. Lanterna de dínamo Ljusa IKEA – Este é um item indispensável em casa, na mala ou no porta-luvas do carro. Nunca se sabe quando vai faltar a luz, e uma lanterna de dínamo é uma opção segura para termos sempre por perto porque não precisamos de nos preocupar com pilhas ou carregadores. Neste caso, ainda por cima, é uma lanterna cheia de estilo!
  9. Fragrâncias em Óleo – Já ouviram falar de aromaterapia? Acho que ninguém fica zangada por receber fragrâncias para o ambiente como deve ser, e a The Body Shop é rica em opções, com o bónus de sabermos que todos os produtos são feitos em conformidade com o respeito pelas comunidades.
  10. Gel Tint Essence – Mesmo quem não liga muito a maquilhagem, não dirá que não a um produto tão versátil como um tint: tanto pode ser utilizado como lip stain ou como blush, poupando tempo e espaço na bolsa. E este é tão económico, que nem parece verdade!

Cuide-se Bem com cheirinho a Pink Lotion

locao_frutos_vermelhos_e_avela_813803883526e98e49de63

Há cerca de duas semanas, falei-vos das novidades capilares da linha Cuide-se Bem d’O Boticário. Não só de cabelos são feitas as novidades, e para além de toda a linha ter passado por uma reformulação recentemente, as surpresas continuam a surgir aos poucos. De há uns dias para cá, têm surgido novidades no domínio das loções corporais e sabonetes (cuja qualidade ainda não pude atestar, mas espero que sejam melhores que os que existiam anteriormente), para além de um hidratante de banho. 

Já vos disse que toda eu sou Nativa Spa, e no que toca às loções hidratantes fiquei a modos que amuada quando a linha Cuide-se Bem assim foi baptizada (antes era a linha Body Active) e o Chá Verde e o Cacau e Cupuaçu desapareceram. Foi uma facadinha no meu coração, já que nunca voltei a nutrir tanto amor por qualquer outra loção Cuide-se Bem (embora seja fã da Erva Doce). Nem tive essa necessidade porque, relembro, a linha Nativa Spa foi ficando recheada de novos aromas e texturas que me encantaram.

Eis que os gnomos mágicos das loções Cuide-se Bem quiseram redimir-se e, antes de o público geral ter acesso às novidades, veio parar às minhas mãos a loção hidratante de Frutos Vermelhos e Avelã. Pronto, fica perdoado o desaparecimento das loções Body Active! Para já, creio que com a reformulação geral da linha, estes hidratantes estão ainda mais eficazes, embora conservem o dom da rápida absorção. Depois, esta loção é tipo Pink Lotion só que melhor, no que concerne ao aroma. Cheira ainda mais a bebé cutxi cutxi, sabem? É aquele tipo de loção que nos deixa perfumadas de tal forma que as outras pessoas pensam que o cheiro já nasceu connosco. É cheiro a céu, como costumo dizer, que os deuses cuidam-se bem.

The Secret Bag – a 6ª edição

Beauty Box The Secret Bag

Novembro já vai alto, mas as boas tradições devem ser mantidas e nem tinha piada receber a minha The Secret Bag sem partilhar convosco os conteúdos (que já toda a gente deve ter visto) e as minhas opiniões.

Pois é, o saquinho mensal dos goodies já faz meio ano! Que venha mais meio com toda a qualidade e consistência a que a clientela já foi habituada. E que eu continue cá a par de tudo. Poupo-vos a lengalenga do costume com a embalagem, que é igual à dos restantes meses.

Desta vez, não houve grande dispersão pelas amostras e vales. A única amostra presente nesta edição é o perfume masculino Enjoy da Custo Barcelona, que sempre serve como sugestão natalícia para os homens das nossas vidas. Full sizes, são quatro: uma loção hidratante Lomasi para as mãos que, apesar de ser uma das minhas preferidas há anos (calhou-me a de romã!), ainda não foi alvo de conversa cá no blog; uma balística da Lush, calhou-me a Snowman e, para já, não poderei dizer grande coisa porque não tenho banheira; um batom Colour Crush da The Body Shop (era o item personalizável desta edição), o meu é a cor 201, repetido (não faz mal, que o que é bom é para partilhar e assim ofereço a uma amiga), e já falei dele aqui; uma sombra da Revlon, neste caso um prata-chumbo que dá sempre jeito.

Continua presente, no meu entender, a premissa de que os produtos facilmente se adaptam aos gostos e necessidades de qualquer mulher. O item personalizável não era necessariamente um batom, pelo que o valor total desta edição poderia oscilar. Um saquinho semelhante ao meu aproxima-se do valor de 36€, que é o dobro do preço da The Secret Bag (já com os portes incluídos).

Para quem tem estado atento à página de Facebook da Secret Bag (e quem não está, fica a saber agora), a pensar no Natal, vêm aí dois acontecimentos interessantes: dia 15 deste mês às 22h será lançada uma bag extra de Natal com 4 full sizes da Revlon num valor aproximado de 50€, com pouquíssimas unidades disponíveis e, em breve, será lançado um passatempo com uma Mega Bag, cujos detalhes ainda estão por conhecer. Estou entusiasmada, e gostava de, pelo menos, garantir a minha bag natalícia!

Ponche? Sopa?

ponche

Uma das novidades da Lush para o tempo frio e para o Natal é o gel de duche Ponche. Eu sei, a loja é mais conhecida pelas balísticas e espumas, toda a gente fala delas, mas também sei que nem toda a gente tem banheira (eu sou uma dessas infelizes pessoas) e por isso há que deixar claro que nem só de banhos de imersão de faz a Lush.

Voltando ao ponche, lembram-se de ter perguntado no Facebook o que achavam da ideia de haver um gel de duche com cheiro a sopa de legumes? Bingo. Diz a marca que o Ponche nasceu de uma inspiração no ponche tradicional do Natal mexicano. Na sua constituição, estão o sumo de laranja natural, infusões de ameixa e canela e tequila. Reconheço que o cheiro é docinho e delicioso, sim, lembra o ponche, mas por outro lado cheira-me a sopa de legumes com abóbora. Atenção, que isto para mim é algo bom!

Cheirinhos à parte, não há nada como passarem por uma loja para ver as novidades e tirar as teimas quanto ao Ponche. Já alguém cheirou? Qual é a vossa opinião?

IMG_20130530_163124

Apesar de já ter feito da aplicação do hidratante corporal uma rotina, sim, admito, sou preguiçosa. Muito preguiçosa. Acreditem, se houver algum óleo nas prateleiras do polibã, os hidratantes bem podem esperar e ganhar teias de aranha porque o mais provável é eu não lhes tocar.

Assim sendo, quando surgiram no mercado os condicionadores corporais da Nívea, fiquei muito curiosa. Já conhecia o conceito, e confesso que o facto de ter de aplicar o produto e depois enxaguar já deixava no ar algumas reticências. Uma das alegadas vantagens deste tipo de produto é a rapidez e poupança de tempo na aplicação, mas se tenho de o aplicar para posteriormente enxaguar, acho que o argumento cai por terra e os óleos continuam a ganhar a batalha. 

Pessoalmente, vi algo aliciante nos condicionadores corporais: o facto de levarem uma enxaguadela por cima, faria com que saísse do banho hidratada mas, ao mesmo tempo, mais fresca que uma alface. Eis que ressurgia a vontade de experimentar um produto deste tipo. E eis que tive a possibilidade de testar os Body Milk Para Duche da Nívea. Por esta altura, já terminei ambos.

Começando pelas conclusões, estes condicionadores corporais não me convenceram. Tenho a Nívea em muito boa conta no que toca aos hidratantes: sou a maior fã do Nívea Creme e também adoro os Body Milk da marca. Os condicionadores só se assemelham aos restantes hidratantes da marca pelo cheiro, que é o tradicional da Nívea. Uma delícia! No resto, como se não bastasse o facto de não ser assim tão prático, não considero que seja suficiente para hidratar a minha pele. Consegui utilizar ambos os produtos, mas não nos braços e pernas. Não considero que sejam hidratantes como um óleo ou loção. Nem o que está designado especialmente para as peles secas. Se utilizar o condicionador corporal nas pernas, exclusivamente, fico com elas a estalar e necessito de aplicar um hidratante.

Gostava de saber se alguém tem uma opinião diferente da minha. Por enquanto, acho que vou manter-me fiel aos óleos e hidratantes convencionais. Sim, incluindo o Body Milk tradicional da Nívea. Esse sim, é um hidratante à maneira!

Terça da Máscara #11

prod_1149964

Vá, confessem lá, já tinham saudades da Terça da Máscara. Não é Carnaval, mas a máscara de hoje é uma brincadeira gira. Passo a explicar, hoje venho dar o meu testemunho sobre a Clearskin Professional Liquid Extraction Strip da Avon. Em Portugal, pelo menos, este é um produto recente. Não gosto de comprar produtos às cegas, e apesar de não ter encontrado muitas informações sobre este gel/máscara, decidi arriscar. O prejuízo não seria muito, que de qualquer forma a Avon tem sempre preços bastante acessíveis.

Se a chamada é para a guerra contra os pontos negros, contem comigo. Se os produtos prometem ser económicos, eficazes e de fácil utilização, melhor ainda. Esta pequena bisnaga lembrou-me de imediato a máscara da Shills e esse foi o factor que mais pesou na decisão final da compra. Como sabem, adoro a da Shills (e se não sabem, leiam este post). Tenho uma bisnaga a terminar e não me estava a apetecer encomendar outra tendo alternativas eficazes para os pontos negros.

O processo de aplicação é o do costume: na pele limpa, aplica-se a máscara (neste caso, uma camada generosa nas regiões onde tenham pontos negros). Espera-se que seque e depois, para retirar, puxa-se a máscara como se fosse um autocolante (o típico formato peel off). Tenho utilizado a Liquid Extraction Strip com alguma frequência e já posso partilhar convosco as minhas conclusões:

  • Tem uma consistência viscosa, tal como a da Shills (se não conhecerem, sempre dá para comparar à textura da cola líquida branca para papel), embora seja mais fácil de aplicar do que a prima coreana. Pelo menos, sinto que é mais fácil cobrir todas as áreas da pele que desejo sem que a máscara comece a recuar. 
  • Seca relativamente rápido. Em coisa de 20 minutos, meia hora.
  • É mais fácil de retirar que a da Shills (sai de maneira uniforme).
  • É muito eficaz. Eficaz de mais, digo. Quando a retiramos, com ela vem não só a nhanha toda dos pontos negros mas também as penugens da nossa pele.

Apesar de a bisnaga ser pequena quando comparada com outras máscaras, dado que tem 30ml, considero que é bastante rentável especialmente porque não é suposto ser utilizada em todo o rosto. Já não me lembro ao certo quanto paguei por ela (comprei em demonstração), mas o preço base é 12,00€ e é frequente encontrarem promoções com preços mais apelativos.

Se têm a infelicidade de lidar com pontos negros, saibam que podem experimentar este produto sem receios, que não se vão arrepender.

O Pai É que Sabe

Tal como as novelas, há assuntos que têm direito a estar no ar diariamente. A diferença é que aqui a matéria é relevante e contribui para os bons hábitos da população.

Prosseguindo com os frutos da minha ida à higienista oral promovida pela Oral-B, decidi que não tinha jeito nenhum falar da minha mudança de hábitos cá em casa sem que o resto do agregado pudesse sentir o mesmo que eu. Eis que deixei a pasta dentífrica Pro-Expert à vista de toda a gente no armário da casa de banho, que eu já sei como é que esta malta funciona quando há um produto novo.

O meu pai, que é o principal responsável pela compra de pastas dentífricas deste domicílio, dizia que as pastas dos dentes são todas iguais e trazia sempre o mesmo dentífrico sem marca e sem qualidade aprovada. Foi o primeiro a ser desafiado a experimentar a Pro-Expert. Ao final de um dia ou dois, já me estava a dizer que afinal a bendita da pasta dentífrica nova fazia toda a diferença na escovagem. Olha que tinhas razão, até os dentes reluzem e nem sequer fui ao dentista. Escusado será dizer que o dentífrico antigo perdeu o lugar no armário, porque é inútil com tudo o que está relacionado com o léxico da dentição.

Oral-B PRO-EXPERT

Afinal, o que é que a Pro-Expert tem que a torna tão especial e eficaz? Não é por acaso que foi fruto de um grande desenvolvimento ao longo dos últimos quinze anos e que é considerada a nata da nata da Oral-B: a promessa que vem com esta pasta dentífrica é que as oito áreas mais examinadas pelos dentistas ficam protegidas. Ao utilizarmos a Pro-Expert, temos protecção contra as cáries (através da promoção da remineralização), placa bacteriana, mau hálito, gengivite e sensibilidade dentária. O esmalte dos dentes é reforçado e o tártaro também fica controlado, e os dentes ficam mais brancos e sem manchas. Tudo isto se deve a uma combinação milagrosa de alguns ingredientes constituintes deste dentífrico, que pode ser explorada no site da Oral-B caso tenham curiosidade.

Haverá melhor testemunha do que um pai para vos persuadir a experimentar a pasta dentífrica Pro-Expert?

p05-02

Acreditem se quiserem, até há relativamente pouco tempo eu era uma daquelas pessoas que não ligava grande coisa às escovas de dentes e dentífricos. Não queria uma escova de dentes qualquer, mas também não apostava em opções de grande popularidad€. Tinha medo de escovas de dentes eléctricas, mas trazia comigo a escova tradicional com as cerdas mais rijas que encontrasse. Ainda assim, acreditem, ao fim de menos de um mês, as cerdas das escovas ficavam todas voltadas para o exterior, tal era a força que eu aplicava na escovagem. Quanto às pastas dentífricas, não queria chatices com os expositores dos mercados, recheados de tanta coisa a tantos preços diferentes. Optava pela pasta antiga, tradicional, que comprava na mercearia. Ainda hoje adoro o sabor dela. Em último caso, havia sempre no armário um qualquer dentífrico de marca branca. Pensava que há coisas mais importantes na vida. É verdade, há coisas muito importantes mas chegar à terceira idade com os meus dentes intactos é algo que ambiciono e com certeza a preocupação com produtos de qualidade, mesmo que custem um pouco mais que os que estamos habituados a comprar, vai poupar uma pipa no dentista mais tarde.

Custa-me a crer que em Portugal ainda preferimos remediar do que prevenir. Pensamos que a saúde é cara, mas gastamos rios de dinheiro noutras coisas supérfluas. Já que andamos todos a contar tostões e não se sabe como será o futuro, cá fica uma deixa para repensar os hábitos e poupar a longo prazo. A falta de saúde da boca pode, inclusivamente, ser responsável por problemas tão graves como os enfartes do miocárdio.

vitality-trizone-wireless-electric-toothbrush

Desde Novembro do ano passado, fiquei convencida com a qualidade da pasta dentífrica Pro-Expert da Oral-B. Já vos falei resumidamente dela aqui, mas quero deixar a derradeira prova para outro post. Acreditem que faz mesmo a diferença na higiene oral, deixa a boca limpinha como nenhuma outra e com a sensação de termos feito uma limpeza profissional. Até o sabor é o mesmo que quando saímos dessas limpezas! Os dentes ficam “lisos” por muito mais tempo e o hálito permanece fresco. Quando fui à consulta da higienista oral e aprendi a utilizar a escova eléctrica Tri-zone, também fiquei a perceber qual era o encanto com este tipo de equipamento. A cabeça da escova assemelha-se a uma escova tradicional, mas as cerdas deslocam-se lateralmente. O que vos posso dizer é que, sem esforço nenhum, a Tri-zone faz em cerca de dois minutos algo que nunca conseguiríamos fazer com uma escova tradicional: os movimentos são tantos e tão rápidos, que os dentes ficam imaculadamente limpos.

icontrizonehead

Estou encantada! Eu pertencia ao grupo de pessoas que achava que estas preocupações eram mariquices dignas de quem não tinha mais que fazer. Balelas, minha gente! Experimentem estes métodos de qualidade extrema e depois contem-me se tenho ou não razão. Aliás, quem é que gostava de experimentar esta dupla imbatível?

Da Consulta da Boca Aberta

tumblr_me6e8kCJ571rdd58ro1_500

Como não fazem vocês outra coisa senão perguntar como correu, afinal, a consulta com a higienista oral, não posso adiar mais este assunto e está na hora de vos contar tudo. Já o devia ter feito há mais tempo, mais um bocadinho e fazia o meu post depois do regresso à consulta. Sou uma vergonha, eu sei.

Se há coisa que me orgulho de dizer é que nunca na vida tive uma cárie. Sempre fui uma menina bonita (pensava eu!), relativamente pouco amiga de doces e sempre a escovar a dentola. Desde os 10 anos, contudo, posso dizer que o dentista foi uma espécie de segunda casa graças a uma dentição demasiado precoce e grande de mais para a minha boca minúscula. Entre os 10 e os 18 anos, passei por todos os dramas dos aparelhos e dos dentes arrancados. É claro que o sorriso bonito era muito motivante, mas tinha os dentes de tal forma tortos e mal encaixados que mais tarde poderia ter dores e outros problemas. Apesar de todos os cuidados, nunca tinha ido a uma consulta de higiene oral. Com os breves esclarecimentos do dentista e os conhecimentos do senso comum que tinha, pensava que estava bem munida para uma higiene oral eficaz.

Quando a Oral-B me propôs a visita à higienista oral, aceitei sem hesitar. Sem hesitar, salvo seja! Nestas coisas da saúde e dos ensinos tenho sempre um grande receio de estar a fazer algo mal. Assim, rumei à Clínica Correia e Sousa Uva (Av. De Roma – nº 51, 2º esq.) para ser consultada pela Dra. Fátima Duarte, que para além de ser higienista clínica também é Presidente da Associação Portuguesa de Higienistas Orais. Primeiro, foi feita uma avaliação das gengivas para perceber quais eram as áreas mais sensíveis e onde havia sangramento. Eis que começou o desastre. Logo a seguir, passei pelo teste do corante, que mostra quais são as áreas da boca e dos dentes que não estão devidamente escovados. Nesta fase, entrei em pânico quando olhei para o espelho e vi o estado em que estavam os meus dentes inferiores e a parte posterior dos dentes no geral, junto às gengivas. Depois, tive direito a um polimento dos dentes. Foi-me comunicado que estava com uma gengivite. Uma gengivite! Como é que é possível? Eu, que lavo os dentes duas vezes por dia, no mínimo. Eu, que até tenho o cuidado de usar fio dentário. Para este coraçãozinho de Guida preocupada e exigente, uma gengivite soa ao mesmo que uma doença grave.

tumblr_kxet03eaOK1qb2hi0o1_400

Guida má, Guida feia, estava a escovar os dentes de uma forma incorrecta. A escovagem dos dentes deve começar sempre por um dos extremos dos maxilares, e pode ir variando. Idealmente, a escovagem começa sempre pela região anterior dos dentes e a escova deve passar junto às gengivas. Reaprendi tudo sobre a escovagem dos dentes e introduzi na minha vida a escova eléctrica Tri-Zone. Até então, tinha aversão a escovas eléctricas. Sabem porquê? Porque não as sabia utilizar devidamente. Mantive a utilização da pasta dentífrica Pro-Expert, que já utilizava desde a sua apresentação em Novembro do ano passado. Posso dizer-vos que noto uma melhoria significativa especialmente na área da sensibilidade das gengivas. Em breve, quando regressar à higienista, irei saber qual o resultado das mudanças nos meus hábitos de higiene oral. Até lá, ainda tenho algumas dissertações sobre este assunto para partilhar convosco.

14378538_14r8v

E vocês? Já visitaram algum higienista oral?