risqué homem

Ora, pensa uma pessoa que adquire uma base fosca e que passa a ter um acabamento mate nos vernizes e o que é que traz, afinal? Uma bela bodega.

Estou a falar da Base Fosca da Risqué, da linha Homem.

Corri mundos e fundos para a encontrar e quando finalmente consigo trazê-la para casa descubro que afinal não presta. Ok, não é tão brilhante como as restantes bases, mas ainda assim dizer que é fosca é uma grande aldrabice.

Quando a adquiri, tive que ir a correr experimentar. Passei como base, com um verniz por cima. Resultado? O mesmo brilho de sempre.

Hoje, agorinha mesmo, decidi experimentar passá-la por cima do verniz de cor. Primeira camada? Nada. Segunda camada? Nada. O brilho é o mesmo que o do verniz só por si, sem top.

Não foi cara, é certo, mas já que pagamos queremos ver resultados, não é?

E a Risqué até é uma marca das mais razoáveis de vernizes que por aí andam (podia ter mais durabilidade, mas enfim).

Regresso agora a esta opção manhosa…

P.S. a 26.Setembro.2009 – Antes que voltem a pôr em causa a minha capacidade de ler e de interpretar, e para que não arranjem mais enganos, na minha terra fosco é um adjectivo que se atribui a algo que não tem brilho, que não é transparente, com efeito embaciado. Como tal, a partir do momento em que leio na embalagem do verniz que se trata de uma base FOSCA espero que esta não tenha qualquer tipo de brilho.

Quem o utilizou pode constatar que não é o que acontece…

Pelos vistos, não há aqui qualquer tipo de mal entendido da minha parte quanto ao objectivo do verniz.

P.P.S. a 29.Setembro.2009 – Nem sei para que me dou ao trabalho, mas para quem não gosta de consultar dicionários, mate é sinónimo de fosco.

Pelos vistos não é a Guida que tem má vontade ou que não sabe reconhecer que não tem razão. A Guida tem idade suficiente para saber ler. Já certas pessoas que não dão a cara, preferem bater no ceguinho e sem razão (até um miúdo de seis anos sabe ler rótulos, sim?) na área de comentários sem dar um email válido para resposta, acham que sim. Qualquer idade é boa para se ter juízo – e esse eu tenho.

Espero que o assunto fique por aqui. Como a Guida é que sabe, a partir de agora há moderação e censura, para o bem do blogue. Anónimos? Ou coisa que o valha sem contacto para resposta? Para fazer comentários destrutivos e sem nexo ou justificação? No way, not anymore, nunca mais. Fica muito feio, é como termos paredes riscadas ou pastilha elástica colada ao chão.

Lamento, mas não consegui mesmo ficar calada.

33 comments on “Reprovada: Base Fosca da Risqué”

  1. Esta base não deixa fosco mesmo…só é bom para os homens mesmo, mas para matificar não serve.
    O da Esie disseram que é ótimo, ainda não testei.
    bjs
    Ci

  2. Ci: é mesmo publicidade enganosa ;_; Sim, o da Essie tem reviews bons na Net! O problema é que por cá não se vende, temos que encomendar na Internet, nem sempre compensa :

    Beijinho

  3. não é publicidade enganosa Guida, tu é que não percebest o objetcivo dessa base… não é servir de base ou top coat doutros vernizes para os tornar baços… é unciamente para ser usado por homens, para ficarem com as unhas bonitas, mas não brilhantes, à sra. é para ser utilizada só, sem verniz por cima, para um efeito de unha cuidada.

  4. Anónimo: Muito bem, mas lá porque tem um objectivo não quer dizer que não sirva para outras coisas. Para homens ou não, creio que ainda sei ler e na etiqueta diz que é uma base fosca. Isto de fosco não tem nada :S

    Beijinho

  5. Anónimo: Esqueci-me ainda de dizer que a maior parte das pessoas que compram o verniz nem sequer é da ala masculina, visto que continuam a ter vergonha de o usar. E as mulheres que o compram é pelos mesmos motivos que eu, creio! Por isso, sim, é publicidade enganosa. Deviam esclarecer MUITO BEM na embalagem o efeito que o verniz confere.

    Beijinho

  6. Tb estou à procura de uma base matizante. Mas queria aquelas de passar sobre o esmalte. Aqui no Brasil são impossíveis de achar! Talvez só cheguem qdo a 'tendência' acabar!
    Qto ao lacinho, é fácil!! Faz um e depois mostra! 😀
    Beijinhos e ótimo finde!

  7. Ni: Vergonha porque é brilhante. E não têm diferença nenhuma em relação a esta base, como pude constatar. E sim, esperemos que lancem algo em breve 😀

    Anónimo: Nem por isso :

    Gata: Base sem brilho, fosca? Nop, não faz o que propõe. É brilhante. Para mim, base fosca diz tudo. E não é o que esta faz :S

    Renata: Aqui também não existem! Quer dizer, até dá para encontrar, mas são caras ;_;

    Beijinho

  8. eu uso risqué porque adoro a variedade de cores, acho mesmo giras. não sou muito de pintar as unhas mas pronto, pelo menos nas outras gosto! e confesso, não sou menina de bases de verniz (eu sei que faço mal, eu sei) 😡

  9. Soraia: Nem se pode dizer que seja uma discussão, ora, eu sei o que está escrito no rótulo 😛 Este verniz não serve para o seu amigo. No rótulo diz que é uma base fosca, mas não é esse o resultado. Na Internet há boas alternativas, só que não ficam tão em conta :

    Beijinho

  10. A discussão entre a Ni e a Guida deve-se ao facto da primeira não ter percebido que a Guida reclama que a informação na etiqueta não é verosímil. A Guida queixa-se que o tal verniz dá brilho, ao contrário do efeito fosco esperado, não é? Penso que a Ni percebeu o oposto, que a Guida queria que desse brilho.

    Mas também eu fiquei baralhada, sem perceber afinal se a Guida diz que a base é fosca ou brilhante. Após ler os comentários, penso que percebi. Corrija-me se estiver enganada, por favor, pois se o verniz for mesmo fosco dará muito jeito a um amigo meu que é guitarrista e necessita das unhas fortes mas sem brilhos. Obrigada.

    Soraia

  11. Soraia: Pois, não querem saber de "mariquices" para nada 😛 De facto, diz-se muito bem da Mavala. Só que também não é lá muito acessível. Melhor do que qualquer dica caseira, sim, a Mavala! Se souber de mais alguma coisa dou o apito cá no blogue 🙂

    Beijinho

  12. Não queria usar o termo discussão no sentido negativo. 🙂

    Obrigada pela resposta. O meu amigo continuará a usar um dos produtos Mavala que lhe ofereço, porque se não for eu… Ai estes homens…

    Soraia

  13. Guidinha, tu que sabes tudo!
    Sabes um sitio mesmo fixe fixe para comprar papel origami (bom, bonito e barato) na bela Lisboa?!
    Precisava mesmo de fazer umas coisinhas em origami mas falta o papel e não me apetece mandar vir pela net.

    beijinhos*

  14. Inês: Epá, acho que estás com azar 😛 Pela altura da FIA (em Julho) andei a informar-me e em Lisboa não há nada disso. Quanto muito, encontrarias no Porto na Kuri Kuri, segundo me disseram. No entanto, a Ana (http://anaencarnacao.blogspot.com) que faz trabalhos lindos (não só em origami), aconselhou-me este site: http://www.roze.uk

    Ah, disse também que o melhor era escolher as imitações de papel Washi, que são mais baratas (o que não quer dizer que sejam mesmo baratas, porque não são) e consegues encontrar coisas giras à mesma. Havemos de fazer uma petição para trazerem papel deste para Lisboa eheh 😛

    Diana: Eu costumo comprar no Espaço Saúde, parafarmácia existente em alguns supermercados Continente 🙂 Aqui perto de mim sei que há, e tens autocarros que partem do Campo Grande, em menos de meia hora consegues pôr-te no Continente de Loures ou no Loureshopping 😉

    Beijinho

  15. Eu isso nunca experimentei. Mas adoro os vernizes Risqué. Acho que têm uma optimo relação qualidade/preço, encontram-se em todo o lado (vivam os chineses!) e têm imensas cores e lindas 😀

  16. Cat: Então fica pelas bases do costume que esta não traz nada de novo 😛 Realmente, para o preço deles nem podemos exigir mais 🙂 Eu acho que falta um rosa-pastilha e um menta (não é aquele verde manhoso que anda por aí e toda a gente adora, é aquele menta gelado, meio cor de água, sabes?). Há-de chegar 😛

    Beijinho

  17. Anónimo: Também coloquei essa questão, os prós do Origami disseram-me que não : Em último caso, o que dá para fazer é pegar em folhas coloridas ou de papel de lustro e cortá-las do tamanho que se quer. É claro que para certos trabalhos não dá…

    Beijinho

  18. Por acaso já vi esse à venda mas não me 'atraiu'. Trouxe o endurecedor de unhas, e para já não me queixo… normalmente começam a lascar por camadas, dá-me uns nervos 😛

  19. Patrícia: A mim atraiu porque já a procurava há meses, mas nunca tinha lido sequer uma crítica! Ora, estás a ver eu feita criança triste porque o brinquedo não funciona?…

    As minhas unhas começaram a ficar assim também, creio que é por usar mais verniz do que devia. A ver se paro por uns tempos, assim descubro logo o culpado 😛

    Beijinho

  20. Olá!
    Estava a navegar no teu blog e deparei-me com este post.
    Ontem chegou a minha encomenda do e-bay, um Essie Matte About You!
    Weeee! Já o experimentei, logo podes ver fotos no meu blog.
    É assim, pelo que tenho lido em blogs, este Essie é óptimo para dar um acabamento fosco (ou matte, como quiserem chamar). Um semelhante ao Matte About You em termos de qualidade, só se for um da Big Universo, mas esta marca que eu saiba só está no Brasil.
    Como já disse, eu mandei vir o Essie dos EUA e não chegou a 8 euros já com despesas de envio. Teria feito melhor negócio se tivesse mandado vir uma data deles, mas mesmo assim, acho que compensou. Aquilo parece magia quando o fosco surge, muahahah!
    Como opção, tens vernizes que já vêm foscos. Para mim a Manglaze é o máximo. Eu tenho a cor preta Death Tar. Só que fica mais caro…
    Kiss

  21. Trinca-Espinhas: Olha, já estive mais longe de comprar um desses vernizes! Agradeço o testemunho e vou já espreitar o teu blogue 🙂 Quanto à ManGlaze, está para breve uma surpresa por estas bandas, penso eu 😉

    Beijinho

    • Hoje em dia começo a acreditar que mesmo dentro da gama dos vernizes coloridos, muitos deles ficam muito abaixo das expectativas de quem os utiliza. Ou são muito líquidos, ou são muito espessos. Noutras vezes são pouco pigmentados, alguns descascam com muita facilidade. Tenho de dar uma limpeza na minha gaveta.

  22. sim, tive imensos vernizes da riské e cada cor/versão, a sua sentença…
    Até agora ainda não me desiludi com nenhum dos da H&M.
    O vermelho da “Minnie” e o azul céu da Hello Kitty que comprei na H&M continuam a ser dos meus favoritos <3

        • Acho que fui aprendendo que mais vale pagar mais mas ter algo bom do que coleccionar coisas muito baratas que não nos deixam satisfeitas. Especialmente no caso dos vernizes, e os Risqué nem são os mais baratos mesmo assim. Vou experimentar usar os que tenho com umas bases novas, a ver se tenho melhores resultados. É claro que gosto de pechinchas, mas já cheguei à conclusão que ser só barato não serve. Há pechinchas que saem caras! Vou ver mesmo se experimento os da H&M, lá embalagens bonitas têm eles.

Deixar uma resposta