Gostando eu de cores bizarras de maquilhagem mas não tendo prática nem paciência para me dedicar ao assunto e a melhorar uma série de aspectos relacionados com a capacidade desenrascanço, primo pela descoberta de instrumentos e formas de conseguir fazer tudo o que vejo e acho bonito, de preferência sem perder muito tempo.
Um dos complementos que gosto e tenho vindo a utilizar é a purpurina: na medida certa, faz toda a diferença por um visual e eu cá gosto mesmo de a usar para acompanhar ou mesmo substituir uma sombra de olhos.
Tenho aprendido vários truques fantásticos para ajudar na fixação e posso contar que tenho uma caixa cheia de purpurinas de todas as cores que possam imaginar. Até tenho de várias texturas, vejam bem, dentro daquilo a que se pode chamar purpurina!
Contudo, como eu costumo dizer, até com cuidado os brilhantes podem ser tipo herpes (nojinho!): surge num lado, espalha-se e não nos conseguimos ver livres do assunto. Não conseguimos ter muito controlo sobre a purpurina.
Não conseguíamos, digo eu! Não sei se já era conhecido por aí, mas só há pouco tempo é que descobri que havia um pincel da Sephora cuja função é precisamente depositar purpurina nas pálpebras sem sarilhos. Nada de purpurina fora do sítio, promessa de Guida! O pincel cumpre mesmo o propósito a que se destina.
Se não conhecem e gostam de brilhantes, ou se simplesmente querem um pincel engraçado para completar as vossas colecções, investiguem! Parece a esponjinha normal das sombras, só que é de silicone.

2 comments on “Cara de Quem Caiu no Frasco da Purpurina – Nunca Mais!

Deixar uma resposta