Imagem “roubada” à Camila

Já tinha falado de unhas por aqui e referido a existência de um tal verniz mate, feito a pensar em homens (mas que também pode ser usado pelas meninas e até fica muito bem), mas que não encontro em lado nenhum. Parece que não fui a única a gostar da ideia e a Camila, que tem boas ideias e de quem eu já tinha falado, decidiu engenhocar e inventar um verniz mate caseiro. Ora então, o que é que é preciso?

1. Peguem num verniz qualquer que queiram que tenha acabamento fosco. Eu aconselho-vos a usarem vernizes velhos, meios gastos e pegajosos, porque se der para o torto pelo menos não deitaram dinheiro para o lixo e assim têm espaço para deitar o resto das coisas lá para dentro.
2. A Camila usou três partes de pó de talco para uma de farinha Maizena, mas disse que se calhar ficava melhor com menos talco e mais Maizena. Foi o que fiz, pus quantidades sensivelmente iguais. Para meterem os vossos pózinhos mágicos no frasco de verniz, façam um canudo com uma folha de papel, tipo funil, aberto na ponta. É fácil!
3. Rolem, agitem, mexam. O vosso verniz está pronto! Confiram os resultados da Camila:

Imagem “roubada” à Camila
Ok, agora vem a parte gira da coisa. Não fazia grande questão de encontrar vernizes mate, até porque gosto muito deles a brilhar e sei que ia dar pouco uso ao fosco. No entanto, e como já tinha dito, os homens também têm que andar com as unhas bonitas e isso pode incluir o uso de verniz, apesar de achar que o brilho é meio “amaricado”.
O meu homem roía as unhas e eu proibi-o de o fazer (e ele obedeceu sem refilar!), até o obriguei a deixar crescer minimamente as unhas para as limar e poder começar a tratar delas como deve ser (vá, já estão propícias ao cultivo de rabanetes, mas a culpa não é minha! Ele não tem corta-unhas e eu não me lembro). Roedor que é roedor, começa a ter unhas lascadas e marcadas e, por isso (válido para o resto da ala masculina), não faz mal nenhum usar verniz para reverter essas maldades todas. Peguei num frasco de verniz base que estava quase a ir para o lixo, velho, gasto e peganhento e decidi fazer a experiência. E funciona! Faz o efeito pretendido, ficou mais soft do que na foto, pelo que é mais discreto e o único senão é o facto de alterar a cor (experimentei por cima do meu verniz vermelho), apesar de pensar que isso se deve ao facto de a própria base não ser transparente, visto que nem o verniz da Camila mudou de cor.
Isto não invalida umas bela pinceladas nas unhas do rapaz e para além de ser uma alternativa ao verniz Homem, que não há por aqui à venda, também é mais barato, sem dúvida.

Aventurem-se e mostrem-me os resultados!

9 comments on “”

  1. Verniz com maizena? Se puseres um bocadinho de açúcar e um "cheirinho" a canela, então é que vais ver o "gajo" a roer as unhas e a chupar no dedo, como quem chupa o pau do gelado ahahah.

    Beijinho

  2. S*: Ainda bem que gostas! Bem, é tão bom podermos fazer as nossas coisas ^^

    Inês: Garras de águia ficam bem é coloridas, não gostas mesmo? 🙁

    O dono do blog: Sem comentário 😛

    Beijinho

  3. Isso faz um efeito tão diferente! Parece que pintaram as unhas com tinta de areia 😛 É giro!
    Por acaso vinha numa dessas revistas cor de rosa uma pequena reportagem de um salão de beleza na Reboleira(acho eu), em que as unhas das senhoras são tratadas por um rapazito ainda novo. E ele assume que também trata das suas próprias unhas. Engraçado =)

    P.S.: Tu não gostas mesmo de peixe? Ai que ser humano estranho!

  4. Patrícia: Sim, parece que voltámos ao infantário e metemos as mãos no balde da tinta! Fica bonito e é bom para os homens começarem a ter cuidado sem que andem com as unhas reluzentes.

    Bem, eu quando quero penteados diferentes ou bijutaria de alumínio, peço ao meu primo que ele é que entende disso. E também sabe escolher roupa para mim e indicar tons de maquilhagem! Não vejo mal nisso, acho muito bem que os meninos sejam multitask. Se eu tivesse que fazer a barba ao meu homem ou apertar-lhe a gravata, que remédio, lá teria que me desenrascar. E não piava!

    E não, não gosto de peixe. É mais por causa das espinhas, peles e ervinhas e temperos. Gosto de atum, bacalhau à brás, com grão ou com natas, dourada (se ma arranjarem marcha!), salmão e espadarte se for em bifes. Sou muito estranha com a comida!

    Beijinho

Deixar uma resposta