Categoria: Cabelos

oleo

Já ando para vos falar do Óleo Extraordinário da L’Oréal Paris desde o Verão, quando o recebi para experimentar. Mais tarde, entrei numa campanha de teste do trnd, daí a foto. Não, não me armei em lambona – dei o segundo frasco a uma amiga para experimentar.

Quando o recebi inicialmente, fiquei fascinada. Para além de não estar à espera que me enviassem o óleo para experimentar, não sabia que iria chegar a Portugal por esta altura. Já tinha lido coisas muito boas sobre ele em blogs estrangeiros e tinha expectativas muito grandes. Não me decepcionei e logo na primeira utilização consegui perceber por que é que consideram o Óleo Extraordinário um irmão do Elixir Ultime da Kérastase. Se puderem, comparem-nos. As finalidades são as mesmas e, na minha opinião, o Óleo Extraordinário não é tão líquido e tem um cheiro muito mais agradável e suave. Se eu já gostava do Elixir Ultime, agora fiquei contentíssima por encontrar um óleo do mesmo género ainda melhor, mais acessível e com o mesmo aspecto luxuoso. É uma espécie de Impossível x Acessível.

Já devem estar fartas de ouvir falar do Óleo Extraordinário em tudo o que é anúncio de televisão e revistas e já devem saber que é dos produtos de cabelo mais fáceis de utilizar porque há 1001 maneiras de o fazer. É questão de verem como e quando preferem aplicá-lo. Eu gosto de o aplicar no cabelo húmido e, mais tarde, como produto final quer deixe o cabelo secar ao natural ou estique.

Este óleo é bastante versátil: promete protecção, nutrição, hidratação, mais brilho e contro do frisado sem deixar o cabelo pesado. 

Eu falo por mim, fico sem cabelinhos espetados e no geral o cabelo fica mais disciplinado. Nas pontas, nota-se muita diferença ao toque. O cheiro é um bónus, pelo menos para mim.

Quem mais já experimentou?

Resultado do Passatempo do 50º Aniversário dos Cuidados de Cabelos Philips

Como estamos em Dezembro e é mês de Natal e presentes, fiz questão de tornar os resultados de sorteios e passatempos uma prioridade aqui no blog. Noutras circunstâncias, poderia ter demorado mais a conferir entradas e respostas. Vá, digamos que também fiquei um bocadinho triste. Quando há sorteios, toda a gente participa e tenho milhentas participações para conferir. Como pedi que escrevessem algo, pareceu que estava a pedir uma tese de mestrado. Houve menos de 40 participações, mas não faz mal. É da maneira que há mais hipóteses para quem se empenhou!

Assim sendo quem ganhou o Passatempo do 50º Aniversário de Cuidados de Cabelo Philips foi a Nádia Pereira, que respondeu à questão colocada (Qual seria o presente de aniversário ideal para uma senhora de 50 anos? Justifique.) da seguinte forma:

 Era mesmo este alisador da Philips, a minha querida mãe, assim como a Philips, vai fazer 50 anos no próximo dia 1 de Dezembro, e o que os belos caracóis dela iam adorar este alisador, para poderem descansar um bocadinho 🙂

Compreendo perfeitamente, porque a Guida de 22 e a Guida de 53 anos cá em casa também não se importavam nada de ganhar o prémio do passatempo. Também temos umas certas neuras com os caracóis, especialmente a Guida mais velha.

Vou entrar em contacto para email para que o Alisador Philips Salon Straight&Curl 2 em 1 HP8345, com um PVP aproximado de 54,99€, possa ser enviado.

Passatempo do 50º Aniversário de Cuidados de Cabelo Philips

A nossa amiga Philips, que já se tem aliado à Guida por diversas vezes, está uma senhora. Existem várias áreas de produtos Philips, mas uma das que mais nos interessa (que somos vaidosas e gostamos de estar sempre bonitas e imaculadas) prende-se com os Cuidados de Cabelo e fez agora 50 anos. Há celebração de aniversário (a marca está a colaborar com 50 blogs portugueses) e a Guida faz parte da festa. O que é bom é que quem ganha os presentes são os leitores!

Assim sendo, a Philips e a Guida têm para vos oferecer o novo Alisador Philips Salon Straight&Curl 2 em 1, HP8345 com um PVP aproximado de 54,99€. Sim, trata-se de um ferro alisador de óptima qualidade que permite não só alisar o cabelo mas também fazer ondulações muito giras dignas de estrela de cinema. Tudo sem danificar os cabelos, graças ao tratamento iónico (que faz com que o cabelo fique mais brilhante e sem frisado), às placas cerâmicas SilkySmooth (ajuda a deixar o cabelo duas vezes mais suave) e dado que dá para regular a temperatura de forma adequada ao nosso cabelo. O formato das placas importa, e estas são curvas para que as ondas e caracóis fiquem definidos e macios.

Querem ganhar este presente? Se eu pudesse, ficava com ele para mim, mas não pode ser. Por isso, para poderem habilitar-se a ficar com o Salon Straight&Curl 2 em 1 eu e a Philips queremos que nos digam: qual seria o presente de aniversário ideal para uma senhora de 50 anos? É claro que vão ter de justificar, e é claro que há regras:

  • O passatempo estará no ar até ao fim do dia 30 de Novembro de 2012 e serão aceites participações de Portugal Continental e Ilhas;
  • Assim que for conhecid@ @ vencedor@ do sorteio, será feito contacto por email e terá de haver resposta num espaço de dois dias úteis;
  • A entrega do prémio é feita pela Philips, sendo necessário o nome, morada e telemóvel d@ vencedor@;
  • Para participar, têm de gostar do blogue A Guida É que Sabe e da página Philips Beleza no Facebook;
  • Depois, basta preencherem o formulário abaixo com a vossa participação, o vosso nome, email e link do perfil utilizado para gostar do blogue e da página da Philips no Facebook (não se preocupem, ninguém terá acesso aos vossos dados) na caixa abaixo;
  • @ vencedor@ será escolhid@ pela originalidade da resposta.

Fico à espera das vossas sugestões!

10 de Novembro

Já que vocês gostam de bisbilhotar os favoritos dentro dos produtos que estão a uso e eu acredito que isto pode ser útil para decidir uma possível compra – eu também gosto de ver este tipo de posts – imponho agora os 10 mais como um assunto regular cá do blog. Não há outra maneira, que já vi que há receptividade da vossa parte e eu gosto de vos deixar satisfeit@s. Comprometo-me também a assegurar que ao longo do mês verão revisões de cada um dos produtos do top e a deixar os links posteriormente, para que os tops não dêem posts gigantes e aborrecidos.

Com esta deixa, apresento-vos o top 10 deste mês.

  • Kit How to Look the Best at Everything, Benefit
  • Tea Tree Pore Minimizer, The Body Shop – post aqui
  • Lok & Blok, Sabino – post aqui
  • Óleo Extraordinário, L’Oréal – post aqui
  • Esponja Beauty Blender – post aqui
  • Pincel 201, Argent Makeup – post aqui
  • Base ColorStay, Revlon
  • Lacquer Rouge RD 305, Shiseido – post aqui
  • Batom Vampire, Beauty UK – post aqui
  • Base Ideal Dual Powder, Artistry – post aqui

Desta feita, foi pelo bem da saúde do cabelo. Aproveitei uns vales de desconto que o DeluxeDay tem no Facebook e fui fazer uma visita à Manuela, a cabeleireira do spa. Estas coisas não se dizem mas sei que nos dias que correm é difícil encontrar bons cabeleireiros a preços acessíveis em Lisboa e por isso digo-vos que no total paguei 28€.

Foi dia de mais um corte de cabelo. Como podem ver, não ficou assim tão curto. Tive um rasgo de lucidez e não o cortei à joãozinho. Como a cor também não estava nada famosa, voltei a insistir no preto e vamos ver se desta vez se mantém como deve ser. Pelo menos, já o lavei uma vez e está intacto.

Só de olhar para as fotografias (especialmente do antes), fico com vontade de chorar. O que é que me passou pela cabeça quando quis ficar ruiva? Agora que aprendi a lição, resta-me tratar o cabelo com muito amor e carinho e não entrar em mais aventuras. Vou deixá-lo crescer preto e ir cortando as pontas até me livrar de todo o cabelo estragado, embora já tenha estado bem pior (como o mantenho quase sempre liso, vai-se mantendo com um aspecto razoável).

A minha visita ao DeluxeDay não se limitou aos cabelos, mas o que mais se passou fica para depois embora já tenha publicado uma foto ou duas no Facebook.

No passado dia 28 de Setembro, a Guida esteve presente na inauguração do Carapinha Chic, um salão de beleza multi-étnico do grupo angolano Cristal que abriu na Avenida Almirante Reis, nº 60 (bem perto da estação de metro dos Anjos). Este evento marca o começo dos investimentos da Cristal em Portugal e promete muita coisa boa.

O salão é um luxo e foi decorado com muito bom gosto. Estão disponíveis não só os serviços de cabeleireiro mas também manicure/pedicure, massagens, entre outros.

Os clientes podem também fazer as suas compras de beleza no Carapinha Chic, pois estão ao dispor marcas como a Kérastase, L’Oréal Professionnel, Tangle Teezer, Iman ou a Comfort Zone.

Dado que tanto eu como boa parte das pessoas que me são mais chegadas temos cabelos predominantemente secos e encaracolados, fiquei bastante feliz com esta inauguração. Não é qualquer profissional que consegue tratar bem dos nossos cabelos e é bom saber que, finalmente, mesmo no meio de Lisboa, existe um sítio onde nos podemos dirigir com a certeza de que vamos ter o tratamento mais adequado às nossas necessidades e aos nossos gostos. Afinal, como apregoa a Carapinha Chic, “respeitamos as suas raízes”.

Foi há coisa de três semanas que surgiu o convite por parte da Ivone, dona do Spa, a propósito de uma conversa sobre chá no Facebook e é claro que eu não podia recusar.

Parti do centro de Lisboa rumo ao Prior Velho e, apesar de não conhecer bem o sítio, encontrei o DeluxeDay com relativa facilidade. Os habitantes da zona não souberam informar-me convenientemente, mas agora sei dizer-vos que é fácil chegar lá a partir da Seaside gigante que, de qualquer forma, era a única coisa que eu conhecia na localidade (visto que há muitos anos atrás, antes de haver Seaside em tudo o que é sítio, a mais próxima de mim era aquela).

Fui bastante bem recebida pela Manuela, que é a cabeleireira do DeluxeDay, e restantes funcionárias. Conheci todos os espaços e senti-me imediatamente em casa. O espaço da recepção é muito acolhedor, com bastantes detalhes e bibelotes (adoro!) e com a área da loja de cosméticos. Os restantes espaços têm nomes de artistas, e posso mostrar-vos todos eles se vocês assim o desejarem. É importante salientar que o espaço do spa propriamente dito (onde funcionam a sauna, massagens e outros tratamentos semelhantes) estão num ambiente bastante diferente, com menos luz natural e com elementos visuais bastante mais calmantes.

Não tardou muito até ser encaminhada para a sala Shakira, onde experimentei um tratamento de pressoterapia. Estava muito curiosa com esta técnica, e apesar de saber que os melhores efeitos só se verificam com sessões frequentes, a verdade é que no fim da sessão tinha as pernas mais leves.

Falei da conversa do chá, não foi? De seguida, tive direito ao meu chá e a mini-queques. Imaginem que, mais tarde, fiquei deliciada com os serviços de chá que estão expostos no spa.

Chegou então o momento de tratar dos cabelos. Fiz uma máscara de hidratação (bem que o meu cabelo precisa destas intervenções!) e brushing. A Manuela ainda fez o grande favor de me acertar a franja, que já cobria os olhos.

Todo o meu percurso foi feito na companhia das mascotes do DeluxeDay (o Kiss e da Ryca, e o Kiko, que apareceu mais tarde). No fim, ainda trouxe uma série de mimos para casa. Não imaginam como agradeço tudo, do fundo do coração, à Ivone e ao pessoal do DeluxeDay Spa! Devia haver tardes assim todas as semanas.

Em breve, planeio voltar lá. Ainda por cima, há vales de desconto muito apelativos no Facebook e podem ser utilizados até ao final deste ano.

Na passada terça-feira, a Guida deslocou-se ao Hotel Corinthia Lisboa a convite da Garnier para desvendar uma surpresa.

Em muito boa companhia, como é típico neste tipo de eventos, foi apresentada a coloração Castanho Violino 4.26 da linha Garnier Nutrisse, a cor escolhida pela actriz Diana Chaves que surpreendeu toda a gente com a sua aparição de cabelos morenos. Na minha opinião, fica mais favorecida assim do que loira. Mais jovem, talvez.

Tive de ir a correr experimentar. Este foi o pretexto ideal para assumir que já não estou de férias e que a cor do meu cabelo precisava de ser tratada (voltei ao cabelo preto quase a meio de Agosto, mas a cor saiu toda durante o tempo de praia). Confesso que tive receio de duas coisas: nunca tinha utilizado colorações de supermercado (à excepção de umas tintas temporárias quando tinha 15 anos) graças à fama pouco amigável que lhes atribuem e normalmente fujo de todas as tinhas cujo nome inclui “violino”. Roxo-avermelhado-acastanhado-rosado não é coisa para mim, dizia eu. Mas se tinha a prova viva de que a cor era amigável à minha frente, se ficava bem à Diana Chaves, por que é que não havia de resultar comigo (também, sou pouco ambiciosa, leia-se com litros de ironia!).

E lá me aventurei. Acredito que as instruções sejam semelhantes com outras tintas, pelo que não me vou alongar. Cumpri tudo à risca e não podia ter ficado mais satisfeita com o resultado inicial. A cor ficou brilhante e fiel ao que se pretendia. O cabelo ficou muito macio, leve e solto. Não notei que o processo tenha sido agressivo, muito pelo contrário. Na lavagem após a coloração, o cabelo não ficou mais áspero, o que costuma acontecer com outras colorações. O produto de nutrição do kit deu o toque final e quando saí do banho foi como se tivesse cabelo novo.

Mais logo, mostro o resultado para quem ainda não viu no Facebook.