Categoria: Decoração

Querido, mudei o tapete!

tapete noc noc

O cartão de visita da nossa casa é o tapete da entrada.

Curiosidades da minha vida, sobre o meu lar: fizemos a escritura na sexta-feira 13 de Maio. Duplamente abençoado, ou quê? Em precisamente dois meses, tivemos de fazer tudo e em velocidade relâmpago. Ora, começámos as obras e limpezas a 14 de Maio, a 14 de Junho mudámo-nos definitivamente e a 14 de Julho nasceu a Teresa. Pode parecer giro, mas não teve piada nenhuma a instabilidade e a correria por que passei no fim da gravidez. O mais importante é que tudo correu bem e o essencial ficou concretizado atempadamente. Adiante!

Como devem calcular, neste período, não nos metemos com rococós e todos os aspectos de aprimorar a decoração ficaram em segundo plano. Os detalhes ficaram em stand by (nem vale a pena falar em obras de remodelação para coisas que estão boas mas não são lá muito bonitas), fomos relaxando e houve detalhes simples que nos faziam imensa confusão ao início mas que acabaram por ficar esquecidos no meio de tudo o resto.

Por exemplo, o tapete de entrada.

A sério, não queiram ver a coisa horrorosa que tínhamos à porta quando viemos para cá e que se deixou andar por ali. Queríamos muito substituí-lo, mas procurávamos algo especial (tínhamos uma ideia específica, até) e o malfadado objecto não estava assim em tão más condições que necessitasse de substituição imediata.

rascunho noc noc
Eis o belíssimo rascunho que enviei à Noc Noc.

Entretanto, conheci a Noc Noc – Tapetes com Pinta, mostrei ao Luís e começámos a namorá-los. Gostámos muito da fofura de todos os tapetes e ainda mais do facto de serem portugueses e personalizados manualmente. Ainda assim, queríamos algo tão específico que não imaginávamos que fosse exequível – Cuidado com os donos!, queríamos nós no nosso tapete e a alusão à nossa família de humanos rabugentos, da qual também faz parte a Mati, que é a nossa gata endiabrada. Assim, avisam-se logo os potenciais chatarrões que possam tocar à campainha.

Como perguntar não custa nada, fiz um rascunho para enviar à marca, a expor o que me pairava na cabeça para ver o que era possível fazer. Mal se entendia que o meu boneco era um gato, mas mesmo assim a Maria e a Matilde foram umas fofinhas – não gozaram com o meu desenho e foram cozinhar a ideia. Não imaginam como fiquei feliz quando vi o projecto que me enviaram de volta, de tão lindo que ficou! Nem eu tinha imaginado que sairia algo tão espectacular.

noc noc
O projecto que a Noc Noc fez com base no meu rascunho – merecem um prémio por aturar a chaladice de gente tonta como eu!

E ficou determinado o fim do tapete velho e feio, que foi despachado para dar lugar ao Noc Noc mais lindo de todos!

A ter em conta: o tapete fica mesmo à medida da ombreira da minha porta (duvido que existam portas mais estreitas), por isso não tenham medo que seja grande de mais; tem um revestimento anti-derrapante por baixo; a estampagem está muito bem feita e não fica esbatida com a utilização.

Dentro do que já existe ou caso tenham uma ideia genial, não perdem nada em contactar a Noc Noc para terem aquele tapete txanã à porta da vossa casa e que vai deixar todos os vossos convidados/visitantes a cobiçá-lo.

Nós ficámos encantados com o nosso tapete, que tem mesmo muita pinta ♥

A minha bola aromatizadora

bola aromatizadora

Gosto de ter a casa limpa e bem perfumada.

Gosto muito do cheiro a casa, aquele que não se compra em frasquinhos e que é um exclusivo de cada lar. Sabem? Aquele cheirinho acolhedor a conforto que nos diz que chegámos ao nosso abrigo. Não obstante, por cima deste aroma característico, gosto muito de pôr outros cheiros.

Não sou, de todo, fã de aerossóis e ambientadores de ligar à tomada. As velas são uma boa escolha, mas perigosa, especialmente com uma bebé em casa. Depois de ouvir falar tão bem das bolas aromatizadoras, decidi comprar uma na Conto de Fadas. Foi uma espécie de presente de Natal de mim para mim.

bola aromatizadora

Adorei a máquina desde o primeiro momento e posso dizer que não há um dia em que não a ligue. Optei pela bola bege de 400ml (cobre uma área de cerca de 50m²) da Boles d’Olor. Já era fã dos aromas desta marca, noutros formatos, pelo que lhe fui fiel também com os óleos que comprei para o aromatizador (todos em tamanho pequeno, para experimentar).

Quem já esteve cá em casa desde essa altura, acabou por comprar ou está a meditar na aquisição de uma bola destas. É porque são mesmo boas! A manutenção é simples: coloca-se água dentro do recipiente, deitam-se umas gotas de óleo com essência, liga-se o botão e já está. Há que ter o cuidado de desligá-la ao fim de 8h (para dar descanso ao motor) e limpar o recipiente de 2 em 2 dias.

Não consome muita energia, rende imenso e é eficaz. Acho que ainda não decidi qual é a minha essência preferida, dentro das que encomendei: adorei as de colónia infantil, mas também gostei muito da Borealis e da Nuvem. O mais engraçado é que há sempre um sonzinho relaxante de água a correr (quase como se fosse chuva) e um espectáculo de cores que mudam. Até a Teresa adora olhar para a bola!

Guida guarda-tudo a investir na descendência

caixa bebé
A caixa da Teresa, obra da Kandandus da Avó Filó.

Filho de peixe sabe nadar. Posso dizer, com orgulho, que muitos dos meus brinquedos e colecções estão guardados e em boas condições para que a Teresa possa divertir-se como eu me diverti. Quem diz brinquedos, diz roupas e bugigangas.

Da mesma forma que a Teresa herda o que é meu, eu também herdei coisas da mãe, das avós, das primas e das tias. Se está nas minhas mãos, é garantido que vai ser bem estimado. Se está em bom estado ou tem remédio, gosto de guardar.

Disse algo novo até agora?

Deixem-me acrescentar que adoro que os meus pais tenham guardado muitas recordações da minha infância (há álbuns fotográficos intermináveis, o cordão umbilical, a primeira madeixa de cabelo cortada, o primeiro desenho) e lamento pelas que se perderam. Dá para imaginar que, há coisa de 20 anos, quando nos assaltaram a casa levaram os meus dentes de leite?

Dêem-me o desafio de completar colecções, que eu aceito sem pestanejar. Especialmente se for para a minha Teresocas, e espero que ela dê o devido valor um dia e lhe ganhe o gosto. Havia coisas que queria guardar e que não são compatíveis com os típicos álbuns de bebé, e longe estava eu de imaginar que há caixas destinadas a este fim.

É certo que não cheguei a investigar muito, porque fui surpreendida pela minha vizinha e amiga Filó com a caixa que vos mostro na foto. Não é amorosa? E tem espaço para as coisinhas bonitas que queria guardar da minha menina: no interior, tem 4 caixinhas com bonequinhos em biscuit nas respectivas tampas, para guardar a pulseira da maternidade, o cordão umbilical, a primeira madeixa de cabelo e os dentinhos de leite.

É um projecto a longo prazo daqueles que vai ser delicioso rever daqui a muitos anos.

A caixa exterior é personalizável e adorei a aproximação às características físicas. Será que vai ser mesmo assim? Foi uma surpresa e pêras ♥♥♥

Achei a ideia giríssima e é uma óptima sugestão para aquelas pessoas próximas que vão ter bebés e não sabemos o que oferecer. Aliás, se espreitarem a página Kandandus da Avó Filó, o que não falta são ideias e projectos giríssimos que merecem mesmo uma visita. E eu sou da opinião que os presentes feitos à mão são muito mais bonitos!

5 Dicas para Um Quarto Impecavelmente Arrumado

Imagem recolhida do site Homify. Projecto "Quarto Natura", Muda Home Design.
Imagem recolhida do site Homify. Projecto “Quarto Natura”, Muda Home Design.

Já alguma vez sentiram que o vosso quarto se desarruma sozinho? Bem-vind@s à equipa! Aposto que este é um mal geral, especialmente se não vivem sozinhos e devem satisfações a outras pessoas. É essa a minha situação. Sou uma sortuda por ter um lar, mas não há nada mais frustrante que não ter total voto na matéria. É terrível! Resumidamente, o meu espaço está quase sempre caótico.

Confesso que me desleixei, na medida em que o que não tem remédio, remediado está. A minha prioridade não é ter um quarto digno de catálogo de decoração (hei-de chegar lá!), mas que esteja tudo arrumado de forma minimamente funcional. Neste sentido, as revistas e a Internet podem ser muito úteis para recolher ideias e ganhar alguma inspiração. Há fóruns, blogs, redes sociais como o Pinterest e até sites como o Homify, que compilam as mais variadas e preciosas dicas de decoração e arrumação, para todos os sítios que possam imaginar.

Deixo convosco cinco dicas que considero essenciais na arrumação de quartos, que tento implementar no meu, já que é pequeno e que tenho mesmo muita, muita tralha. Aposto que vou ajudar alguém com o que vou dizer a seguir!

1. Manter tudo no sítio devido – Bem sei que é difícil implementar esta medida diariamente mas, na pior das hipóteses, façam-no uma vez por semana. No mínimo! Acreditem que custa muito menos arrumar as coisas assim que as utilizamos (ou a roupa que não utilizamos, ou deixar a roupa suja no cesto) do que ter de o fazer quando já não vemos o chão do quarto. Arrumar também inclui limpar. Não se esqueçam de mudar a roupa de cama e lavar tapetes e cortinas com frequência, bem como aspirar e limpar o pó a tudo. Dica: se fizerem primeiro a cama, ficam com mais espaço para dobrar e empilhar roupas e outros objectos, facilitando a tarefa de os recolocar no sítio.

2. Ser prático e funcional – Não tem grande jeito guardar as coisas que utilizamos regularmente no fundo dos armários ou mantê-las em prateleiras práticas. Tentem arrumar tudo de forma a que o que necessitam mais frequentemente seja de fácil alcance.

Imagem retirada do Pinterest. Decoração Kate Spade.
Imagem retirada do Pinterest. Decoração Kate Spade.

3. Evitar os bibelotes – Se têm muitas coisas e pouco espaço e tempo para as arrumar, simplifiquem. Evitem o caos visual. Não abusem dos elementos decorativos, que para além de provocarem stress tal é a confusão para os nossos olhos, só complicam as nossas vidas na hora da limpeza. Se possível, apostem na decoração com tons neutros e mobílias claras, que dão a ilusão de ampliar o espaço. Façam bom uso de estantes, armários e gavetas. Dica: caso tenham muita tralha e pouca arrumação, utilizem caixas, muitas caixas. Grandes e bonitas. Nem sempre é fácil saber qual o seu conteúdo? Num local de fácil acesso, coloquem uma etiqueta que descreva sucintamente o que podem encontrar em cada caixa ou gaveta. O mesmo se aplica a fios de equipamentos electrónicos.  Tentem não encafuar só porque sim, as caixas não dispensam a vistoria regular e limpeza dos conteúdos.

4. Seleccionar – Será que aquelas revistas velhas fazem mesmo falta? Quando estiverem a arrumar os vossos quartos, pensem sempre nisto: lembram-se da última vez que utilizaram determinado item? Para que serve? Prevêem voltar a utilizar? Evitem matutar muito nos contras de se verem livres de monos. Se está estragado e guardam há muito tempo sem perspectivas de arranjo, está na hora de ir embora. Eu sei que é difícil, melhor que ninguém. Mas tentem ser selectivos nas coisas que guardam!

fliphangersfuncheaporfree

5. Organizar o roupeiro – Aposto que o guarda-roupa é uma das principais fontes de desarrumação dos vossos quartos. Procurem aplicar a regra da selecção em primeiro lugar. Truques úteis: experimentem colocar os cabides todos no mesmo sentido e pendurá-los ao contrário quando usam certa peça. Ao fim de um tempo, conseguem perceber que peças não utilizaram e, possivelmente, nem vos fazem falta; Têm gavetas ou caixas onde guardam determinada categoria de peças? Podem experimentar quardar as peças dobradas na vertical, em vez de as empilhar. Assim, é mais fácil verem o que existe e conseguem retirar uma peça sem desmanchar toda a pilha.

Têm mais dicas especiais que podem fazer milagres pelo aspecto de um quarto? Por favor, partilhem!

Alecrim aos molhos

aromatizadornativaspa

E lavanda, e baunilha. Como se não bastasse entrar-nos pelo nariz com todos os mimos corporais cheirosos a que nos habituou desde sempre, O Boticário lançou há algum tempo três variedades de aromatizadores do ambiente Nativa Spa.

O conceito não é novidade, é tão simples de utilizar como outros ambientadores semelhantes: basta abrir o frasco da fragrância (que é elegante e discreto!) e inserir os pauzinhos de madeira. Podemos colocá-lo em qualquer divisão da casa e temos um aroma agradável por muitos meses.

O meu preferido é o de alecrim, e agora no Inverno é um mimo tê-lo na casa de banho. Quanto os narizes teimam em ficar doentes, a mistura do alecrim com os vapores do banho até proporcionam um bom alívio.

É algo inesperado encontrar ambientadores em lojas conhecidas pelos seus cosméticos, mas ainda assim agradável. Só gostava que trouxessem mais fragrâncias, nomeadamente as que podemos encontrar nos restantes produtos da linha Nativa Spa. Será que inventam um de pitanga só para mim?

Guia dos Presentes Low Cost

Ou guia dos presentes para trocas comprados à última hora para portuguesas falidas. Já se sabe como é, o Natal aproxima-se, o tempo e o dinheiro rareiam e há montes de jantares, almoços, trocas e imprevistos de última hora que precisam de ser resolvidos. Ideias, aceitam-se!

Pois bem, pela saúde das vossas carteiras e para que ninguém moa os nervos a tentar lembrar-se de presentes decentes para as colegas e amigas, cá vai a minha selecção dos 10 presentes até 5€ que irão agradar, com toda a certeza, a quem os receber. Assim, ninguém declara bancarrota. E, sim, é tudo facílimo de encontrar em lojas físicas portuguesas e rapidamente se despacham da missão das compras. Espero ajudar alguém e receber as vossas sugestões, caso tenham algo a acrescentar!

Presentes Low Cost

  1. Meias Primark – Longe vão os tempos em que as meias eram feias e monótonas. Na Primark, há toneladas de meias quentinhas com padrões bonitos. E o melhor é que cada tamanho dá para uns quantos números diferentes, pelo que não deve haver grande margem de erro.
  2. Passador de Chá Ale Hop – Dá jeito, mais não seja quando estamos doentes. Estes, da Ale Hop, para além de práticos, embelezam as nossas chávenas de chá.
  3. EDT Suddenly Madame Glamour Lidl – Por falar em aromas, se a vossa presenteada tem um nariz refinado e gosta de fragrâncias como o Coco Mademoiselle da Chanel (entre outros Chypres) mas a vossa carteira não pode acompanhar esses luxos, por que não dar uma oportunidade a este perfume? Prometo que não se vão arrepender!
  4. Bálsamo Baby Lips Maybelline – À venda em qualquer hipermercado, este bálsamo labial tem dado que falar. E por bons motivos! É que consegue combinar hidratação com uma aplicação que não pesa, com sabores deliciosos, a preços mega acessíveis. Existem várias cores (o da imagem é incolor), que apenas dão um tonzinho de saúde aos lábios.
  5. Creme de Mãos Cuide-se Bem d’O Boticário – Esquisitices à parte, creme de mãos é algo que toda a gente usa. Se for bem cheiroso e eficaz, um tanto melhor. Este hidratante de Amêndoas e Baunilha chama a atenção em todo o lado pelo seu aroma delicioso e ajuda a manter as mãos em condições durante o tempo frio.
  6. Elásticos H&M – Uma opção de elásticos para o cabelo que tem sido muito badalada, e com mais pinta que os Invisibobble. Estes, para além de serem mesmo muito resistentes, também ficam bonitos como pulseiras.
  7. Elásticos Invisibobble – Também têm feito furor, e por menos de 5€ é possível encontrar pequenas caixas com 3 elásticos. Existem um pouco por todo o lado, especialmente em farmácias e parafarmácias. Agora no Natal, até existe um pack temático (o da imagem).
  8. Lanterna de dínamo Ljusa IKEA – Este é um item indispensável em casa, na mala ou no porta-luvas do carro. Nunca se sabe quando vai faltar a luz, e uma lanterna de dínamo é uma opção segura para termos sempre por perto porque não precisamos de nos preocupar com pilhas ou carregadores. Neste caso, ainda por cima, é uma lanterna cheia de estilo!
  9. Fragrâncias em Óleo – Já ouviram falar de aromaterapia? Acho que ninguém fica zangada por receber fragrâncias para o ambiente como deve ser, e a The Body Shop é rica em opções, com o bónus de sabermos que todos os produtos são feitos em conformidade com o respeito pelas comunidades.
  10. Gel Tint Essence – Mesmo quem não liga muito a maquilhagem, não dirá que não a um produto tão versátil como um tint: tanto pode ser utilizado como lip stain ou como blush, poupando tempo e espaço na bolsa. E este é tão económico, que nem parece verdade!

Natal MUJI

Com a chegada de Novembro, parece-me sempre que o tempo até ao Natal passa sempre a correr. Para que tudo corra nos conformes, sem pressa e sem imprevistos, o melhor é planear os presentes atempadamente para que não nos escapem as oportunidades perfeitas.

Sinto-me no dever de partilhar convosco algumas das sugestões da MUJI porque para além de já as ter conhecido, bem sei que pode ser complicado nos dias que correm encontrar presentes didácticos para os nossos cachopos. E, para piorar, com tantas coisas à solta no mercado e com tantas promoções, somos tentados a oferecer algo que mal estimula as crianças e sempre às cegas, porque nunca sabemos que brinquedos é que já têm.

Ah, na minha opinião muitas destas sugestões também agradam a graúdos, concordam? Há ideias para todas as carteiras, visto que os preços destas sugestões variam sensivelmente entre os 4€ e os 75€. Eu adorava receber o relógio de cuco!

Wooden_Solar_System Wooden_football_game T_shirt_toy_hippo Sumo_Champion_Skittles Soapstone_pen_holder_Elephant Scottie_Dog_Noughts_and_Crosses Patchwork_dog_charcoal Paper_sumo_kamizumo_game Origami_Set_Chiyogami Mushroom_spinning_tops Human_puzzle Felt_tree_Large Cuckoo_clock_white Cat_cookie_cutters_B Body_paints_Stencils
Blackboard_globe_snowman_tree
Sistema solar em madeira | Matraquilhos de madeira | Peluche de hipopótamo | Jogo de bowling de lutadores de sumo | Porta-lápis de pedra | Jogo do galo de scotties | Peluche de Teckel | Jogo Kamizumo de papel | Papel de origami | Peões de cogumelos | Puzzle do corpo humano em madeira | Árvore de Natal de feltro | Relógio de cuco | Moldes para biscoitos em forma de gato | Guaches corporais | Globos e árvores de ardósia

Chá Bonito

956cdd8a3f1c11e38be122000a1fcf39_8

Sendo eu uma pessoa que gosta muito de bibelots e quinquilharias, e que liga muito aos detalhes, acabo por me munir sempre de objectos que para as outras pessoas não teriam grande utilidade.

Ontem, numa visita ao IKEA, deparei-me com os passadores de chá VÅGRÄT perto da caixa de pagamento. Eu, que estava quase a celebrar sair do IKEA sem trazer nada para mim, acabei por não conseguir cometer tal proeza e lá trouxe os benditos passadores em forma de flor. Não são nada de mais, há outros passadores muito mais baratos, mas a verdade é que estes são mais bonitos e têm outro charme. E são mais fáceis de limpar, na minha opinião, do que os que têm molas, fechos e correntes.

Quem não tem cão, caça com gato. Já que é quase impossível ter chás de jasmim daqueles em que as flores que estão na chávena de chá são mesmo verdadeiras, resolve-se o assunto desta maneira.

Flamingos na Ribalta

Ainda na onda das coisas cuchi cuchi e a modos que inúteis, ando em delírio com os flamingos da Nici. Adoro bicharada e todos os anos há um animal novo na ribalta. Da minha infância, lembro-me de uma fase esquisita em que toda a gente adorava golfinhos. Ora aí está um bicho pelo qual nunca nutri grande interesse. São feios e cheiram a peixe. Os flamingos não se livram da triste sina de cheirar mal, mas são passarinhos e são cor-de-rosa. São muito bonitos!

Ainda nesta história dos bichos e da ribalta, nunca fui grande fã da Nici. É uma marca com açúcar a mais para o meu gosto e nunca adorei ursinhos pirosos. Fiquei pela fase dos Forever Friends, quando estava na primeira classe.

No outro dia, estava eu a passear quando vi peluches de flamingos da Nici, de dois tamanhos, e o porta-chaves. Esteja o porta-chaves por lá no fim da semana, que passa a ser meu! Desta feita, gostei muito do que vi.

Também havia elefantes, mas apesar de serem o meu animal preferido, achei os flamingos mais amorosos.

Logo eu, que nem tenho uma colecção gigante de porta-chaves nem nada. Logo eu, que nem tenho sítio para mais peluches – mas acredito que um flamingo ficava bem plantado no meio das almofadas que tenho ao fundo da cama.