comment

Sim, ainda sobre a transparência. Encontrei o comentário da imagem acima num post d’A Garota de Ipanema, durante a minha leitura habitual. Tento estar atenta ao que se diz sobre o blog, porque me preocupo muito com a opinião de quem por aqui passa. Gosto de saber o que os meus leitores pensam, e não gosto de enganos. Assim sendo, e para que fique mesmo tudo claro, preto no branco, sem áreas cinzentas pelo meio, sinto-me na obrigação de me defender (do quê?). Se já tinham ficado esclarecidos anteriormente e acham que vou escrever mais do mesmo, não se ralem e voltem cá depois, que não precisam (nem eu quero tornar-me aborrecida) de ler este post.

Vamos por partes. Não tem qualquer tipo de vontade de pôr rodapé nenhum no blogue ou coisa. Hã? Por que é que haveria de “pôr rodapés” nos meus posts? Quando for pertinente fazê-lo, não se preocupem, que não vai falhar. Entretanto, continuo firme na minha opinião de que tanta publicidade faço ao que compro como ao que recebo, e que o importante aqui é que haja honestidade. Nunca, em tempo algum, irão comprar a minha opinião. Por isso, nunca, em tempo algum, vos irei impingir o que quer que seja que não me agrade. Publicidade encapotada. Encapotada, onde? Continuo a dizer, os meus leitores não são tolos nenhuns. Se forem, e se souberem que são, talvez esteja na altura de reverem alguns conceitos. Se vais lá, 90% do que é postado foi dado que todo o mundo sabe. Ainda bem que todo o mundo sabe, que só reforça a minha opinião de que não precisamos de rodapés. Ah, quanto aos 90%, nunca pensei muito nesse assunto, mas posso afirmar com toda a certeza que de tudo o que me dão, possivelmente só uns 10% é que aparecem cá no blog ou noutras redes sociais. Por n motivos, nenhum deles relacionado com subornos ou algo que se assemelhe. A propósito, já vos ocorreu que há bloggers que têm a felicidade de receber apoio por parte de marcas e empresas das quais já era consumidora e gostava genuinamente? Não são todas, mas eu sou uma delas. A sério. Ela é contra borlas e aquilo é o emprego dela, palavras da mesma. Com certeza, e acho que é prestigiante batalhar pelo reconhecimento dos blogs. E, mais uma vez, afirmo que a honestidade tem de estar acima de tudo. Para que conste, sobre esta questão, há muitas formas de ganhar dinheiro com um blog. Não concluam que, se este blog é o meu emprego, falo porque me pagam para falar. Eu sei que as notícias só nos dão conta de cunhocracias e desvianços nalgumas classes de grande peso na representação do nosso país, e que injustiças e faltas de ética são algo presente em todo o lado, mas aqui não há disso.

Não é por manter esta posição relativamente aos conteúdos do blog que deixo de ser honesta e transparente. A pessoa que fez este comentário rematou com algo do género “qualquer dia, deixo de ler blogs” e só me resta sugerir-lhe que não o faça. Blogs há muitos e, reforço, nem todos são iguais. Há que separar o trigo do joio e colher só aquilo que nos interessa. No que me compete, continuarei a fazer o meu melhor e espero que saibam que estou ao vosso dispor para esclarecer quaisquer dúvidas que (ainda) pairem no ar. Enviem-me comentários, mensagens, emails… A sério! Eu não mordo, e acho que é muito importante comunicar.

7 comments on “Ainda Sobre a Transparência

  1. Concordo imenso ! Eu no meu caso , anuncio sempre as parecerias que tenho , por isso , se depois vêm post’s sobre certa marca ou produto é porque me foi oferecido .

    E muitas vezes nos próprios textos , consegue-se ver se a blogger comprou ou não o produto.

  2. LOL. Se calhar a pessoa precisa é de ler o que se passa lá fora.
    Sinceramente, eu acho bem que vocês recebam coisas para testar e informações do relações públicas. Só quero é opiniões. Tem piada, anda meio mundo atrás de quem ganha dinheiro com a publicidade do blog e com quem tem relações com os PR das marcas, mas atrás de quem publicita e recebe porcaria – and you know what I mean – ninguém anda nem nem ninguém faz nada.
    Ganhas dinheiro com a publicidade do blogue? Fico feliz. Recebes as novidades das marcas? Optimo, passai para cá as informações sobre as mesmas.
    Se por ventura sentirem que não gostam da opinião ou que não se sentem bem, existe um X no canto direito do monitor e um motor de busca chamado google.

  3. Ainda bem que existe publicidade nos blogs, quer sejam os produtos comprados pelas blogger ou enviados através de parcerias.
    Quer escrevam por gosto, por obrigação ou simplesmente porque sim, o produto é exposto ás vezes acompanhado de uma opinião, sincera ou não, somente a pessoa é que sabe, e assim se conhece marcas, produtos, descontos o que quer que seja, cabe somente ao leitor se leva tal post em consideração ou pelo o contrario ignora totalmente.
    Como leitora , a mim não me aquece nem me arrefece que os produtos sejam oferecidos ás bloggers, se aquilo que mostram é de qualidade, é algo que com certeza terei em pensamento.
    Posso dizer que foi graças a certos blogs como este que conheci a loja do Boticário, antes passava e nem dava nada pela a loja em questão mas após tantos comentários deste e de outros blogs, giros e simpaticos, já olho duas vezes lá para dentro. Ainda não ganhei coragem para lá entrar e observar tudo porem um dia lá chegarei! 🙂

  4. A questão não é se ganham ou não em publicidade. A questão é de quem ler, saber por a+b se um produto foi adquirido ou oferecido. A opinião pode ser sempre sincera, mas se ofereceram o produto a uma bloger que fala dele, enquanto leitor eu tenho o direito a ter acesso a essa informação, para depois decidir se considero ou não a opinião honesta.

    • Continuamos na mesma! Nunca menti sobre a proveniência dos produtos. Só há menção a compras quando elas são feitas, e mesmo aí não gosto de empregar o termo. Será que tenho o dever de descriminar aqui o que compro ou deixo de comprar? Pois! Antes de ser blogger, sou leitora e é com base nessa experiência que faço as coisas desta maneira. E consigo distinguir bem a honestidade e isenção (ou falta delas) nos artigos que leio… Continuo a dizer, não somos tolos. Mas pode haver quem discorde, compreendo! 🙂

      • Acho que nem toda a gente é capaz de perceber isso, com todas as pessoas… no meu trabalho já me apercebi que há pessoas que não conseguem perceber coisas que parecem claríssimas e tem que se “escarrapachar” tudo para perceberem…só por isso é que acho que deve ser dito, porque são essas pessoas que vão achar sempre que foram enganadas!

  5. Olá Guida! Sigo o teu blog já há algum tempo mas nunca comentei. Agora decidi comentar porque acho importante todas as opiniões e, felicito-te pela honestidade e abertura em receberes todos os comentários.
    É óbvio que toda a gente sabe que certos produtos são oferecidos às blogers mas, tenham paciência, ninguém tem nada a ver com isso; se lhes oferecem, óptimo para quem recebe… sinceramente não entendo o porquê de tanta “polémica”. Eu não sou bloger, sigo imensos blogs e, é claro que detesto quando abro três ou quatro blogs e todos, mas mesmo todos no mesmo dia estão a fazer “review” dos mesmos produtos pq foram todos enviados na mesma altura para todas e algumas opiniões são quase passadas a papel químico, detesto e deixo automaticamente de seguir esses blogues; faço-o sem pestanejar porque deixo pura e simplesmente de confiar na opinião “sincera” dessas pessoas, é usualmente que são muitas ao mesmo tempo a dizer maravilhas, as mesmas maravilhas do mesmo produto…mas lá está, quando isso acontece simplesmente deixo de seguir o/os blogues, não vale a pena fazer drama disso…quem é verdadeiramente honesto continuará a ser, quem não é, pois terá que lidar com a sua própria consciência (se a tiver) e nós leitores só temos que gostar e ler ou detestar e deixar de ler.
    beijinhos

Deixar uma resposta