base fond de teint accord perfect l'oreal loreal paris portugal swatch review resenha makeup maquilhagem

Há quase um mês, recebi para experimentar um produto reformulado que prometia maravilhas.

É a base Accord Perfect da L’Oréal Paris.

No que diz respeito às bases de maquilhagem, apesar de ficar facilmente servida na paleta de tons, sou cada vez mais exigente e desconfio sempre do que está ao nosso alcance no supermercado.

Contudo, estava muito curiosa com este (re)lançamento:

Primeiro, porque tenho experimentado várias bases da família L’Oréal, acessíveis em hipermercados e perfumarias, que têm sido boas surpresas (há uns anos atrás, seria impensável para mim arriscar);

Depois, porque a conversa em torno da Accord Perfect tem sido muita e muito boa (bem se sabe que nem sempre o que é bom para os outros é bom para nós, mas o bichinho da curiosidade fica connosco).

Durante as últimas três semanas, empenhei-me em testar esta base promissora de diversas maneiras, e estou pronta a dar a minha opinião. N

uma primeira abordagem, é importante referir que estão disponíveis 9 tonalidades desta base e a minha é a D5-W5 Golden Sand.

Uma das propostas da Accord Perfect é que a escolha da cor da base seja facilitada, sendo garantido que estes 9 tons se vão adaptar a todas as mulheres portuguesas independente do seu subtom.

Quis ver, num teste rápido, se é mesmo verdade, e o facto é que a cor se adaptou tanto a mim como à minha mãe (que habitualmente usa bases de tonalidades mais “quentes” que as minhas).

Neste teste, deu para atestar a veracidade de outras promessas propostas: a fluidez do produto, que facilita a sua aplicação, e a leveza conjugada com o poder de hidratação.

Para mim poderia não fazer grande diferença, mas a minha mãe tem a pele muito seca e quase qualquer outra base que eu utilize teria ficado artificial e provavelmente seria desconfortável para ela.

Se a base funcionou bem na pele da tua mãe, que é seca, como é que se comporta com peles mistas/oleosas?

Este foi um dos aspectos que me impressionou na base: à excepção de dias de maior calor/muito movimento, em que precisei de retoques, não necessitei sequer de usar pó compacto.

Teria resultado num acabamento mais perfeito, mas longe do essencial.

Na minha opinião, esta base poderia facilmente encaixar-se no grupo dos hidratantes com cor, embora tenha mais cobertura do que é habitual nessa categoria de produtos.

75% da sua constituição é hidratante (o que faz com que nos dias de preguiça eu a tenha aplicado logo a seguir ao tónico, sem qualquer desconforto ou sem que a pele mostrasse desequilíbrios) e é tão (ou mais) leve e fluida.

Durante as minhas semanas de teste, várias foram as pessoas que me perguntaram que produtos estava a usar na cara, porque tinha a pele bonita, luminosa e uniforme, sem que parecesse que estava a usar base.

A cobertura é leve, mas é a suficiente (para mim) para o dia-a-dia. Tipicamente, não costumo usar correctores de imperfeições (acho dispensável), mas reconheço que por vezes acabo por transparecer algum cansaço.

A Accord Perfect dá um jeitinho neste problema, graças às micropartículas luminosas que estão na sua constituição – são muito discretas, não se notam na aplicação, mas fazem toda a diferença na iluminação do rosto.

Só lhe encontrei dois “senãos”: não tem FPS e o frasco é de vidro, e embora não seja assim tão desastrada, temo pelo destino trágico da base se um dia cair ao chão.

Dentro do que está disponível habitualmente nos nossos hipermercados, provavelmente esta é a base que melhor se adequa às necessidades da mulher portuguesa no geral, com uma margem de erro na escolha diminuída.

P.S. – Alertaram-me para o facto de, afinal, a base Accord Perfect ter FPS 17. Vá-se lá perceber, este tipo de informação deveria estar bem visível, mas neste caso está bem escondido no rótulo traseiro do frasco, em letras pequenas.

4 comments on “Le Teint Accord Perfect – L’Oréal Paris”

    • Há bases de acabamento “dewy” que realmente acabam por funcionar muito mal na pele oleosa, mas não foi o caso desta. Funde-se muito bem com a pele e não fica mega brilhante, e o melhor é que aguenta bem durante o dia 🙂

      Beijinhos

  1. eu ando e sémpre a cata para sessoes é de bases sem spf ou quase nulo.

    Essa eu tenho visto e gostado das reviews tenho de a ir testar se conseguir.

Deixar uma resposta